Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT)

Inscrições abertas para o Programa de Combate ao Tabagismo da Unesc

Inscrições abertas para o Programa de Combate ao Tabagismo da Unesc
Programa é realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Uma ação voltada para o público interno e externo da Universidade e que promete ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas. Esse é o Programa de Combate ao Tabagismo, que tem o propósito de ajudar os participantes a combater o vício do fumo. A ação, realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Criciúma, está com inscrições abertas até dia 19 de abril.  

O grupo, promovido desde 2016, tem a acompanhamento do psicólogo Roger Menegon Ferrari, membro da residência Multiprofissional em Saúde Coletiva da Unesc. O programa ainda possui parceria com outros setores da Universidade, como o a Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva/Atenção Básica, do SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho), CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano) e das Clínicas Integradas.

Para participar, os interessados devem procurar o setor, que fica no bloco Administrativo na sala 8, para preencher a ficha de inscrição. Os funcionários e acadêmicos da instituição também podem participar. O grupo acontecerá nas segundas-feiras à tarde e iniciará com encontros semanais, posteriormente quinzenais e mensais.

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto Henrique 10 de abril de 2019 às 18:26
Compartilhar Comente

Reitoria empossa nova diretoria da CIPA

Reitoria empossa nova diretoria da CIPA
14 colaboradores fazem parte da nova Comissão (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

A reitoria da Unesc empossou, na tarde desta sexta-feira (8/2), os novos membros da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) da Unesc. A nova diretoria, formada por 14 membros eleitos e indicados, ficará à frente das atividades pelo período de um ano. 

A CIPA tem por objetivo apontar as necessidades e amenizar os riscos existentes em relação às condições de trabalho dos funcionários. As eleições ocorreram entre 19 e 21 de dezembro de 2018.

De acordo com a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, a CIPA tem o propósito de orientar e realizar ações que beneficiem os funcionários. “Às vezes acabamos perdendo a noção de quanto a nossa Universidade é grande e temos que cuidar dela. A CIPA tem essa grande missão, que é cuidar dos funcionários da nossa Unesc”, enfatizou.

Para o vice-reitor, Daniel Preve, que já participou da CIPA, a Comissão tem um papel muito importante para a Instituição. “Ela traz um grande conhecimento, pois assim conhecemos os serviços, as pessoas e os espaços da Universidade. Vocês são os representantes dos seus colegas e confiamos no trabalho de vocês”, acrescentou Preve.

O coordenador do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho), Edson Luís da Silva, colocou o setor à disposição para trabalhar junto a CIPA. “É uma grande responsabilidade e podem contar conosco para o que precisar, a estrutura do Sesmt está sempre aberta para vocês”, comentou.

Pelo terceiro ano consecutivo Marlon Gonçalves Zilli assume a presidência da Comissão. “Só tenho a agradecer a oportunidade de novamente estar assumindo essa missão. Continuaremos colocando o esforço ao máximo para trabalhar com ética e confiança”, pontou Zilli.

A pró-reitora Acadêmica, Indianara Reynaud Toreti, e o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Thiago Fabris, também participaram do evento.

Conheça os membros

Titulares

- Marlon Zilli Gonçalves – Presidente;

- Décio Batista;

- Mariléia Maciel;

- Mariane Martins Cunha;

- Neuza Aparecida Bis Tavares;

- Gissele Tavares;

- Janaina Damásio Vitório;

- Elisangela Pirola Moretto.

Suplentes

- Patrícia Pereira Rangel Cardoso;

- Dayana de Souza dos Anjos;

- Jeferson de Souza Luiz;

- Carlos Roberto França dos Santos;

- Gabriela Mensor Rocha;

- Luiz Carlos Costa.

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto Henrique 08 de fevereiro de 2019 às 16:43
Compartilhar Comente

Saúde do homem é abordada em palestra do Novembro Azul

Saúde do homem é abordada em palestra do Novembro Azul
Iniciativa do Sesmt reuniu funcionários da Unesc (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

Cuidados com a saúde do homem foram tema de um encontro na manhã desta terça-feira (27/11) na Unesc. Funcionários da Instituição puderam ter mais informações e tirar dúvidas na palestra “Novembro Azul – Combate ao Câncer de Próstata”, ministrada pelo enfermeiro Fabio Minotto Dal Toé. O evento foi uma realização do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) e contou ainda com o sorteio de brindes.

Segundo Dal Toé, por ano, estima-se que aproximadamente 69 mil casos de câncer de próstata sejam diagnosticados no Brasil. “Esse tipo de câncer é o segundo mais comum entre os homens. Só perde para o câncer de pele. Mas a possibilidade de cura é alta, se diagnosticado cedo. Em 90% dos casos em que a descoberta é no início, há cura. Por isso a importância de fazer exames e ter acompanhamento médico sempre”, afirma.

O enfermeiro explicou que o rastreio de prevenção pode ocorrer a partir dos 45 anos, caso o paciente faça parte de grupo de risco, e iniciar pela consulta com o urologista e um exame de PSA (Prostate-Specific Antigens, Antígenos Específicos da Próstata em Português), realizado por meio de um exame de sangue. “Caso o exame apresente alguma alteração, será necessário o exame de toque. Se não houver nenhuma alteração, basta o acompanhamento médico”.

Prevenir é a melhor atitude

Homens acima dos 50 anos – ou 45 se fizerem parte do grupo de risco – devem ir ao urologista anualmente;
Histórico familiar – se algum homem da família já teve câncer de próstata, a chance de outro membro dessa família desenvolver a doença é ainda maior;
Entre os homens da etnia negra há mais casos desse tipo de câncer;
Homens com sobrepeso, obesos, que fazem uso de álcool e/ou tabaco, têm mais chance de desenvolver câncer de próstata;

Novembro Azul

Novembro é o mês dedicado à prevenção de doenças e conscientização sobre os cuidados com a saúde do homem. O movimento Novembro Azul teve origem em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina.

Milena Nandi - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 27 de novembro de 2018 às 14:04
Compartilhar Comente

Combate ao câncer de próstata é tema de palestra para funcionários e professores da Unesc

Combate ao câncer de próstata é tema de palestra para funcionários e professores da Unesc
Atividade realizada pelo Sesmt ocorre dia 27 de novembro em alusão ao Novembro Azul (Foto: Divulgação) Mais imagens

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum em homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanoma, de acordo com dados do Inca (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva). A estimativa é que apenas em 2018, 68.220 novos casos de câncer de próstata sejam diagnosticados. Apesar de poder levar à morte, a doença costuma se desenvolver de forma lenta, o que facilita o tratamento.

Para conscientizar, os professores e funcionários da Universidade sobre a necessidade de cuidar da saúde, o Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) realizará no dia 27 de novembro, às 8h30, a palestra “Novembro Azul – Combate ao Câncer de Próstata”, com o enfermeiro Fabio Minotto Dal Toé. O evento ocorrerá na sala 4 do Bloco XXI-A.

A palestra faz parte das atividades alusivas ao Novembro Azul, mês dedicado à prevenção de doenças e conscientização sobre os cuidados com a saúde do homem. O movimento Novembro Azul teve origem em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina.

Milena Nandi - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 21 de novembro de 2018 às 16:10
Compartilhar Comente

Unesc sobe ao pódio da 26ª Cofafe

Unesc sobe ao pódio da 26ª Cofafe
Com 219 pontos, Universidade alcançou a terceira colocação geral (Fotos: Divulgação) Mais imagens

A 26ª Cofafe (Confraternização dos Funcionários das Fundações Educacionais do Sistema Acafe) chegou ao fim neste domingo (18/11) e a Unesc manteve sua tradição, ocupando os primeiros lugares pela 11ª vez. Com 219 pontos, a Universidade alcançou a terceira colocação geral e formou pódio com Unochapecó (segundo lugar com 223 pontos) e a anfitriã Furb (campeã com 246 pontos). A cerimônia de encerramento e premiação ocorreu na noite de sábado (17/11). Confira a classificação geral clicando aqui.

Ao pódio, a Unesc subiu 17 vezes. Confira a classificação das modalidades clicando aqui.

Com 105 atletas, a Unesc foi além de estar entre as melhores colocadas e se consolidou como a maior delegação do evento. “Promover integração e novas amizades, este foi o propósito para que trabalhamos e mobilizamos nossas equipes. As cores da Unesc vibraram em Blumenau em uma linda festa. Agora é comemorar o bom desempenho e agradecer a quem tornou tudo isso possível”, destacou o coordenador do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) e integrante da comissão organizadora do evento na Unesc, Edson Luiz da Silva.

Durante as disputas, a Universidade foi representada em todas as modalidades, sendo elas bocha, balão 23, canastra, corrida rústica, dominó, futebol suíço livre e sênior, futsal livre e sênior, jogos eletrônicos, natação, sinuca, streetball, tênis de mesa, totó, truco, vôlei e xadrez. As competições reuniram mais de 600 participantes. 

Vestir a camisa

A reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, viajou junto à delegação, comemorou a conquista e agradeceu a quem vestiu a camisa da Unesc. “Esporte é integração e qualidade de vida. A Cofafe, desde a preparação, é um momento de confraternização, de estar entre amigos e de se fazer novas amizades, de celebrar juntos e de promoção de saúde. Quanto ao resultado, foi perceptível o exemplo de garra e dedicação do time Unesc. Agradecemos quem foi e não mediu esforços de conquistar em nome da Instituição, coroando os 50 anos da nossa Universidade”, agradeceu a reitora.

Unesc na Cofafe

Em 17 participações, a Universidade tem um dos melhores desempenhos entre as instituições, subindo no pódio onze vezes. Seu quadro de conquistas conta com o 1º lugar geral em quatro edições, uma delas em casa, no ano de 2012. A Unesc ainda alcançou a segunda colocação quatro vezes e a terceira posição três vezes.

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 19 de novembro de 2018 às 17:00
Compartilhar Comente