Pedagogia

Marcos Petry deixa lição e emociona na Unesc

Marcos Petry deixa lição e emociona na Unesc
Jovem de 26 anos compartilhou experiências e superações vividas por ele e pela família e deixou ensinamentos (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Incontáveis foram as vezes que o público que lotou o Auditório Ruy Hülse, na Unesc, na noite desta quinta-feira (15/8) se emocionou ao assistir a palestra ministrada pelo jovem Marcos Petry. Após enfrentar uma lesão cerebral e ser diagnosticado com o Transtorno do Espectro Autista aos sete anos de idade, Marcos contou com o apoio incondicional da família para seu desenvolvimento e, provando o poder da superação, hoje é escritor, Youtuber, palestrante e apaixonado pela música, utilizando todas essas formas para ajudar na conscientização em todo o país sobre o autismo, tema sobre o qual é especialista. A presença do jovem na Universidade foi viabilizada pela união de esforços dos cursos de Licenciatura com apoio da reitoria e entrou para a história como um dos mais prestigiados e elogiados eventos da Instituição.

A palestra, intitulada como “Autismo e os gatilhos de superação”, contou com a participação da mãe de Marcos, Arlete Petry, que relatou os desafios enfrentados desde o seu nascimento, quando teve uma lesão cerebral, até o diagnóstico de autismo e os dias atuais. Conforme ela, após um parto difícil e alguns problemas de saúde encontrados no bebê, o segundo filho do casal, as notícias repassadas pelos médicos eram desesperadoras. “Eles nos afirmaram que ele não tinha nenhum dos sentidos básicos, visão, tato, paladar e olfato e que teria aproximadamente um ano de vida. Imaginem nossa situação! Ficamos sem chão, buscando explicações, mas nada disso mudaria o que teríamos que enfrentar. Decidimos, então, oportunizar a melhor vida possível no tempo que ele tivesse”, comentou Arlete.

Ao buscar orientações e acreditar em uma melhora gradativa, com muita dedicação de toda a família, a casa de Marcos se transformou, conforme a mãe, em um ambiente completamente voltado aos estímulos que o menino precisava. “Mudamos a casa toda e montamos um quarto com uma espécie de circuito, tudo colocado em prática pelo pai, que se aventurava a montar escorregadores e os mais variados utilitários que o pudessem ajudar de alguma forma a desenvolver os instintos mais básicos”, relatou.

Após anos de realização de práticas com o garoto, para que pudesse sentir e identificar cheiros e gostos e até a entender o processo de caminhar, os resultados foram aparecendo e hoje o jovem é exemplo ao ter conquistado muito mais do que a independência para se comunicar, se locomover, se alimentar e tudo mais que qualquer jovem pode fazer. “Ele, que não conseguia nem mexer os dedos direito, atualmente tem a música como uma paixão e uma aliada na conscientização, por exemplo”, completou.

“Por ele mesmo”

Sob a ótica de quem se desenvolveu, como ele mesmo diz, do 0 ao 100%, Marcus Petry dividiu suas experiências de forma brilhante ao longo da palestra. Usando da sua paixão, a música, o jovem deixou todos boquiabertos com seu talento e sua desenvoltura diante de centenas de pessoas. “Hoje eu consigo estar aqui na frente de vocês contando nossa história porque tive o apoio incondicional da minha família para que pudesse me desenvolver a esse ponto. Há alguns anos isso seria impossível, mas hoje eu consigo e gosto de me comunicar dessa forma para que possa levar informações que de alguma forma consigam ajudar outras famílias”, salientou.

Os obstáculos encarados em cada fase de sua vida e em partes relatados ao longo da noite, de acordo com Petry, se transformaram em empurrões para que fossem vencidos. “Os gatilhos, como chamo, são para mim algo que diz ‘Marcos tu podes mais’ e assim não desisto. Quero que vocês não esqueçam disso: não desistam. Cada um tem seu tempo, mas todo ser humano pode, sim, se superar e se desenvolver. Nós temos que buscar um pequeno avanço porque é assim que se consegue chegar longe. Eu devo minha superação a minha família, que acreditou mesmo diante de um cenário pessimista e hoje continua me acompanhando e apoiando”, completou.

Falar sobre desafios, superação e, principalmente, inclusão, de acordo com Marcos, é o que o motiva. “Foi um prazer conversar com esse auditório cheio de pessoas ávidas a saber mais sobre o autismo com informações que podem mudar a vida das pessoas. Fácil é falar de inclusão, mas difícil é fazer com que as pessoas vejam, de fato, o que as pessoas têm bom, valorizar e desenvolver o que existe de positivo”, destacou.

Ainda entre as lições deixadas pelo palestrante esteve a importância da paciência da família e dos professores, as diferenciações na forma de entendimento e aprendizado para aqueles que possuem o espectro, e, em destaque, a necessidade de a sociedade eliminar as comparações entre os indivíduos. “É muito comum que as pessoas sejam comparadas, mas cada um é único. Eu não consegui pronunciar palavras com a mesma idade que meu irmão conseguiu e talvez outros não consigam avançar na idade que avancei, mas isso não importa. É necessário apenas valorizar as pequenas conquistas e continuar tentando, eliminar as comparações e focar naquilo que queremos desenvolver. Isso faz com que o autista consiga caminhar dentro do espectro com muito mais facilidade”, pontuou ainda Marcos.

Ao fim da palestra Petry recebeu o agradecimento especial da reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, e dos presidentes dos Centros Acadêmicos envolvidos na organização do evento.

Os interessados em conhecer melhor a história de Marcos Petry e acompanhar seus trabalhos podem segui-los em suas redes sociais (Facebook e Instagram), no seu Canal no YouTube e acessar seu site.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 16 de agosto de 2019 às 15:47
Compartilhar Comente

Marcos Petry fala sobre o autismo na Unesc

Marcos Petry fala sobre o autismo na Unesc
Palestra nesta quinta-feira será aberta ao público (15/8) (Fotos: Leonardo Ferreira) Mais imagens

A Unesc receberá Marcos Petry, youtuber e especialista em autismo reconhecido nacionalmente. O evento, organizado pelos Centros Acadêmicos de Licenciaturas, ocorre nesta quinta-feira (15/8), às 19h30, no Auditório Ruy Hulse. A entrada é aberta ao público e gratuita.

Com a temática “Autismo e os gatilhos de superação”, Petry vai abordar reflexões de seus estudos e experiências pessoais, contando como foi a descoberta do autismo em sua vida e sua trajetória de estudos e profissional.

Segundo o presidente do Centro Acadêmico de Pedagogia, Denis Vieira Morais, o evento tem o objetivo de transformar a visão sobre o potencial dos autistas e quebrar paradigmas na sociedade, também contribuindo para a experiência acadêmica na Universidade.

“Os estudantes de licenciatura encontram desafios na prática da profissão em momentos com crianças com necessidades especiais. A ideia é ter, por meio de um diálogo com o Marcos, um reforço e uma conscientização de que é possível o educador estar preparado para conduzir situações da melhor maneira possível, vendo o autismo com outros olhos”, explica Morais.

O evento será direcionado a profissionais, professores, alunos e familiares, abrangendo a vivência do autista no mundo, suas experiências, aspectos da sociabilidade, interação com o meio onde vive e inclusão.

Marcos Petry

Graduado em Comunicação Institucional e pós-graduado em Design Gráfico e Produção Publicitária pela UNIDAVI (Universidade para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí), Petry é pós-graduando em Transtorno do Espectro Autista pelo Instituto de Comportamento Infantil de Miami. O palestrante também domina quatro idiomas: Alemão, Inglês, Sueco e Espanhol. Seu canal no You Tube conta com mais de 100 mil assinantes e mais de um milhão e oitocentas mil visualizações. Clique aqui para conhecer o Diário de um Autista.

Leonardo Ferreira – Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 13 de agosto de 2019 às 14:50
Compartilhar Comente

Ação comunitária

A Universidade esteve presente em mais uma ação de caráter comunitário. Na última quinta-feira (8/8), professores e acadêmicos dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia, Farmácia, Nutrição, Pedagogia e Psicologia, realizaram atendimentos e tiraram dúvidas da população durante o evento Minha Prainha Especial, em Torres (RS).

