Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT)

Unesc realiza simulado de emergência no campus

Unesc realiza simulado de emergência no campus
Professores, funcionários e estudantes participaram da ação nesta segunda-feira (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

Às 9h30 desta segunda-feira (25/11) parte do campus da Universidade foi tomado pelo som do alarme de incêndio. Em questão de minutos, os blocos de A à J e do N ao Q, a Biblioteca, o Museu de Zoologia, os blocos XXI A, B e C, o Bloco Administrativo e o prédio da Reitoria foram totalmente evacuados e os professores, funcionários e acadêmicos, levados para pontos de encontro de emergência. Uma vítima com ferimentos no braço também foi resgatada da Biblioteca. O relato anterior poderia ser real, mas fez parte do simulado de emergência realizado pela Brigada de Incêndio da Unesc, que teve como objetivo treinar os brigadistas e a comunidade acadêmica para possíveis incidentes.

Este foi o segundo simulado de emergência realizado no campus. O primeiro ocorreu em julho de 2018. Uma terceira atividade irá ocorrer em 2020, contemplando os demais blocos da Universidade e também o Iparque (Parque Científico e Tecnológico). Ao todo, a Universidade possui 180 brigadistas e do simulado desta segunda-feira, participaram aproximadamente 60 pessoas, entre brigadistas e profissionais da Inovarum, empresa que presta consultoria para a Universidade na área de Segurança do Trabalho. Para as atividades desta segunda-feira, os brigadistas se dividiram em três equipes (vermelha, azul e rosa).

O simulado foi uma realização do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) da Unesc, em parceria com a Inovarum. Os organizadores classificaram o resultado da atividade como excelente. Na simulação desta segunda-feira, foram envolvidos, além dos brigadistas, mais de 500 alunos, professores e técnicos-administrativos.


Segundo o coordenador do Sesmt, Edson da Silva, a preocupação do Serviço não é apenas com professores, alunos e funcionários, mas com todos que passam diariamente pela Instituição. “São cerca de 10 mil pessoas circulando pelo campus todos os dias e a preocupação é com cada um. O simulado nos ajuda a verificar o tempo resposta e onde estão nossos pontos fortes e onde devemos melhorar”, afirma o coordenador do Sesmt, ressaltando que o próximo passo é fazer um relatório com os dados do evento e analisa-los.

A colaboradora da Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Andréia Borges Bartolomeu, é brigadista desde 2018 e este foi o segundo simulado do qual participou. Para ela, a atividade colabora para aumentar os conhecimentos sobre o modo correto de se agir para evitar ou minimizar riscos e danos em situações de emergência. “Além dos simulados, eu e meus colegas de Brigada participamos de reciclagem de conhecimentos, cursos e capacitações. Tudo isso me faz sentir mais segura para tomar decisões e agir”.

A técnica em Segurança do Trabalho do Sesmt da Unesc, Ana Paula Tiscoski, explica que os simulados de emergência são obrigatórios e estão dentro da IN (Instrução Normativa) 28, que estabelece e padroniza as exigências para as Brigadas de Emergência. Segundo Ana Paula, as simulações fazem parte das ações desenvolvidas pelo Sesmt, que também englobam o Plano de Emergência, elaborados para cada local onde os simulados acontecem.

Durante a atividade, todos os procedimentos foram obedecidos, inclusive o contato com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Samu. Antes da atividade ocorrer, a organização entrou em contato com a Diretoria de Trânsito e Transporte de Criciúma e a Universidade fez a divulgação do simulado para a comunidade acadêmica e externa.

Milena Nandi – Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 25 de novembro de 2019 às 12:22
Compartilhar Comente

Unesc faz simulado de incêndio na segunda

Unesc faz simulado de incêndio na segunda
Mais imagens

A Unesc comunica a toda a comunidade acadêmica, bem como aos moradores e comerciantes dos arredores da universidade, que será realizado nesta segunda-feira, 25/11, um simulado de incêndio. A atividade acontecerá das 9 às 10 horas, nos blocos A ao Z, e bloco administrativo, coordenada pela Brigada de Emergência da Unesc. Trata-se de um procedimento realizado regularmente, obrigatório por lei, que visa a reduzir os danos causados em um eventual acidente, bem como preparar as equipes para uma situação real.
A Reitoria alerta que esse evento vai envolver a movimentação de ambulâncias, bombeiros e equipes de resgate, que farão parte da simulação, onde as autoridades de segurança estão previamente notificadas.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Ana Sofia Schuster 23 de novembro de 2019 às 08:34
Compartilhar Comente

Sesmt realiza ação de Outubro Rosa

Sesmt realiza ação de Outubro Rosa
Encontro reuniu mais de 30 colaboradoras (Fotos: Divulgação) Mais imagens

O Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) promoveu, na última semana, diálogos com professora e funcionárias da Universidade. A ação, em alusão ao Outubro Rosa, também contou com uma sessão de cinema, onde as participantes assistiram ao filme Pronta para Amar.

O objetivo, segundo a secretária do Serviço e uma das organizadoras da atividade, Elizandra Sachete, foi orientar sobre a prevenção e o combate ao Câncer de Mama e Colo do Útero. “Vale ressaltar a importância de as mulheres realizarem o exame preventivo e, em outubro, aderirem a campanhas em prol da saúde feminina”, destaca Elizandra.

Durante a sessão, o encontro reuniu mais de 30 colaboradoras da Universidade, que ao fim dialogaram sobre o assunto e receberam uma cartilha de informações. A ação foi idealizada pela Médica do Trabalho do Sesmt, Mariana de Oliveira Presado Macarini de Souza.

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 24 de outubro de 2019 às 17:01
Compartilhar Comente

Encerramento da Sipat com espírito de confraternização na Unesc

Encerramento da Sipat com espírito de confraternização na Unesc
Equipe Verde foi a ganhadora da 4ª Gincana da Sipat (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

A confraternização e a interação entre colaboradores tomaram conta do encerramento da 13ª Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho). O evento ocorreu na tarde desta terça-feira (17/9) no Auditório Ruy Hülse e contou com a participação das três equipes. Além da cerimôniade encerramento, o encontro contou com a última prova da 4ª Gincana da Sipat. No resultado geral, a equipe vencedora da gincana foi a Equipe Verde.

A Sipat tem o propósito de orientar e conscientizar os colaboradores sobre a importância da segurança no local de trabalho, evitando acidentes, e promovendo ações de saúde e qualidade de vida na Universidade. Junto à 13ª Sipat, ocorreu a 4ª Gincana da Sipat, que neste ano contou com a participação das equipes Verde, Preta (MIB Unesc) e Vermelha (Turma do Barulho), ficando respectivamente em primeiro, segundo e terceiro lugar.

Segundo a pró-reitora Acadêmica, Indianara Reynaud Toreti, ações internas como esta contribuem para um local de trabalho mais tranquilo e melhor para o trabalhador. “Quando falamos de Sipat falamos da nossa saúde em geral e das ações que contribuem para a melhor qualidade de vida dos trabalhadores. Devemos cuidar da nossa saúde e de nossos colegas”, enfatiza.

De acordo com o presidente da CIPA, Marlon Gonçalves Zilli, o objetivo da Comissão e da Sipat é de informar e prevenir. “Devemos fazer com que o colaborador saiba das ações preventivas e propague elas dentro da Universidade. Assim, vamos colaborar para um ambiente melhor para os trabalhadores”, comenta.

Conforme o coordenador do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) da Unesc, Edson Luís da Silva, a Sipat envolve, entre outros sentimentos, a razão mais pura de trabalhar na Universidade. “Devemos olhar para o nosso próximo e agradecer por estarmos juntos. Se estivermos unidos e nos ajudando, vamos cuidar tanto da Universidade como de nós mesmos”, coloca.

O encontro contou com uma atividade de recreação com o residente multiprofissional em Atenção Básica da Unesc, Antônio Carlos da Silva, que ministrou uma aula de zumba aos participantes.

Após a atividade, o encerramento contou também com a última prova da gincana, que foi a ação de teatro. A Equipe Vermelha envolveu a temática "AIDS, Sífilis e demais Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs)", a Equipe Verde "Segurança do Trabalho e o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)" e Equipe Preta, "Cultura de Paz no Campus".

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto Henrique 17 de setembro de 2019 às 17:19
Compartilhar Comente

Participantes do Programa de Combate ao Tabagismo da Unesc comemoram vitória sobre o cigarro

Participantes do Programa de Combate ao Tabagismo da Unesc comemoram vitória sobre o cigarro
Último encontro do grupo ocorreu nesta segunda-feira (2/9) (Fotos: Leonardo Ferreira) Mais imagens

Parar de fumar. Uma luta travada diariamente por mais de 18 milhões de pessoas no Brasil, o oitavo país com maior número de fumantes no mundo segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Na Unesc, a vitória no desafio contra o cigarro foi comemorada nesta segunda-feira (2/9), data marcada pelo último encontro Programa de Combate ao Tabagismo.

Divaldo Mariano, de Maracajá, fumou por mais de 30 anos. Apaixonado por jogar futebol, se viu afastado do prazer de praticar o esporte e por muitas vezes pensou em desistir da luta contra o tabagismo. “Eram de duas a três carteiras de cigarro por dia, sempre com o objetivo de parar de fumar. Após muitas tentativas, me juntei ao grupo da Universidade. Antes do primeiro encontro, há cinco meses, fumei até o dia anterior e logo disse que iria desistir novamente”, conta.

Mariano não desistiu. Viu no acolhimento em grupo e na troca de experiências uma chance real de vencer. “Foi a melhor escolha para minha vida e para a relação com a minha família. Voltei a praticar esporte e a ter qualidade de vida”. Destacou.

Maria Cristina Felix, de Criciúma, também se encantou com a força do grupo. Para ela, as amizades foram essenciais para conquistar o objetivo. “O apoio dos companheiros fez toda a diferença. É um acolhimento especial, um papo gostoso de participar e muito incentivador”, afirma.

Programa de Combate ao Tabagismo


O grupo, promovido desde 2016, propõe dinâmicas de diálogos com profissionais de saúde e troca de vivências entre os integrantes. Nesta edição sete fumantes iniciaram o Programa e quatro deixaram o cigarro de lado. Dois dos participantes diminuíram consideravelmente a quantia fumada diariamente. 

O psicólogo Roger Menegon Ferrari, da residência Multiprofissional em Saúde Coletiva da Unesc, acompanhou a trajetória do grupo. Ele explica que a proposta foi fazer com que os participantes conhecessem a si mesmos e entendessem melhor suas atitudes. “O caminho para parar de fumar é ter consciência sobre quem eu sou e como posso me ajudar. Quando o corpo desenvolve uma dependência, a busca pela substância se torna constante. É fundamental ter sabedoria na hora de tomar decisões sobre qual caminho tomar”, frisa.

O Programa possui parcerias com outros setores da Universidade, como o SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho), a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), o DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano) e as Clínicas Integradas.

Uma nova turma já está completa para a próxima edição e um novo grupo será aberto em 2020.

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 02 de setembro de 2019 às 17:19
Compartilhar Comente