Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais

PPGCA realiza atividade prática com alunos de Psicologia

Com o objetivo de unir ensino e pesquisa por meio da interdisciplinaridade, o PPGCA é parceiro do curso de Psicologia e do Laboratório de Meio Ambiente e Psicologia Ambiental da UNESC.

Todos os semestres, o Herbário Pe. Dr. Raulino Reitz colabora com o Curso na disciplina "Estrutura Social e Ecossistema". Para tanto, os conteúdos de Fundamentos em Ecologia são ministrados nessa disciplina pelo Herbário. A disciplina é ministrada pela Profa. Dra. Teresinha Maria Gonçalves, também docente do PPGCA.

Na última quarta-feira - 12 set, a doutoranda do PPG, Aline Votri Guislon, realizou uma atividade prática com os alunos da 5ª fase do Curso, sobre os temas Fundamentos em Ecologia e Biodiversidade. Na ocasião, os alunos elaboraram maquetes para representar ecossistemas dos biomas do Brasil, em que puderam aplicar os conceitos teóricos discutidos durante as aulas. Esse tipo de atividade enriquece o processo de ensino-aprendizagem unindo teoria e prática.

Por: Diane Machado 18 de setembro de 2018 às 09:26
Compartilhar Comente

Alunos do Colégio Unesc trocam experiências com índios da Escola Estadual Indígena Nhu Porã

Alunos do Colégio Unesc trocam experiências com índios da Escola Estadual Indígena Nhu Porã
Estudantes da Escola Estadual Indígena Nhu Porã, de Torres, visitaram a Unesc (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

Sorrisos, apresentações e muito aprendizado. Assim foi a tarde dos alunos do 1º ano do Colégio Unesc e dos estudantes da Escola Estadual Indígena Nhu Porã, na localidade de Campo Bonito. Isso porque uma parceria entre o Colégio Unesc, o LAPIS (Laboratório de Arqueologia Pedro Ignácio Schmitz), do PPGCA (Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais) e com o apoio do Ânima e do NEAB (Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros), trouxe os índios da cidade de Torres para conhecer a Universidade e trocar experiências nesta quarta-feira (12/9).

Os alunos do 1º ano do Colégio Unesc trabalharam em sala de aula a cultura indígena e, para marcar o encerramento do conteúdo, receberam a visita dos integrantes do grupo indígena. Entre os assuntos estudados estiveram a cultura, a vivência e a arte indígena, como por exemplo o grafismo, que é a pintura corporal. “O interesse foi despertado com o incêndio do Museu Nacional. Dessa situação surgiu a ideia de trazer os indígenas para tratarmos do assunto, pois estudamos a cultura indígena como patrimônio histórico”, explica a professora responsável, Ana Karen Rosado.

De acordo com o coordenador do Ânima, João Batanolli, a convivência entre as crianças do próprio grupo é o que mais desperta interesse. “Uma convivência valiosa, um amor muito grande que têm entre si. Temos muito o que aprender com eles, como por exemplo a lição de ser feliz com poucas coisas”, enfatiza.

Educação diferenciada

Acompanhando o grupo de estudantes, esteve no Colégio o professor da Escola indígena, Francisco Moreira Alves, que é responsável pela alfabetização guarani, do 1º ao 7º ano. “Nós ensinamos todas as séries tanto na língua portuguesa quanto na língua guarani. Eu dou aula de guarani, tratando sobre a língua, os valores e a arte do nosso povo”, comenta.

Além disto, os alunos também aprendem as disciplinas de ensino comum e de preservação da cultura guarani.

Desconstrução de estereótipos

Para Alves, o principal objetivo do contato proporcionado foi difundir a cultura indígena. “É importante para nós estarmos aqui para divulgar a nossa cultura e destruir essa negatividade. A nossa cultura sempre está presente e, se as pessoas não verem isso, não vão respeitar ela”, comenta.

Acrescentando à fala de Alves, a professora Ana Karen afirma que a visita tinha a proposta de desconstruir estereótipos. “Além de vermos a cultura deles, nós também estamos mostrando a nossa cultura”, completa.

