imagem do site

Projeto de extensão realiza atividades durante o Mês da Consciência Negra do IFSC Araranguá

Membros da equipe do projeto de extensão “Direitos Humanos e Epistemologias Negras em Movimento: Saberes partilhados, formação e luta pela cidadania”, participaram nesta segunda-feira (18/11), das atividades do Mês da Consciência Negra do IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina), em Araranguá. A coordenadora do projeto, Lucy Cristina Ostetto e as bolsistas Maria Eduarda Delfino das Chagas (aluna do curso de Psicologia) e Tatiane Beretta (acadêmica do curso de História), fizeram uma roda de conversa com alunos do Ensino Médio sobre “Protagonismo das mulheres negras na literatura”.

A professora e as acadêmicas abordaram a importância do Dia da Consciência Negra e apresentaram diversas autoras negras, que fazem da sua escrita uma forma de agenciamento para expor suas lutas, histórias e diversas opressões. Ao fim da palestra Lucy doou o livro “O caminho de casa” da escritora Yaa Giasi, incentivando a leitura de escritoras africanas.

Na segunda da participação do projeto, a professora da Unesc realizou uma oficina de Abayomi (boneca negra), com estudantes e pessoas da comunidade, destacando a ancestralidade negra evocada na confecção das abayomis, palavra de origem iorubá que significa, entre outras coisas, aquela que traz felicidade ou alegria, contextualizando a travessia das mulheres arrancadas de África pelo tráfico negreiro.

O projeto de extensão da Universidade está vinculado ao Negra (Núcleo de Estudos em Gênero e Raça).

21 de novembro de 2019 às 15:32
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito