Arquitetura e Urbanismo

Acadêmico da Unesc vence Concurso NCD na Categoria Estudante

O acadêmico da fase final do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unesc, Antonio Danilo da Silva Magalhães, conquistou o primeiro lugar na categoria “Estudante", no Concurso Técnico do Núcleo Catarinense de Decoração (NCD) 2022. A cerimônia de entrega das premiações ocorreu nesta quinta-feira (1/12), em Florianópolis.

O projeto do acadêmico da Unesc, intitulado como “Cosmopolitan Living”, teve como inspiração a essência e a vivência dos clientes, um casal composto por dois jovens rapazes empresários que viajam o mundo todo no auge de suas carreiras e com uma riquíssima bagagem cultural que reflete diretamente no resultado de um projeto sóbrio, elegante e sofisticado. 

Segundo ele, as referências para o projeto se deram a partir do lifestyle, o estilo de vida dos clientes. Ele usou uma mescla de materiais que se diferenciam basicamente por texturas, mas com tons sempre muito próximos e conversando entre si. 

“A contemporaneidade é expressa a partir da predominância de linhas retas na marcenaria, intercalada pontualmente com mobiliários com desenhos mais orgânicos, como a mesa de jantar e a bancada/ilha da cozinha, por exemplo”, contou o acadêmico. 

Magalhães enfatizou ainda que a integração entre os espaços que formam a área social do apartamento proporcionou fluidez de fluxos, amplitude e relação direta entre os usuários, resultando numa atmosfera receptiva, funcional e respondendo a todas as expectativas dos clientes.

Reconhecimento

Para o acadêmico, é muito gratificante poder ser reconhecido como profissional da área e levar o seu nome e da Universidade para todo o estado de Santa Catarina. “Agradeço a todos os professores do curso pelo apoio e incentivo durante todo meu trajeto acadêmico, ambos colaborando para o meu crescimento pessoal e profissional, resultando agora nesse prêmio tão importante e que, tenho certeza, que é o primeiro de alguns que virão”, comemorou.

O resultado também é motivo de muita alegria pelos professores do curso, como mencionou o coordenador Pedro Luiz Kestering Medeiros. “O curso de Arquitetura e Urbanismo está em festa, pois tivemos mais um daqueles momentos que nos alegram ao tomar conhecimento do sucesso de nossos acadêmicos”, destacou.

Concurso

O Concurso Técnico NCD é um projeto de cunho sócio cultural que tem como objetivo valorizar os trabalhos realizados por profissionais de arquitetura, design, paisagismo, engenharia e decoração e também por estudantes das Instituições de ensino de Santa Catarina, avaliados segundo critérios técnicos de excelência e inovação, por júri isento e especializado. A cerimônia de premiação ocorreu em Florianópolis.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

02 de dezembro de 2022 às 15:48
Compartilhar Comente

Projetos de Extensão são socializados em Fóruns na Unesc

Projetos de Extensão são socializados em Fóruns na Unesc
Diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, apresenta nesta quinzena de novembro, suas atividades realizadas por professores e acadêmicos Mais imagens

A diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias (Dirext) da Unesc realiza nesta quinzena do mês de novembro o Fórum “Socializar as atividades desenvolvidas pelos projetos de extensão”. O objetivo é divulgar as ações que estão sendo realizadas pela Universidade, e servem para avaliar os programas extensionistas realizados no período, bem como, analisar as propostas sugeridas, para o futuro planejamento e fortalecimento da Extensão na nossa Universidade Comunitária. Os encontros ocorrem em seis etapas e são divididos por área de conhecimento e os do Território Paulo Freire I e II.

Nesta quarta-feira (16/11), no auditório Edson Rodrigues, foram apresentadas, por meio de pitches, as atividades da área de Ciências Sociais Aplicadas (CSA). No período noturno foi a vez das ações desenvolvidas nas Ciências, Engenharias e Tecnologias (CET). Na manhã de quinta-feira (17/11), foram apresentados os programas da área das Ciências da Saúde e no vespertino os trabalhos de Humanidades, Ciências e Educação.

Na próxima segunda-feira (21/11), à tarde, no Bloco O, serão demonstrados os resultados dos Territórios Paulo Freire I e II. O encerramento dos Fóruns ocorre no período vespertino, no Bloco R, com a presença de todos os extensionistas, onde serão apresentadas as propostas dos envolvidos, e que norteará o Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI) e os editais para o próximo biênio. As sugestões serão compiladas dos questionários que professores e alunos estarão respondendo neste período.

