Editora

Lançamento do e-book "Pelos caminhos de Portugal"

Lançamento do e-book
Mais imagens

“Pelos Caminhos de Portugal” relata as experiências vividas pelos autores fora do Brasil no tempo em que desenvolveram sua formação acadêmica. Em meio às atividades acadêmicas e diante das muitas possibilidades de conhecer novos lugares o grupo de estudantes decidiu registrar suas memórias recentes, transforamando-as em e-book. Trata-se de um convite aos leitores que têm em seus horizontes o desejo de realizar uma viagem de estudos.

O lançamento fará parte d programação do Seminário do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unesc, e ocorre hoje, a partir das 13h30, no Auditório Edson Rodrigues, sala 19 do bloco P.

Por: Aline Demboski 23 de maio de 2019 às 11:01
Compartilhar Comente

Lançamento de livro reforça movimento de internacionalização na Unesc

Lançamento de livro reforça movimento de internacionalização na Unesc
Publicação lançada nesta quarta-feira (22/5) foi produzida em parceria entre profissionais da Unesc e da Universidade de Santiago de Compostela (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

O segundo dia do 3º Seminário de Educação, Conhecimento e Processos Educativos, evento do PPGE (Programa de Pós-Graduação em Educação) da Unesc, contou com o lançamento oficial do livro “Educação: Partilhando e Ampliando Audiências, Resistências e Repertórios”. Organizado em parceria entre os professores Antônio Serafim Pereira, da Unesc, e Miguel Anxo Santos Rego, da Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha, o livro representa mais um passo no trabalho em prol da internacionalização da Universidade.

A publicação, concretizada por meio do Protocolo de Cooperação Internacional entre as Universidades, conta com dez capítulos de 22 docentes pesquisadores, 11 brasileiros, 9 espanhóis e duas argentinas. O conteúdo é dividido em três temáticas principais: “Fundamentos teóricos epistemológicos e metodológicos atinentes a processos educativos; Educação, Identidade e Interculturalidade; e Formação, gestão e avaliação de/em processos educacionais.

De acordo com Miguel Anxo Santos Rego, o momento é especial para agradecer o colega Antônio pelo convite e incentivo para publicarem o livro e pela forma calorosa como o Brasil e a Unesc o recebem mais uma vez. “Além disso, agradeço a todos que prestigiaram o lançamento. Ter uma sala praticamente cheia para o lançamento de um livro não é algo muito comum nos nossos países da Europa. Fico muito feliz em ver como aqui existem eventos desse tipo que reúnem estudantes, colegas, pessoas e até mesmo aqueles de fora da Universidade. Isso é muito gratificante”, salientou.

Para Antônio Serafim Pereira, o livro é fruto de partilha e solidariedade interna que fez com que o grupo se tornasse maior. “Essa publicação nos fez evoluir de forma individual e coletiva. Nós precisamos fazer com que obras dessa natureza sejam colocadas em prática em mais oportunidades. É um exercício que não podemos perder de vista”, destacou também.

Conforme o coordenador do PPGE, Carlos Renato Carola, esta data marca a consolidação da política de internacionalização, elencada como uma das prioridades do Programa e da Universidade. “Além disso, nosso objetivo também é conquistar a Espanha. Desta vez com outras armas. Por meio da lógica do diálogo, por livros, por partilhar ideias comuns e, por meio destas nossas interações, contribuir para construir um mundo melhor, com mais paz, respeito, democracia e solidariedade”, acrescentou de forma descontraída.

O Seminário conta com três eixos de pesquisa: “Educação e Produção do Conhecimento nos Processos Pedagógicos”, “Formação e Gestão em Processos Educativos e Educação”; e “Linguagem e Memória”, e segue até esta quinta-feira (23/5).

Confira o nome dos docentes que colaboraram com a publicação:

Agustín Godás Otero

Alex Sander da Silva

Alexandre Sotelino Losada

André Cechinel

Angela Cristina Di Palma Back

Antonio Serafim Pereira

Carlos Renato Carola

Christian Muleka Mwewa

Francisco Xabier Cernadas Ríos

Gabriela Dolores Míguez Salina

Gladir da Silva Cabral

Graziela Fátima Giacomazzo

Janine Moreira

José Eugenio Rodríguez Fernández

Julia María Crespo Comesaña

Leticia López-Castro

Lidia Marta Fernández

María Alicia Villagra

Miguel Anxo Santos Rego

Paula Outón Oviedo

Rafael Rodrigo Mueller

Ricardo Luiz de Bittencourt

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 22 de maio de 2019 às 18:16
Compartilhar Comente

