Coronavírus

Sala de Situação Unesc lança e-book para ensinar crianças sobre os cuidados com o coronavírus

Sala de Situação Unesc lança e-book para ensinar crianças sobre os cuidados com o coronavírus
Material "Vamos aprender a derrotar o Novo Coronavírus?" será distribuído de forma gratuita para o Colégio Unesc e escolas públicas de toda a região (Fotos: Mayara Cardoso /Reprodução) Mais imagens

Um material lúdico formulado para explicar sobre o coronavírus e os cuidados contra ele com linguagem voltada especialmente ao público infantil. Assim é o e-book "Vamos aprender a derrotar o Novo Coronavírus?" lançado oficialmente nesta quarta-feira (7/10) pela Sala de Situação Covid-19 da Unesc. O material servirá como base para o trabalho de conscientização com os alunos do Colégio Unesc e crianças de todo o ensino público na região Sul.

O lançamento do projeto foi realizado de forma virtual com a presença de representantes da Sala de Situação Covid-19, além de professoras e diretoria do Colégio Unesc. Conforme um dos coordenadores da Sala, Rafael Amaral, a ideia de montar um material de instrução quando ao combate à Covid com foco no ensino para crianças já estava entre os propósitos da equipe, que conseguiu concretizar o desejo e lançar um e-book desenvolvido sob diversas mãos.

“Tivemos a participação de toda a equipe que atua na Sala de Situação empenhada para fornecer um material de excelência para o Colégio Unesc e, como Universidade Comunitária que somos, multiplicar esse conhecimento oferecendo o e-book também para as escolas públicas de toda a região Sul do Estado”, comentou.

A apresentação do material final ficou sob responsabilidade da residente da Unesc, Micaela Rabelo Quadra, integrante da equipe que pôde explicar a escolha dos personagens e a narrativa escolhida para a história desenvolvida pela equipe. “Esperamos que seja efetivo, que contribua com o trabalho que vocês vêm fazendo no dia a dia com as crianças”, acrescentou.

Para a diretora do Colégio Unesc, Giselle dos Passos Vieira, é uma honra receber um material de tamanha riqueza e credibilidade produzido dentro da própria Universidade. “Para nós é muito gratificante saber que o e-book foi pensado especialmente para os nossos pequenos. Com certeza ele será utilizado e nos auxiliará muito no processo de aprendizagem. Tudo o que conseguirmos trabalhar com as crianças nessa idade vai ficar para a vida toda delas”, destacou.

Conforme a diretora, o material lúdico será importante para o trabalho voltado não só as crianças, mas também para as suas famílias. “Ao apresentarmos de uma forma adequada, os pequenos vão entendendo a situação de uma forma muito mais tranquila. O conhecimento é o que vai transformando e desmistificando algumas questões”, acrescentou.

Ao acompanhar a apresentação, a professora Ana Karen Rosado também agradeceu o empenho dos residentes e professores engajados em compartilhar conhecimentos tão importantes em tempo de pandemia. “Ficou lindo o material, além de didático e criativo. Essa parceria deve se fortalecer cada vez mais”, salientou.

Os interessados em receber o material podem entrar em contato pelo e-mail saladesituacao@unesc.net.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

07 de outubro de 2020 às 19:19
Compartilhar Comente

Reitoras de universidades comunitárias dialogam sobre o pós-pandemia

Reitoras de universidades comunitárias dialogam sobre o pós-pandemia
Protagonismo do evento terá Luciane Bisognin Ceretta, da Unesc; Marcia Cristina Sardá Espíndola, da Furb, e Solange Sprandel da Silva, da UnC (Foto: Arquivo Unesc) Mais imagens

Qual o futuro das universidade comunitárias no pós-pandemia? Esta é a pergunta norteará o “Colóquio APEC (Associação de Pesquisadores em Economia Catarinense)”. Evento virtual ocorre na quinta-feira (26/8), a partir das 16 horas, e tem a participação confirmada da reitoras Luciane Bisognin Ceretta, da Unesc; Marcia Cristina Sardá Espíndola, da Furb (Universidade Regional de Blumenau), e Solange Sprandel da Silva, da UnC (Universidade do Contestado).

