AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Mestrado em Educação debate impactos da nova Base Nacional Comum Curricular

Mestrado em Educação debate impactos da nova Base Nacional Comum Curricular
Mesa redonda reuniu professores da rede pública e alunos da Unesc (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

"A Base Nacional Comum Curricular e a Reforma do Ensino Médio: Implicações para a Educação Básica de Santa Catarina”, foi o tema de uma mesa-redonda que marcou a Aula Inaugural do segundo semestre de 2018 do Mestrado em Educação da Unesc. O debate teve a participação da professora doutoranda da UFSC, Letícia Vieira e recebeu professores da rede pública de ensino e alunos da Universidade. As discussões foram mediadas pelos professores do PPGE (Programa de Pós-Graduação em Educação), André Cechinel e Rafael Rodrigo Mueller.

O evento teve o objetivo de avaliar os impactos das mudanças educacionais no Estado e propor reflexões que resultem em ideias de melhorias.

Em sua fala, Letícia chamou a atenção para diversos pontos da proposta da reforma e da base comum e dos desdobramentos dela como, por exemplo, o foco na formação técnica profissional em detrimento de uma formação humana de base. “A gente prepara o aluno para uma coisa muito específica que daqui a pouco não vai mais existir. Noventa por cento das profissões que temos agora não vão existir em 50 anos. Estaremos preparando os estudantes para o desemprego, porque eles não vão ter uma formação de base que os permita acompanhar essa transição do conhecimento”, afirma.

A debatedora falou ainda sobre a precarização da carreira docente e sobre o aumento do número de escolas em tempo integral sem um planejamento financeiro claro. “Vemos a inoperância da reforma que propõem um aumento progressivo das escolas de Ensino Médio em tempo integral sem falar em investimentos e quando aborda, é em forma de convênio com o Banco Internacional com o objetivo de instrumentalizar algumas escolas, e não a rede”. 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 14 de agosto de 2018 às 15:41
Compartilhar Comente

Egressa de Letras recebe Moção de Aplausos da Câmara de Vereadores de Criciúma

Egressa de Letras recebe Moção de Aplausos da Câmara de Vereadores de Criciúma
Cristiane foi homenageada nesta segunda (Fotos: Assessoria Câmara de Vereadores) Mais imagens

A egressa do curso de Letras da Unesc, Cristiane Dias, um dos dez vencedores do Prêmio Educador Nota 10, considerado o mais importante prêmio da Educação Básica do Brasil, foi a homenageada da sessão da Câmara de Vereadores de Criciúma desta segunda-feira (13/8). Ela recebeu Moção de Aplausos em reconhecimento ao prêmio, uma proposta do vereador Júlio Colombo (PSB), e aprovada por unanimidade pelos parlamentares.

Cristiane é professora de Língua Estrangeira do nono ano na Escola Pública Estadual Maria José Hulse Peixoto, localizada no Bairro Brasília, em Criciúma. Sua sequência didática, escolhida entre 4.186 projetos inscritos, é denominada “We speak the same language” (Nós falamos a mesma língua) e levou os estudantes a debater imigração com haitianos e ganeses que vieram morar na cidade. Sua ideia de trabalhar o tema com aproximadamente quarenta e cinco alunos surgiu quando ela se deparou com uma vendedora num shopping da cidade não conseguindo se comunicar com imigrantes ganeses, recém-chegados em Criciúma.

A professora ensinou conteúdos importantes para que as crianças pudessem conversar, interagir e dar informações a quem precisasse. Assim, os estudantes entenderam a importância de uma língua em comum, treinaram o idioma e vocabulário e se sensibilizaram sobre questões como respeito e diversidade. Utilizando o inglês, a professora trabalhou a empatia, respeito e o combate à xenofobia.

Criado em 1998, o Prêmio Educador Nota 10 reconhece professores da Educação Infantil ao Ensino Médio, coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país.

A iniciativa é uma realização da Fundação Victor Civita, através da revista Nova Escola, em parceria com a Fundação Roberto Marinho.

A cerimônia de premiação que escolhe o Educador do Ano ocorre em 1º de outubro, em São Paulo.

