AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Jornada Acadêmica celebra os 20 anos do curso de Enfermagem da Unesc

Jornada Acadêmica celebra os 20 anos do curso de Enfermagem da Unesc
Enfermeira por formação a deputada participou ainda de debate em torno da profissão (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

A força da categoria de Enfermagem foi celebrada na noite desta segunda-feira (16/05) na Unesc. O Auditório Ruy Hülse esteve lotado nesta data para a abertura da 20ª Semana Científica do curso de Enfermagem Unesc, que segue a 83ª Semana Brasileira de Enfermagem e 13º Encontro de Egressos do curso de Enfermagem da Unesc. A noite foi marcada por homenagens e troca de experiências de profissionais referência na região. 

Grande convidada da noite, a deputada federal Carmen Zanotto, além de compartilhar experiências profissionais enquanto enfermeira e seus pontos de vista sobre o papel da profissão no enfrentamento da pandemia de Covid-19, recebeu homenagem da Universidade em agradecimento ao repasse de R$ 2,5 milhões para investimento nas clínicas na área da saúde e qualificação dos profissionais em educação na saúde. “Nós temos certeza de que as Clínicas qualificam os recursos humanos que formamos aqui e, acima de tudo, dão muita vazão ao nosso Sistema Único de Saúde. Lá no mês de abril de 2021 a reitora me procurou explicando a importância desse investimento e o que ele poderia trazer para a comunidade, sendo, assim, uma satisfação de poder fazer essa destinação”, salientou.

Conforme a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, desde o tempo em que lutavam pelos serviços de saúde de seus municípios de atuação, Criciúma e Lages, conhece o perfil de Carmem de coragem e determinação em prol das suas bandeiras.  “Tens aqui uma legião de seguidores que te admiram, respeitam, contam contigo e têm muitas expectativas de tudo o que faz, não só pela enfermagem, mas por Santa Catarina e pelo Brasil. Registramos aqui com esse singelo momento nossa enorme gratidão”, destacou ao entregar uma placa de homenagem à deputada.

Mais tarde, ao final do debate, a homenageada foi a própria reitora, que recebeu, das mãos da representante dos acadêmicos, a aluna Gabriela Minhos, um presente e, principalmente, uma notícia que a emocionou. “Tu fazes parte do nosso curso, da nossa Universidade, construiu a saúde pública do nosso Município e do nosso Estado, faz hoje da Unesc essa Universidade baseada em ética, compromisso, política, gestão e muito amor, uma grande inspiração de onde nós queremos chegar”, destacou de forma inicial.

Complementando a fala, Gabriela anunciou ainda que a estrutura do Centro Acadêmico do curso de Enfermagem que está em construção já tem o nome com o qual será chamado. “Ele levará o nome Centro Acadêmico Luciane Bisognin Ceretta com muito orgulho”, acrescentou, surpreendendo e emocionando a reitora.

A noite de troca de experiências foi abrilhantada ainda com as participações no painel da primeira coordenadora do curso de Enfermagem da Unesc, Maria Tereza Leopardi, e a representante do Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina (Coren) doutora Helga Bresciane.

O evento completo com importantes pontuações sob os pontos de vistas de cada uma das painelistas pode ser acessado no canal da Unesc TV no Youtube:

Confira a programação para os próximos dias de evento:

Terça-feira (17/05)

 13h30 às 17h – Roda de conversa “A enfermagem pelo mundo; a experiência frente ao contexto pós-pandêmico”, com egressos do curso de enfermagem da UNESC e conferencistas enfermeiros com vivências internacionais.

19h às 21h – Sala Temática II

Quarta-feira (18/05)

13h30 às 17h – Apresentação de trabalhos científicos

19h às 21h – Conferência com o tema “A enfermagem no contexto da pandemia pela covid-19: geração de conhecimento em enfermagem e a translação nas políticas públicas, na pesquisa e nas práticas em enfermagem pós-pandêmica e seus desafios e lutas” com a presidente da ABEN, Sonia Alcioli. A mediadora será a professora Fabiane Ferraz.

