AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Segundo dia e muitos contatos no Vale do Silício

Segundo dia e muitos contatos no Vale do Silício
Representantes da Universidade estiveram nesta terça-feira (10/9) nas empresas Udemy e Pipefay (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Em mais um dia de agenda intensa para os integrantes Missão Técnica Vale do Silício, a terça-feira (10/9) foi de novas experiências para os representantes da Unesc na comitiva de Santa Catarina na Califórnia, o pró-reitor Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Thiago Fabris, e o diretor de Pesquisa e Pós-graduação, Oscar Montedo. As lideranças da Universidade puderam conhecer de perto neste dia as empresas Udemy e Pipefay.

Conforme Thiago, o primeiro compromisso foi na Udemy, instituição que oferece cursos profissionalizantes e conta com mais de 40 milhões de alunos no mundo todo, estando presente em 190 países e oferecendo ensino em 60 idiomas diferentes. “O objetivo deles é voltado à ajuda para empresas e governos na parte pragmática dos processos. Entre as informações diretor que nos recebeu destacou, com relação ao mercado brasileiro e mundial, está a necessidade da flexibilidade dos currículos e principalmente a relação entre a parte teórica e prática”, comentou.

O cenário que cobra um modelo de currículo flexível, conforme o pró-reitor, foi apontado no encontro como algo definitivo. “Estamos vendo que a Unesc está no caminho certo na questão da flexibilização, mas estamos percebendo que precisamos ir ainda mais a fundo nessa questão e de forma ágil”, completou.

Já no segundo encontro do dia, na empresa Pipefay, o assunto foi o desenvolvimento de softwares que ajuda gestores a criarem seus próprios processos, trabalho desenvolvido na instituição. De acordo com Fabris, a Pipefay conta com diversos “modelos” de softwares relacionados a cada um dos setores do sistema de uma instituição, cada um deles com processo definido. “O grande objetivo é fazer com que os gerentes não dependam mais do setor de Tecnologia da Informação para estarem desenhando novos processos, desenhando novos sistemas. Eles priorizam por já ter isso pré-definido”, explicou.

Ao dialogar com os representantes da empresa, conforme Thiago, foi possível descobrir que algumas universidades em todo o mundo fazem o uso de sistemas da Pipefay, possibilidade a ser também estudada pela Unesc.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

10 de setembro de 2019 às 21:32
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito