AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Culto ecumênico convida à reflexão sobre o papel do professor

Culto ecumênico convida à reflexão sobre o papel do professor
Evento ocorreu nesta quinta-feira (11/10) em alusão ao Dia do professor (Fotos: Vitor Netto/Janine Limas) Mais imagens

Um momento de reflexão e de paz interior. Assim foi o culto ecumênico que ocorreu na tarde desta quinta-feira (11/10) na Unesc. O evento fez alusão ao dia do professor, comemorado na segunda-feira (15/10). Corpo docente e colaboradores puderam tirar um momento de reflexão, com a participação do padre Maike, do Seminário do Rogacionista do Papa Pio XV, pela representante da doutrina espírita, Makeli Machado, e do pastor Jader Dutra, e teve como tema principal “Ciência e espiritualidade: Jesus o grande professor”.

De acordo com a reitora, Luciane Bisognin Ceretta, o momento é de reflexão. “Um momento de parar um minuto e pensar no nosso trabalho, no trabalho que realizamos na formação de nossos alunos, no nosso papel na vida dos nossos acadêmicos”, enfatiza.

Segundo o vice-reitor, Daniel Preve, entre as bases de nossa Universidade, também estão os docentes. “Queremos agradecer vocês, pois vocês ajudam a mover e a crescer, nos ajudam a fazer o dia a dia da nossa Universidade. Aqui é um momento de difundir a cultura de paz”, respalda.

A mediação do Culto foi realizada pelo coordenador do Ânima da Unesc, João Batanolli. Para ele, a reflexão faz com que saímos do nosso local de conforto. “Queremos refletir trazendo o conhecimento para dentro da nossa Universidade”, comenta.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto 11 de outubro de 2018 às 21:34
Compartilhar Comente

Unidade do Cejusc é instalada na Unesc

Unidade do Cejusc é instalada na Unesc
Centro é a terceira unidade instalado pelo TJSC em Criciúma (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

A Unesc e o TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) instalaram oficialmente a terceira unidade do Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania) da comarca de Criciúma em evento realizado na tarde desta quinta-feira (11/10). O Centro tem o objetivo de solucionar conflitos jurisdicionais antes de chegar ao meio judiciário. Ele está situado no Bloco C da Universidade.

De acordo com a reitora, Luciane Bisognin Ceretta, o Centro traz novas oportunidades para a Universidade. “É uma oportunidade de que nossos acadêmicos possam aprender e participar dessa nova perspectiva de formação do Direito, através das atividades realizadas pelo Cejusc”, comenta.

Segundo com a diretora do Foro e da 1ª Vara da Fazenda Pública de Criciúma, juíza Eliza Maria Strapazzon, o Centro é uma forma de auxílio ao cidadão e aprendizado aos alunos de Direito. “Temos confiança no trabalho que será realizado, na contribuição de todos que irão unir esforços para prestar serviços de qualidade para a comunidade e desde já agradecemos o empenho e dedicação dos que se envolveram para a instalação desta unidade”, destaca.

A coordenadora da coordenadoria Estadual do Sistema de Juizados Especiais e do Nupemec (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos) do TJ, desembargadora Janice Goulart Garcia Ubialli, o Cejusc e o curso de Direto possam resultar em grandes interlocuções. “É uma nova forma de fazer justiça e, com isso, há uma responsabilidade muito grande em preparar esse aluno, e a Universidade tem um papel importante nesse processo, pois é ali que será formado esse profissional”, respalda.

De acordo com o coordenador do Curso de Direito da Unesc, João Carlos Medeiros Rodrigues Júnior, o tratamento através da conciliação tem ganhado espaço na profissão. “É uma possibilidade para formar conciliadores, formar alunos que possam trabalhar na solução através do diálogo, ou seja, mais um serviço da Unesc prestado para a comunidade”, comenta.

No encontro, a desembargadora recebeu uma homenagem da Unesc. O vice-reitor, Daniel Preve, a pró-reitora acadêmica, Indianara Reynaud Toreti, e a coordenadora adjunta do curso de Direto, Márcia Piazza, participaram do encontro.

Colaboração: Fernanda de Maman

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto 11 de outubro de 2018 às 21:12
Compartilhar Comente

Pesquisadores do LAPIS participam de evento de Arqueologia no Paraná

Pesquisadores do LAPIS participam de evento de Arqueologia no Paraná
Evento contou com simpósios, mesas redondas e conferências apresentações orais e pôsteres (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Os pesquisadores do Lapis (Laboratório de Arqueologia Pedro Ignácio Schmitz), ligado ao PPGCA (Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais) da Unesc, participaram do 11º Encontro do Núcleo Regional Sul da Sociedade de Arqueologia Brasileira, que ocorreu de segunda a quinta-feira (08 a 11/10) na UFPR (Universidade Federal do Paraná), em Curitiba, e teve como tema “Arqueologia, ação e coletividades”.