Lançamento do livro "Educação: partilhando e ampliando audiências, resistências e repertórios"

Lançamento do livro
Mais imagens

E EdiUnesc e o PPGE convidam para o lançamento da obra organizada pelos professores doutores Antônio Serafim Pereira e Miguel Anxo Santos Rego. Este livro emerge do movimento/desejo de seus autores de partilhar e ampliar entre si audiências, resistências e repertórios nos contextos em que estão inseridos – locais, nacionais e internacionais – no âmbito da educação, condizentes com teorias, processos, políticas, práticas docentes e investigativas, entre outras questões relevantes na área. Primordialmente, provém da disposição para romper fronteiras pessoais e coletivas imediatas consoantes aos aspectos mencionados ou a outros que poderão ser entrevistos por seus leitores. Afinal, fronteiras existem para serem ameaçadas/questionadas e, por conseguinte, oferecer-nos possibilidades de espaços diversos em que se possa praticar, fundamentalmente, o pensamento alternativo, intercultural, decolonial e, portanto, emancipatório.

Por: Aline Demboski 22 de maio de 2019 às 10:01
Compartilhar Comente

EdiUnesc lança três livros nesta terça-feira

A EdiUnesc e o Programa de Pós-Graduação em Educação convidam para os lançamentos que ocorrerão amanhã (21/05), a partir das 13h30, no Auditório Edson Rodrigues, sala 19 do bloco P.

O livro "Educação e experiência estética: desencantamento do conceito educativo", é de autoria do professor doutor, Alex Sander da Silva, que é uma adaptação da sua tese de doutorado, que aborda o encontro entre educação e filosofia, a fim de demonstrar que a filosofia está ao alcance de todos, estando bem próximos aos nossos interesses cotidianos, sendo muito mais familiar do que pensamos. E quando falamos da relação entre filosofia e educação isso não é diferente.  Este livro quer buscar um elo produtivo dos desafios diários como educadores e da experiência formativa nesse encontro entre educação e filosofia. E podemos iniciar este encontro a partir de uma pergunta fundamenta: o que é educação? Esta é uma pergunta que resiste a respostas uniformes, unívocas e predeterminadas. Mesmo assim, pensar sobre a educação ainda nos mobiliza a reflexão sobre o sentido do “educar” no mundo contemporâneo.     

Alex Sander também é organizador do livro "Educação, estética e experiência: entre saberes e práticas na contemporaneidade", juntamente com Luzia Batista de Oliveira Silva. A obra trata-se de uma coletânea, que é resultado de diálogo no âmbito da educação superior e do Ensino Fundamental e Médio, da fomentação de ideias, observações, debates, discursos e diálogos e da participação dos pesquisadores em Congressos Nacionais e Internacionais. Por isso, conta com uma vasta produção e criação crítico-reflexiva de docentes e discentes em diversos programas de educação no Brasil, com a participação de doze pesquisadores em nove capítulos.     

Já o livro "Formação humana na sociedade do espetáculo" é organizado pelos professores doutores André Cechinel e Rafael Rodrigo Mueller, que reuniram um conjunto de textos capazes de questionar aspectos fundamentais do funcionamento do nosso mundo educacional e de arrancar cada leitor da sua zona de conforto.

Guy Debord foi um homem extraordinário com um profundo respeito pela vida ordinária. A releitura de sua obra produz estupefação: como foi possível a um homem mergulhado no seu tempo ver com tanta clareza as estruturas do sistema e as suas contradições? O que revela profundamente Debord? Que a “sociedade não canta os homens e suas armas, mas as mercadorias e suas paixões”. Este livro desvela engrenagens. A sala de aula não pode se transformar numa mercadoria regida pela lógica do espetáculo para o qual não existe aluno, mas cliente ou consumidor.

Contestar o espetáculo em 2018 não significa necessariamente negar o prazer da cultura de massa. Implica, porém, uma visão de mundo que não se conforme com a falsa unificação das consciências. Este livro coeso certamente ajudará a compreender os desdobramentos do espetacular no último meio século. Debord vive. E nós? Vivemos diretamente ou sucumbimos ao simulacro da representação?       

