Reitoria

Cinco décadas transformando realidades ao compartilhar conhecimentos

Cinco décadas transformando realidades ao compartilhar conhecimentos
Primeiros cursos instalados, Matemática, Ciências Biológicas, Artes Visuais e Pedagogia, da Unesc completam nesta semana 50 anos de história (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Existem muitas formas de mudar para melhor a vida de alguém e uma delas é compartilhando conhecimento, oferecendo oportunidades. Essa foi a maneira escolhida pela professora Karine Luiz Calegari Mrotskoski, que há mais de dez anos concluiu sua graduação em Matemática na Unesc e, por meio da bagagem adquirida na Licenciatura, já atingiu centenas de alunos com os saberes matemáticos e suas aplicações no dia a dia. Ela é apenas um, dos milhares de exemplos de pessoas que saíram da Universidade e mudaram realidades ao seu redor ao longo dos 50 anos dos primeiros cursos instalados na Unesc: Matemática, Ciências, Desenho e Pedagogia, atualizados e em atividade até os dias atuais como Matemática, Ciências Biológicas, Artes Visuais e Pedagogia. A assinatura do Decreto de número 66.229, que marcou oficialmente o início dos trabalhos nos cursos, completou suas cinco décadas nesta semana, sendo lembrada com carinho e entusiasmo pelo que ainda há de vir no futuro.

Ainda enquanto adolescente o desejo de Karine era escolher uma profissão pela qual pudesse impactar a vida de alguém e, os resultados que colhe hoje, mostram que seu objetivo se tornou real. Atualmente a egressa é professora concursada nas redes municipal e estadual de ensino, destacando-se pela implantação de projetos inovadores. “Foi na graduação, na qual eu recebi os ensinamentos com foco na didática de ensino, que me dei conta da importância da função do professor na nossa sociedade e isso, desde então, foi o que mais me motivou a fazer a diferença na vida dos alunos”, pontua.

Karine implantou na rede municipal os chamados Clubes de Matemática, ação com foco em atividades no contraturno escolar pensada para aperfeiçoar o conhecimento do ensino regular. “O resultado foi surpreendente. De um Clube instalado passamos a ter 22 na cidade. A partir desse ano a ideia será ampliada para os Clubes de Língua Portuguesa. Não é fácil mudar o cenário que temos hoje, mas são passos assim que nos fazem acreditar em uma mudança”, completa a egressa.

A história profissional da egressa e de tantos outros exemplos conhecidos e acompanhados pelo curso, conforme a coordenadora Elisa Netto Zanette, é motivo de orgulho e, principalmente, motivação para continuar exercendo o papel de transformar vidas por meio da educação. “A matemática está presente em tudo, é a base de todas as ciências, de todas as artes e demais tecnologias. Temos orgulho de multiplicar o conhecimento em torno dessa disciplina, oportunizando que nossos acadêmicos atuem não só nas salas de aula, mas também em organizações das mais diversas com o domínio do conteúdo e estratégias de resolução de problemas”, aponta Elisa.

Histórias de vida construídas dentro do campus

Gabriel Valga Ricardo - Artes Visuais

Além de formar profissionais que fazem a diferença muito afora, a Unesc promove mudanças de vidas dentro seu próprio espaço. Profissionais que se destacam dentro da Instituição encontram nela a oportunidade de conquistar espaços, adquirir conhecimento e construir histórias paralelamente a Universidade.

É o caso do ex-aluno do Colégio Unesc, Gabriel Valga Ricardo, que começou a frequentar o campus ainda no quarto ano das séries iniciais. Ainda enquanto estudante do Colégio seguiu dentro da Universidade até o fim do Ensino Médio, quando partiu em linha direta para a graduação em Artes Visuais na Instituição que escolhera para a vida. A escolha, no entanto, foi recíproca, já que, demonstrando desempenho em destaque na graduação, foi convidado a voltar ao Colégio na qual estudou, dessa vez como professor de Artes.

“Durante os anos de graduação em licenciatura, vivenciei minha grande paixão de modo intenso e a cada semestre descobria um ateliê e juntamente a ele uma nova linguagem artística. Não tenho palavras para falar desse curso. Aém de me possibilitar alcançar parte de meus sonhos, me abriu muitas portas e me preparou para hoje, depois de sete anos de atuação na área da educação, poder retornar e encontrar meus mestres, contribuindo junto a eles, agora não como aluno, mas como docente”, compartilha.

O sentimento de pertencimento à Instituição não é exclusivo do jovem professor. Entre as tantas histórias especiais escritas nos cursos cinquentenários é possível destacar ainda outras duas: a do biólogo do Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski, Rodrigo Freitas, e da professora Mirozete Iolanda Volpato Hanoff. Ambos tiveram suas formações na Universidade, nos cursos de Ciências Biológicas e Pedagogia, respectivamente, e ainda compartilham seus dias no campus.

Mirozete Iolanda Volpato Hanoff - Pedagogia

A formatura de Mirozete marcou, em 1975, a formação daquela que seria a terceira turma da recém-criada Faculdade de Ciências e Educação (Faciecri) na Fundação Educacional de Criciúma (Fucri). De lá para cá a professora adquiriu imensa bagagem profissional atuando como professora na Rede Estadual, ao ser aprovada em primeiro lugar em concurso prestado logo após o fim da graduação, além de ter ocupado cargos de gerência, no qual coordenou todas as escolas da região Sul do Estado.

Atualmente, aos 65 anos, a professora faz questão de se reinventar a cada dia e encontra na sala de aula a alegria de viver. “Assim como tenho paixão por ser mãe, sou apaixonada por dar aula. Ali, diante dos alunos, esqueço de tudo o que acontece lá fora. Me sinto muito feliz e realizada por cumprir essa missão e conseguir participar de tantas transformações na sociedade e na pedagogia”, destaca.

Na mala, “Mirô”, como é carinhosamente conhecida, traz a experiência de ter lecionado para alunos das mais variadas idades e aprendido um pouco mais com cada oportunidade. Agora, envolvida na missão de formar novos professores, o sentimento é de ainda mais orgulho. “O curso de Pedagogia da Unesc multiplica o conhecimento em uma dimensão imensurável. Nós vemos na prática e ouvimos no mercado o quanto os alunos formados aqui ao longo de todos esses anos fazem a diferença na sociedade”, completa.

Rodrigo Freitas – Ciências Biológicas

Para Rodrigo, formado em 2002 no curso de Ciências Biológicas, o orgulho de fazer parte da maior Universidade Comunitária da região não é diferente. Convidado a atuar no Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski, Rodrigo encontrou ali sua realização profissional e, mais que isso, pessoal. “Mesmo tendo recebido outras propostas para atuar como biólogo e taxidermista, permaneci na Unesc. A Instituição me abriu muitas portas e também as fechou, no bom sentido, para que aqui eu permanecesse. A Universidade me proporcionou até a possibilidade de conhecer minha esposa. Tenho orgulho e gratidão imensa impregnada no meu coração por tudo isso que estamos construindo”, revela.

Braços abertos para o início de novas histórias

Todo o legado já construído ao longo dessas cinco décadas, conforme a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, representa apenas o início de uma história que não terá fim. “Se já mudamos a realidade da educação da região ao longo desses cinquenta anos, imaginem o que é possível fazer com a força que temos hoje somada à toda a experiência adquirida? ”, indaga.

Cada um dos acadêmicos e professores que contribuíram para a construção dos cursos que representam o início da Unesc, para Luciane, foram parte fundamental e fazem parte das conquistas adquiridas. “Essa trajetória certamente foi de muitos obstáculos, inseguranças, novidades e desafios, no entanto, é graças a ela, que foi o nosso pontapé inicial, que aquela sementinha plantada frutificou tanto e se multiplicou da maneira que vemos hoje, com uma Universidade de dimensões inimagináveis para aquela época”, enfatiza.

Os quatro cursos que iniciaram a história da grande Universidade que existe hoje seguem com força total e contam com vagas para ingresso ainda no primeiro semestre de 2018. As diferenciadas oportunidades de bolsas de estudo e descontos podem ser conhecidas por meio da Central do Estudante e no site da universidade.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

21 de fevereiro de 2020 às 13:05
Compartilhar Comente

Unesc Araranguá promove Recepção aos Calouros

Unesc Araranguá promove Recepção aos Calouros
Novos acadêmicos dos cursos de graduação foram recepcionados na unidade da Cidade das Avenidas (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

A Unesc Araranguá recebeu, na noite desta quarta-feira (19/2), os novos acadêmicos da modalidade de Educação à Distância (EaD). Música ao vivo, boa conversa, lanche especial e muita informação marcaram a noite de boas-vindas dos alunos que iniciam neste semestre uma nova jornada. A unidade da Cidade das Avenidas inicia neste semestre as turmas dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Serviço Social, ambos na modalidade Bacharelado e com duração de quatro anos; Pedagogia Licenciatura, também com quatro anos de duração; e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gastronomia, Gestão Comercial, Gestão de Recursos Humanos, Marketing, Processos Gerenciais e Turismo, estes como Cursos Superiores de Tecnologia com duração de dois anos de estudos.

A adolescente Emily Pereira, de 18 anos, escolheu a Unesc para apostar as suas fichas e entrar com força total no mundo das Ciências Contábeis. Ela, que fez questão de participar do primeiro encontro na Universidade para estar inteirada de todas as informações importantes para seu estudo, foi acompanhada pelo pai, também atento aos comandos do curso. “Fiquei sabendo da chegada da Unesc em Araranguá por meio das redes sociais e apostei nisso. Acredito que esse modelo a distância vai me oportunizar trabalhar, estudar e ainda poder me qualificar com outros cursos ao longo desse tempo”, compartilhou.

Rosângela dos Santos Corrêa, que veio do Rio Grande do Sul para Santa Catarina, também recebeu indicações da Unesc como modelo de ensino e a escolheu para cursar Pedagogia. Moradora de Meleiro, ela aproveitará a oportunidade de estudo online para evitar o deslocamento nas estradas diariamente. “Para mim ficará muito mais tranquilo e seguro dessa forma. Como recebi as melhores indicações e fui muito bem recebida na Unidade, tenho a segurança de que aqui terei um aprendizado de excelência”, pontuou.

A aproximação dos novos acadêmicos em um momento voltado à interação dos colegas, a identificação do espaço e das formas de utilização dos recursos da Universidade, conforme a diretora da Unidade Araranguá Unesc, Izabel Regina de Souza, é primordial. “Nos sentimos muito felizes em recebê-los para esse contato de boas-vindas. Nós iremos, a partir de agora, iniciar uma jornada juntos e para isso é muito importante que tenhamos esse contato pessoal, para aproximação e para as dúvidas sejam sanadas em prol do melhor resultado possível nesse aprendizado”, destacou.

As matrículas para os cursos que iniciam neste semestre seguem abertas. Mais detalhes sobre as opções oferecidas, assim como bolsas e descontos, no contato direto com a Unidade Araranguá, pelo telefone (48) 3444 3900.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

19 de fevereiro de 2020 às 20:07
Compartilhar Comente

Acolhimento, informação e linguagens urbanas marcam Recepção aos Calouros

Acolhimento, informação e linguagens urbanas marcam Recepção aos Calouros
Evento de boas-vindas envolve novos estudantes dos cursos presenciais e EAD da Universidade (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

As boas-vindas aos estudantes da Universidade estão sendo bem ao estilo Unesc: com muita alegria, acolhimento, informação e valorização da arte e de artistas locais. Nesta segunda e terça-feira (17 e 18/2), a Reitoria e gestores da Instituição recebem os novos acadêmicos em um evento que marca o início da caminhada de tantas pessoas pelo universo do ensino superior. Uma delas é Carol Alves, 18 anos, que na manhã desta terça-feira participou da Recepção aos Calouros e reforçou o desejo de ser psicóloga. “Estive no Unesc Profissões ano passado e gostei muito do que vi da Universidade. Psicologia sempre foi um desejo, pois quero muito ajudar as pessoas com o meu trabalho”, conta.

Durante o evento, Carol pode prestigiar apresentações de dança do Coletivo Soul e de Luiz Fernando Coutinho de Aguiar, o Fernandinho, além de participar de uma dinâmica com o professor de Educação Física e egresso da Unesc, Tiago Duarte, além de receber as boas-vindas da reitora, Luciane Bisognin Ceretta, do vice, Daniel Preve e da equipe de gestão universitária. Participou ainda do tour pelo campus e viu artistas da região e professores e alunos da Universidade mostrando o seu talento com trabalhos de grafite, dança, música e pintura dentro das “linguagens urbanas”, tema da Recepção neste semestre.

A blogueira Pâmela Leal Quintian Ramos (@pamcontatudo) também escolheu a Unesc para iniciar os estudos no curso de Psicologia no primeiro semestre de 2020. Ela afirma que para a sua segunda graduação, optou por poder vivenciar as oportunidades que uma Universidade oferece – o que inclui além do ensino, pesquisa e extensão. “Eu já me graduei em uma faculdade e hoje vejo a importância para o currículo e para o conhecimento estar em uma Universidade. Acredito que como influenciadora digital, é sempre importante ter conteúdo”. 

Thiago Mathias, calouro de Fisioterapia, conheceu a Universidade por meio da Unesc Profissões de 2019. “Me interessei pelo curso e escolhi estudar aqui porque tenho parentes formados pela Universidade e que elogiaram muito ela”.

O evento também foi um momento de acolhida aos pais. Claudionir Euzébio, veio acompanhar a filha Monique, caloura de Odontologia. Ele, que é aluno da pós-graduação da Universidade, afirma que a expectativa é a Universidade colabore, além da formação profissional, com o crescimento humano da filha.



A Recepção aos Calouros, encerrará na noite desta terça-feira e nesta quarta-feira (19/2), os acadêmicos irão participar das aulas inaugurais de seus cursos.

Programa Acolher

Durante o evento, o coordenador do Programa Acolher, Zolnei Vargas, apresentou a iniciativa pensada para o cuidado com os acadêmicos e alunos do Colégio Unesc. “Falar do Programa Acolher é falar em saúde mental. A nossa equipe, formada por psicólogos e em breve, um profissional de Enfermagem, está preparada para receber cada um de vocês pelo tempo em que estiverem estudando na Universidade”, comenta.

O Acolher oferece atendimentos gratuitos com acolhimento, orientação e aconselhamento, prevenção e promoção à saúde mental, psicoterapia breve e estendida, grupos operativos, terapêuticos e psicoterápicos. “Os casos que necessitam desse acolhimento serão identificados por professores, coordenadores, colaboradores de diversos setores ou pela demanda espontânea do aluno que venha a procura do serviço”, salientou.

O programa funciona no espaço da Centac (Central do Estudante) e o contato pode ser feito pessoalmente, pelo e-mail acolher@unesc.net ou pelo telefone (48) 3431-4534.

Trote Solidário

Vargas também apresentou o Trote Solidário aos estudantes e os convidou a participar. Neste semestre, as instituições que receberão as doações arrecadadas de 26 de fevereiro a 20 de março (período do Trote Solidário) serão: Asilo São Vicente de Paula, Asilo Rede Viva, Lar de Auxílio aos Idosos Feistauer, Casa da Infância, Associação Beneficente Nossa Casa, Associação de Amigos do Autista (AMA-Rec), Associação Beneficente Abadeus e Legião da Boa Vontade.

Os donativos poderão ser entregues terças e quintas-feiras, das 10 às 12 horas e das 16h30 às 22 horas, no Ginásio de Esportes José Antônio Carilho.

No dia 26 de fevereiro, com o apoio do DCE (Diretório Central dos Estudantes) e dos CAs (Centros Acadêmicos), haverá o cadastro e inscrição das equipes para o Trote Solidário.  

Boas-vindas da Reitoria e representação estudantil


A reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, explicou o funcionamento de uma Universidade Comunitária como a Unesc, que é da comunidade e tudo que arrecada, reinveste em projetos, na estrutura, nos atendimentos para a comunidade em áreas como a saúde e direito. “Somos uma universidade internacionalizada, uma universidade de referência. Vocês estão aqui hoje porque fizeram a escolha por uma instituição que é conceito máximo do Ministério da Educação. A Unesc é um cabedal de oportunidades mas cada qual constrói a sua trajetória. Vocês terão aqui, não tenho dúvida, os melhores anos de suas vidas e as melhores experiências formativas”.

O vice-reitor da Unesc, Daniel Preve, afirmou que é uma grande satisfação receber os calouros. “Vocês escolheram por uma das melhores universidades do país, do Estado e a melhor do Sul de Santa Catarina. Nesse período que vocês estarão na Unesc, vocês serão orientados pelos professores e poderão participar de vários projetos e programas que irão agregar a sua formação. Aproveitem tudo que a Unesc oferece. Este espaço é de vocês. Utilizem ele. Que vocês façam os melhores anos de suas vidas nesta instituição”.

Os calouros da Unesc também foram acolhidos pelo vice-presidente do DCE, Guilherme Strelow e os representantes da UCE (União Catarinense do e das Estudantes) Suzel Ramos e José Felipe Comper.

Milena Nandi – Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

18 de fevereiro de 2020 às 16:56
Compartilhar Comente

Com ampliação do número de bolsas de estudo, alunos da Unesc agradecem o Governo do Estado em evento em Florianópolis

Com ampliação do número de bolsas de estudo, alunos da Unesc agradecem o Governo do Estado em evento em Florianópolis
Durante assinatura do programa de bolsas Uniedu, Governador Carlos Moisés fez a liberação de R$ 206 milhões para a educação (Fotos: Paula Darós) Mais imagens

Acompanhados da reitora Luciane Bisognin Ceretta, acadêmicos da Unesc foram a Florianópolis agradecer pessoalmente o governador Carlos Moisés, pela liberação dos recursos para a educação. Em evento nesta segunda-feira, 17, o Governo do Estado reuniu reitores de universidades comunitárias e particulares para o anúncio de R$ 206 milhões destinados a bolsas dos artigos 170º e 171º. Do montante liberado, a Unesc deverá receber aproximadamente R$ 10 milhões que serão revertidos em bolsas de estudos para mil novos alunos e garantir a sua permanência no ensino superior, um incremento de quase R$ 1 milhão referente ao ano passado.  

Entre seus quase 13 mil alunos, aproximadamente 40% dos acadêmicos são contemplados com algum tipo de bolsa na universidade. “Esse investimento é fundamental para que nossos estudantes, de classe social menos favorecida, consigam acessar a universidade. A sensibilidade do Governo do Estado é primorosa porque ela traz esses estudantes para a possibilidade da formação na educação superior de qualidade, sobretudo nas nossas universidades comunitárias”, enaltece a reitora.

Além da assinatura dos recursos, o secretário de Estado da Educação, Natalino Ugioni (egresso Unesc), fez uma apresentação da nova regulamentação do Uniedu, que vai permitir o atendimento de mais estudantes. Na oportunidade, o governador destacou que este é um momento histórico da assinatura do decreto, que dita as regras para que a sociedade faça melhor uso do benefício. "O regulamento traz transparência ao processo. A partir de agora, o estado e as universidades são obrigados a divulgar em seus portais quais são os alunos beneficiados. Também estamos dando uma abrangência maior a estes recursos, atendendo um número maior de estudantes", afirmou Moisés.

Além da reitora, o vice-reitor, Daniel Preve, a pró-reitora acadêmica Indianara Reynaud Toreti, a diretora do campus da Unesc Araranguá, Izabel Regina de Souza, e o coordenador da sala dos municípios, Dorvanil Vieira também participaram da solenidade.

Acadêmicos reconhecem a importância 

Para o presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Unesc, Kelvin Benedet, o momento foi de agradecimento, visto que em outra oportunidade, os acadêmicos fizeram um movimento junto aos deputados estaduais em prol da ampliação do número de bolsas de estudos. “Hoje é um dia muito importante para nós. A gente diz que não se gasta com educação, se investe. O dia de hoje é um reflexo de uma luta que iniciamos lá atrás na Assembleia Legislativa, e que hoje estamos colhendo os frutos. Cobrarmos, e agora é um segundo momento de agradecimento”, lembrou o estudante e complementou “Isso é dar oportunidade àqueles que mais precisam”. 

Seleção a partir de março

Os alunos interessados em participar do programa podem se cadastrar no site do Uniedu durante o ano inteiro. A classificação baseada no Índice de Carência é atualizada diariamente. A seleção dos estudantes beneficiados será feita a cada ano ou semestre, dependendo da instituição de ensino.