Por: Milena Spilere Nandi 12 de agosto de 2019 às 15:49
Compartilhar Comente

Co-fundador e CEO da Leadership Development International faz palestras gratuitas na Unesc

Co-fundador e CEO da Leadership Development International faz palestras gratuitas na Unesc
Mais imagens

Com ênfase na liderança de processos produtivos resoluções de conflitos, a Unesc irá receber nos dias 13 e 14 de agosto a palestra “A Sabedoria na Liderança dos Negócios: As emergências das experiências chinesas do Dr.Chan Kei Thong”, ministrada pelo próprio Thong. Aberta a comunidade externa e a forma de acesso é por meio de 1 kg de alimento não perecível.

Entre as pautas abordadas estão “A sabedoria da Liderança” e “O negócio como missão”. A palestra do dia 13 o público alvo são os Gestores de Empresas e Entidades e Gestores  e professores da Unesc. Além disso, Thong também palestrará para a gestores de escolas e secretários de educação, no dia 14 de agosto. Professores e gestores da Universidade estarão participando de todas as etapas que compõem o evento. Este é um passo à frente no processo de envolvimento de Professores e Gestores da Unesc neste novo ciclo de Inovação tecnológica de processos, produtos na universidade.

Conheça o palestrante

Dr. Thong é membro da equipe da Singapore Cru há 40 anos e co-fundador e CEO da LDi (Leadership Development International). Sob sua liderança na LDi, o empreendimento se tornou um dos sistemas mais influentes na educação internacional, com escolas espalhadas pela China e no Oriente Médio. O orçamento anual da empresa chega aos 35 milhões de dólares, empregando mais de 800 funcionários.

O palestrante possui Diploma Técnico da Singapore Polytechnic, Bacharel em Ciências em Administra pela Universidade de Nova York, Mestrado em Artes em Estudos Bíblicos pela Escola Internacional de Teologia, Mestrado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual da Califórnia e doutorado honorário da Trinity Western University. Atualmente ele ministra cursos on-line de liderança, por meio do programa de Mestrado em Artes em Liderança da Trinity Western University, além de orientar líderes da China e do Oriente Médio.

Veja a programação completa

13 de agosto - Para gestores de empresas e entidades e gestores e professores da Unesc

- 15 às 18 horas – A sabedoria da Liderança

- 19h30 às 21h30 – O negócio como missão

14 de agosto - Para gestores de escolas e secretários de educação, gestores e professores da Unesc

- 9 às 12 horas – A liderança nos processos educativos e a resolução de conflitos

- 14 às 17 horas – Princípios de liderança para a construção de comunidades

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Ana Sofia Schuster 09 de agosto de 2019 às 09:04
Compartilhar Comente

Pedagogia: Excelência na formação dos melhores professores

Pedagogia: Excelência na formação dos melhores professores
Mais imagens

A cada quinze dias os alunos do primeiro ano do Ensino Fundamental do Colégio Unesc recebem a visita das acadêmicas do curso de Pedagogia na Unesc. Acompanhadas da professora orientadora, estão ali para mais uma tarde de trabalhos do projeto de ensino desenvolvimental, uma metodologia inovadora que promove o desenvolvimento do raciocínio da matemática entre os alunos. Ao longo da tarde são propostas diversas tarefas onde os alunos são desafiados a apresentarem soluções com base no raciocínio e nas relações matemáticas.  A resolução da tarefa é apenas uma consequência, mas o que mais importa é compreender pelas respostas das crianças, suas elaborações de pensamento.

Essas inovações e buscas por novos conhecimentos na área pedagógica, conforme a coordenadora do curso de Pedagogia da Unesc, Gislene Camargo, são essenciais em um mundo em que os padrões de ensino mudaram e o novo ganha cada vez mais importância quando o objetivo é ensinar. De acordo com Gislene, tais propostas inovadoras são diferenciais do curso. “Acreditamos que se fazer presente na formação inicial de professoras e professores que irão atuar especialmente com crianças da Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental – que estão em processo de desenvolvimento, requer o olho no olho, requer vínculos”, salienta. Ela destaca que as relações de ensino e aprendizagem vão além do aspecto cognitivo, pois é preciso lidar também com o aspecto afetivo.

