Biomedicina

Estudantes da Unesc colam grau em cerimônia especial

Estudantes da Unesc colam grau em cerimônia especial
Momentos foram presididos pela reitora da Universidade, Luciane Bisognin Ceretta (Foto: ReproduçãoYouTube) Mais imagens

A Unesc formou nesta quinta-feira (18/6) 58 estudantes, em cerimônia virtual. Com direito a momentos de uma cerimônia tradicional, como juramentos, outorgas de grau e a presença de pessoas que foram especiais durante a trajetória acadêmica de cada um, como paraninfos e convidados, colaram grau estudantes de Administração, Comércio Exterior, Direito, Tecnologia em Design de Moda, Tecnologia em Gestão Comercial e Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos, Biomedicina, Ciências Contábeis, Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia de Materiais, Engenharia Química e Nutrição.



As solenidades foram realizadas em dois momentos, presididas pela reitora da Universidade, Luciane Bisognin Ceretta, e registradas pela Unesc TV. “É uma honra participar deste momento, e ficam aqui nossos agradecimentos pela dedicação de todos à nossa Universidade. A parti de hoje, eles estarão em um seleto grupo de formados no ensino superior. Portanto, não devem subestimar seus talentos, trabalhar duro, lutar pelo desenvolvimento social, tecnológico e da saúde de nosso país, respeitando sempre as diferenças. Certamente terão seus sucessos”, afirma.

As cerimônias foram divididas por áreas do conhecimento, possibilitando que amigos e familiares de cada aluno presente compartilhasse este momento: às 15 horas a transmissão registrou mais de 250 pessoas. Já às 17h30 foram mais de 650 visualizações.

Formaturas de junho

Até a data, já colaram grau estudantes de Medicina, Farmácia, Enfermagem, Administração, Comercio Exterior, Direito, Tecnológicos, Biomedicina, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Design – ênfase em projeto de produtor, Engenharias, Fisioterapia e Tecnologia em Design de Moda. No dia 24 de junho, às 14 horas, será a vez de acadêmicos de Enfermagem e Fisioterapia colarem grau.

A Unesc instituiu normas sobre cerimônias de colação de grau durante o período de isolamento social. O concluinte poderá optar pela cerimônia em sessão solene mediada por tecnologia, mediante solicitação por escrito com cinco dias de antecedência. Na formatura virtual, que terá a mesma formalidade da cerimônia solene e pública, o concluinte prestará juramento e receberá a outorga em data, horário e local designado.

O momento poderá ser realizado com a presença de mais de um curso de graduação, obedecendo-se aos critérios de agrupamento por área de conhecimento e com caráter público e acadêmico, garantindo a participação, em igualdade de condições, de todos os alunos concluintes, com traje oficial para o período de isolamento -  social ou passeio completo. 

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

18 de junho de 2020 às 18:29
Compartilhar Comente

Unesc inicia ações de segurança e retomada gradual das atividades presenciais

Unesc inicia ações de segurança e retomada gradual das atividades presenciais
Os estudantes que retornam participarão de atividades para orientação e receberão kits com máscaras, álcool em gel de uso individual e uma cartilha com orientações (Fotos: Leonardo Ferreira) Mais imagens

Com ações de prevenção, a Unesc inicia a retomada gradual das atividades presenciais nesta segunda-feira (8/6). São mais de 40 atividades de capacitação programadas para ocorrer durante toda a semana, que se somam às medidas prévias como a distribuição de mil dispensers de álcool em gel pelo campus, higienização dos espaços e dos ônibus com ozônio, preparação de 50 mil kits (máscaras, álcool em gel de uso individual e uma cartilha com orientações) e uma reestruturação da identidade visual da Universidade, com informações precisas para um retorno seguro. Todas estas medidas foram pensadas pelo Comitê de Biossegurança da Unesc, ligado diretamente à reitoria e responsável por monitorar a entrada e saída de pessoas da Instituição, aferindo a temperatura individualmente.



Neste primeiro momento, a retomada segura das atividades presenciais é ato regido por meio de decreto Estadual, mas assegurada por um planejamento prévio por parte da gestão universitária. A acadêmica de Biomedicina Maria Julia Souza Pereira retornou hoje, e avalia a volta como positivo e confiável. “A Universidade está atuando com credibilidade. Por mais que nós, estudantes, tenhamos inseguranças ao olharmos para o cenário em todo o mundo, nos sentimos seguros em retornar. Recebemos todos os EPIs necessários, temos álcool em gel disponível em todo o campus e estamos recebendo todas as informações importantes para um retorno seguro”, frisa.

A reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, reafirma que todas as ações foram embasadas na ciência, em conformidade com a situação regional. “Buscamos todas as garantias de que teremos um retorno em segurança, discutindo cuidadosamente cada ação com profissionais de saúde e de epidemiologia. Entendemos nossa responsabilidade e, com grande cautela, construímos um plano de retomada detalhado e calculado”, enaltece.

No momento, estão retornando exclusivamente atividades práticas e estágios obrigatórios dos cursos com maior carga horária. Os estudantes foram divididos entre Grupo 1, Grupo 2 e Grupo 3, que retornam em datas divididas entre 8, 15, 22 e 29 de junho. Uma avaliação de risco também foi elaborada, e a coordenação do curso repassará os detalhes para cada turma.

A pró-reitora acadêmica da Unesc, Indianara Reynaud Toreti, explica que estão retornando aqueles com real necessidade de presença. Os que estão incluídos no grupo de risco e os que não se sentirem seguros podem optar por continuarem em casa e recuperar o conteúdo posteriormente. “O retorno neste momento será apenas de acadêmicos das fases finais dos cursos de graduação, em disciplinas que exigem presencialidade e que podem impactar diretamente na trajetória acadêmica, como impedir a conclusão da graduação”, esclarece.

Atuação do Comitê de Biossegurança

Para garantir o retorno sem riscos, o Comitê de Biossegurança fez parte do planejamento de cada ação estratégica. O grupo conta com colaboradores e professores de diferentes áreas e com foco no conhecimento científico. Entre as medidas adotadas pelo Comitê estão a instalação de tapetes sanitizantes e dispensadores de álcool gel 70% em todas as salas de aula e laboratórios; demarcações físicas dos espaços obedecendo o distanciamento físico, placas de acetato; instalação de comunicação visual em todos os locais indicando os cuidados relacionados com o isolamento físico; o reforço na higienização de todos os espaços e a utilização da tecnologia do ozônio para a desinfecção de todos os ambientes, inclusive os ônibus que chegarem à Universidade.

Toda a situação da pandemia na região e os desdobramentos das medidas em nível nacional, estadual e regional continuarão sendo avaliados diariamente e o calendário poderá sofrer alterações se assim for necessário.

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

08 de junho de 2020 às 17:46
Compartilhar Comente

Curso de Biomedicina da Unesc promove dois dias de palestras e troca de conhecimentos

Curso de Biomedicina da Unesc promove dois dias de palestras e troca de conhecimentos
Primeiro webinar do curso iniciou na tarde desta segunda-feira (25/5) e segue até a noite de terça-feira (26/5) (Fotos: Reprodução) Mais imagens

Logo após o sucesso da Jornada Integrada de Saúde da Unesc realizada ao longo de toda a última semana, a Unesc inicia nesta segunda-feira (25/5) o seu primeiro Webinar do curso de Biomedicina. O evento contará com dois dias de intensa programação com palestras virtuais transmitidas por meio do Google Meet e Youtube. Os profissionais biomédicos convidados a compartilhar conhecimento trazem experiências nacionais e internacionais para contribuir na formação de acadêmica dos estudantes.

A abertura oficial do webinar foi realizada antecedendo a primeira palestra do dia que abordou a temática “Modelagem de doenças neurológicas in vitro”. Antes de o biomédico Luiz Hendrix iniciar sua fala, professores e alunos participantes do evento foram recepcionados com as falas da reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, e do coordenador do curso de biomedicina, Emanuel de Souza.