A próxima seleção de bolsas será feita na segunda quinzena de março. Os estudantes contemplados saem automaticamente da lista de classificação, garantem o direito à bolsa, e a lista é atualizada com os demais candidatos para o próximo período de seleção.

Paula Darós - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

18 de fevereiro de 2020 às 15:16
Compartilhar Comente

Recepção aos Calouros Unesc: novos sonhos se tornando realidade

Recepção aos Calouros Unesc: novos sonhos se tornando realidade
Centenas de novos estudantes participaram do primeiro dia de atividades especiais de boas-vidas (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Expressões artísticas das mais variadas, exemplos de superação, ambiente acolhedor, motivação e um gostinho das milhares de oportunidades que a Unesc oferece. Esse foi o cenário encontrado na noite desta segunda-feira (17/2) pelos novos alunos da Universidade no evento que marcou o primeiro dia de Recepção aos Calouros. A temática escolhida para esta edição da acolhida foi “linguagens urbanas”, assunto que norteou não só a decoração, mas toda a dinâmica do evento, que possibilitou uma amostra do ambiente plural encontrado diariamente no campus.

A noite regada a muita expectativa dos novos acadêmicos contou com momentos de animação e troca de experiências, assim como aqueles para conhecer parte do time de professores e colaboradores que estão à frente dos cursos e da Universidade, estes que serão aliados dos calouros deste dia em diante.

Uma das centenas de pessoas que conheceu de perto o espaço que passará a ser sua segunda casa ao longo dos próximos anos de estudo foi a jovem Ryillary Espíndola, de 19 anos. Emocionada por estar vivendo o que considera uma grande realização, Ryillary dividiu com os colegas calouros o sentimento de iniciar uma nova jornada, em seu caso ingressando no curso de Engenharia de Produção. Ela, que encerrou o Ensino Médio em 2018, deu nesta segunda-feira um grande passo rumo aos seus objetivos, alicerçados pelo avô Jorge Luiz Espíndola, que a acompanhou neste dia marcante. “Ele me incentivou e me fez acreditar que seria possível e, graças a isso, hoje estamos aqui. Vejo a Universidade como um mundo de oportunidades e sei que hoje é só o primeiro passo, de muitos que estão por vir”, disse.

Para o avô, que é considerado como um pai por Ryillary, o sentimento é de honra pelo dia vivido. “Só posso dizer que estou muito honrado por estar aqui. Tenho certeza de que a única ferramenta que pode mudar a nossa realidade é a educação, então não poderia estar mais satisfeito ao ver ela neste caminho. Agradeço e parabenizo a todos da Universidade por nos proporcionar isso tudo”, completou orgulhoso.

Cada detalhe do ambiente preparado para a ação especial e o universo que envolve a Unesc fizeram parte das novidades conhecidas também pela jovem Ariana Cândido Mendonça. Pisando pela primeira vez no campus, Ariana iniciou nesta segunda-feira um grande desejo que trazia em seu coração. Com 24 anos a moradora de Içara acredita que este, de fato, foi o primeiro dia de um período de muito aprendizado e mudança, seu primeiro dia como acadêmica do curso de Letras. “Eu pensei bastante e agora estou decidida de que é isso que quero para a minha vida. Escolhi a Unesc por acreditar ser a melhor e já fui muito bem recebida”, destacou.

Boas-vindas da Universidade

Ao recepcionar os novos acadêmicos que lotaram o auditório Ruy Hülse e em seguida puderam conhecer o campus, a pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Gisele Coelho Lopes, destacou a importância da nomenclatura “Universidade”, assim como os diferenciais oferecidos na Unesc. “Nós temos aqui um universo de conhecimento aplicado em pesquisa, ensino e extensão. Vocês terão neste espaço a oportunidade de transformarem suas vidas e, para isso, os convido a aproveitar cada minuto destes que serão os melhores anos das suas vidas”, pontuou.

A abertura do evento foi marcada ainda pela apresentação do grupo Soul Dance, assim como uma performance do Grupo Instrumental Unesc. Ao longo desta terça-feira (18/2) outros três momentos de Recepção aos Calouros serão realizados na Universidade, abrangendo todo o grupo de novos estudantes que ingressam para o primeiro semestre de 2020.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

17 de fevereiro de 2020 às 23:18
Compartilhar Comente