Os visitantes conheceram ainda o Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski da Unesc, tiveram momentos de brincadeiras de integração, oficinas de artesanato e rodas de conversa. Os representantes da tribo participaram também de um momento de conversa com os estudantes da primeira fase de Medicina, na disciplina de Interação Comunitária, conversando sobre aspectos de saúde e comunitários.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto 13 de setembro de 2018 às 18:47
Compartilhar Comente

Obra lançada na Unesc traz conhecimentos sobre planejamento e gestão territorial

Obra lançada na Unesc traz conhecimentos sobre planejamento e gestão territorial
Livro tem como base os assuntos compartilhados em seminário no ano de 2017 (Foto: Leonardo Ferreira) Mais imagens

Os conhecimentos obtidos na 8ª edição do Seminário de Pesquisa em Planejamento e Gestão Territorial, realizado em 2017, foram transformados em livro. O lançamento da obra, criada pelos organizadores do evento e professores da Unesc Nilzo Ivo Ladwig e Hugo Schwalm, ocorreu na tarde desta quarta-feira (12/9), durante o segundo dia da 9ª edição do Seminário, realizado pela Universidade.

Intitulado "Planejamento e Gestão Territorial: A sustentabilidade dos Ecossistemas Urbanos", o trabalho reuniu reflexões fomentadas durante as oficinas, palestras e rodas de conversas do evento realizado no ano anterior. “Os resultados da 8ª edição foram trazidos para estes 23 capítulos, que por sua vez, descrevemos as informações compartilhadas durante as conversas e artigos apresentados que contribuíram de algum modo com a sociedade acadêmica”, explicou Ivo.

Com a temática “Sustentabilidade dos Ecossistemas Urbanos”, o Seminário de Pesquisa em Planejamento e Gestão Territorial da Unesc, teve o objetivo de fortalecer à discussão dos princípios e das bases da adoção de uma perspectiva ecológica, atribuindo ao meio urbano uma noção de ecossistema na construção de políticas públicas e soluções sustentáveis que possam melhorar o ambiente nas cidades.

A obra está disponível em e-book

9ª edição do Seminário

O evento vem sendo realizado desde 2010 e nesta edição, os participantes estão trabalhando com a temática “O papel e os instrumentos do planejamento territorial na interface entre o urbano e o rural”. O Seminário Pesquisa em Planejamento e Gestão Territorial promove sete trocas de conhecimentos. Seu encerramento acontecerá na noite desta quinta-feira (13/9). Saiba mais.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 12 de setembro de 2018 às 17:37
Compartilhar Comente

Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Unesc lança Nota de Apoio

Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Unesc lança Nota de Apoio
Documento manifesta tristeza diante do incêndio no Museu Nacional no Rio de Janeiro (Foto: Vitor Abdala/ Agência Brasil) Mais imagens

Após o trágico incêndio, acontecido no domingo (2/9), na sede do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, os membros do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Unesc lançaram uma Nota de Apoio ao Museu Nacional do Rio de Janeiro. No documento, assinado pela coordenadora do Programa, Patrícia de Aguiar Amaral, e pela coordenadora adjunta, Vanilde Citadini Zanette, o grupo manifesta sua profunda tristeza pelo acontecimento.

O texto afirma que “o Museu Nacional representa a história brasileira, de diversos campos do conhecimento científico. Instituição importante na gestão e na preservação do patrimônio cultural nacional, responsável pelo desenvolvimento científico do País, com seus diferentes programas de pós-graduação, sendo um centro acadêmico de referência nacional e internacional. Um país que valoriza a memória e seu patrimônio cultural, fortalece a construção de uma sociedade libertadora”.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 03 de setembro de 2018 às 22:15
Compartilhar Comente

NOTA DE APOIO AO MUSEU NACIONAL DO RIO DE JANEIRO

É com muito pesar que todos os membros do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Universidade do Extremo Sul Catarinense, manifestam o sentimento de perda e a profunda tristeza que tomam conta de todos com o trágico incêndio ocorrido na sede do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro.

O Museu Nacional representa a história brasileira, de diversos campos do conhecimento científico. Instituição importante na gestão e na preservação do patrimônio cultural nacional, responsável pelo desenvolvimento científico do País, com seus diferentes programas de pós-graduação, sendo um centro acadêmico de referência nacional e internacional.

Um país que valoriza a memória e seu patrimônio cultural fortalece a construção de uma sociedade libertadora.

                                                         Profa. Dra. PATRÍCIA DE AGUIAR AMARAL
                                 Coordenadora Titular do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais

                                                         Profa. Dra. VANILDE CITADINI ZANETTE
                                Coordenadora Adjunta do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais

Por: Diane Machado 03 de setembro de 2018 às 14:15
Compartilhar Comente