Por: Aline Demboski 20 de maio de 2019 às 14:02
Compartilhar Comente

Unesc recebe maior Encontro de Economia Catarinense

Unesc recebe maior Encontro de Economia Catarinense
Evento reúne pesquisadores, estudantes e profissionais de economia de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

O conhecimento pulsa de forma ainda mais intensa na Unesc nesta quinta e sexta-feira (9 e 10/5), dias em que são realizadas na Universidade as atividades do 13º Encontro de Economia Catarinense. O evento reúne pesquisadores, estudantes e profissionais de economia e áreas afins para debater assuntos em torno do tema "Transformações no Mundo do Trabalho". Na primeira noite de evento, além da abertura oficial com palestra sobre o tema principal, os participantes puderam conferir de perto o lançamento da obra “Características Econômicas e Sociais de Santa Catarina no Limiar do Século XXI”.

O evento é realizado pela Apec (Associação de Pesquisadores em Economia Catarinense), em parceria com o PPGDS (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico) da Unesc e o curso de Ciências Econômicas da Unesc, que em 2019 completa 20 anos de história.

No total, até a noite de sexta-feira, o Encontro contará com três conferências e 20 mesas-redondas com a apresentação de mais de 100 de trabalhos, além do lançamento do livro e da última edição da Revista Catarinense de Economia (RCE). Confira aqui a programação completa.

Ao dar as boas-vindas a todos os participantes que prestigiam o evento, a pró-reitora Acadêmica, Indianara Reynaud Toreti, destacou a importância da produção de conhecimento para o desenvolvimento do Estado e do país. “Sabendo disso, receber um evento que agrega tantas universidades, que com certeza auxiliam nesse desenvolvimento, é muito satisfatório. Diante da situação em que nos encontramos, em que a questão dos recursos para a educação nos causa grande preocupação, é importante ainda que possamos discutir também esse assunto e buscar rumos e estratégias para que consigamos continuar contribuindo nesse cenário”, destacou.

Lançamento da noite

A obra editada pela EdiUnesc e lançada nesta quinta-feira, intitulada como “Características Econômicas e Sociais de Santa Catarina no Limiar do Século XXI”, dos organizadores: Silvio F. Cário, José Antonio Nicolau, Luiz Carlos de Carvalho Júnior e Norton Flores Bropé, trata-se de uma compilação de estudos relevantes para o processo de planejamento de ações governamentais destinadas à superação das diferenças regionais e da melhoria dos indicadores.

Conforme o principal organizador do livro, Silvio Flores, presente para lançar oficialmente a obra, esse é o fruto de um intenso trabalho de pesquisa encomendado para que resultasse em plano de estado. “Foi um ano e meio em que trabalhamos sistematicamente, ouvimos duas mil pessoas, fizemos 18 workshops na capital, além de oito em outras cidades de Santa Catarina, tudo para fazer um mapeamento com dados atualizados da realidade socioeconomicamente catarinense”, explicou.

A obra será disponibilizada de forma gratuita no site da editora em aproximadamente dez dias.

Palestra de abertura

Trazendo todo o seu conhecimento no que diz respeito às transformações no mundo do trabalho, o professor doutor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), José Dari Krein, foi o responsável pela palestra da noite desta quinta-feira no Encontro. Sua fala foi mediada pelo professor doutor Alcides Goularti Filho, representante da Apec.

Para José, o fato de o evento levar como tema o foco do seu estudo, a transformação no mundo do trabalho, é motivo de muito orgulho, em especial por ser um encontro de tamanha relevância para toda a sociedade. “Chegamos neste 13ª Encontro com a intenção de continuar mobilizando as universidades, os grupos de pesquisa, os pesquisadores, para discutir as especificidades da economia brasileira e isso, por si só, é sempre muito importante. Essa mobilização contribui não só para compartilhar conhecimento e a partir disso avançar na reflexão, mas também contribui para pensar e refletir sobre os problemas que estão colocados do ponto de vista econômico para a sociedade catarinense e brasileira”, salientou.

Conforme o palestrante, sua fala parte do princípio de que as transformações no mundo do trabalho de fato são muito profundas, mas elas não são inexoráveis e completamente definidas pelo novo padrão tecnológico. “Existe, por exemplo, uma previsão de que até 2021 sete milhões de empregos serão eliminados pela introdução das novas tecnologias. É verdade que estamos vivendo mudanças, mas não é verdade absoluta porque ao mesmo tempo que se elimina empregos e alguns setores, se cria empregos em outros setores. No entanto, a definição das ocupações que se cria dentro da sociedade é muito determinada como a forma que se dinamiza a economia e por outras opções políticas existentes na sociedade”, completa.

Mayara Cardoso -  Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 09 de maio de 2019 às 22:03
Compartilhar Comente