O encontro da SAB-Sul (Sociedade de Arqueologia Brasileira – Núcleo Regional Sul) ocorre bienalmente e tem como objetivo congregar pesquisadores, estudantes, profissionais e demais interessados na área da Arqueologia, atuando como espaço de divulgação de resultados, comunicação de trabalhos em andamento, propostas e discussões teóricas e metodológicas.

De acordo com o coordenador do Lapis, Juliano Bitencourt Campos, o encontro é um momento de promoção e difusão dos resultados das pesquisas, das ações de salvaguarda e de difusão do conhecimento em torno do patrimônio arqueológico. “A partir do tema, objetiva-se discutir não apenas as mais recentes pesquisas arqueológicas na região sul do Brasil e suas conexões, mas colocar em pauta questões relacionadas à profissionalização, à formação e à ética dos profissionais, o diálogo com a sociedade, os avanços em termos de métodos e técnicas e os resultados obtidos com as pesquisas”, comenta.

Além disso, o encontro também serviu para o compartilhamento de conhecimento. “De pensar a ciência arqueológica de forma colaborativa, em maior interação entre os processos educativos, culturais e científicos, articulando de forma indissociável o ensino, a pesquisa e a extensão”, acrescenta.

O evento contou com simpósios, mesas redondas e conferências apresentações orais e pôsteres. Entre as mesas redondas, esteve a do coordenador, em parceria com dra. Neli Terezinha Galarce Machado (Univates), mediada pela dra. Dione da Rocha Bandeira (Univille).

Além disso, o evento contou com trabalhos apresentados por pesquisadores da Unesc:  “As famílias botânicas no Cotidiano Guarani”, de Giovana Cadorin Votre; Francisco Silva Noelli; Marcos Cesar Pereira Santos, Diego Pavei, Juliano Bitencourt Campos. “Zooarqueologia do Sambaqui Lagoa dos Freitas (SC-ARA-030): dados preliminares”, de Diego Dias Pavei; Caroline Borges; Marcos Cesar Pereira Santos, Juliano Bitencourt Campos. e “Contribuição da geoarqueologia para o estudo de sítios antigos da área da Volta Grande, Alto Rio Uruguai, Sul do Brasil: morfoestratigrafia, geocronologia e sequência arqueológica da Foz do Rio Chapecó”, de Marcos César Pereira Santos; Mirian Carbonera; Antoine Lourdeau

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

11 de outubro de 2018 às 20:41
Compartilhar Comente

Uma nova obra está chamando a atenção no campus

Uma nova obra está chamando a atenção no campus
Trabalho foi realizado em frente ao Colégio Unesc (Foto: Divulgação) Mais imagens

Um espaço em branco e oportunidades para criar. Foi assim que a coordenadora do Setor Arte e Cultura da Unesc, Amalhene Baesso Reddig, percebeu uma caixa de energia localizada em frente ao Colégio Unesc. O resultado foi a obra da artista criciumense Deise Pessi, o “monstrinho Bubuar”, criada nesta quinta-feira (11/10).

Amalhene explica que a iniciativa é uma comemoração ao Dia das Crianças, 12 de outubro. “A Deise tem belas obras por Criciúma e identificamos nela a artista para inspirar e despertar a curiosidade nas crianças. O resultado foi positivo. Reações como ‘deu uma colorida no campus’, ‘muito bonitinho’ e ‘agora melhorou muito o espaço’ foram ouvidas dos alunos do Colégio Unesc”, contou.

Inspiração


Mãe recente, Deise já conta com obras similares. A artista transformou as paradas de ônibus da Rodovia Luiz Rosso, de Criciúma, "em monstros", mas desta vez, a inspiração foi diferente. “As primeiras obras fazem parte de um projeto que busca a reflexão sobre os monstros dentro de cada um. Agora, mãe, me inspirei nela para criar. O nome, por exemplo, é uma tentativa diária da minha filha recém-nascida se comunicar”, afirma.