Aumento das atividades

Os professores ainda mencionaram que, em comparação com os editais de projetos internos da Unesc neste último biênio (2021/2022) com o biênio anterior (2019/2020), ocorreu um aumento de 25% no número de atividades. Atualmente, a diretoria desenvolve cerca de 80 projetos executados por meio dos editais 358, 359 e 360 e com a participação de 217 docentes e cerca de 160 alunos.

Números que impressionam

Os números das atividades extensionistas são gigantes e marca a presença da Unesc como uma Universidade Comunitária que se faz presente nos mais diversos segmentos da sociedade do Extremo Sul Catarinense. São mais de 221 projetos e programas realizados em mais de 45 municípios da Amrec, Amesc e Amurel, e no Rio Grande do Sul, com o engajamento em ações e projetos de extensão de 729 acadêmicos bolsistas e 82 voluntários, dentro  dos editais internos, externos, setores e realizados pelos cursos.

ODS

Os projetos e programas atendem aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Neste ano foram 52 ações comunitárias realizadas que beneficiaram cerca de 4 mil pessoas.

Graduação Multi

A partir de 2023 todos os cursos da Graduação Multi terão atividades curriculares de extensão, computando o mínimo de 10% do total da carga horária do curso em extensão ligadas a comunidade externa da instituição.

Universidade premiada

A nossa Universidade Comunitária, participante da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), por anos consecutivos vem sendo reconhecida com o Prêmio de Responsabilidade Social conferido pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), e pelo Top Of Mind, como a marca mais lembrada do estado, e por ser a Universidade mais empreendedora de Santa Catarina.

Para a diretora da Dirext, Fernanda Sonego, todas essas iniciativas é para a prezar pela indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão, atrelando a inovação e a cultura como transversais ao processo de aprendizagem. "Também valorizamos a experiência como o grande diferencial na formação de nossos acadêmicos. Motivos pelos quais temos contribuído significativamente para o desenvolvimento social, econômico, cultural, político de toda nossa região”, afirmou.

Mesmo estando em Aracajú(SE), representando a Universidade em um encontro de Educação Superior, a pró-reitora de Pós-graduação, Pesquisa, Inovação e Extensão Comunitária (Propiex), Gisele Coelho Lopes, transmitiu sua mensagem via Google-Meet aos participantes nas duas oportunidades do dia.

“Nosso intuito é entender o que fizemos, mas também refletir quais são as oportunidades que nós temos para poder aprimorar aquilo que estamos fazendo. Vivemos um momento diferente dos últimos anos, em que a Extensão se coloca, cada vez mais, como lugar estratégico na nossa instituição. Ela possibilita também, aos nossos estudantes, uma experiência formativa, não somente  pela perspectiva do Edital, mas também na curricularização da Extensão, colocando o acadêmico no centro deste conhecimento", destacou Gisele.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

21 de novembro de 2022 às 15:48
Compartilhar Comente

Tecnologia Assistiva: ferramenta para a inclusão é tema de debate durante Semana de Ciência e Tecnologia

Tecnologia Assistiva: ferramenta para a inclusão é tema de debate durante Semana de Ciência e Tecnologia
Encontro ocorreu nesta quarta-feira (26/10) no ateliê de projetos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade (Fotos: Daniela Savi/Agecom/Unesc) Mais imagens

Mais de 70 acadêmicos da Unesc participaram nesta quarta-feira (26/10) de palestra sobre “Tecnologia Assistiva” com as professoras do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade, Aline Eyng Savi e Rúbia Carminatti Peterson. Durante o encontro, elas trouxeram reflexões sobre o que é o tipo de tecnologia, quem utiliza e onde é encontrada. A atividade, que ocorreu na sala no ateliê de projetos do curso, faz parte da 13ª Semana de Ciência e Tecnologia da Instituição.

Segundo Aline, as inovações tecnológicas têm favorecido as necessidades da população que encontram dificuldades, muitas vezes, no preparo de um alimento, por exemplo, e em outras, até na forma de se comunicar. O que para alguns, segundo ela, é facilidade, para outros é a possibilidade de fazer algo. 