*Com colaboração da Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Criciúma

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 14 de agosto de 2018 às 13:04
Compartilhar Comente

Diálogos Unesc: Acadêmicos e Reitoria discutem sobre necessidades, anseios e reivindicações

Diálogos Unesc: Acadêmicos e Reitoria discutem sobre necessidades, anseios e reivindicações
Momento foi produtivo com a grande participação dos alunos (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Acadêmicos e equipe da Reitoria estiveram reunidos na noite desta segunda-feira (13/8) para o primeiro momento da ação Diálogos Unesc, no Auditório Ruy Hülse. A proposta, levantada pela Reitoria, foi de proporcionar uma noite especial com a equipe a postos para ouvir comentários, anseios, reivindicações e até apontamentos de ações que tenham bom resultado dentro de cada curso ou setor. Conforme a Reitora Luciane Ceretta, o objetivo é realizar a ação a cada semestre, proporcionando também o momento aos professores, gestores e coordenadores de curso da instituição como forma de dar respaldo e continuidade a proposta, já levantada ao longo da campanha realizada em 2017, de estar próximos da comunidade acadêmica.

O primeiro contato foi de apresentação da própria Reitoria e a equipe que a compõe, salientando a forma com que cada setor se relaciona com os acadêmicos. Após as apresentações os estudantes puderam ficar à vontade para realizarem seus questionamentos, o que rendeu uma conversa de mais de duas horas e meia e uma grande lista de reivindicações e sugestões montada para ser aprofundada posteriormente. “Viemos ouvir muito mais do que apresentar números ou explicações. A Unesc é uma universidade comunitária e esse é um espaço do qual não abrimos mão. Esse contato não tem preço e a lista que montamos hoje será muito importante”, declarou a reitora.

Para o vice-reitor, Daniel Preve, o debate com os alunos é um dos compromissos da chapa, que levantou a campanha "A Unesc que a gente quer" e agora trabalha todos os dias para melhorar cada vez mais os serviços oferecidos. "Todas as decisões que tomamos são analisadas com extremo cuidado pelo compromisso que temos de manter e ampliar a excelência acadêmica da Universidade. Esse contato vem a somar com os nossos objetivos", afirmou.

Grande participação

Entre os assuntos levantados ao longo do diálogo esteve a possibilidade de realização de mais projetos que possam integrar acadêmicos dos mais variados cursos. A universitária Vitoria Maria Vito, do Curso de Biomedicina, foi quem levantou a questão, afirmando que gostaria de poder conviver mais com colegas que, no mercado de trabalho, poderão de alguma forma ter contato com sua função.

“Muitas vezes o aluno não entende o que o seu curso pode ter a ver com o outro, mas tem sim muita coisa. Nós somos todos colegas e acho importante que ações promovam mais envolvimento até para incentivar um maior respeito com relação a outras profissões por meio do entendimento do valor que o colega também vai ter também na sociedade”, comentou. Vitoria aproveitou ainda para agradecer pela possibilidade de poder falar abertamente sobre tantos assuntos pessoalmente com a equipe da Reitoria e levar anseios diretamente para as lideranças da Universidade.

Ainda entre os temas levantados estiveram a possibilidade de criação de uma Pós-Graduação na área de computação dentro da Universidade; a maior utilização da ampla estrutura do Iparque; o incentivo para que mais projetos de extensão possam ser realizadas nas cidades da região; a possibilidade da volta do projeto de Feira das Profissões e as atuais ações realizadas dentro do campus com a intenção de atrair alunos do Ensino Médio para a Unesc; a valorização dos cursos de Licenciatura por meio de ações voltadas ao incentivo para que os adolescentes conheçam mais as possibilidades da formação; uma conversa franca sobre as ações tomadas pela atual gestão para uma contenção de gastos necessária para as finanças da Universidade e os resultados disso nos números atuais; a possibilidade de criar novos critérios para escolha de acadêmicos para os projetos de extensão; entre outras pautas.