21h às 21h30 – Encerramento

Mais informações podem ser obtidas aqui.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

17 de maio de 2022 às 09:59
Compartilhar Comente

Experiência: acadêmicos da Unesc visitam aldeia indígena

Experiência: acadêmicos da Unesc visitam aldeia indígena
Saída de campo ocorreu no fim de semana (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Colocar em prática os ensinamentos em sala de aula e aproximar cada vez mais a Unesc da comunidade indígena, além de promover a troca de informações com temáticas voltadas às técnicas culturais desses povos. Esses foram alguns dos intuitos da saída de campo de cerca de 30 alunos dos cursos de Ciências da Religião, História, Geografia, Ciências Biológicas e de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA) da Universidade, juntamente dos professores da Universidade, em visita à Aldeia Tekoá Marangatu, em Imaruí.

O encontro ocorreu no sábado (14/05) e teve a participação dos professores doutores Cristiane Damiani Tomasi e Jacks Soratto do Programa de Pós-graduação em Saúde de Coletiva (PPGSCol) e Juliano Bitencourt Campos do Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais (PPGCA).

O grupo contou com a hospitalidade do Fabiano Alves (Karai), junto ao indigenista mestre João Alberto Ramos Batanolli. Após as boas-vindas, eles foram puderam conhecer sobre os modos de vida da aldeia e das plantas, participaram de uma roda de conversa e de apresentação musical, além de uma visita à Opy, a Casa de Reza.

Os acadêmicos também puderam saber um pouco mais sobre a venda de artesanato e ainda foram levados até Dona Maria, anciã da aldeia e guardiã dos saberes tradicionais, que abençoou a turma com palavras no idioma original.

Durante a atividade, conforme o professor doutor Juliano Bitencourt Campos, os acadêmicos tiraram dúvidas e aprenderam diversas questões ligadas a moradia, educação, religião, entre outras tradições. “O encontro é muito importante para promover troca de informações. Eles estão aqui, muito próximos, e possuem uma cultura completamente diferente e bastante preservada na aldeia”, disse.

Campos também orienta Fabiano Alves (Karai) que é mestrando do (PPGCA) da Unesc sob a temática “Nhande Reko Yvyrupa py: Modo de Viver Guarani no Etnoterritório” e é o primeiro estudante indígena da história da Unesc. 

Para o mestrando, que também é professor da Escola Bilíngue da Aldeia, o ensino bilíngue composto de disciplinas formais e cultura indígena, transmitido em processo de alfabetização e progressão em língua portuguesa e tupi-guarani, é uma educação restrita ao aprendizado da profissão. “Mas a educação para a vida, os valores e o respeito pelos mais velhos, pelos outros e pela natureza, o caráter sagrado da vida, aprendemos é na Opy, nas palavras dos tcheramoi (idosos) e dos pajés”, relatou ele, que foi o responsável em receber o grupo da Unesc.

Fabiano também teve participações junto às disciplinas de Saúde e Sociedade e Interação Comunitária dos cursos de Enfermagem e Medicina respectivamente, falando da cultura indígena e das formas de enfrentamento à doença na perspectiva Guarani.

Para o professor Jacks Soratto, conhecer os costumes, crenças dos povos originários é importante para entender o conceito de saúde sobre outra perspectiva. “A proposta é que a Universidade esteja mais presente neste espaço, aprendendo e colaborando com demandas nas diversas áreas do conhecimento”, sublinhou.

Cultura

Durante o encontro, Batanolli ressaltou a beleza do povo Guarani e no quanto se faz parte dessa cultura sem nem perceber. “Eu sinto e vejo que o Guarani já está dentro de nós. Somos povos originários, mas pelo predomínio de uma cultura, a gente não se dá a conhecer. Mas a nossa musicalidade, nossa amorosidade, nosso alto grau de inteligência emocional, que é reconhecido na Europa pelos outros povos, mostra isso, nós temos essa herança indígena no espírito brasileiro”, enfatizou o indigenista.

Aprendizado

Para a acadêmica do curso de Ciências da Religião, Agda Alano, a visita proporcionou momentos de reflexão, aprendizado e alegria. “Ao final fizemos uma confraternização e agradecemos todo carinho também ao nosso colega acadêmico Fabiano (Karai), ao professor João Alberto Ramos Batanolli e ao nosso professor Juliano Bitencourt Campos, que ensinou muito mais que conhecimento, mas o cuidado com que devemos entrar na nossa casa Natureza”, finalizou Agda. A saída de campo à Aldeia fez parte do encerramento de semestre da Disciplina de Espaço, Ecologia e Sustentabilidade do curso de Ciências da Religião ministrada por Campos.

