Educação Física

Desafio Unesc de Beach Tennis começa nesta sexta-feira com ato de abertura e jogos de apresentação

Desafio Unesc de Beach Tennis começa nesta sexta-feira com ato de abertura e jogos de apresentação
Comunidade é convidada a participar do evento, assistir e torcer pelas equipes ao longo do final de semana Mais imagens

A estrutura montada nas areias do Balneário Rincão irá pulsar esporte e integração neste final de semana no 1º Desafio Unesc de Beach Tennis. O evento, que será realizado na noite de sexta-feira e ao longo de todo o sábado (27 e 28/01), será iniciado com um ato de abertura, seguido de jogos de apresentação estrelados por convidados da Universidade. Além das partidas com atletas da modalidade na região, a noite contará com uma “House Session”, momento de integração sob comando de DJs e música ao vivo.

A abertura oficial com ato para comunidade e autoridades está marcada para às 19h. Os jogos de apresentação iniciam às 20h15. A entrada é gratuita e aberta ao público em geral.

Os atletas convidados para o “show” de apresentação são Patrícia Vargas, Isadora Tonelli, Laura Amorin e Monique Hobold, Fabiola Volpato. Do grupo masculino os jogadores serão João Anníbal, Maicon Cruz, Rafael Mondardo, Magnus Pavei e Pedro Silva. Eles serão sorteados em equipes para os confrontos entre si na noite de sexta-feira.

Mais de 120 atletas nas quadras

No sábado as disputas das categorias Open, B, C e D contarão, no total, com 31 equipes participantes, sendo elas formadas por quatro atletas cada uma, o que totaliza mais de 120 pessoas em quadra. Conforme a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, o entusiasmo das equipes é contagiante e já demonstra o sucesso do evento. “Estamos preparando tudo com muito carinho desde o lançamento do projeto até os dias de execução. Tenho certeza de que serão todos muito bem recebidos, vivenciarão um excelente final de semana e presenciarão o padrão Unesc de qualidade naquilo em que se propõe”, aponta.

Montada nos fundos do Container Food Park Summer do Balneário Rincão, a arena na qual serão realizados os jogos terá intensa movimentação, conforme a chefe de gabinete da reitoria da Unesc e coordenadora do Desafio, Suelen Rosa Biz, já a partir do fim da tarde desta sexta-feira. “A programação está muito bacana. O espaço será aberto a partir das 17h com atividades lúdicas para quem quiser levar as crianças, com pintura facial e oficinas de desenho, apresentações musicais e espaço que as famílias possam fazer um lanche. Além disso, teremos a quadra Esporte Unesc, para aqueles que não irão competir e querem ter um contato com esse esporte sob a orientação de profissionais da Universidade”, destaca Suelen.

Da mesma forma, no sábado a programação inicia às 8h com os primeiros jogos simultâneos nas quadras chamadas de: Graduação Multi; Unesc Iovação; Unesc Educação; Unesc Ciência; Unesc Desenvolvimento; Unesc Comunitária; Unesc Pesquisa; Unesc Cultura e Unesc Esporte.

Equipes participantes

Nos bastidores as equipes já se preparam e aquecem para o desafio. Na Categoria Open os times inscritos são Queridos; Que tio!; Super Smash; Top Team; Equipe WO e Cavalitos. Já na categoria B são Hera Sports; Alta pressão; Beach tênis play; Forzaaaa; Smash Beach; Queridinhos; Elite Squad e Únic - Centro Integrado em Saúde.

As equipes que competirão pelo prêmio na Categoria C são Lob na 3; Nature-se; Be Cool; Legends To Be; iSafe; Fisiomed; Four e Glicogênios. Na Categoria D, os times Inimigos do Fim; Perigava; Locks Tour; CADA; Inspire; Golden Team; Terra Azul.

Os grupos campeões em cada uma das categorias receberão medalhas, brindes e R$1.000. As equipes colocadas em segundo lugar serão presenteadas com medalhas, brindes e R$800 e dos terceiros a oitavos lugares receberão medalhas e brindes.

Confira a programação completa:

SEXTA-FEIRA

17h – Abertura da arena com programação para crianças

19h - Abertura

20h15 - Jogos de exibição

22h - Premiação

House Session

SÁBADO

8h - Desafios por equipes

12h - Premiações da manhã

13h - Desafios por equipes

18h30 - Premiações da tarde

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

26 de janeiro de 2023 às 17:59
Compartilhar Comente

Projetos de Extensão são socializados em Fóruns na Unesc

Projetos de Extensão são socializados em Fóruns na Unesc
Diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, apresenta nesta quinzena de novembro, suas atividades realizadas por professores e acadêmicos Mais imagens

A diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias (Dirext) da Unesc realiza nesta quinzena do mês de novembro o Fórum “Socializar as atividades desenvolvidas pelos projetos de extensão”. O objetivo é divulgar as ações que estão sendo realizadas pela Universidade, e servem para avaliar os programas extensionistas realizados no período, bem como, analisar as propostas sugeridas, para o futuro planejamento e fortalecimento da Extensão na nossa Universidade Comunitária. Os encontros ocorrem em seis etapas e são divididos por área de conhecimento e os do Território Paulo Freire I e II.

