Alumni

Egresso da Unesc palestra sobre Arquitetura Corporativa

Egresso da Unesc palestra sobre Arquitetura Corporativa
Mateus Michels Pereira participou de encontro virtual com a sétima fase do curso de Arquitetura e Urbanismo (Fotos: Divulgação) Mais imagens

A sétima fase do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unesc participou, nesta sexta-feira (9/4), na disciplina de Arquitetura de Interiores, de uma palestra sobre Arquitetura Corporativa.

Responsável pela disciplina, a professora Aline Eyng Savi fez o convite ao egresso do curso arquiteto e urbanista Mateus Michels Pereira para contar sobre sua experiência profissional, apresentando seus projetos nessa área.

No encontro realizado de forma virtual Mateus apresentou um dos seus projetos e discutiu sobre todas as etapas de sua realização, desde os primeiros contatos com a empresa contratante até a entrega final.

Tal iniciativa, afirma a professora Aline, é fundamental para o futuro profissional, e coloca os acadêmicos em contato com as tendências atuais do mercado da arquitetura.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

09 de abril de 2021 às 18:16
Compartilhar Comente

Prata da Casa Unesc: Egressa Gisele Rodrigues Madeira compartilha experiências sobre trajetória profissional até se tornar diretora da Plasson no México

Prata da Casa Unesc: Egressa Gisele Rodrigues Madeira compartilha experiências sobre trajetória profissional até se tornar diretora da Plasson no México
Jornada que iniciou aos 12 anos vendendo produtos em catálogo para ajudar a família evoluiu para case inspirador de carreira internacional (Fotos: Reprodução) Mais imagens

Gisele Rodrigues Madeira, diretora da Plasson México, foi a responsável por inspirar mais de 50 acadêmicos da Unesc na noite desta segunda-feira (5/4) na primeira edição de 2021 do projeto Prata da Casa, idealizado pelo Núcleo de Estudos Gestão e Estratégia em Negócios Internacionais (Genint). Ao compartilhar sua história pessoal e profissional, Gisele, que é egressa do curso de Administração habilitação em Comércio Exterior, deixou lições de dedicação ao estudo, de luta pelos próprios objetivos e amor ao trabalho.

Ela, que iniciou aos 19 anos na empresa, atualmente comanda uma equipe de 38 funcionários diretos em um país diferente, com cultura e idioma diferentes e com muita história de batalhas e vitórias para contar. Diante de tamanha bagagem, esta edição do projeto Prata da Casa, conforme o professor dos cursos e idealizador do projeto, Júlio Cesar Zilli, trouxe aprendizados práticos que vão além da teoria. “Todos nós aprendemos mais sobre empatia, dedicação e esforço, ingredientes fundamentais que fizeram com que Gisele chegasse onde chegou em sua trajetória profissional”, afirmou.

Nos próximos meses, de acordo com o professor, os acadêmicos terão a oportunidade de ouvir relatos de egressos que atualmente exercem suas profissões na Austrália, na Nova Zelândia e na Irlanda.

Esforço e dedicação desde o primeiro dia de trabalho

A vida profissional de Gisele, Sul catarinense, começou cedo, aos 12 anos. Percebendo a situação delicada que a família enfrentava com o pai desempregado, a então adolescente não hesitou em iniciar uma jornada de trabalho para colaborar, com o mínimo que fosse, com os custos da família. “Ao ouvir uma conversa dos meus pais sobre a situação financeira difícil fui correndo na casa da minha tia e pedi um catálogo de produtos para começar a vender. Ali conseguia arrecadar mensalmente em média de R$ 15 a R$ 20, valor que eu usava para ajudar nos custos dos materiais escolares, já que eu sempre gostei muito de estudar e também me dedicava a isso”, relembrou.

Assim que fez 15 anos a adolescente, já cheia de vontade de fazer a diferença, buscou emprego em uma fábrica de macarrão nas proximidades de casa, empresa onde trabalhou empacotando os produtos. Alguns anos depois, em mais uma situação financeira difícil para a família, Gisele quase viu seu sonho de cursar uma graduação ir por água abaixo. “Lembro do dia como se fosse hoje. Eu ouvindo do meu pai que eu precisaria adiar a ideia de prestar vestibular, pois ele não poderia mais me ajudar a pagar a faculdade. Fiquei arrasada, mas em seguida fui atrás de alguma alternativa para mudar o rumo dessa história”, contou no encontro desta noite.