Conforme a coordenadora, ideia é não é dar respostas, mas desafiar a construção de relações, inter-relações e analogias que permitam chegar ao resultado. “Nessa hora o raciocínio vale mais do que regras, fórmulas ou textos decorados. Para cada acerto uma comemoração especial, pois revela que a metodologia está funcionando. Para chegar às respostas o grupo tem que utilizar o raciocínio, esquecendo um modelo formulista e seguindo pelas orientações pedagógicas que desafiam a pensar diferente”, completa.

“Essa metodologia se diferencia bastante do método tradicional das escolas e dos livros didáticos. Uma das questões é que a matemática é vista enquanto número, mas ela é insuficiente para a criança se apropriar do conceito teórico mesmo de número, que envolve a representação algébrica, geométrica e numérica, até chegar ao conceito teórico de número”, explica Eloir Fátima Mondardo Cardoso, que coordena o projeto. O que tem de essencial é justamente a conexão entre as tarefas, mostrando que todas as tarefas são inter-relacionadas, que permitem que a criança tenha o entendimento dessa relação.

Curso dispõe de infraestrutura única

A brinquedoteca exclusiva do curso de Pedagogia também é uma das ferramentas que permitem acentuar as convivências e hoje é modelo em toda a região sul de Santa Catarina. Na Brinquedoteca “Vem Brincar com a gente”, o objetivo é a promoção de ações culturais, que contribuam para a formação integral do pedagogo.

Ainda entre as ações destaca-se o Projeto Teatrando, que forma pedagogos que vivenciam a arte de representar e que multiplicam essas práticas nas escolas onde irão atuar. Nesse projeto, os acadêmicos conhecem diferentes peças literárias, escolhem os personagens, fazem adaptações, cuidam do cenário, do vestuário, das músicas, entre outros. Ao final do minicurso, uma peça é apresentada para a comunidade acadêmica e para crianças da Educação Infantil e anos iniciais. Também com participação das questões de interpretação, a atividade Contação de Histórias ensina de forma prática. Nesse projeto os acadêmicos se fantasiam para difundir diferentes textos/livros, em rodas de contação de histórias, em parcerias com escolas de Educação Infantil, com a Biblioteca a Editora Unesc.

Em sua estrutura, o curso conta ainda com o Laboratório de Práticas Pedagógicas, que objetiva refletir sobre os materiais didáticos-pedagógicos nos processos de ensino e aprendizagem, oferecendo minicursos sobre produção de materiais didáticos-pedagógicos; empréstimos de materiais para estágios obrigatórios; incentivando a produção de artigos, resultados dos TCCs, para publicação na revista da Pedagogia, Saberes Pedagógicos, produzida pelo curso.

Pesquisa e Extensão na Pedagogia

No que diz respeito à pesquisa, o Grupo de Pesquisa Políticas, Saberes e Práticas de Formação de Professores, liderado pelo professor Ricardo Luiz de Bittencourt e Gislene Camargo, contribui para incentivar acadêmicos da Graduação, Pós-graduação e egressos a pesquisarem sobre a formação de professores, bem como, produzir conhecimentos sobre a área.

Além da atuação direta com escolas, os projetos de Extensão na Pedagogia também são interdisciplinares, relacionando as ações com os cursos de Enfermagem, Direito, Educação Física, Letras e Arquitetura e Urbanismo. “Ampliar as áreas de conhecimento, contribui para desenvolver diferentes conhecimentos, oportunizando diferentes pontos de vista para a educação”, completa a coordenadora.

Ao longo da graduação os acadêmicos de Pedagogia participam de PIC (Programa de Iniciação Científica), Pibid (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), Proesde (Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional), Residência Pedagógica, entre outros programas, que proporcionam a inserção na pesquisa, na extensão, na produção e na participação em eventos internos e externos.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 30 de julho de 2019 às 17:32
Compartilhar Comente