A obra foi adicionada ao acervo da Universidade, que conta com 182 criações pelo campus.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 11 de outubro de 2018 às 18:40
Compartilhar Comente

Bailarinos e coreógrafos podem participar de oficinas e palestras no Unesc em Dança

Bailarinos e coreógrafos podem participar de oficinas e palestras no Unesc em Dança
Carina Trombim estará em Criciúma para ministrar oficina de Shines Salsa (Foto: Divulgação) Mais imagens

O 19º Unesc em Dança, que ocorre de 18 a 20 de outubro, vai trazer para Criciúma aproximadamente mil bailarinos, que nos dias do evento irão presentear o público com um total de 125 coreografias. Seja acompanhando as apresentações no palco, seja participando das oficinas e palestras, quem passar pelo festival vai perceber que ele proporciona diversos espaços para o conhecimento e descobertas.

Para quem quer ampliar o conhecimento sobre dança ou mesmo conhecer uma nova modalidade, o festival oferece oficinas de Dança Contemporânea, Shines Salsa, Danças Urbanas, Ballet Clássico Intermediário e Dança Improvisação, além de palestras com profissionais renomados no mundo das artes.

As oficinas ocorrem no período matutino e vespertino nos dias 19 e 20 de outubro, com 40 vagas cada, no Teatro Municipal Elias Angeloni. Elas estão abertas para todas as pessoas interessadas com idade superior a sete anos. As inscrições podem ser feitas no link

As oficinas serão ministradas por profissionais conceituados em suas áreas de atuação: o professor e coreógrafo Rodrigo de Andrade (Blumenau), medalha de ouro no evento Danzamerica em Córdoba, Argentina e indicado como melhor bailarino no Festival Mery Rosa em 2018; a professora, coreógrafa e bailarina Carina Trombim (Curitiba), tetracampeã brasileira de salsa – solista feminino; o educador físico, professor e pesquisador da cultura hip hop Henrique Bianchini (São Paulo); o professor, bailarino e coreógrafo formado na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, Stanley Carvalho (Blumenau) e a artista, professora, pesquisadora e integrante do Projeto Corpo, Tempo e Movimento, Sandra Nunes (Florianópolis).

Além das oficinas, o evento conta com palestras abertas ao público, que ocorrem já na abertura do evento, dia 18 de outubro, a partir das 19 horas, quando o palco do Unesc em Dança receberá a primeira bailarina, diretora artística do Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Ana Botafogo. Ela fará uma conversa com o público sobre a vida de bailarina e os desafios e alegrias que envolvem a carreira.

A coordenadora geral do festival e coordenadora do Setor de Arte e Cultura da Unesc, Amalhene Baesso Reddig, conta que na abertura do evento, Ana Botafogo será recebida de maneira especial. “A bailarina será recebida pelos profissionais de dança Valter Savi, Viviane Candiotto e Renata Possamai como forma de acolhida, com Ballet Clássico”.

Além de Ana Botafogo, o festival terá palestras com profissionais como: Bia Mattar, de Balneário Camboriú e Marco Aurélio Souza, de Blumenau; além do espetáculo “Narrativas em dois corpos”, com Diana Gilardenghi e Sandra Meyer, de Florianópolis.

Todas as palestras e apresentações serão gratuitas.

Mapa Cultural SC

Em 2018, o Unesc em Dança trará uma novidade especialmente pensada para artistas da região e bailarinos e coreógrafos participantes do evento. Segundo Maxwell Sandeer Flor, produtor cultural da Unesc, o festival vai orientar os profissionais a como se cadastrar no Mapa Cultural SC, um ambiente que organiza e possibilita visibilidade para agentes, espaços, eventos e projetos culturais e artísticos em todo o estado de Santa Catarina. O Mapa faz parte do Sistema Estadual de Informações e Indicadores Culturais, que está sendo implantado pela Gerência de Políticas de Cultura, vinculada à Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte.

“Podem se cadastrar pessoas físicas ou jurídicas, públicas ou privadas, grupos ou coletivos, oficinas ou ateliês, gestores e todos aqueles que desenvolvem alguma atividade no campo da cultura ou das artes no estado. Para que este sistema tenha uma adesão maior na região Sul de Santa Catarina, o festival Unesc em Dança disponibilizará computadores durante o evento para cadastros de artistas da dança e agentes culturais”, comenta.

O 19° Unesc em Dança já está cadastrado no Mapa Cultural SC. 

O 19º Unesc em Dança conta com o patrocínio de: Lei de Incentivo à Cultura, Bistek Supermercados, Anjo Tintas, Giassi Supermercados, Tintas Farben, Construtora Locks, Betha Sistemas e TWA. Nessa edição ainda conta com o apoio cultural da Rádio Som Maior e do Jornal A Tribuna.

Inscrições e programação Unesc em Dança

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 11 de outubro de 2018 às 17:54
Compartilhar Comente