AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Disciplina de Interação Comunitária promove roda de conversa sobre saúde da população negra e racismo estrutural

Disciplina de Interação Comunitária promove roda de conversa sobre saúde da população negra e racismo estrutural
Encontro virtual teve a participação do Núcleo de Estudos de Gênero e Raça da Unesc Mais imagens

Saúde da população negra e racismo estrutural foram discutidos entre professores, acadêmicos e pesquisadores durante uma roda de conversa virtual, nesta quarta-feira (8/7). Promovido pela disciplina de Interação Comunitária dos cursos da área da saúde da Unesc, o encontro contou com a participação de integrantes do Núcleo de Estudos de Gênero e Raça (Negra), que dialogaram sobre as facetas da  história do racismo no Brasil, as teorias raciais que fundamentaram o projeto de nação, e como ainda hoje o racismo vem estruturando as relações raciais no Brasil, gerando uma desigualdade racial que precisa ser conhecida, compreendida e enfrentada também pela academia de forma interdisciplinar.

A roda de conversa, disponível no canal da disciplina no YouTube (https://youtu.be/l-tN-qYuPfI), teve o acolhimento da professora Tatiane Macarini e a mediação da coordenadora do curso de Serviço Social da Universidade, Priscila Schacht Cardozo e das coordenadoras do Negra, Fernanda da Silva Lima e Lucy Cristina Ostetto. As integrantes do Núcleo, alunas do Mestrado em Direito Carolina Rezende e Joicy Hundertmark; acadêmica de Psicologia Maria Eduarda Delfino das Chagas e aluna do curso de História, Tatiane Beretta foram as responsáveis pela explanação sobre o tema.

O encontro virtual abordou ainda a construção do Sistema Único de Saúde (SUS), da Política Integral de Saúde da População Negra e do racismo institucionalizado na saúde. “Como espaço de escuta e diálogo, este encontro propiciou a interação com os/as estudantes da disciplina, e de maneira dialética, coletiva e interdisciplinar, o Negra chega em novos lugares e provoca inquietudes ao refletir sobre a importância de políticas e ações antirracistas efetivas. Sejamos todas, todos e todes antirracista!”, afirma Priscila.

A disciplina de Integração Comunitária ocorre na primeira fase dos cursos de Biomedicina, Enfermagem, Nutrição, Medicina, Odontologia, Psicologia, Farmácia e Fisioterapia da Unesc.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

10 de julho de 2020 às 16:16
Compartilhar Comente

Avaliação do semestre com professores e acadêmicos ajudará a nortear ações na Unesc

Avaliação do semestre com professores e acadêmicos ajudará a nortear ações na Unesc
Questionário está sendo respondido pela comunidade acadêmica até segunda-feira (13/7) (Foto: Reprodução) Mais imagens

Até segunda-feira (13/7) a Unesc recebe, por meio de avaliação do ensino de graduação, respostas que serão importantes para obtenção dos melhores resultados no que diz respeito ao ensino na graduação. Acadêmicos e professores de todos os cursos devem responder à Avaliação, que tem o objetivo de conhecer as variáveis que se relacionam com a experiência dos docentes e dos estudantes no processo de ensino e aprendizagem que ocorre no atual semestre letivo.

A partir das respostas ao material formulado pelo setor especializado no assunto na Universidade, sob comando do professor Thiago Francisco, será possível identificar experiências positivas e os principais desafios a serem enfrentados para o próximo semestre letivo.  “Com esses dados obtidos iremos mapear as experiências que se diferenciaram positivamente, assim como ajustar e propor alternativas. Esse momento é de extrema importância, especialmente neste semestre no qual foram necessárias muitas adaptações de todos os lados”, explica Thiago.

Os dados coletados serão estudados a fundo e servirão como base muitas ações, entre elas o Programa de Formação Continuada. “A ideia é que, sob orientação da Pró-Reitoria Acadêmica e da Diretoria de Ensino de Graduação, sejam oferecidas atividades de Formação Continuada no início do segundo semestre afim de discutir e aprimorar os elementos indicados nas respostas”, completa o professor.