Nesta quarta-feira (16/11), no auditório Edson Rodrigues, foram apresentadas, por meio de pitches, as atividades da área de Ciências Sociais Aplicadas (CSA). No período noturno foi a vez das ações desenvolvidas nas Ciências, Engenharias e Tecnologias (CET). Na manhã de quinta-feira (17/11), foram apresentados os programas da área das Ciências da Saúde e no vespertino os trabalhos de Humanidades, Ciências e Educação.

Na próxima segunda-feira (21/11), à tarde, no Bloco O, serão demonstrados os resultados dos Territórios Paulo Freire I e II. O encerramento dos Fóruns ocorre no período vespertino, no Bloco R, com a presença de todos os extensionistas, onde serão apresentadas as propostas dos envolvidos, e que norteará o Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI) e os editais para o próximo biênio. As sugestões serão compiladas dos questionários que professores e alunos estarão respondendo neste período.

Aumento das atividades

Os professores ainda mencionaram que, em comparação com os editais de projetos internos da Unesc neste último biênio (2021/2022) com o biênio anterior (2019/2020), ocorreu um aumento de 25% no número de atividades. Atualmente, a diretoria desenvolve cerca de 80 projetos executados por meio dos editais 358, 359 e 360 e com a participação de 217 docentes e cerca de 160 alunos.

Números que impressionam

Os números das atividades extensionistas são gigantes e marca a presença da Unesc como uma Universidade Comunitária que se faz presente nos mais diversos segmentos da sociedade do Extremo Sul Catarinense. São mais de 221 projetos e programas realizados em mais de 45 municípios da Amrec, Amesc e Amurel, e no Rio Grande do Sul, com o engajamento em ações e projetos de extensão de 729 acadêmicos bolsistas e 82 voluntários, dentro  dos editais internos, externos, setores e realizados pelos cursos.

ODS

Os projetos e programas atendem aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Neste ano foram 52 ações comunitárias realizadas que beneficiaram cerca de 4 mil pessoas.

Graduação Multi

A partir de 2023 todos os cursos da Graduação Multi terão atividades curriculares de extensão, computando o mínimo de 10% do total da carga horária do curso em extensão ligadas a comunidade externa da instituição.

Universidade premiada

A nossa Universidade Comunitária, participante da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), por anos consecutivos vem sendo reconhecida com o Prêmio de Responsabilidade Social conferido pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), e pelo Top Of Mind, como a marca mais lembrada do estado, e por ser a Universidade mais empreendedora de Santa Catarina.

Para a diretora da Dirext, Fernanda Sonego, todas essas iniciativas é para a prezar pela indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão, atrelando a inovação e a cultura como transversais ao processo de aprendizagem. "Também valorizamos a experiência como o grande diferencial na formação de nossos acadêmicos. Motivos pelos quais temos contribuído significativamente para o desenvolvimento social, econômico, cultural, político de toda nossa região”, afirmou.

Mesmo estando em Aracajú(SE), representando a Universidade em um encontro de Educação Superior, a pró-reitora de Pós-graduação, Pesquisa, Inovação e Extensão Comunitária (Propiex), Gisele Coelho Lopes, transmitiu sua mensagem via Google-Meet aos participantes nas duas oportunidades do dia.

“Nosso intuito é entender o que fizemos, mas também refletir quais são as oportunidades que nós temos para poder aprimorar aquilo que estamos fazendo. Vivemos um momento diferente dos últimos anos, em que a Extensão se coloca, cada vez mais, como lugar estratégico na nossa instituição. Ela possibilita também, aos nossos estudantes, uma experiência formativa, não somente  pela perspectiva do Edital, mas também na curricularização da Extensão, colocando o acadêmico no centro deste conhecimento", destacou Gisele.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

21 de novembro de 2022 às 15:48
Compartilhar Comente

Acadêmico de Educação Física da Unesc é campeão com a seleção brasileira júnior de Handebol

Acadêmico de Educação Física da Unesc é campeão com a seleção brasileira júnior de Handebol
João Vitor Rosso esteve no elenco da seleção campeã do Campeonato Sul-Centro Americano 2022, realizado em Buenos Aires (Foto: Divulgação/Handball SCA) Mais imagens

O acadêmico da 6ª fase de Educação Física da Unesc, João Vitor Rosso, fez parte do elenco da seleção brasileira júnior de Handebol, campeã do Campeonato Sul-Centro Americano 2022, realizado em Buenos Aires, na Argentina. No último sábado (12/11), a equipe brasileira venceu os donos da casa pelo placar de 27 a 25 e garantiu a classificação para o mundial da categoria, que será realizado na Alemanha e Grécia entre junho e julho de 2023.

Esta foi a primeira convocação do aluno para a seleção júnior, que conta com jovens de até 21 anos, mas o acadêmico já havia participado de fases de treinamento com a seleção sub-16 em 2017 e 2018. Em todo o torneio, João Vitor marcou quatro gols para a seleção brasileira, incluindo um na final contra a Argentina.

O acadêmico, que pratica o esporte desde os 11 anos, se diz alegre com a oportunidade de honrar a camisa da seleção em um torneio oficial. “É uma sensação única, de muita felicidade e também de dever cumprido, mas com o objetivo de alcançar novas conquistas”, afirma o estudante, que destaca o papel da Universidade nessa conquista. “O auxílio dos professores da Unesc foi muito importante, assim como a flexibilização que a Instituição permitiu, devido às ausências por conta das competições”, completa.

O coordenador do curso de Educação Física, Joni Márcio de Farias, também destaca a importância e o orgulho da Universidade em ter um aluno convocado para a seleção brasileira. “Ficamos muito felizes com a convocação, pois a Unesc é parceira deste projeto maravilhoso do Handebol masculino, inclusive, assim como em outros esportes, concedendo bolsas de estudos”, afirma o professor, que comenta sobre como é ter um aluno com experiências de seleção na sala de aula.

“Ter o João como acadêmico do curso de Educação Física é importante para o compartilhamento de suas experiências no âmbito internacional com os demais estudantes, qualificando as discussões em nossas aulas”, continua. “Estamos sempre na torcida para todos os alunos que representam nossas seleções, e neste ano tivemos vários atletas convocados, o que representa a importância destas parcerias com o esporte da nossa cidade.

Na primeira fase do Campeonato Sul-Centro Americano 2022, o Brasil derrotou a Costa Rica por 40–16, o Paraguai por 36–13 e o Uruguai por 32–25. Nas semifinais, uma vitória contra o Chile por 27–17, e na final, 27–25 contra a Argentina.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

14 de novembro de 2022 às 14:24
Compartilhar Comente

Acadêmicos da Unesc apresentam resultado de pesquisa sobre a influência dos exercícios físicos para a força e autonomia dos idosos

Acadêmicos da Unesc apresentam resultado de pesquisa sobre a influência dos exercícios físicos para a força e autonomia dos idosos
Apresentação do trabalho foi realizada no Simpósio Nacional de Ciência e Cidades Sustentáveis e Saudáveis (Sinsem), na Universidade (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Oitenta minutos de exercícios físicos por semana são suficientes para melhorar a autonomia, força e eficiência muscular dos idosos. A afirmação faz parte do resultado de uma pesquisa realizada pelo programa de exercícios físicos em idosos comórbitos da Unesc conduzida por professores e acadêmicos do Grupo de Pesquisa em Exercícios Aquáticos Avançados (GPEAA), em parceria com o Laboratório de Psicofisiologia do Exercício (LaPisCo) da Universidade.

O trabalho, que teve o objetivo de investigar o impacto de diferentes estratégias de exercícios físicos para promoção e redução das complicações, mediantes as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs) em idosos, foi apresentado no Simpósio Nacional de Ciência e Cidades Sustentáveis e Saudáveis (Sinsem) e faz parte de uma pesquisa desenvolvida pelos acadêmicos Mauricio, Gabriel e Vitoria da Unesc.

Segundo o professor pesquisador, Luciano Acordi, estes trabalhos científicos apontaram impactos interessantes. Os resultados, de acordo com ele, sinalizaram que, além dos 80 minutos de exercícios físicos por semana, são suficientes para o aumento da autonomia física de idosos comórbitos, duas sessões destes exercícios divididas por 40 minutos, melhoram a eficiência de sentar, levantar e se deslocar. Por fim, esses exercícios quando realizados de forma intervalada e com alta intensidade na água (HIIT), melhoram a força muscular de pernas e braços nos comórbitos.

De acordo com os pesquisadores do grupo de estudo GPEAA, mobilizar a população idosa para realizar exercícios físicos duas vezes por semana, durante quarenta minutos, pode ajudar muito na promoção da saúde. “Neste sentido, todos os tipos de exercícios físicos, contam”, destacou o professor.