Para a reitora, é um grande orgulho acompanhar o evento promovido pelo curso. “Trago uma satisfação muito especial por ter feito parte da implantação do curso de Biomedicina e hoje ver ele tão consolidado, formando profissionais excelentes que têm construído uma história de muita ciência e conhecimento, sobretudo neste momento que estamos vivendo”, afirmou.

O empenho de professores e acadêmicos para a realização de um evento científico mesmo diante das barreiras, conforme a reitora, é exemplo de solução em prol do bem comum em momentos de crise. “Nossos estudantes estão de parabéns por encontrarem pontos de convergência, pontos colaborativos, pontos de discussões que irão enriquecer e potencializar o conhecimento que estamos produzindo na nossa Universidade. Esse é um ótimo exemplo de como agir nestes momentos, produzindo o que temos de melhor juntos”, acrescentou.

Responsável pelo curso que já formou mais de 400 profissionais ao mercado, o coordenador Emanuel de Souza deixou sua mensagem desejando que todos os estudantes possam aproveitar os dois dias de intensa programação da melhor forma possível. “Assim fortaleceremos cada vez mais o nosso curso. Planejamos tudo com muito carinho e cuidado, trazendo profissionais de todo o país para compartilharem conhecimentos e experiências em algumas das mais de 30 áreas de atuação do biomédico”, completou.

Incentivo aos iniciantes

A primeira palestra da tarde já mostrou o nível do evento preparado pelo curso. O palestrante, Luiz Hendrix, Bacharel em Biomedicina com habilitação em Patologia Clínica pela Universidade Feevale e pós-graduado em Hematologia pela UCAM (Universidade Candido Mendes) compartilhou com os participantes seu conhecimento em nível internacional em torno da modelagem de doenças neurológicas in vitro e incentivou os alunos que busquem alcançar as oportunidades que almejam.

“Minha dica é trilhar caminho baseado em prática e experiência. Depois de nove anos de atuação foi que comecei a trabalhar com neurociência. Enquanto acadêmico tomei muitos “nãos” de laboratórios, mas isso não me abalou, pelo contrário, me fez conhecer outras áreas e de forma geral foi uma base muito sólida para me dar a base que tenho hoje e trabalhar naquilo que busquei”, destacou aos participantes.

Na sequência o biomédico diretor da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana, coordenador do Comitê Nacional de Embriologistas e do Grupo Paulista de Estudos em Embriologia, Rafael Portela, completou o início do Webinar da Biomedicina tratando sobre o profissional embriologista no mercado de trabalho e questões técnicas voltadas à temática.

Ainda nesta segunda-feira o webinar aborda os assuntos “Planejamento, aquisição e distribuição de insumos diagnósticos para os laboratórios centrais de Saúde pública”, com a biomédica Mayrla Moniz e “Gerenciamento do envelhecimento na harmonização facial”, com a biomédica Patricia Brandt Schefer.

Todas as palestras estão sendo retransmitidas no canal da Unesc TV no Youtube, onda os conteúdos poderão ser acessados posteriormente ao fim do evento.

Para conferir a programação completo do primeiro Webinar da Biomedicia clique aqui.

O curso de Biomedicina da Unesc está com matrículas abertas para ingresso no segundo semestre de 2020. Mais informações sobre as formas de acesso à Universidade podem ser obtidas no link. 

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

25 de maio de 2020 às 16:39
Compartilhar Comente

Ex-ministro Luiz Henrique Mandetta analisa cenário da pandemia em palestra promovida pela Unesc

Ex-ministro Luiz Henrique Mandetta analisa cenário da pandemia em palestra promovida pela Unesc
A transmissão contou com recorde de audiência, chegando aos 15 mil acessos ao longo da palestra no Youtube (Fotos: Reprodução) Mais imagens

O cenário nacional no que diz respeito à Covid-19, as primeiras ações tomadas e o futuro da pandemia estiveram entre os assuntos abordados em palestra com o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, nesta quinta-feira (21/5) promovida na quarta Jornada Integrada da Saúde da Unesc. Em transmissão ao vivo transmitida pela Universidade de forma gratuita, Mandetta respondeu questionamentos de professores e acadêmicos sobre suas experiências e perspectivas sobre o coronavírus e seu reflexo na região e em todo o país. O encontro foi mediado pela reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, e contou com a participação a relatora da comissão externa para enfrentamento da Covid-19, deputada Carmen Zanotto, acompanhadas ainda da presidente da comissão organizadora da Jornada, Gabrielly Ricken da Silva. A transmissão contou com recorde de audiência, chegando aos 15 mil acessos ao longo da palestra no Youtube.

