Newsletter Newsletter RSS RSS

No Dia Mundial Sem Tabaco, comunidade recebe orientações

No Dia Mundial Sem Tabaco, comunidade recebe orientações
Ação foi realizada no campus nesta quarta-feira (Foto: Milena Nandi) Mais imagens

Você sabia que, por ano, 200 mil pessoas morrem no Brasil em decorrência do uso do cigarro? Os dados são alarmantes e chamam a atenção para os riscos que ele causa para a saúde. Nesta quarta-feira (31/5), Dia Mundial Sem Tabaco, quem passar pelo campus da Unesc pode receber informações e orientações sobre o cigarro e como procurar ajuda para abandonar o vício. A ação está sendo realizada por professores e alunos da LASF (Liga Acadêmica de Saúde da Família) do curso de Medicina da Unesc nos períodos da manhã, tarde e noite.

O tabagismo é reconhecido pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como uma doença epidêmica que causa dependência física, psicológica e comportamental. Segundo a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), ele causa cerca de 50 doenças diferentes, em especial as cardiovasculares, além de ser responsável por muitas mortes por câncer de pulmão, de boca, laringe e estômago e por doenças respiratórias – 85% das mortes causados por bronquite e enfisema pulmonar são causadas pelo cigarro.

Programa de Combate ao Tabagismo


A Unesc e a Secretaria de Saúde de Criciúma desenvolvem o Programa de Combate ao Tabagismo, que desenvolve grupos que se encontram com profissionais da saúde no intuito de combater o uso do cigarro. Na Unesc, as inscrições para o Grupo de Combate ao Tabagismo estão abertas até 10 de junho no DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano), localizado na sala 13 do Bloco Administrativo da Universidade. O Grupo é aberto para a participação do público em geral.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 31 de maio de 2017 às 19:49
Compartilhar Comente

Ação no campus orienta sobre os riscos do uso de cigarro

Ação no campus orienta sobre os riscos do uso de cigarro
Iniciativa faz alusão ao Dia Mundial Sem Tabaco (Foto: Divulgação) Mais imagens

Quem passar pelo campus nesta quarta-feira (31/5), vai receber informações sobre os problemas causados pelo uso de cigarro. A ação, realizada por professores e alunos da LASF (Liga Acadêmica de Saúde da Família) do curso de Medicina da Unesc é alusiva ao Dia Mundial Sem Tabaco e ocorre em frente ao Bloco S e à Biblioteca Professor Eurico Back. Das 10 às 12 horas, das 15 às 17 horas e das 18 às 19 horas, os integrantes da LASF vão conversar com acadêmicos, funcionários, professores e pessoas da comunidade, repassando orientações e incentivando que as pessoas não façam uso do cigarro.

O tabagismo é reconhecido pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como uma doença epidêmica que causa dependência física, psicológica e comportamental. Segundo a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), ele causa cerca de 50 doenças diferentes, em especial as cardiovasculares, além de ser responsável por muitas mortes por câncer de pulmão, de boca, laringe e estômago e por doenças respiratórias.

Programa de Combate ao Tabagismo

Para auxiliar os interessados em abandonar o cigarro, a Unesc e a Secretaria de Saúde de Criciúma desenvolvem o Programa de Combate ao Tabagismo. Nele, cada participante tem um diagnóstico para receber o tratamento adequado. O Programa desenvolve grupos que se encontram para combater a doença. Na Unesc, as inscrições para o Grupo de Combate ao Tabagismo estão abertas até 10 de junho no DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano), localizado na sala 13 do Bloco Administrativo da Universidade, tanto para professores, funcionários e acadêmicos quanto para a comunidade.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 29 de maio de 2017 às 22:16
Compartilhar Comente

A bola vai rolar nos intercursos de suíço e voleibol da Unesc

A bola vai rolar nos intercursos de suíço e voleibol da Unesc
Nos gramados, a competição chegou às fases finais e, na quadra, estão apenas começando Mais imagens

É hora de torcer pelo seu curso na Unesc. As equipes do Intercursos de Voleibol Feminino vão entrar em quadra pela primeira vez e as disputas do Campeonato de Suíço chegaram a sua fase decisiva. Nesta sexta feira (26/5) as duas equipes do curso de Educação Física (Licenciatura) abrem as oitavas de finais no Suíço e, no sábado (27/5), ocorrem as disputas de Voleibol.