Ações de extensão

As ações envolvem três projetos de Extensão da Universidade: o projeto Tartaruga que oferece aulas de natação, o Lazerativo e Projeto de Ação Multidisciplinar da Saúde de Idosos (Pansi), que oferecem aulas de hidroginástica, além de atendimentos psicológicos, de enfermagem e nutricionais para idosos.

Conforme Acordi, o foco é a promoção da saúde mental e física na melhor senilidade. “Para os acadêmicos, novas experiências, aprendizado. Para os professores, pesquisa.  Tudo isso é integrado a extensão, consolidando tripé de uma Universidade comunitária”, defendeu.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

14 de novembro de 2022 às 13:24
Compartilhar Comente

Minicursos marcam abertura de Simpósio Nacional de Ciência e Cidades Sustentáveis e Saudáveis

Minicursos marcam abertura de Simpósio Nacional de Ciência e Cidades Sustentáveis e Saudáveis
Minicursos marcam abertura de Simpósio Nacional de Ciência e Cidades Sustentáveis e Saudáveis Mais imagens

Dois importantes minicursos abriram a programação do Simpósio Nacional de Ciência e Cidades Sustentáveis e Saudáveis (Sinsem), evento organizado pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Promoção da Saúde (GEPPS) e o curso de Educação Física da Unesc. O evento, que conta com palestrantes de todo o Brasil, é voltado para a comunidade interna e externa e se estende até sábado (12/11) na Universidade.

Pela manhã, os participantes acompanharam debates sobre a fisiologia na prática com o professor doutor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Luiz Guilherme Antonacci; e políticas públicas para o desenvolvimento de cidades sustentáveis e saudáveis com o coordenador geral adjunto nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de Santa Catarina, professor Fernando Barbosa dos Santos.

Dentro da fisiologia, o profissional falou sobre índices fisiológicos, prescrição da intensidade do exercício voltado para o condicionamento físico, a frequência cardíaca, ao treinamento intervalado para diferentes populações, entre outros pontos fundamentais para a área.   

Já no outro minicurso foram abordadas as políticas públicas para o desenvolvimento de cidades sustentáveis e saudáveis e dentro das políticas públicas, como alcançar esses indicadores apontados pelo ODS. “O primeiro dia foi enriquecedor, com muita troca de conhecimento, aprofundamento, possibilidade de atuação do profissional de educação física nesses meios e contribuiu muito para a reflexão e melhor atuação desses futuros profissionais”, comentou a coordenadora do evento, professora Geiziane Laurindo de Morais.

O objetivo do simpósio é unir professores, pesquisadores, acadêmicos e gestores para discutir um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS/ONU) e o impacto do desenvolvimento de cidades sustentáveis para um mundo mais saudável, com ênfase em pesquisa, desenvolvimento e inovação em sociedades, ambientes, pessoas e sistemas ativos. 

“Pensamos em um evento com importantes temáticas para os nossos acadêmicos e também para toda a comunidade em geral. O evento é gratuito e está recheado de temas de interesse da população e com uma abordagem interdisciplinar que inclui todas as áreas e públicos”, convidou Geiziane. 

O evento tem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e do Unesc Connect da Universidade.

Semana Acadêmica

Paralelo ao simpósio, ocorre também a Semana Acadêmica do Curso de Educação Física, com o objetivo de ampliar a discussão e potencializar a aprendizagem dos conhecimentos específicos para a formação acadêmica e atuação profissional do profissional de Educação Física.


Programação

Quinta-feira (10/11)

Das 13h30 às 17h – apresentação de trabalhos

Das 19h30 às 21h30 – minicursos com os temas: O Ensino dos Esportes na Nova Diretriz Curricular Nacional (DCN); e Ciência na Rua: Desdobramento de Pesquisas Científicas em Ambientes Públicos.

Sexta-feira (11/11)

Das 8h30 às 11h30 – minicursos sobre: “Biomecânica do Treinamento de Força”; e “O que Sabe e Quais São Os Desafios da Agenda de 2018 a 2030 – Mais Pessoas Ativas para Um Mundo Mais Saudável?

Das 13h30 às 17h – apresentação de trabalhos

Das 19h30 às 21h30 – minicursos com os temas: Oficina de Dança Escolar; e Cidades Sustentáveis e Saudáveis: Saberes, Desafios e Perspectivas.

Sábado (12/11)

Das 8h30 às 10h – Conferência de encerramento sobre “Experiência Exitosa do Município de Jaraguá do Sul”.

Das 10h às 12h – Palestra com o tema “Cidades Inteligentes: Inovação Tecnológica e Sustentabilidade para a Transformação das Cidades”.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

10 de novembro de 2022 às 16:06
Compartilhar Comente