AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Protetores faciais desenvolvidos pela Unesc foram entregues aos profissionais do SAMU

Protetores faciais desenvolvidos pela Unesc foram entregues aos profissionais do SAMU
Índice de infecção de quem trabalha no enfrentamento da pandemia é considerado alto Mais imagens

Um número preocupante divulgado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) acendeu o alerta de atenção aos profissionais da saúde. Dos infectados em todo o mundo, 14% atuam na linha de frente contra a pandemia. Ao ler este cenário, profissionais da Universidade e autoridades de Criciúma uniram esforços e desenvolveram protetores faciais. “Feitos por processos digitais, via impressão 3D, são equipamentos fundamentais para o serviço prestado por esses profissionais à comunidade”, afirma o coordenador do projeto, professor Felipe Zanetti.

Desenvolvido no Laboratório de Práticas de Inovação, do curso de Design da Unesc, o produto tem um formato simples, mas uma grande eficiência para isolamento do usuário, proporcionando uma experiência segura e confortável. Sua forma também garante confiança após o uso. O profissional terá facilidade ao higienizar seu equipamento.
 



Em uso imediato após a entrega em mãos aos socorristas do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), o projeto teve a atuação do vereador de Criciúma, Tita Belolli (MDB), que intermediou o contato entre Universidade e poder público. Agora, o projeto soma-se ao pacote de ações da Unesc, que já conta com 19 atividades entre concluídas e em fase de implementação. 

Relatos do dia a dia reafirmam a assertividade do projeto

A técnica de Enfermagem, Luiza Domingos Dutra, já esteve de frente a dois casos suspeitos. A experiência, segundo a profissional, foi vivenciada com todos os EPIs (Equipamento de proteção individual). Ainda assim, a situação é assustadora. “É um caos tão grande, de algo tão desconhecido. Mesmo com todos os EPIS que já usamos, essa máscara vai dar uma segurança muito maior ao profissional”, afirma.


A coordenadora da saúde básica do Samu de Criciúma, Cristiane da Luz Rodrigues, reforça as palavras de sua colega e afirma que existe grandes riscos de contaminação no atendimento. “Em uma transferência provavelmente este paciente vai confirmar a Covid-19”, frisa.

Relembre as ações da Unesc desde o início da pandemia 

✅ Teletriagem referenciada - SOS Unesc Covid-19

✅ Acolher Unesc Covid-19

✅ Produção de álcool em gel

✅Produção de protetores faciais para profissionais da saúde

✅Projeto para fabricação de respiradores

✅Drive Thru de vacinação H1N1

✅Parceria da Unesc para a Sala de Situação da Secretaria de Saúde de Criciúma que está sediada na Unesc

✅Cartilhas informativas sobre uso de medicamentos no Covid19

✅Cartilhas informativas sobre alimentação e nutrição no Covid19

✅Cartilhas informativas sobre Cuidados essenciais no Covid19

✅Criação do Comitê de Estratégias de gestão e estudos epidemiológicos para os municípios no Covid19

✅Criação do Comitê de apoio aos Asilos para prevenção ao Covid19

✅Criação do Comitê de apoio e orientação para a saúde do trabalhador das empresas 

✅Implantação do SOS Covid-19  negócios para apoio e orientação as pequenas empresas

✅Participação dos residentes em saúde coletiva no teleatendimento 24 hs da Prefeitura Municipal de Criciúma 

✅Participação dos residentes farmacêuticos nas farmácias de Criciúma

✅Projeto Ozônio para desinfecção de Unidades de Saúde e Centros de Triagem 

✅Programa de palestras informativas on-line para a população 

✅Amplo e completo serviço de comunicação e informação para a comunidade sobre o Covid-19

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

02 de abril de 2020 às 13:05
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito