Editora

SCT: Unesc realiza mais uma edição do Lançamento Coletivo de Livros

SCT: Unesc realiza mais uma edição do Lançamento Coletivo de Livros
Foram apresentadas ao público três obras, oportunizando o trabalho de pesquisadores autores da Universidade (Foto: Leonardo Ferreira) Mais imagens

A promoção do conhecimento é uma das premissas de atuação da Unesc, uma Universidade avaliada com nota Máxima pelo MEC (Ministério da Educação). Dentro da Instituição, iniciativas e setores contribuem para que se cumpra com excelência este objetivo. Entre estes atores deste empenho coletivo está a EdiUnesc (Editora da Unesc), que na tarde desta sexta-feira (30/10) realizou mais um Lançamento Coletivo de Livros.

Proposto dentro da 11ª Semana de Ciência e Tecnologia, que em 2020 está sendo virtual, três obras foram apresentadas ao público, com o objetivo de dar a visibilidade ao trabalho realizado por pesquisadores, organizadores e autores. “A EdiUnesc se aproxima dos 20 anos e tem passado por transformações, que possibilitaram atingir públicos que antes não eram vislumbrados. Este movimento é fruto de parcerias e colaborações, diante de um compromisso com a Universidade e com autores e pesquisadores empenhados na disseminação e construção de conhecimento”, evidenciou o editor chefe da EdiUnesc, Dimas de Oliveira Estevam.

Ganharam visibilidade os trabalhos:

  • Mundos do Trabalho em Santa Catarina – obra organizada por João Henrique Zanelatto e Giovana Ilka Jacinto Salvaro e escrita por Ana Claudia Figueiredo, Antônio Luiz Miranda, Paulo Mandelli, Carlos Renato Carola, Gabriela Salibi, Gilvan Felipe Teixeira de França, Geovani Felipe, Giovan Mazuco, Isadora Farias Espindola, Luiz Figueiredo, Patrícia Mariano, Rafael Muller, Raquel de Souza Felício, Ricardo Lara, Tiago da Silva Soares e Thiago Coelho.
     
  • Migrar é um Direito Humano: dia de acolhimento para migrantes – obra organizada por João Henrique Zanelatto e Michele Cardoso. São professores supervisores Simone Silva, Tatiane Virtuoso e Varli Chagas. Também contribuíram os estudantes bolsistas Evelin Ramos, Maria Eduarda Pereira, Tatiana Teixeira, Elizandro Cardoso, Beatriz Casagrande, Bruna da Silva Limas, Humberto Lopes Neto, Isadora Rodrigues, Jessica Mendes, John Maciel, Laís Santana, Natanael Castanha, Nicolas Lima, Samira Rampinelli, Christina Trombim, Vilma Oliveira e Douglas Vaz.
  • Serviço de Atendimento em Família Acolhedora: a tempestade passa e a vida continua – obra dos autores Luis Claiton Medeiros Ehlers e Jacks Soratto.

​Além das obras lançadas nesta sexta-feira, o Lançamento Coletivo de Livros se repetiu outras vezes na programação da Semana de Ciência e Tecnologia, um evento realizado pela Unesc e tem patrocínio do Crea/SC (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina); apoio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina) e da empresa Biozenthi. 


Vinculados à Universidade, são parceiros a Itec.in, ADITT (Agência de Desenvolvimento, Inovação e Transferência de Tecnologia), Instituto de Idiomas, Núcleo de Empreendedorismo, NIT (Núcleo de Inovação e Tecnologia), Observatório de Desenvolvimento Socioeconômico e Inovação e Neab (Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas). A parceira externa ficou por conta da DRIN - Inovação e Negócios, Comitê de Implantação do Centro de Inovação de Criciúma, Prefeitura Municipal de Criciúma e a Câmara Municipal de Criciúma. 

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

30 de outubro de 2020 às 16:09
Compartilhar Comente

Unesc organiza e-book com experiências e impressões sobre a Covid-19

Unesc organiza e-book com experiências e impressões sobre a Covid-19
Livro digital foi organizado por professores do Mestrado em Saúde Coletiva da Universidade (Foto: Divulgação) Mais imagens

A Unesc está na reta final dos trabalhos do e-book “Interfaces da Covid-19”, uma obra que contará com a contribuição de mais de 60 autores, entre professores e estudantes da Universidade. Organizado por docentes do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSCol), o livro digital vai trazer os fatos, cenas e impressões sociais sobre a pandemia do novo coronavírus, traduzidos em textos dissertativos e poéticos e fotos e deve ser lançado no final de outubro.

Os trabalhos para o e-book foram selecionados por meio de uma chamada temática, em um edital organizado pelos professores do PPGSCol, Luciane Bisognin Ceretta, Cristiane Damiani Tomasi e Jacks Soratto. A seleção foi realizada “às cegas” por pareceristas externos, apreciada pelo PPGSCol e ratificada pelo Conselho Editorial da Editora Unesc.

Segundo Soratto, o e-book contará com 49 textos e 17 fotografias que expressam concepções, experiências e arte, apresentadas com criticidade e sensibilidade as situações do cotidiano, deixando mais nítido as movimentações que aconteceram no campo teórico, acadêmico, social e político desse “novo normal”.

Para Cristiane, a característica multifatorial da pandemia nos convida a apresentar olhares multifacetados. “Os escritos e as imagens traduzem as dificuldades encontradas para manutenção da vida e superação da condição isolante que boa parte da população mundial vivenciou e está vivenciando, mas também reportam a capacidade de reinvenção daquilo que outrora nunca foi modificado”, afirma.

Confira os autores selecionados 

Milena Nandi – Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

15 de setembro de 2020 às 14:25
Compartilhar Comente

Juliano Giassi Goularti fala sobre tema do seu livro em podcast

Juliano Giassi Goularti fala sobre tema do seu livro em podcast
Mais imagens

No livro "Política fiscal e desoneração tributária no Brasil", publicado recentemente pela EdiUnesc em parceria com a editora Insular, de autoria do doutor em Economia, Juliano Giassi Goularti demonstra a dimensão da injustiça tributária brasileira, que torna-se gritante a partir de seus estudos sobre as políticas de desoneração fiscal aplicadas no país nos últimos cinquenta anos. A obra evidencia como empresários utilizam as desonerações fiscais para reduzir custos de produção e ampliar a margem de lucro, sem investir no país, muito menos gerar empregos. 

A Revista Le Monde Diplomatique Brasil publicou uma entrevista com Goularti, em que o doutor comenta sobre a análise das ações governamentais de incentivo fiscal de 1966 a 2018. Para ouvir a entrevista, acesse o podcast, que faz parte do episódio #81 do Guilhotina, da revista.

Por: fonte: Revista Le Monde Diplomatique Brasil 01 de setembro de 2020 às 15:32
Compartilhar Comente

Livro lançado com contribuição da Editora Unesc aponta processos e mecanismos tributários brasileiros que causam desigualdades

Livro lançado com contribuição da Editora Unesc aponta processos e mecanismos tributários brasileiros que causam desigualdades
Obra foi escrita pelo doutor em Desenvolvimento Econômico Juliano Giassi Goularti Mais imagens

Desigualdades tributária, social, de renda e outros mecanismos transformaram o Brasil em um paraíso fiscal para os mais ricos. Este é o pensamento trazido pelo doutor em Desenvolvimento Econômico Juliano Giassi Goularti, na obra “Política fiscal e desoneração tributária no Brasil”, com lançamento marcado para sexta-feira (7/8). Com os carimbos da Editora Insular e da Editora Unesc, o trabalho será apresentado online.

Conforme o autor, donos de grande capital e a elite de profissionais de alta renda são favorecidos quando o assunto são os impostos sobre bens e serviços, deixando a maior parte da contribuição para aqueles menos favorecidos.

Ao longo da obra, Goularti destaca aspectos como o pobre consumir o que ganha para sobreviver, e pagar proporcionalmente mais impostos do que o rico. A explicação fica ainda evidente quando é analisado o Imposto de Renda desses indivíduos, dos assalariados, de 5 mil reais e donos de fortunas milionárias. O proprietário do maior capital logo leva vantagens sobre lucros e dividendos, assim como os profissionais que vendem serviços como pessoas jurídicas. O mesmo ocorre com as isenções fiscais e tributárias.

Para participar do lançamento e dialogar com o autor, os interessados podem acessar o evento via Google Meet. Clique aqui

Conheça Goulart

Autor e coautor de diversas obras, Giassi Goularti é doutor em Desenvolvimento Econômico pelo Instituto de Economia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), membro da APEC (Associação de Pesquisadores em Economia Catarinense), do CEDE (Centro de Estudos de Desenvolvimento Econômico) do Instituto de Economia da UNICAMP e da ABPHE (Associação Brasileira de Pesquisadores em História Econômica).

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

04 de agosto de 2020 às 13:13
Compartilhar Comente

Dicas para tempos de distanciamento no e-book Nossa rotina mudou

Dicas para tempos de distanciamento no e-book Nossa rotina mudou
Mais imagens

Apresentamos o e-book "Nossa rotina mudou: Um guia para tempos de distanciamento", que trata de demosntrar opções  para este período de isolamento social.

A obra, organizada pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSCol) da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) apresenta algumas estratégias que possam auxiliar neste período, como refletir sobre a vida que temos e vivemos, apresenta informações sobre alimentação, atividades físicas, jogos e brincadeiras para as crianças, bem como orienta sobre a organização do espaço de trabalho. Além disso, você poderá aproveitar para conhecer museus da UNESC e espaços que permitem passeios virtuais voltados a conhecimentos gerais; estabelecer ou reestabelecer contatos com amigos e familiares; e fazer novas conexões, aumentando sua rede de contatos, nossas vidas estão passando por um processo de transformação, e lidar com essa mudança é algo de grande complexidade para todos.

De forma muito abrupta, passamos de um período de relações coletivas presenciais no ambiente de trabalho ou em nossa vida social para uma realidade em que levamos todo o trabalho, ou grande parte dele, para nossa casa. Cada um de nós tem uma rotina diferente, por isso, alinhar todas as exigências diárias aos componentes familiares, as quais possuem objetivos, dinâmicas e logísticas diferentes, em um mesmo espaço físico, em muitos casos bem limitado, é um desafio. O ambiente doméstico passou a agregar um conjunto de atividades, sejam elas relacionadas ao trabalho, à escola, à atividade física, sejam elas relacionadas às informações sobre o cenário que nos mantém em isolamento. Gostaríamos de ter uma receita, um guia, que pudéssemos seguir para resolver todas as nossas necessidades. Mas, na verdade, não temos um direcionamento preciso do que fazer. 

Acesse a obra no link: http://www.unesc.net/portal/capa/index/300/12673

03 de agosto de 2020 às 10:37
Compartilhar Comente