O tema do encontro será “Educação superior na atual crise: desafios e ações em entidades comunitárias catarinenses”, e a proposta principal é ouvir a realidade de cada instituição, para entender o cenário interno, as dificuldades e perspectivas para o futuro. 

Para Luciane, o diálogo é necessário e pode trazer importantes perspectivas, refletindo em ações positivas para além das universidades. “Em meio a uma crise, a exemplo da pandemia de coronavírus, as instituições comunitárias assumem o protagonismo e lideram ações de enfrentamento à diversidade e suporte à vida.  Por isso precisam estar cada vez mais fortes. Nos últimos meses, a Unesc foi responsável por mais de 20 projetos de apoio à comunidade, e iniciativas como o Plano de Desenvolvimento Regional da Amrec (Associação dos Municípios da Região Carbonífera), identificando potencialidades e pontos de atenção para a retomada social e econômica”, evidencia.

Conforme Dimas de Oliveira Estevam, integrante da Associação e coordenador do PPGDS (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico) da Unesc, a iniciativa busca ouvir entidades catarinenses dos mais diversos segmentos. “A APEC está realizando colóquios sobre os efeitos da crise em Santa Catarina. Desta vez, devido a importância destas instituições, o protagonismo será das universidade comunitárias, fomentando um debate que possa levar a iniciativas que auxiliem diante deste desafio”, explica.

O link para participação já está disponível. O evento será transmitido no canal de YouTube da APEC. Clique aqui.

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

26 de agosto de 2020 às 14:28
Compartilhar Comente

“É muito difícil emitir uma opinião sobre algo que não temos dados liberados para avaliar”, diz pesquisador da Unesc sobre vacina Russa

“É muito difícil emitir uma opinião sobre algo que não temos dados liberados para avaliar”, diz pesquisador da Unesc sobre vacina Russa
Detalhes técnicos do produto desenvolvido no país não foram liberados à comunidade científica (Foto: Divulgação) Mais imagens

Logo após o anúncio de que uma vacina contra a Covid-19 desenvolvida na Rússia recebeu aprovação para ser testada em humanos, nesta semana, a notícia passou a ser o principal assunto nas rodas de conversa, seja pela esperança criada ou pelas dúvidas que giram em torno da novidade. Isso porque, ao contrário dos procedimentos padrões estabelecidos pela comunidade acadêmica mundial, os estudos em torno da vacina não foram publicados e não são de acesso de pesquisadores de outros países.

O assunto, conforme o professor e pesquisador da Unesc, Felipe Dal Pizzol, é de difícil avaliação, justamente pela falta de dados técnicos liberados para avaliação da comunidade científica. “Essa falta de informações não é usual. Além disso, existe a questão de que a Rússia iniciou uma grande quantidade de casos depois da China e Europa, então ele está com um estudo avançado demais tendo começado casos a menos tempo. Isso também é estranho”, comenta.

De acordo com Dal Pizzol, a China e os demais países que tiveram o início da pandemia mais cedo ainda estão desenvolvendo a vacina, o que já demonstra um avanço exagerado diante de algo que necessita de determinado período de avaliações. “Claramente eles têm tecnologia para isso, tem expertise, e até poderiam ter já pré-desenhado algumas vacinas esperando ter a população afetada e, assim, ter iniciado o teste logo que começou a pandemia, mas é difícil acreditar que eles possam estar mais avançados que a vacina chinesa, que a de Oxford ou a americana”, declara.

A realidade, conforme o professor, é de que possivelmente a Rússia tenha, de fato, uma promissora vacina sendo testada, mas a ideia de estar “quase pronta” de logo poder ser feita na população pode ser confusa. “Até podem estar fazendo a Fase 2 e começando a Fase 3 ao mesmo tempo, mas essa fase demora um tempo e a nós precisamos desse período para saber não só a efetividade, mas também a segurança do produto. Seria bom que eles liberassem esses dados para podermos ter uma ideia mais correta do que está acontecendo”, finaliza.

