Biomedicina

Mobilidade Acadêmica: Estudantes da Unesc podem estudar fora do Brasil

Mobilidade Acadêmica: Estudantes da Unesc podem estudar fora do Brasil
Oportunidade oferece 19 vagas até o dia 5 de outubro (Foto: Divulgação) Mais imagens

França, Espanha, México, Portugal, Uruguai e Perú. Os destinos são muitos e os estudantes da Unesc podem aproveitar o programa de Mobilidade Acadêmica para estudar fora do Brasil. As inscrições podem ser feitas no Escritório de Relações Internacionais até 5 de outubro, de segunda a quinta-feira, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas, e na sexta-feira das 8 às 12 horas. O espaço fica localizado na sala 1 do Bloco do Estudante e atende pelo telefone (48) 3431-2660.

A oportunidade oferece 19 vagas para os cursos: Arquitetura e Urbanismo, Administração, Comércio Exterior, Engenharia Ambiental e Sanitária, Ciências Contábeis, Direito, Biomedicina, Farmácia, Odontologia, Ciências Econômicas, Fisioterapia, Letras, Artes Visuais, Enfermagem, Geografia, História, Nutrição, Ciências Biológicas, Psicologia e Matemática.

Os estudantes selecionados iniciam os estudos no primeiro semestre de 2019. Confira os destinos e normas de participação clicando aqui.

Seleção

Para realizar a inscrição o candidato deve ter em mãos uma cópia do RG e do CPF, o histórico escolar original emitido pela Centac e preencher o cadastro no Escritório de Relações Internacionais.

O processo seletivo é realizado pela análise da média geral do histórico escolar do acadêmico e os estudantes selecionados são submetidos a um novo processor na Universidade de destino. O resultado final será divulgado em edital no portal Unesc no dia 9 de outubro.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 21 de setembro de 2018 às 18:32
Compartilhar Comente

Graduandos vivem momentos especiais em formatura em gabinete

Graduandos vivem momentos especiais em formatura em gabinete
Unesc formou oficialmente, na noite desta quinta-feira (9/8) 72 novos profissionais (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

O mercado de trabalho ganhou oficialmente, na noite desta quinta-feira (9/8) 72 novos profissionais qualificados pela Unesc divididos nas áreas de Biomedicina, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Uma cerimônia especial de colação de grau em gabinete marcou a conquista dos acadêmicos, que puderam comemorar com a família e os amigos a grande realização do sonho da graduação.

A jovem Angela Caroline Beretta, de 22 anos, foi uma das graduandas que exibiu grandes sorrisos compartilhados com seus convidados ao longo do evento. Ela concluiu o curso de Biomedicina e teve comemoração em dose dupla nesta semana. “Na segunda-feira recebi a notícia de que fui aprovada para a bolsa do mestrado em Ciências da Saúde também aqui na Unesc. Mais um sonho se tornando realidade e que vamos comemorar hoje”, afirmou.

O responsável por conceder o grau a cada um dos acadêmicos foi o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Thiago Fabris. Em seu discurso o professor alertou para a melhor utilização da liberdade que os profissionais terão a partir de agora. “Desta noite em diante vocês estarão em pleno exercício da profissão, tendo uma liberdade diferente, pois não precisarão mais do acompanhamento e orientação dos professores. Lembrem-se que liberdade presume sempre o aumento de responsabilidade, pois isso é o mais importante”, comentou.

Ainda em suas palavras, Thiago salientou as três características que considera fundamentais para o sucesso profissional. “São elas a educação, o planejamento e a proatividade. Tenho plena convicção de que se vocês estão aqui é porque estão preparados para seguir em frente e encarar esses desafios. Agora são vocês que irão transformar sonhos em possibilidades e possibilidades em realidade para as suas vidas. A Unesc estará sempre de portas abertas porque é, foi e sempre será a nossa Universidade”, completou.

 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 09 de agosto de 2018 às 21:27
Compartilhar Comente

Extensionistas contam experiências do Projeto Rondon

Extensionistas contam experiências do Projeto Rondon
Grupo ficou de 10 a 21 de julho dividido em oito municípios catarinenses (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

"É muito intenso, porque você aprender a conviver com as diferenças entre várias pessoas e conhecer a comunidade de lugares que você não conhecia é bem gratificante". É assim que a acadêmica da 10ª fase de psicologia, Marieli Mezari, resume a sua experiência no projeto Rondon. Ela e mais dez extensionistas da Unesc participaram do último projeto Rondon: Operação Encantos do Vale, dos dias 10 a 21 de julho. Na tarde desta terça-feira (7/8) eles estiveram com a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Fernanda Sônego, para relatar as suas experiências vividas no projeto.

O Rondon tem por finalidade desenvolver programas e projetos comprometidos com a inclusão social, com a produção e a disseminação do conhecimento para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e para a formação do profissional cidadão. Os alunos participantes dos cursos de Psicologia, Odontologia, Medicina, Biomedicina e Enfermagem da Unesc, acompanhados do assessor de Ações Comunitárias da diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Rafael Amaral, que foi o preceptor do grupo, ficaram divididos em oito municípios catarinenses. O projeto teve parceria com a Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina). 