Entre as defesas levantadas pelo ex-ministro esteve a importância da ciência e a sua relevância diante de situações como a imposta atualmente em todo o mundo. Conforme Luiz, seu ponto de vista sempre foi a defesa de que qualquer análise precisa ser amparada em três pilares principais diante de tal situação: a defesa intransigente pela vida, o respeito e reforço ao Sistema Único de Saúde (SUS) e, completando, a ciência. “É preciso trabalhar com a luz das universidades, com aqueles que estudam, que pesquisam, que publicam, que estão debatendo e indo atrás da verdade. Esse vírus não negocia com ninguém, dos mais humildes aos poderosos, é avassalador”, afirmou.

As medidas necessárias a serem adotadas daqui para frente, para o ex-ministro, não podem fugir do reforço cada vez maior do sistema para atender a comunidade. “Entendo que estamos falando aqui de vidas e mortes, não números. A morte faz parte da vida, são desígnios de Deus, mas o que não podemos admitir é a morte sem assistência, não dar a chance de lutar pela vida”, acrescentou.

A experiência adquirida com o preocupante cenário, conforme Mandetta, precisa mostrar que o Brasil tem graves problemas na sociedade e paga um preço alto por isso. “Neste momento pagaremos um preço por nossa falta de liderança, pela dicotomia que diz que é preciso fazer uma opção sobre saúde ou economia. Todas as epidemias da história terminaram em crises econômicas. Não existe uma epidemia que acometa um povo e ele consiga sair sem profundas cicatrizes”, opinou.

Por fim, o desejo diante do cenário, de acordo com o ex-ministro, é de que ao menos o país saia da situação com aprendizados. “Nós passaremos por isso tudo e espero que saiamos melhores, com mais reflexão, mais amor à vida e as pessoas”, completou.

Para a reitora Luciane Bisognin Ceretta, foi uma honra ter as perguntas respondidas com tamanha atenção pelo ex-ministro e colega da área da saúde, o qual está convidado a estar na Universidade assim que possível para o lançamento do livro que escreve atualmente. “Ouvi-lo, com sua experiência, é muito precioso para o nosso cenário. É em momentos como esse que grandes talentos se revelam e esse é um bom exemplo disso”, destacou a reitora.

Ao final dos destaques pontuados pelo palestrante, a deputada participante fez questão de deixar em sua fala o pedido para que as medidas de prevenção à pandemia não sejam arrefecidas na região. “Não é porque neste momento estamos em uma situação mais confortável que podemos nos descuidar. Temos muita preocupação com a chegada do inverno no Sul. É hora de redobrarmos nosso cuidado individual, com a nossa casa, nosso bairro, cidade. A gente não pode jamais correr o risco de desperdiçar a oportunidade que ainda temos com a proteção dos nossos profissionais da saúde e comunidade”, acrescentou Carmen, que acrescentou que entre os legados da situação é preciso que esteja o reconhecimento de todos os trabalhadores da saúde e que esta seja compreendida como investimento na vida das pessoas.

A palestra transmitida pela Unesc TV continuará disponível na página do Youtube da Universidade para quem desejar assisti-la.

A quarta Jornada Integrada da Saúde encerra nesta sexta-feira (22/5) com o último dia de intensa programação de palestras virtuais e finaliza com a participação do deputado federal Osmar Terra. A programação pode ser acessada aqui.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

21 de maio de 2020 às 22:26
Compartilhar Comente

Debates qualificados e conhecimento compartilhado com todo o país no segundo dia de Jornada Integrada da Saúde da Unesc

Debates qualificados e conhecimento compartilhado com todo o país no segundo dia de Jornada Integrada da Saúde da Unesc
Programação que conta com a presença de importantes pesquisadores em nível internacional segue até sexta-feira (22/5) (Foto: Mayara Cardoso) Mais imagens

A temática atual, a escolha dos assuntos abordados em palestras e debates, a presença de importantes pesquisadores em nível internacional e a relevância da expertise da Unesc no meio acadêmico, são fatores que, somados, já ditam o sucesso da quarta edição da Jornada Integrada da Saúde, iniciada na segunda-feira (18/5). Assim como no dia de estreia, em que o número de participantes nas atividades superou as expectativas, nesta terça-feira (19/5), segundo dia de Jornada, mais uma vez o balanço é positivo.