Com a ajuda do pai a adolescente conseguiu um novo emprego, quase com o mesmo salário, mas onde via possibilidades de crescimento profissional. “Comecei a trabalhar como empacotadora de supermercado. Eu queria ser a melhor empacotadora, me dediquei e fui bem na função. Em um mês fui promovida e passei a atuar como caixa. Lembro que na época isso foi exemplo para que outros colegas almejassem também uma promoção”, relatou.

Já cursando a graduação que tanto sonhou, a acadêmica almejava poder colocar em prática os ensinamentos que vinha absorvendo a cada dia de aula e de estudos ao chegar em casa, madrugada adentro. “Foi aí que, comentando entre colegas, um deles ouviu meu desejo de trabalhar em algo que fosse na área da administração, que surgiu o incentivo para que eu enviasse meu currículo para a Plasson. Naquele momento não havia vaga aberta, mas pouco tempo depois essa vaga surgiu e eu fui entrevistada”, recordou.

Aos 19 anos Gisele conquistou a vaga graças a um diferencial em seu currículo: o trabalho voluntário realizado aos domingos. “Eu precisava dedicar algumas horas de trabalho para contar com a bolsa do Artigo 170 na Universidade. Como trabalhava o dia todo, de segunda à sábado, e estudava à noite, era aos domingos que eu cumpria esse compromisso no Hospital São Donato. Na entrevista fui questionada sobre isso e, ao explicar minha história, tive o esforço reconhecido e fui escolhida”, pontuou.

De lá para cá Gisele construiu sua vida a partir daquilo que acredita ser a principal lição da vida: aproveitar todo o tempo em prol do conhecimento. Galgando de função em função, a administradora chegou a ocupar a função de gerente administrativa de vendas da Plasson do Brasil até ser convidada a assumir como diretora em um novo mercado, o México, país onde vive até hoje com a família.

Para ela, entre as convicções que colaboraram com seu crescimento está a vontade de aprender sem vergonha de trabalho ou de dúvidas. “Nós não temos que ter vergonha de trabalho nenhum. Perguntar ou pedir um ensinamento jamais é vergonha, é oportunidade. Temos que ter vontade, aproveitar o tempo para aprender sempre um pouco além, assim vamos sempre aumentando o conhecimento e, quando a oportunidade chega, estamos preparados”, aconselhou.

Os anos de graduação, para Gisele, foram vividos intensamente e deixam lembranças maravilhosas. “Eu aprendi e me dediquei muito enquanto acadêmica. Sinto orgulho da aluna que fui. Tive foco. Sempre busquei aplicar os ensinamentos e trabalhos das disciplinas no meu trabalho e isso enriqueceu muito os resultados, tanto que pude aplicar na prática a resolução de um problema sobre o qual pesquisei em meu Trabalho de Conclusão”, acrescentou ainda deixando o convite para que os alunos se esforcem cada vez mais em prol dos estudos e da busca incessante por novos conhecimentos.

Acompanharam também o encontro virtual desta segunda-feira os professores Isabel Regina de Souza, Valdir Scarduelli Neto e Wagner Blauth.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

05 de abril de 2021 às 21:16
Compartilhar Comente

Colação de Grau virtual da Unesc marca fim do ciclo de cerimônias que formou mais de 500 profissionais

Colação de Grau virtual da Unesc marca fim do ciclo de cerimônias que formou mais de 500 profissionais
Eventos online foram realizados para outorga dos graus ao longo das últimas duas semanas (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

A noite de quinta-feira (10/9) marcou o ciclo de cerimônias de Colações de Grau Especiais virtuais, ocorridas ao longo das últimas duas semanas na Unesc. Por meio de transmissão ao vivo no canal da Unesc TV no YouTube, a Universidade graduou nesse período mais de 500 profissionais nas mais diferentes áreas, encerrando o período com a formatura dos cursos de Ciências Contábeis, Engenharia de Produção, Tecnologia em Recursos Humanos, Tecnologia em Processos Gerenciais e Tecnologia em Design de Moda.