Onde fica a Aldeia

A Aldeia fica localizada no município de Imaruí, possui uma área 84 hectares e tem uma população de aproximadamente 300 indígenas.

Também foram entregues roupas, alimentos arrecadados pelos alunos envolvidos. A Fumacense alimentos foi uma empresa parceria que concedeu mais de 300 quilos de arroz a serem doados à comunidade.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

16 de maio de 2022 às 17:06
Compartilhar Comente

Colégio Unesc organiza mais um Prepara Enem

Colégio Unesc organiza mais um Prepara Enem
Iniciativa visa ajudar alunos que irão prestar a prova a recapitular os conteúdos (Foto: Marciano Bortolin/Agecom/Unesc) Mais imagens

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão abertas. E nada melhor, que uma boa recapitulação de todo o conteúdo para fazer bonito na prova.

Para isso, está sendo organizada mais uma edição do Prepara Enem, que terá inscrições para os aulões abertas em breve. O projeto é ligado ao Colégio Unesc, por meio da Diretoria de Extensão e de Ensino. “Os aulões são totalmente gratuitos e acontecem nos meses que antecedem as provas”, salienta a coordenadora pedagógica do Ensino Médio, Mainara Figueiredo Cascaes.

O Prepara Enem é realizado todos os anos, desde 2016. Por enquanto, aqueles que irão prestar a prova podem acessar os aulões do ano passado por meio do link: https://materiais.unesc.net/prepara-enem-2021 para somar conhecimentos ao período de estudos pré-prova. “Com estas aulas, os alunos já podem iniciar a preparação para o Exames”, comenta.

Em 2021 os aulões ocorreram de forma híbrida devido à pandemia, já em 2022, eles serão totalmente presenciais. “O Enem é uma das principais portas para o acesso ao ensino superior. Além disso, é por meio da nota do Enem que os alunos podem participar de programas como o Sisu e Prouni”, acrescenta Mainara.

Provas

Neste ano as provas do Enem ocorrem nos dias 13 e 20 de novembro. Pela primeira vez, o candidato poderá apresentar a versão digital de documento de identificação no dia da prova. Serão aceitos e-título, Carteira de Habilitação Digital ou RG Digital. O candidato deverá abrir o aplicativo e apresentar ao fiscal. Capturas de tela não serão aceitas.

O interessado em prestar o Enem 2022 deve acessar a página do participante.

No momento da inscrição, o candidato escolhe se quer fazer a prova de língua estrangeira em inglês ou espanhol. Ele escolhe também se quer o exame impresso ou digital e diz se precisa de algum atendimento especial (acessibilidade, por exemplo).

O estudante também preenche um questionário socioeconômico, informa se já concluiu o ensino médio e outras informações cadastrais.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

16 de maio de 2022 às 15:51
Compartilhar Comente

Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas marca presença em ato contra o racismo

Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas marca presença em ato contra o racismo
Evento reuniu manifestantes na Praça Nereu Ramos, no sábado (Fotos: Divulgação) Mais imagens

O Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neabi) da Unesc, que faz parte do  Movimento Negro de Criciúma participou no sábado (14/05) de um ato contra o racismo. O evento ocorreu na Praça Nereu Ramos, no Centro de Criciúma e levando cerca de 100 pessoas ao local. Com cartazes com a frase: “Parem de matar nossos jovens negros”, eles chamaram a atenção sobre o racismo. Apresentações culturais, exposições, intervenções artísticas e assessoria jurídica fizeram parte da programação. 

Quem também estava à frente da ação é Fabrício Silvério Lucas, pai da menina vítima de racismo nas redes sociais, enquanto dançava com o vestido da personagem Bela e foi atacada com comentário racista. “A criança de sete anos está tendo acompanhando psicológico, a proteção e amparo da família. O caso foi registrado na delegacia e é investigado sob sigilo por envolver uma menor. Esse não é o primeiro caso de racismo que acontece em Criciúma, principalmente os casos virtuais durante a pandemia”, comentou a Coordenadora da Secretaria de Diversidades e Políticas de Ações da Universidade, Janaina Vitório.