Alunos e professores de todas as fases e cursos podem responder ao questionário até segunda-feira (13/7). Conforme Thiago, é importante que a comunidade acadêmica esteja engajada, contribuindo com maior número de participações possível. “Temos um plano amostral definido e, quanto mais professores e estudantes participarem, melhores serão os resultados.”, finaliza.

Não deixe de participar e contribuir com a manutenção na excelência no ensino clicando aqui.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

10 de julho de 2020 às 16:13
Compartilhar Comente

Cursos do Ensino a Distância da Unesc promovem campanhas solidárias em meio à pandemia

Cursos do Ensino a Distância da Unesc promovem campanhas solidárias em meio à pandemia
Atividade propõe soluções para organizações de cunho social, enquanto os alunos aprendem (Foto: ArquivoUnesc) Mais imagens

Em meio à pandemia, o DNA comunitário da Unesc segue como norte para as atividades de ensino da Instituição. Nesta quarta-feira (8/7) os cursos do Unesc Virtual, modalidade de Graduação EaD (Ensino a Distância), lançaram campanhas solidárias para atender organizações de cunho social, enquanto aprendem. São as graduações em Administração, Processos Gerenciais, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Comercial, Gestão Financeira, Ciências Contábeis e Marketing.

A dinâmica interdisciplinar, proposta no nível de formação quatro, tem como tema “Soluções colaborativas em tempos de Covid-19: um olhar socioeconômico”. A ideia é desenvolver atividades que visam à aplicação dos conhecimentos obtidos em sala de aula pelos alunos, e sua articulação com práticas sociais e do mundo do trabalho, visando resolver situações complexas. Os acadêmicos foram desafiados a proporem uma campanha, do tipo vaquinha. Foram apresentadas 12 propostas, e selecionadas cinco vencedoras.

A seleção foi realizada por uma banca avaliadora, de acordo com os critérios: planejamento com uso de métodos ágeis e canvas, relevância e originalidade da campanha, aceite da instituição, criatividade do conteúdo para divulgação, pontualidade, domínio e participação de toda a equipe na apresentação. Essa dinâmica, apelidada como Vakinha virtual da DIP, além de ser interdisciplinar, traz também uma proposta intercurso, contando com o apoio do curso de Ciência da Computação da Unesc para as etapas de implementação da campanha em uma plataforma online de crowdfunding, de  monitoramento e análise com ferramentas de Social Listening. Sendo assim, as campanhas foram cadastradas nas plataformas Vakinha.com e Kickante.

Instituições escolhidas pelos acadêmicos como beneficiárias:

  • Associação do Autismo de Araranguá, dentro da campanha “O amor cria laços”. Suas hashtag são #laçosdeamor,  #autismoararangua e #associaçãodoautismodeararanguá. Para saber mais clique aqui.
     
  • Lar de Auxílio ao Idoso Feistaue, dentro da campanha “Quem já cuidou de você, Também merece ser cuidado”. Suas hashtags são #melhorIdade, #somosFeistauer #alegrianãotemidade e  #larfeistauer. Conheça clicando aqui.
     
  • Rede Feminina de Combate ao Câncer de Içara, dentro da campanha “Ultrassom para a Casa Rosa!”. Suas hashtags são #UltrassomCasaRosa, #rr #redefeminidecombateaocâncerdeiçara e #casarosa. Acesse.
     
  • Associação Beneficente Nossa Casa, dentro da campanha “Juntos com Nossa Casa”. Suas hashtags são  #juntoscomnossacasa e #nossacasacriciumaorg. Conheça clicando aqui.
     
  • Casa Guido, dentro da campanha “Todos pela Casa Guido”. Suas hashtags são #todospelaguido e #casaguido. Saiba Mais.


Com o consentimento das instituições, as campanhas virtuais de arrecadação de doações serão promovidas e impulsionadas em mídias sociais (Facebook, WhatsApp, Instagram e Twitter) no período de 10 de julho a 10 de agosto. Todo dinheiro arrecado e os resultados de monitoramento e análise das campanhas serão entregues às instituições ao final da campanha.