As cerimônias virtuais foram organizadas pela Unesc com foco na realização de um momento que, mesmo em tempos de distanciamento social imposto pela pandemia de Covid-19, ficasse marcado de maneira especial à altura da conquista do diploma da graduação.

O esforço da Universidade ao realizar dez cerimônias virtuais para milhares de expectadores, conforme a reitora da Instituição, Luciane Bisognin Ceretta, foi uma forma de retribuir aos acadêmicos, agora formados, e seus familiares a confiança depositada na Unesc para os anos de estudo. “Gostaríamos de estar todos juntos, de termos oferecido e recebido bons abraços e visto a emoção nos olhos de cada um pessoalmente. Sabendo que neste momento não é possível para a segurança de todos, mobilizamos a equipe da Unesc para oferecer essa cerimônia que é repleta de significado e muita emoção”, destaca.

Os graduandos que concluíram no primeiro semestre de 2020 seus períodos universitários, conforme Luciane, enfrentaram inúmeros desafios, os superaram e agora chegam ao mercado de trabalho ainda mais maduros e preparados. “Temos muito orgulho de tudo o que temos visto dentro da Universidade diante de tempos tão desafiadores. Nosso corpo docente e a própria gestão tem se transformado, evoluído e buscado aprender a cada dia mais para oferecer o melhor ensino aos acadêmicos, que da mesma forma têm encontrado soluções inovadoras e se dedicado com excelentes resultados. Sigo afirmando que sairemos dessa situação muito melhores e tenho a certeza de que os obstáculos desses estudantes na reta final da jornada os fizeram crescer ainda mais”, salienta.

Celebração inesquecível

Representados pelas graduandas oradoras Thaise Medeiros Amâncio e Janaína Fernandes, os formandos da noite evidenciaram o esforço da Universidade para, mesmo diante de todas as mudanças de cenário impostas pela pandemia, oferecer o melhor para seus alunos.

Conforme Janaína, além da tradicional preocupação com o Trabalho de Conclusão de Curso, as turmas encararam, ao longo dos últimos meses, uma série de desafios imprevisíveis por conta da pandemia mundial, o que trouxe incertezas e ainda mais preocupações. “Contudo, a nossa Unesc desenvolveu estratégias inovadoras mediadas por tecnologias. Realizamos as orientações de forma online e as apresentações foram realizadas por meio de salas virtuais. Podemos garantir: foi um sucesso! Se nós estamos aqui hoje, é porque mesmo com os impasses, deu tudo certo e agora estamos prontos para os próximos passos de nossas vidas profissionais”, pontua.

A jornada de pelo menos quatro anos, de acordo com Thaíse, não foi algo que possa ser chamado de fácil, já que, por inúmeras vezes, o cansaço falou mais alto e as dificuldades surgiram. “Mesmo que muitos de nós tenhamos, em algum momento, pensado em desistir os nossos objetivos de vida, a vontade de vivenciar esse momento de formatura e poder fazer a diferença em nossas áreas de atuação sempre serviram como garantia de que o esforço seria válido. Valeu a pena a ansiedade esperando as notas das avaliações. Valeu a pena cada noite de sono prejudicada tentando fechar o balanço, calcular folhas de pagamento, desenvolver estratégias de gerenciamento e criar novos estilos”, salientou citando os desafios encarados em cada um dos cursos.

De forma única os 500 formandos que colaram grau de forma virtual neste semestre ficam para a história da Universidade ao fazer parte do momento inédito de celebrações online. Na noite desta quinta-feira, também fizeram parte da edição histórica da Colação de Grau Virtual a gerente executiva no Sesi/SC Senai/SC Regional Sul, Graziela da Silva Branco; a patronesse das turmas, Marcia Eliza Madeira Trevisol; o patrono do curso de Ciências Contábeis, Fernando Marcos Garcia e a patronesse do curso de Tecnologia em Design de Moda, Maria Matias.

Representando o time dos cursos estiveram na mesa de honra virtual a coordenadora do curso de Ciências Contábeis, Mila Lúcia Ferreira Guimarães, o coordenador e patrono do curso de Engenharia de Produção, Leopoldo Pedro Guimarães Filho, o coordenador e patrono dos cursos tecnológicos, Volmar Madeira e a coordenadora do curso de Design de Moda Senai Unesc, Charlene Vicente Amâncio Nunes.

Como homenageados participaram os professores Ademir Borges, Everton Perin, Patrieli Fontana, Vanessa Mendes Dagostim Rezende, do curso de Ciências Contábeis; Jadsnara Lunardi Brognara, Anelise Lalau, do curso de Design de Moda e Ricardo Pieri, dos cursos de Processos Gerenciais e Recursos Humanos, que também homenagearam a Amiga da Turma, Jéssica Shmitz dos Santos.

Todas as transmissões de cerimônias de Colação de Grau Especial podem ser acessadas em qualquer tempo no canal da Unesc TV no YouTube.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

10 de setembro de 2020 às 21:52
Compartilhar Comente

Cerimônia de colação de grau virtual dá início oficial à carreira de 81 novos profissionais juristas formados pela Unesc

Cerimônia de colação de grau virtual dá início oficial à carreira de 81 novos profissionais juristas formados pela Unesc
Evento concluiu semana que celebrou a conquista de mais de 170 graduandos da Universidade (Fotos: Milena Nandi/Mayara Cardoso) Mais imagens

Entre as lembranças do mês de setembro de 2020, em meio a pandemia de Covid-19, 81 bacharéis em Direito terão uma mais que especial: sua noite de formatura. Diferente daquilo que foi sonhado há cinco anos, quando iniciaram o curso, a colação de grau foi realizada de forma virtual, mas não sem emoção e brilho. A recordação será datada, mais especificamente, de 4 de setembro de 2020, a partir das 19h. Esse foi horário de início da celebração conduzida pela reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, responsável por outorgar o grau a cada um dos acadêmicos que, a partir do encontro virtual, tornaram-se oficialmente bacharéis.

Foram 81 sonhos realizados, ou ainda mais, se multiplicados os sonhos de familiares, companheiros e amigos que se realizaram junto à colação de grau de seus entes queridos. Entre esses sonhos estava o do mais novo jurista Aguinaldo Luiz Fernandes. Ele é um dos exemplos de quem compartilhou em casa o desejo de estudar, de conhecer mais sobre o mundo e sobre sua história, escolhendo o curso de Direito para essa trajetória.

O início, conforme ele, foi desafiador e longe de poder ser chamado de fácil. Os desafios e as partes tortuosas no caminho, no entanto, não foram capazes de o fazer desistir do desejo de conhecer mais sobre suas origens e poder colocar seu conhecimento à serviço da sociedade. “A Universidade, para mim, era um sonho muito distante. Fiquei muitos anos fora da sala de aula e quando retornei percebi as dificuldades de iniciar nesse universo, mas não me deixei esmorecer. Após esses anos, chegar até aqui é uma emoção imensurável. É algo que só quem vivencia sabe como é e como deve valorizar. É gratificante”, destacou orgulhoso.

As curiosidades e as dúvidas que trouxe na mochila lá no início, conforme Aguinaldo, foram mais que sanadas e plantaram ainda mais fundo a semente do gosto pelo conhecimento. “Sempre quis conquistas, sempre fui adepto ao estudo e ao conhecimento. É por meio dele que podemos buscar sentido nas coisas. Posso dizer que eu aprendi sobre a minha origem, associando a área jurídica, sabendo que o Direito fez lá atrás pelos meus ancestrais, principalmente para mim como descendente de escravizados”, completou.

Aguinaldo e os colegas viveram momentos de emoção, cada um em sua casa, mas guardaram na memória o dia em que o sonho se tornou real. “A conquista para o formando chegou. O sucesso que ele almejou, chegou, seja de forma virtual ou não”, garantiu.

Dedicação acompanhada de perto

O empenho nos estudos, a angústia pela incerteza ao longo do último semestre e a dedicação à vida acadêmica de Aguinaldo e de cada um dos graduandos da noite foram acompanhados e incentivados pela coordenação do curso, pela gestão da Universidade e pelos colegas.

Na noite de celebração, portanto, a turma contou, como não poderia deixar de ser, com a presença do coordenador e um dos professores homenageados, João Carlos Medeiros Júnior, acompanhado dos colegas também escolhidos para receberem homenagens, Andréia Dota Vieira, Diogo Lentz Meller, Rosângela Del Moro, Débora Ferraszzo, Marcus Vinícius Almada Fernandes, do patrono Marcílio Bittencourt e da paraninfa e coordenadora-adjunta do curso, Márcia Piazza.

O orgulho ao observar, mesmo que pela tela do computador, os semblantes emocionados dos alunos que agora tornam-se profissionais, para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, é tão grande quanto a emoção de fazer parte deste marco em suas vidas. “Esse é um momento solene em que a nossa Unesc retorna à sociedade não só novos bacharéis em Direito, mas melhores cidadãos. Estes, que lutarão pela justiça e pela vida. Lutarão pelo o que é correto, ouvindo sempre o contraditório. Que exercício responsável!”, exaltou.

O papel do profissional formado nesta área, diante de tamanhas turbulências vividas na atualidade, conforme Luciane, é ainda mais fundamental. “Em um mundo onde os valores são cada vez mais substituídos pela predominância do patrimonialismo, pela ambição pessoal desmedida, muitas vezes pelo exacerbado desejo de acumular, em detrimento do ser, estou certa de que a formação familiar que tiveram, associada à formação na nossa Unesc, farão com que adotem o compromisso com os valores de uma sociedade justa”, pontuou.

A emoção da noite, acentuada pelo caloroso discurso das oradoras da turma, Anna Carolina de Souza Fernandes e Nátali Luciano, também foi sentida pelo coordenador do curso, João Carlos Medeiros Júnior. O dia que, conforme ele, é considerado de júbilo para a história do curso de Direito e da Unesc, marca a realização de cada um, o momento idealizado por pelo menos cinco anos.

“Não tenham dúvidas de que a conquista de vocês também é nossa conquista. Obrigada por terem construído suas histórias conosco. Estaremos sempre com as portas abertas para acolhe-los. O sonho que vocês sonharam pela carreira jurídica e concretizaram por meio da Unesc começa a se concretizar a partir de agora, por isso se justifica o choro, a emoção, por tamanha realização”, destacou.

Aos novos colegas, a paraninfa da turma, professora Márcia Piazza, também deixou sua mensagem. O início da nova fase, assim como a carreira jurídica, conforme ela, não é simples, porém será encarada com profissionalismo pelos novos bacharéis. “Direito não é um caminho fácil, vocês já devem ter percebido, mas não se deixem abater. Logo vocês serão responsáveis por suas vitórias e elas são sempre bem-vindas. Mas haverá também momento de derrotas e é necessário saber lidar. Não é necessário vencer sempre, mas lutar sempre”, acrescentou à noite de emoções.

A cerimônia foi acompanhada ao vivo por centenas de pessoas e pode ser acessada a qualquer tempo no canal da Unesc TV no YouTube.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

04 de setembro de 2020 às 21:37
Compartilhar Comente

Profissionais a postos para cuidar da saúde mental: Unesc forma 26 novos psicólogos

Profissionais a postos para cuidar da saúde mental: Unesc forma 26 novos psicólogos
Turma colou grau em cerimônia especial online nesta quinta-feira (3/9) (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Os últimos anos da vida da jovem Daniela Cardoso de Oliveira, de 27 anos, foram divididos entre a casa da família, em São João do Sul, e o campus da Unesc. Dedicada nos estudos e engajada também nas atividades fora de sala de aula, Dani, como é conhecida na Universidade, lida com a deficiência visual e foi uma das graduandas desta quinta-feira (3/9) no curso de Psicologia. Ela encerra nesta noite a fase de acadêmica e inicia uma nova história.

Em cerimônia de Colação de Grau Especial realizada de forma online por meio do canal da Unesc TV no YouTube, a agora egressa realizou o sonho de concluir a graduação. A partir desta data ela é oficialmente a psicóloga Daniela Cardoso de Oliveira, pronta para iniciar seu trabalha na área que escolheu por amor à causa.

Além da viagem diária de uma hora e meia para chegar à Universidade, Daniela encarou a deficiência visual como mais um, entre os inúmeros desafios em busca do sonhado diploma. “As adaptações necessárias por conta da deficiência visual não foram motivo para que tivesse menos vontade de estudar. Com apoio da Universidade e do curso, que me acolheu desde o primeiro dia, pudemos adaptar materiais e o que foi necessário para a minha formação”, destaca.

Todo o esforço, conforme ela, se transformou em aprendizado e amadurecimento. “Posso dizer com certeza que existe uma Dani antes de entrar para uma Universidade e outra Dani que sai hoje formada. Acredito que seja assim para todos que vivem a Universidade, pois a graduação é processo transformador na vida das pessoas”, garante.

Designada como oradora da turma de formandos do curso, Daniela finalizou seu discurso nesta noite compartilhando seu sentimento sobre os novos tempos que se iniciam agora. “O caminho a partir daqui talvez nos assuste um pouco, por humanos que somos, mas ele nos acena cheio de possibilidades. Nosso compromisso é dividir com as pessoas nossos conhecimentos adquiridos. É usar eles para promover saúde e mitigar sofrimentos psíquicos e sociais. É fazer da psicologia nossa bandeira na luta por uma sociedade melhor e mais justa. Que o futuro venha como vier. Nós nos lançaremos a ele de braços abertos”

Orgulho e reconhecimento

O discurso de Daniela foi assistido com orgulho pelo diretor de Ensino de Graduação da Unesc, Marcelo Feldhaus, que representou a reitora Luciane Bisognin Ceretta na noite de colação de grau virtual. Voltando-se especialmente à oradora, Marcelo parabenizou a jornada, a conquista e as palavras escolhidas para a noite.

“Lembrei de um autor desconhecido que diz que “O privilégio de uma existência é ser quem você é”. Você tem conduzido nesses cinco anos muitas experiências mostrando justamente isso. Muito obrigado pela sua forma de conduzir, pelos seus exemplos e por hoje representar a sua turma nesse momento de encerramento de ciclos e de aberturas de novas possibilidades”, salientou.

Conforme Feldhaus, neste momento, mais do que nunca a sociedade vive um tempo em que o papel do profissional que ajuda a cuidar da saúde mental das pessoas é fundamental. “Desta forma, desejo que tornem reais seus sonhos e façam acontecer independentemente da área em que forem atuar”, acrescentou aos graduandos da noite.

Citando Charles Chaplin, Marcelo compartilhou com os novos profissionais o ensinamento de acreditar nem seus propósitos. “Chaplin nos disse: ‘Que os nossos esforços desafiem as impossibilidades. Lembrai-vos de que as grandes proezas da história foram conquistas daquilo que parecia impossível.’ Talvez lá em março, quando nos afastamos socialmente, esse final parecia impossível, mas estamos aqui enfrentando de modo colaborativo, de modo a reinventar nossas práticas e concluindo um ciclo”, completou.

A emoção de acompanhar o momento de formatura dos acadêmicos, para a coordenadora adjunta do curso de Psicologia, Graziela Amboni, é sempre muito grande. Para ela, a conquista do diploma de graduação é uma das coisas mais lindas da vida de um cidadão. “É uma conquista única que ninguém mais irá tirar de vocês. Para mim, é difícil não estar emocionada ao ver o rosto de cada um, mesmo que de forma virtual, e perceber cada emoção e imaginar tudo o que isso representa, já que conhecemos muitas das histórias de vida e sabemos quão importante é essa conquista”, salientou.

O desejo para os mais novos colegas, conforme Graziela, é de que sejam muito felizes e de que não esqueçam que a Universidade estará sempre de portas abertas para acolhe-los. “Se vocês alcançaram e chegaram até aqui é porque tinham o desejo de serem psicólogos, de lutarem pela saúde mental das pessoas, pelo que há de mais nobre no ser humano. É isso que vocês vão daqui para frente, cuidar da saúde mental das pessoas, algo tão precioso”, destacou.

A noite de colação de grau contou ainda com a participação da paraninfa da turma, Flávia Karine Rigo, e dos professores homenageados João Luiz Brunel e Nerilza Volpato Beltrame Alberton. A transmissão completa pode ser assistida no Canal da Unesc TV no YouTube. 

🎧 Podcast | Conheça a história da Dani. Formanda de Psicologia, ela enfrentou as dificuldades de frente e se tornou um exemplo dentro da Universidade:

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

03 de setembro de 2020 às 21:22
Compartilhar Comente