E é aí que entra a função de tecnologia assistiva, que contribui cada dia mais para a inclusão de pessoas com deficiência ou aquelas com mobilidade reduzida. “As tecnologias assistivas são recursos, ajudas técnicas para as pessoas com deficiência terem mais facilidades e maior autonomia”, descreve Aline, lembrando ainda os números de pessoas com deficiência no país, que chega a 17,3 milhões de pessoas, o que corresponde a 8,4%da população. Das pessoas com deficiência e em idade produtiva, apenas 28,3% estão empregados, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo IBGE em 2019. 

“Temos uma lacuna grande de trabalho e um grande público para que possamos trabalhar e, para isso, temos a necessidade de cada dia mais pensarmos em espaços inclusivos. É um trabalho muito grande a ser desenvolvido com toda a sociedade”, enfatiza Aline.

Vencendo barreiras

Mas diante desse cenário, como é possível mudar? Para Rúbia, é necessário incluir e vencer as barreiras espaciais e as sociais. “Acessibilidade é para todos, não apenas para quem é deficiente ou com mobilidade reduzida. Em um certo momento de nossas vidas vamos precisar. É um tema relevante e que muitas vezes nos conscientizamos apenas quando nos deparamos com ele”, completa Rúbia. 

E onde podem ser aplicados esses recursos para facilitar a comunicação? Eles podem ser encontrados como auxílio para a vida diária, como exemplo, um apoio maior para a subida de uma escada, pode ser por meio de um aplicativo para uma comunicação aumentativa e alternativa, como recursos de acessibilidade ao computador, por meio de teclados com cores ou sistema de voz, como um sistema de controle de ambiente, nos projetos arquitetônicos para acessibilidade, nas órteses e próteses, nos produtos que oferecem adequação postural, nos aparelhos sonoros, nas as plataformas elevatórias, entre outros. 

“Temos muitos produtos no mercado para auxiliar as pessoas. E discutir isso hoje é uma forma de mostrar que as tecnologias estão aí, que elas existem, e se caso alguém necessite saiba onde encontrar. Esse foi o objetivo do encontro, mostrar a realidade dessa tecnologia e onde ela está inserida”, completou Aline.

Compromisso com a acessibilidade e a inclusão
 

Comprometida com a acessibilidade e inclusão, a Unesc, tem desenvolvido diversas melhorias no âmbito do ensino aprendizagem, da iniciação científica, da extensão e da gestão, envolvendo a comunidade interna e externa e promovendo políticas inclusivas.

O projeto “Observatório de Tecnologia Assistiva”, coordenado pelas professoras Aline e Rúbia, apresentado nesta quarta-feira, é um deles. Com apoio de acadêmicos bolsistas, ele está vinculado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e recebeu recursos por meio de emenda parlamentar da deputada federal Carmem Zanotto. 

Todo esse levantamento apresentado é resultado de um trabalho inicial e que levará dois anos de uma investigação em âmbito nacional do que é produzido em tecnologia assistiva. 

Tecnologia Assistiva

A tecnologia assistiva consiste em soluções para perdas motoras e funcionais das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, de modo a garantir a execução de atividades cotidianas e possibilitar a participação ativa nas atividades sociais no contexto urbano.

A Semana de Ciência e Tecnologia

O maior evento acadêmico institucional da Unesc, a 13ª edição da Semana de Ciência e Tecnologia (SCT), iniciou na segunda-feira (24/10) e segue até sexta-feira (28/10). A ação conta com mais de 120 atividades como palestras, minicursos, oficinas, apresentações de trabalhos, entre outros.

Em 2022, a SCT, que ainda terá a apresentação de cerca de 440 trabalhos, é realizada de forma presencial e online com ações no campus sede da Unesc, em Criciúma, e na unidade de Araranguá. A programação completa, as inscrições, além de outras informações podem ser conferidas no link. http://sct2022.unesc.net/

A Semana de Ciência e Tecnologia da Unesc tem o patrocínio do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (Crea-SC) e o apoio do Ministério de Ciências, Tecnologia e Inovação; do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; CNPq; Capes; Fapesc; e  Biozenthi e tem como temática “Bicentenário da Independência: 200 anos de ciência, tecnologia e inovação no Brasil”, proposto pela Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

26 de outubro de 2022 às 16:23
Compartilhar Comente

Escolas de Criciúma recebem Relatórios de Acessibilidade elaborados por acadêmicos da Unesc

Escolas de Criciúma recebem Relatórios de Acessibilidade elaborados por acadêmicos da Unesc
Mais imagens

Após um trabalho intenso desenvolvido por acadêmicos da Unesc, duas escolas de Criciúma receberam Relatórios de Acessibilidade personalizados na manhã desta terça-feira (11/10). A ação foi realizada por alunos bolsistas do projeto Vivercom edição Proesde, beneficiados pelas Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu).