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

10 de julho de 2020 às 14:45
Compartilhar Comente

Ministro Marcos Pontes participa da Jornada Acadêmica de Tecnologia da Unesc

Ministro Marcos Pontes participa da Jornada Acadêmica de Tecnologia da Unesc
Convidado especial fará a abertura do evento, no dia 20 de julho (Foto: Arquivo Unesc) Mais imagens

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, é o convidado especial da 1ª Jornada Acadêmica de Tecnologia da Unesc, que ocorrerá de 20 a 24 de julho. Após um ano, ele retornará à Universidade novamente como palestrante, mas desta vez, em um evento 100% virtual e que poderá ser acompanhado pelo canal oficial da Unesc TV no Youtube. Pontes fará a abertura do evento, com a palestra “Papel das áreas tecnológicas no pós-pandemia”, a partir das 19h15.

A Jornada Acadêmica está sendo organizada e realizada pelos presidentes e vice dos Centros Acadêmicos (CAs) e pelos coordenadores e adjuntos dos 10 cursos de graduação na área de Ciências, Engenharias e Tecnologias oferecidos pela Unesc. O evento é aberto a estudantes, professores e profissionais da área e demais interessados.

 cada dia do evento online, um tema será destacado para os debates online, com a presença de profissionais e líderes de empresas de renome nacional e internacional. Ciência e tecnologia, empreendedorismo e startups, relações interpessoais e Design Thinking, arquitetura e meio ambiente, biônica e evolução digital e o cenário do mercado e as oportunidades e estratégias no pós-pandemia estarão entre os temas abordados.

Além do ministro, o evento contará com a participação de profissionais como a diretora de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), responsável pela coordenação executiva da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), Gianna Sagazio; o CEO e fundador da Brasil ao Cubo, Ricardo Mateus; o diretor Corporativo e de Relações Humanas da Visto Sistemas e presidente do Conselho Deliberativo da Acate (Associação Catarinense de Tecnologia), Daniel Leipnitz e do professor doutor da Universidade Federal de Pernambuco e coordenador do Grupo de Pesquisa em Biodesign e Artefatos Industriais do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Amilton Arruda.

Aprendizado coletivo

O presidente do CA de Engenharia Civil e presidente da comissão organizadora da Jornada Acadêmica, Douglas Leffa, conta que o evento é uma construção coletiva e fruto da união de acadêmicos e estudantes de diferentes cursos. “Está sendo um desafio sim, mas também estamos aprendendo muito com a organização deste evento. O trabalho em equipe envolvendo todos os cursos está gerando uma experiência valiosa neste momento atípico e que está sendo também de reinvenção. Tudo é definido em grupo, inclusive os temas, pensados para integrar e proporcionar um evento em que as diferentes áreas pudessem ser contempladas, possibilitando o contato com assuntos do contexto atual e que podem abrir a mente para novas ideias e ações ”, afirma.

Milena Nandi – Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

10 de julho de 2020 às 14:35
Compartilhar Comente

Ciências, engenharias e tecnologias no enfrentamento ao coronavírus

Ciências, engenharias e tecnologias no enfrentamento ao coronavírus
Pesquisadores têm oferecido ferramentas e soluções ao longo da crise, que muitas vezes acabam não sendo percebidas (Imagem: ArquivoUnesc) Mais imagens

Por trás do enfrentamento à pandemia de Covid - 19, as ciências, engenharias e tecnologias se colocam como importantes e silenciosas aliadas da área da saúde, e por muitas vezes assumem o protagonismo para salvar vidas. Atuando no dia a dia de um hospital, no transporte público, nas instituições de ensino e no comércio, os produtos destas áreas do conhecimento muitas vezes passam despercebidos, mas estão lá: respiradores nas UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo), mecanismos para higienização de ambientes, tratamento de resíduos e estratégias de distanciamento social são alguns exemplos.