Entre os destaques das nove atividades online distribuídas ao longo de todo o dia, esteve a participação da professora Mestra e Doutora em Biologia Celular e Molécula, Ana Beatriz Gorini da Veiga. Mediado pela professora da Unesc, Vanessa Moraes de Andrade, a doutora abordou em sua palestra, a epidemiologia molecular do coronavírus. “Meu propósito foi trazer um panorama geral sobre os primeiros casos, até onde se chegou nos estudos sobre o genoma do vírus, além de citar questões acerca do diagnóstico, abordando especificamente características moleculares do coronavírus”, salientou.

Ao agradecer o convite para integrar o grupo de profissionais que compartilha conhecimentos na Jornada Integrada da Saúde, Ana Beatriz fez questão ainda de parabenizar a Universidade por manter a realização do evento, transformando-o para o formato virtual. “Deixo meus parabéns por conseguirem colocar isso em prática com assuntos tão importantes, profissionais e falas tão necessárias para este momento. Parabenizo ainda por a Instituição estar envolvida nas mais diversas frentes, análises de casos suspeitos de Covid, um trabalho extremamente importante não só para a região, mas para o país”, completou.

Em sua apresentação, a professora doutora mostrou números e gráficos sobre o crescimento no número de casos e óbitos por Covid-19 ao longo dos últimos meses e relacionou os números com a resposta da ciência até o momento. “Os dados mostram que não só a transmissão da doença é exponencial, mas também a nossa capacidade de gerar novos conhecimentos, não só com os esforços e novas tecnologias, mas também pelo fato de termos plataformas online de compartilhamento de informações. Nós temos a possibilidade de fazer pesquisa numa velocidade que dez anos atrás, por exemplo, jamais seria possível”, comentou.

Programação com diferentes olhares

Além da palestra que tratou sobre o genoma do vírus responsável pela pandemia, diferentes assuntos que giram em torno da Covid-19 estiveram entre as pautas do dia, que começou com a palestra sobre o uso de exames laboratoriais para auxiliar na triagem e diagnóstico em paciente com Covid-19, com os professores Hugo da Silva Dal Pont e Marlei Pickler Debiasi dos Anjos.

Em seguida uma mesa-redonda com os profissionais Mariana de Oliveira Presado Macarini de Souza, Larissa Alves, Rafael Ostermann e Deivid de Freitas Floriano, na qual foi debatido o tema “Como manter os profissionais da linha de frente seguros?”.

Já sobre os cuidados com os Equipamentos de Proteção Individual, com foco em estudantes e profissionais da saúde, frente à Covid, quem pôde colaborar e compartilhar experiências foi o professor Willians Cassiano Longen, profissional que também tem trabalhado ativamente em ações voltadas ao enfrentamento da pandemia.

Nos mais debates que abordaram assuntos de diferentes áreas a Jornada contou ainda com a participação dos professores e demais profissionais Marco Aurélio Thiesen Koerich, Victor D’addario, Cristiane Ritter, Ricardo Martins Saibt e Tatiana Barichello.

Todas as palestras realizadas por meio de salas de aula no Google Meet e retransmitidas pelo canal Unesc TV no Youtube ficarão disponíveis para acesso gratuito na página. Informações sobre a programação e mais detalhes acerca da Jornada podem ser obtidos na página oficial do Instagram @IVJornadasaude, na qual é possível ainda acessar o link que leva ao campo de inscrições para o evento, abertas até o último dia de atividades.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

19 de maio de 2020 às 18:27
Compartilhar Comente