Durante o período em que estiveram nas escolas  José Continho Portela, do bairro São Sebastião, e Silva Alvarenga, do bairro Metropol, os universitários, supervisionados por professoras, verificaram todos os ambientes, da rua aos banheiros, passando pelas salas de aula, biblioteca, pátio, hall, entre outros, tudo para fazer um diagnóstico preciso do local. 

“Podemos ter vontade e ideias, mas sem parceria não alcançamos o objetivo, por isso estamos muito felizes com este belíssimo projeto, agora acoplado ao Proesde, um programa do Governo do Estado que estimula o desenvolvimento social e econômico da nossa região. É uma iniciativa encantadora que conversa com as necessidades das secretarias Estadual e Municipal de Educação, pois é um olhar ampliado das estruturas físicas. Pensamos em seguir com esta análise, lançando uma semente para, no futuro, as secretarias pensarem a parte estrutural das escolas e todas as suas necessidades”, destaca a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, Fernanda Sônego.

Satisfação, gratidão e proximidade

A auxiliar de direção da Escola Municipal José Continho Portela, Cheiene Damásio Uggioni, se encantou com o relatório recebido e enfatizou a importância do envolvimento da Unesc. “Quando os alunos chegaram à escola, eu senti uma ponta de satisfação em ver um grupo tão coeso, muito bem assessorado, com mentores por trás. Eles eram de tantas áreas diferentes, mas estavam tão unidos e focados no trabalho, devidamente caracterizados, com coletes, pranchetas. Agradecemos a Unesc por este carinho com a nossa escola, que é de todos. São duas unidades educacionais que estão longe geograficamente, mas mesmo assim tão próximas”, relata.

Da mesma escola, a orientadora, Maria Cristina Izé Mariana, diz que a unidade educacional tem gratidão pela Unesc. “A Universidade sempre é parceira, contribuindo muito com o nosso crescimento. A escola tem que ser receptiva à Unesc. Não adianta a Universidade ser comunitária se a comunidade não for receptiva a ela”, fala.

Impacto na sociedade

Uma das orientadoras deste processo é a professora do curso de Arquitetura, Aline Savi, que destacou o trabalho como desafiador. “Resolvemos, dentro da nossa área, trabalhar um tema que pudesse ser de domínio e aplicação prática, por isso pensamos na acessibilidade. É um trabalho que vem sendo desenvolvido em outras cidades também. Em Morro da Fumaça, por exemplo, todas as escolas receberam o relatório e em Içara estamos concluindo”, diz. 

No relatório entregue nesta terça-feira consta, entre outras coisas, uma apresentação da escola, o objetivo do trabalho e o diagnóstico. “Acreditamos que é um trabalho muito importante em qualquer instituição pública, precisamos vencer estas barreiras físicas. Não pensamos somente no aluno com deficiência, mas em toda a comunidade escolar. Usamos uma metodologia simples que pode ser aplicada por leigos para verificar o espaço. São 17 planilhas que vão da rua até o interior da escola, avaliando todos os espaços”, explica Aline. 

O diretor da Escola de Educação Básica Silva Alvarenga, João Batista Figueiredo Filho, revelou que “a Unesc já é de casa”. “A Universidade também realiza outros projetos e cresceu muito. Nos admira esta gestão que tem tanto cuidado com os alunos, professores, estes projetos com a comunidade”, cita.

Vivercom

O projeto Vivercom edição Proesde Criciúma 2022 pretende contribuir com o desenvolvimento regional, buscando a garantia da interdisciplinaridade, da interação entre a Universidade e a sociedade, da qualidade e do impacto das ações de extensão, reforçando a missão da Universidade diante da realidade social.  “Estes acadêmicos ganham a bolsa de estudo do Uniedu, mas tem que ter uma intervenção na comunidade com professores tutores que os orientam, no fim do ano, iremos apresentar ao prefeito e a secretaria de educação tudo que foi feito. É um resultado que pode não ficar só no papel, mas ser uma sugestão de melhorias pensando no cidadão”, ressalta a assessora da Diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Sheila Saleh. 