Conforme ela, os representantes dos movimentos negros pretendem realizar mais manifestações para que caso como esse e outros sejam evidenciados buscando o apoio da população Criciumense na luta antirracista. “A Unesc entra nessa luta com o Neabi e a Secretaria de Diversidades”, comentou.

O coordenador do Coletivo Chega de Racismo e professor do Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGDE) Alex Sander da Silva, reforçou a importância da ação e de racismo é crime e precisa ser denunciado.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

16 de maio de 2022 às 10:30
Compartilhar Comente

Semana Acadêmica de Enfermagem da Unesc chega em sua 20ª edição

Semana Acadêmica de Enfermagem da Unesc chega em sua 20ª edição
Universidade prepara programação de 16 a 18 de maio (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Simpósios, conferências e rodas de conversa farão parte da programação da 20ª Semana Acadêmica de Enfermagem, organizada pelo curso da Unesc. O evento inicia na segunda-feira (16/5) e seguirá até quarta-feira (18/05), no Auditório Ruy Hulse, na Universidade, com a presença de profissionais da área e acadêmicos em discussões acerca de temas que envolvem a profissão. 

“As palestras serão presenciais no auditório com algumas sessões em salas temáticas. É importante que os acadêmicos e egressos participem desses debates que são fundamentais para a formação acadêmica”, comentou a coordenadora do curso, Paula Zugno, lembrando que o evento marca ainda o 20º ano do curso de Enfermagem da Universidade.

A abertura oficial da programação ocorre na noite de segunda-feira, às 19h15 com três conferencistas: a reitora e enfermeira Luciane Bisognin Ceretta, o enfermeiro Gelson Albuquerque, a enfermeira e deputada federal Carmem Zanotto e a enfermeira Maria Tereza Leopardi. Os quatro debaterão em torno da temática “Enfermagem no contexto da pandemia pela covid-19: a evolução da enfermagem e dos métodos de assistência ao longo da história e o desenvolvimento de estratégias pós-pandêmicas” com a mediação do professor Jacks Sorrato.

Toda atividade marca ainda a 83ª Semana Brasileira de Enfermagem e o 13º Encontro de egressos do curso. As inscrições são obrigatórias e podem ser feitas neste link.

A Semana Brasileira é celebrada anualmente pela Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN) e foi instituída em 1940 pela Escola de enfermagem Anna Nery. A Semana sempre ocorre entre os dias 12 de maio, nascimento de Florence Nightingale em 1820, que também é o dia do enfermeiro e rememora o falecimento da Ana Nery, ocorrido em 20 de maio de 1880.

Programação:

Segunda-feira (16/05)

13h30 às 17h – Sala Temática I 

19h15 às 21h – Conferência sobre o tema “Enfermagem no contexto da pandemia pela Covid-19: a evolução da enfermagem e dos métodos de assistência ao longo da história e o desenvolvimento de estratégias pós-pandêmicas”

- A evolução da enfermagem e os métodos de assistência ao longo da história com a conferencista Maria Tereza Leopardi

- As lutas políticas da enfermagem com a conferencista Deputada Federal Carmem Zanotto

- Lutas do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e o desenvolvimento das estratégias pós-pandêmicas com a conferencista Helga Bresciane.

- A visão da academia neste contexto pandêmico e o desenvolvimento da enfermagem com a conferencista Luciane Ceretta.

Terça-feira (17/05)

13h30 às 17h – Roda de conversa “A enfermagem pelo mundo; a experiência frente ao contexto pós-pandêmico”, com egressos do curso de enfermagem da UNESC e conferencistas enfermeiros com vivências internacionais.

19h às 21h – Sala Temática II

Quarta-feira (18/05)

13h30 às 17h – Apresentação de trabalhos científicos

19h às 21h – Conferência com o tema “A enfermagem no contexto da pandemia pela covid-19: geração de conhecimento em enfermagem e a translação nas políticas públicas, na pesquisa e nas práticas em enfermagem pós-pandêmica e seus desafios e lutas” com a presidente da ABEN, Sonia Alcioli. A mediadora será a professora Fabiane Ferraz. 

21h às 21h30 – Encerramento

Mais informações acesse aqui.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

16 de maio de 2022 às 08:46
Compartilhar Comente