No gramado

No início, 18 equipes entraram em campo para busca o título do torneio de suíço. Confira as disputas que ocorrem nos Campos de Suíço da Universidade:

Na quadra

Para o Intercursos de voleibol, que ocorre no Ginásio do Colégio Unesc, quatro equipes buscam a taça. Confira a programação:

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

26 de maio de 2017 às 11:04
Compartilhar Comente

Acadêmicos se preparam para experiência internacional

Acadêmicos se preparam para experiência internacional
Oito acadêmicos vão fazer intercâmbio a partir do segundo semestre (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

Caio Canarin Mroninski, da terceira fase do curso de Design – ênfase em Projeto de Produtos da Unesc se prepara para uma experiência única. Ele faz parte do grupo de oito acadêmicos da Universidade que estão afivelando as malas para fazer intercâmbio em Instituições de Ensino Superior de Portugal, Argentina, Áustria e Peru. Caio vai passar um ano na Universidade Nacional de Avellaneda, na Argentina, e será o primeiro aluno do curso de Design a ter a dupla titulação. “A Unesc e Avellaneda têm um acordo para que estudantes de Design daqui e de Desenho Industrial de lá possam fazer intercâmbio e quando se formar, ter diplomas das duas instituições. É uma oportunidade muito interessante e estou com uma expectativa muito boa a respeito desse intercâmbio”, comentou.

Nesta quinta-feira (18/5), Mroninski e os outros acadêmicos que irão embarcar no segundo semestre para estudar no exterior – para passar de um mês a um ano – tiveram um encontro com o reitor da Unesc, Gildo Volpato, que desejou sucesso nesta nova etapa da vida acadêmica e pessoal deles. “Parabéns pela coragem de vocês em ir para outro país e a ousadia de sair da zona de conforto. É uma experiência pessoal e acadêmica muito interessante. Aproveitem também para conhecer lugares, culturas, pessoas. E não esqueçam que mais que representar a Unesc, vocês vão representar o Brasil lá fora. Sucesso para vocês e quando voltarem, compartilhem com todos ao redor as experiências vividas”, afirmou.

Segundo o coordenador de Relações Internacionais da Unesc, Alexandre Possamai, a Universidade é uma das IES catarinenses com mais acordos com instituições do exterior e possibilidades de mobilidade acadêmica. Atualmente, são 44 acordos internacionais com 18 países. Além de ter alunos seus em instituições estrangeiras, a Unesc possui mais de 140 alunos oriundos de 12 países fazendo cursos de graduação e pós.

Além de Mroninski, vão realizar intercâmbio os alunos: Gustavo Cardoso da Silva, Luísa de Campos Loreto e André Luiz Vasconcelos Patrício, que farão um mês do curso de Medicina no Hospital Garcia Orta, em Portugal; já Letícia de Matos Silveira, de Engenharia Química, vai estudar no Management Center Innsbruck, na Áustria; Bianca Luiza Duarte Schmoller vai estudar Direito na Universidade de Coimbra, em Portugal; Sabrina Baesso Cadorin, estudante de Engenharia Ambiental e Sanitária, vai para a Universidade Científica do Sul, no Peru e Débora Jerônimo de Borba, de Arquitetura e Urbanismo, vai para Portugal estudar na Universidade de Algarve.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 18 de maio de 2017 às 21:57
Compartilhar Comente

Voluntários de Medicina levam conforto a crianças na espera por cirurgias

Voluntários de Medicina levam conforto a crianças na espera por cirurgias
Equipe promoveu brincadeiras, enfeites com balões e música Mais imagens

Uma equipe voluntaria do curso de Medicina da Unesc levou sorrisos e conforto às crianças em espera por cirurgias no Hospital São José. As visitas da Lacipe (Liga de Cirurgia Pediátrica da Unesc), durante o 11º Mutirão Nacional de Cirurgia Pediátrica, promoveram um clima de alegria e descontração para acalmar os pequenos pacientes. Os encontros ocorreram no último sábado (6/5).

Os participantes, em parceria com a equipe de Enfermagem do Hospital, interagiram com as crianças oferecendo brincadeiras, balões e muita música. Além de acompanhar todos os pacientes até o centro cirúrgico.

De acordo com o cirurgião pediátricos, Christian Prado, que atua na ação desde sua primeira edição, o Mutirão Nacional também tem os objetivos de contribuir para diminuição das filas de espera e garantir o acesso a serviços especializados. “Mesmo com as dificuldades financeiras dos hospitais, todos os dias buscamos oferecer o tratamento mais moderno e adequado para as crianças e adolescentes. Felizmente encontramos boas condições e apoiadores”, ressalta o especialista. 


Procedimentos

As cirurgias realizadas dentro do Mutirão foram de média complexidade. Ao todo 22 pacientes passaram por procedimentos. Foram realizados tratamentos de hérnias inguinais, postectomias (cirurgia de fimose), correção de hipospádia (malformação peniana), orquidopexia (correção de testículo não-descido) e correção de malformações cervicais (como cisto tireoglosso e branquiais).

A ação teve o apoio da Hospital São José e da Secretaria Municipal de Saúde da cidade, além de profissionais de Enfermagem, do Apoio Técnico, do Serviço de Anestesiologia e da Residência Médica do Hospital.

Todos os profissionais envolvidos atuam de forma voluntária. Os três médicos cirurgiões, Christian de Escobar Prado, Airton Varela Júnior e Rodrigo Demétrio, são professores do curso de Medicina da Unesc. Aproximadamente 20 voluntários, entre técnicos de enfermagem, enfermeiros e membros do Lacipe participaram das atividades.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

08 de maio de 2017 às 11:43
Compartilhar Comente