A ação tem por finalidade desenvolver atividades de extensão universitária, estimulando o desenvolvimento regional, nos seus diferentes aspectos, com inclusão social, por meio de ações que contribuam para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030. Por meio de intervenções de extensão, os acadêmicos bolsistas do Proesde ampliam suas competências já desenvolvidas em atividades de ensino e pesquisa, aproximando-se da realidade social e cultural de nosso estado e, consequentemente, do país. 

As atividades de intervenção do projeto estão conectadas às três dimensões dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) quais sejam: social, ambiental e econômica e atingirão três espécies de público: infantil, juvenil e adulto.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

11 de outubro de 2022 às 15:18
Compartilhar Comente

Unesc está com inscrições abertas para o Pibid e Residência Pedagógica

Unesc está com inscrições abertas para o Pibid e Residência Pedagógica
Mais imagens

Acadêmicos de Licenciatura da Unesc e professores das redes públicas estadual e municipal de ensino tem mais uma grande oportunidade de ampliarem conhecimentos. A Unesc está com inscrições abertas para o processo seletivo de bolsistas para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e o Programa Institucional de Residência Pedagógica. Interessados podem se inscrever até segunda-feira (03/10) nos dois programas do governo federal.

Os projetos acolhem acadêmicos que tenham cursado o mínimo de 50% do curso ou estejam frequentando a partir do 5º período e professores com dois anos de experiência no magistério na Educação Básica. 

Além de garantirem diferenciais para seus currículos, os selecionados receberão uma bolsa de estudos como auxílio financeiro mensal e pagamento de acordo com o cronograma da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O resultado preliminar será divulgado dia 5 de outubro pelo site da Unesc.

“É uma ótima oportunidade de ampliar os conhecimentos na escola. Tanto o Pibid quanto a Residência Pedagógica visam proporcionar aos acadêmicos uma aproximação prática com o cotidiano das escolas públicas de educação básica e com o contexto em que estão inseridos”, comenta Schlickmann. 

Sobre os programas:

O Pibid oferece bolsas de iniciação à docência a estudantes de cursos de licenciatura que desenvolvam atividades pedagógicas em escolas da rede pública de educação básica; a coordenadores institucionais que articulem e implementem o programa em universidades ou institutos federais de educação, ciência e tecnologia; a coordenadores de área envolvidos na orientação aos bolsistas e, ainda, a professores de escolas públicas responsáveis pela supervisão dos licenciandos.

O Programa de Residência Pedagógica, da Capes, tem a finalidade de contribuir para o aperfeiçoamento da formação inicial de professores da educação básica nos cursos de licenciatura. O objetivo é induzir o aperfeiçoamento da formação prática nos cursos de licenciatura, promovendo a imersão de licenciandos na escola de educação básica, a partir da segunda metade de seu curso.

Regras, editais e inscrições

São 180 bolsas disponíveis entre os cursos de Arte, Ensino Religioso e História, Educação Física Licenciatura, Matemática, Geografia, Química, Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Pedagogia e 25 bolsas para os professores das redes públicas estadual e municipal.

As regras completas para participação e a documentação necessária para concorrer às vagas podem ser encontradas nos editais já publicados no site da Unesc.

Pibid

Professor supervisor

Edital: https://www.unesc.net/portal/capa/index/231/0/0/componente/processo/ver/1/142/2022/2

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSd12Noa_J3TtJnbfpYz6keIFDxY3R81wSgQEBlmpDvE-JtDWg/viewform

Aluno bolsista

Edital: https://www.unesc.net/portal/capa/index/231/0/0/componente/processo/ver/1/141/2022/2

Inscrições:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfrgP8QDfPfA545NVjsJgjbOhdIY0cc7-PmEV-JjthKZRCkvg/viewform

Residência Pedagógica

Professor preceptor 

Edital: 

https://www.unesc.net/portal/capa/index/231/0/0/componente/processo/ver/1/219/2022/2

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScVYgWTESJQAk1lnM6lADidszSOUnVIBbICJTxeK_We6vz6KA/viewform

Aluno bolsista 

Edital: https://www.unesc.net/portal/capa/index/231/0/0/componente/processo/ver/1/218/2022/2

Inscrições: 

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfrgP8QDfPfA545NVjsJgjbOhdIY0cc7-PmEV-JjthKZRCkvg/viewform


 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

30 de setembro de 2022 às 13:10
Compartilhar Comente (1)