De acordo com Marieli, o que a motivou a participar foi a necessidade de realizar atividades relacionadas à extensão junto a graduação. “Eu sempre fui envolvida com Pesquisa, e sentia a falta de algo a mais, já que eu estava entrando na 10ª fase do curso e não tinha participado dessa experiência de Extensão tão intensa como o Rondon”, comenta.

Amaral já havia participado do projeto quando acadêmico, porém desta vez foi o preceptor do grupo. “São duas experiências diferentes, pois dessa vez foi o desafio de coordenar pessoas vindas de vários lugares do país, com diferentes cursos de graduação por um só motivo, a extensão”, pontua.

Conforme Fernanda, a Universidade se sente contente com a participação dos acadêmicos no projeto. “Para nós que defendemos a Extensão e que prezamos por ações sociais, é uma felicidade ver um resultado tão positivo que o Rondon apresenta”, enfatiza.

Ao todo, 546 oficinas foram desenvolvidas pelos extensionistas de todo o projeto. Entre as atividades estiveram coleta e conscientização sobre o lixo, artesanatos e brinquedos com materiais recicláveis, revitalização de praças, alimentação saudável, primeiros socorros, saúde da mulher, atividades físicas para a terceira idade entre outras dinâmicas.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto 07 de agosto de 2018 às 20:54
Compartilhar Comente

Turma de Especialização em Análises Clínicas tem aula inaugural com foco em aspectos do colesterol

Turma de Especialização em Análises Clínicas tem aula inaugural com foco em aspectos do colesterol
Professora destacou resultados obtidos em estudo de doutorado (Foto: Mayara Cardoso) Mais imagens

A quinta turma de Especialização em Análises Clínicas da Unesc iniciou suas atividades na noite desta sexta-feira (3/8) com aula inaugural ministrada pela professora doutora Jade de Oliveira. A atividade teve como o tema um estudo aprofundado feito pela professora, por meio de seu trabalho de doutorado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que trata sobre aspectos do colesterol, englobando assuntos importantes para a prática em laboratório e levantando resultados interessantes.

O estudo “Além de um fator de risco para doenças cardiovasculares: Hipercolesterolemia e Neuropatologias” foi apresentado à turma, que ouviu interessada em aprender sobre a elevação da taxa de colesterol no sangue sob um viés diferenciado.

Aprofundamento dos conhecimentos

A especialização em Análises Clínicas tem foco na complementação da formação de profissionais das áreas de Farmácia, Ciências Biológicas, Biomedicina e Medicina, sendo que a nova turma conta com diversos alunos egressos da Unesc.

Segundo o mentor do curso, professor doutor da Unesc Emilio Streck, a intenção é aprofundar assuntos importantes que possuem teoria e prática por vezes reduzidas especialmente após a implantação de matrizes generalistas nos cursos de graduação. “Na especialização o aluno terá a oportunidade de ampliar o conhecimento sobre determinados assuntos, além de reforçar e atualizar temas já vistos na faculdade, inclusive aprendendo, por exemplo, nova maneira de interpretar exames”, explicou.

Conforme Streck, a escolha dos professores foi feita de forma minuciosa para que pudesse mesclar de forma ideal profissionais com referência acadêmica e profissional, trazendo um ensino completo aos alunos.

O curso tem duração de 18 meses com aulas quinzenais sempre na sexta-feira, das 19h às 22h, e sábado, das 8h às 12h e 13h às 17h.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Ana Sofia Schuster 03 de agosto de 2018 às 21:19
Compartilhar Comente

Mapa de Risco da Clínica de Odontologia é apresentado

Mapa de Risco da Clínica de Odontologia é apresentado
Alunos de Biomedicina e membros Cipa participaram da elaboração (Foto: Divulgação) Mais imagens

Acadêmicos da terceira fase do curso de Biomedicina apresentaram na sexta-feira (29/6) Mapa de Riscos da Clínica de Odontologia da Universidade. O documento foi resultado de duas semanas de coleta de dados no local, por meio de entrevistas com funcionários e professores, com o objetivo de identificar quais os possíveis riscos que a Clínica de Odontologia possui. Nele, além de exporem a realidade do local, os estudantes sugeriram melhorias que lhes foram expostas durante a coleta de dados.

A atividade foi comandada pela professora da disciplina de Biossegurança, Claudia Peluso e ocorreu em parceria com a Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e com o Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho).

O presidente da Cipa, Marlon Zilli, explica que o mapa de riscos consiste em expor de forma ilustrada os riscos existentes num local e que ele é previsto na NR 5 como uma das incumbências da Cipa. “Neste ano, a comissão optou por realizar a atividade na Clínica de Odontologia, então convidou o curso de Biomedicina para comandar a atividade, tendo em vista a importância do instrumento, tanto para o setor quanto para o ensino dos alunos, devido às peculiaridades que um setor da saúde possui”, afirma. Os dados serão posteriormente validados pela Cipa, Sesmt e Clínica de Odontologia.

A apresentação do Mapa de Risco contou ainda com a presença da assessora pedagógica da Diretoria de Ensino da Unesc, Aurélia Regina de Souza Honorato, do coordenador do curso de Biomedicina, Emanuel Souza, do engenheiro de Segurança do Trabalho do Sesmt, Edson Luiz da Silva e de membros da Cipa, do Sesmt e da Clínica de Odontologia.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 02 de julho de 2018 às 17:28
Compartilhar Comente