Reconhecimento internacional

Felipe Dal Pizzol participa de pesquisas internacionais acerca da Covid-19 desde o início da pandemia. O pesquisador é um dos dez profissionais brasileiros escolhidos para a elaboração do documento “Diretrizes para Diagnóstico e Tratamento da Covid-19”, do Ministério da Saúde.

Na Universidade, Dal Pizol ainda coordena o PPGCS (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde), um dos poucos programas nota 6 (de um máximo de 7) pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

14 de agosto de 2020 às 09:51
Compartilhar Comente

Dia do Estudante ganha destaque no Boletim Informativo da Sala de Situação

Dia do Estudante ganha destaque no Boletim Informativo da Sala de Situação
Edição desta terça-feira (11/8) conta com material especial sobre a data (Foto: Reprodução) Mais imagens

A edição diária do Boletim Informativo da Sala de Situação da Unesc ganhou um conteúdo ainda mais especial nesta terça-feira (11/8). O material dedicou grande parte do seu espaço aqueles que são a grande razão de ser da Universidade: os estudantes!

Com uma matéria especial da Agência de Comunicação da Unesc, o Informativo deu ainda espaço para líderes estudantis da Universidade deixarem suas mensagens especiais nesta data.

Como não poderia deixar de ser, a edição desta terça-feira trouxe também dados sobre a situação da região no que diz respeito à Covid-19. O conteúdo explica ainda, por exemplo, quais fatores são levados em consideração para a classificação de risco de cada uma das cidades.

Para acessar o Boletim Informativo da Sala de Situação da Unesc clique aqui.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

11 de agosto de 2020 às 21:35
Compartilhar Comente

Resultados de testes de vacinas para o coronavírus são animadores, diz pesquisador da Unesc

Resultados de testes de vacinas para o coronavírus são animadores, diz pesquisador da Unesc
Temática será abordada em Live no canal Unesc Oficial no Youtube (Foto: Arquivo/Unesc) Mais imagens

O trabalho de pesquisadores em todo o mundo em busca de respostas e soluções para combater o vírus que atinge nações mostram resultados animadores, avalia o professor, médico e pesquisador da Unesc, Felipe Dal Pizzol. Conforme o profissional, existem ao menos três vacinas em estágio mais avançado de estudo em fase de testes de segurança e efetividade inicial. Essas e outras possibilidades em estudo para o combate à Covid-19 serão assunto na live promovida pela Sala de Situação da Unesc nesta quinta-feira (23/7) às 19h pelo canal Unesc Oficial no YouTube.

Com a reunião dos grandes profissionais da área, professora doutora Silvia Dal Bó, professor doutor Silvio Ávila Júnior, professor doutor Lucas Helal e professor doutor Felipe Dal Pizzol, a Universidade promoverá esclarecimentos para toda a comunidade em torno do tema “Avanço das pesquisas de vacinas e medicamentos para a Covid-19”.

Expectativas elevadas

De acordo com Felipe, os resultados das três principais vacinas em estudo levam a expectativas positivas pela segurança e possibilidade de montar uma resposta imune. “Com o andamento e os indicadores da Fase 2, espera-se que elas sejam eficazes também nesta atual fase de testes, a Fase 3. Temo uma boa velocidade de inclusão de pacientes e, portanto, espera-se que até o final do ano esta etapa esteja completa, ao menos parcialmente, para podermos ter resultados mais definitivos sobre a eficácia e, posteriormente, a distribuição para a população”, explica.

Para conhecer melhor essas possibilidades e estar por dentro do assunto, as comunidades acadêmica e externa estão convidadas a acompanhar a transmissão ao vivo nesta quinta-feira às 19h garantindo informações atuais e de credibilidade repassadas por profissionais especialistas na área da saúde.

Nas próximas semanas a Sala de Situação deve promover novas transmissões para tratar sobre os principais assuntos ligados à Covid-19.

Canal Unesc Oficial

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

22 de julho de 2020 às 15:18
Compartilhar Comente