O diretor de Ensino de Graduação, Marcelo Feldhaus, o diretor de Pesquisa e Pós-Graduação, Oscar Montedo, a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Fernanda Sônego, e a gestora da Gerência de Atendimento ao Estudante, Mira Dagostin, também participaram do encontro. Conforme a Reitora, todas as situações levantadas serão discutidas com a equipe com a intenção de avaliar novas possibilidades e de tornar realidade o máximo de reivindicações possível. 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 13 de agosto de 2018 às 22:32
Compartilhar Comente

Egressas da Unesc promovem exposição “Sobre Identidades”

Egressas da Unesc promovem exposição “Sobre Identidades”
Trabalhos são das artistas Ana Gallas e Bruna Ribeiro (Foto: Divulgação) Mais imagens

A Galeria Octávia Búrigo Gaidzinski, anexa ao Teatro Elias Angeloni, exibe até o dia 30 de agosto a exposição “Sobre Identidades” das artistas Ana Gallas e Bruna Ribeiro, egressas do curso do Curso de Artes Visuais – Bacharelado da Unesc. A exposição é uma promoção da Fundação Cultural de Criciúma (FCC) em parceria com a Sala Edi Balod e Curso de Artes Visuais da Universidade.

As obras de Ana Gallas tratam da identidade de mulheres desaparecidas na ditadura, criando novas identidades a partir de colagens e costuras.

Já os trabalhos de Bruna, abordam sua própria identidade, com trabalhos em fotografia e outros meios, propondo reflexões sobre a mulher artista e musa dentro da contemporaneidade.

Conforme a professora Daniele Zacarão, a exposição Sobre Identidades tem o objetivo de levar a reflexão sobre as diferentes formas de tratar a identidade feminina, como percebe-se na desconstrução e construção das imagens de outras mulheres, apresentadas por Ana Gallas, ou ainda nos autorretratos produzidos por Bruna, nos quais se reconhece enquanto mulher, artista e musa de sua própria história.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 13 de agosto de 2018 às 18:37
Compartilhar Comente

Sala Edi Balod recebe primeira oficina do circuito Arte Feminista

Sala Edi Balod recebe primeira oficina do circuito Arte Feminista
Encontro é realizado por alunas de Artes Visuais (Fotos: Daniele Zacarão/Divulgação) Mais imagens

A Sala Edi Balod recebeu na tarde de sábado (11/8) a oficina Corpo Feminino e Aquarela. Com o objetivo de pensar o papel da mulher na arte, o encontro marcou o início do circuito de oficinas Arte Feminista, promovido por acadêmicas do curso de Artes Visuais da Unesc e pela Sala Edi Balod.

A primeira oficina teve como temática central os desdobramentos do corpo feminino explorado e representado através da técnica de aquarela. A ministrante do encontro foi a estudante Stéfany Ribeiro.

De acordo com a professora do curso, Daniele Zacarão, o projeto tem como principal objetivo refletir sobre o papel e o lugar da mulher na arte e na sociedade.  “Nessa primeira oficina, a acadêmica compartilhou com o grupo seus processos de criação, referências e questões pessoais que a levaram pensar e produzir suas aquarelas com temáticas feministas”, enfatiza.

Os participantes também puderam compartilhar suas relações com o tema abordado, além de experimentar técnicas em aquarela.

Oficina de Arte Feminista

Aliando a teoria e a prática, as quatro oficinas têm o intuito de fazer uma reflexão sobre o papel feminino no mundo artístico. “A ideia é pensar o lugar da mulher na história da arte e nessas referências de mulheres que produzem arte, seja na representação do feminino ou tendo como referências mulheres artistas”, explica a artista Bruna Ribeiro.

“A Sala Edi Balod é um importante espaço de formação para os acadêmicos do curso de artes visuais, pois tem possibilitado o contato das pesquisas acadêmicas com o público externo”, explica Daniele.

Confira o cronograma das próximas oficinas


22/9 - Colagem em diferentes suportes, Marina Guidi
6/10 – Pintura Corporal, Carol Machado e Júlia Alvarez
27/10 – Identidade feminina, Bruna Ribeiro e Talia Jeremias

O evento é gratuito e para realizar a inscrição, acesse o link

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

13 de agosto de 2018 às 16:22
Compartilhar Comente