Segundo o diretor de Pesquisa e Pós-Graduação da Unesc, Oscar Montedo, em meio a pandemia a importância destes profissionais pode ser percebida em diversos aspectos para combater o coronavírus. Na última semana, pesquisadores da Universidade entregaram a profissionais e estudantes de Odontologia um Equipamento de Proteção Odontológica com custo seis vezes menor do que os comercializados. “Podemos exemplificar este grande valor ao abordar o papel da área tecnológica, de disponibilizar meios, processos e equipamentos para o desempenho de uma atuação assertiva de profissionais de outras áreas do conhecimento. Após se analisar necessidade, neste momento muitas vezes apresentada por um profissional da área de saúde, o colaborador da área tecnológica estuda, desenvolve e implementa a solução mais adequada”, destaca Oscar.



Além da questão de valores, outros aspectos podem ser percebidos. O desenvolvimento de medicamentos e testes recebem grandes contribuições da Engenharia Química. Os softwares de análise e controle dos casos, sensores e respiradores mecânicos são entregues por profissionais de Ciência da Computação e Engenharia Mecânica.

Todos estes processos recebem o auxílio dos profissionais da Engenharia de Produção, que potencializam organizações e produções. Atuando de forma mais ampla, o profissional da Engenharia de Materiais realiza a fabricação e controle das ferramentas utilizadas nas mais variadas aplicações, como EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), itens básicos presentes nos hospitais, como gazes e seringas, e outros produtos relacionados às outras engenharias. “São áreas do conhecimento que se conectam. A atividade das engenharias, do Design, da Arquitetura, das ciências, enfim, da área tecnológica, se faz presente em tudo o que vemos: em uma construção, nos mais variados materiais e desenho de produtos, nos softwares, nos combustíveis, nas máquinas, em uma estrada, no tratamento de resíduos e outros lugares”, enfatiza Oscar.

Prevenção também é foco de atuação

Ao analisar as ações destas três áreas do conhecimento, destaca-se as contribuições para o enfrentamento do vírus. Porém, as ciências, engenharias e tecnologias também têm papel fundamental para a prevenção. Exames para detectar o coronavírus, pesquisas para a formulação de reagentes capazes de destruir o vírus no ar, álcool em gel e muitas outras ferramentas contam com o trabalho destes profissionais.

Na Unesc, o Projeto de Desenvolvimento e Produção de Protetores Faciais tem distribuído equipamentos gratuitamente aos profissionais das Clínicas Integradas da Universidade e em instituições de saúde da região. Até o momento, mais de 1.500 unidades já foram entregues.

Também em evidência, a Universidade concluiu em abril o primeiro projeto de higienização por ozônio para o combate da pandemia de Covid-19 do Sul do Brasil. A concretização da iniciativa foi simbolizada com a entrega do primeiro túnel de higienização por ozônio, localizado no Centro de Triagem do bairro Boa Vista.



Os equipamentos foram disponibilizados ao poder público de municípios do Sul de Santa Catarina, contribuindo para a segurança de profissionais de saúde em hospitais e centros de triagem. Com grande capacidade de desinfecção, 100 vezes mais potente do que o cloro e agindo até 3.120 vezes mais rápido, o ozônio pode zerar a contaminação de uma sala em cinco minutos.

Ao todo, a Universidade conta com mais de 20 projetos para combater a pandemia. Em grande parte, estas iniciativas são desenvolvidas por professores, funcionários e pesquisadores dos cursos das engenharias de Materiais, Mecânica, de Produção e Química; do Design – com ênfase em projeto de produtos, e de Ciências da Computação. O conhecimento toma forma no IDT (Instituto de Engenharia e Tecnologia), localizado em anexo ao Iparque (Parque Científico e Tecnológico) e conta em sua estrutura com laboratórios de Simulação de Modelos, Metrologia, Processamento de polímeros, usinagem e outros espaços de trabalho.

Matrículas abertas

Dentro deste universo das ciências, engenharias e tecnologias, a Unesc oferece uma formação de excelência, em uma Universidade avaliada com nota máxima pelo MEC (Ministério da Educação). Para viver esta experiência, as matrículas para o segundo semestre já estão abertas na Unesc, por meio do Ingresso sem vestibular.

As matrículas podem ser feitas por meio do contato com o Setor Comercial, no WhatsApp (48) 9 99150433 ou telefone (48) 3431-2500.

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

10 de julho de 2020 às 13:54
Compartilhar Comente