Coronavírus

Unesc 52 anos: webinar propõe diálogos sobre o futuro da sociedade e a importância das Universidades

Unesc 52 anos: webinar propõe diálogos sobre o futuro da sociedade e a importância das Universidades
Evento teve como convidado o professor doutor Luiz Miguel Oosterbeek, de Portugal (Imagem: ReproduçãoYouTube) Mais imagens

Na busca por projetar o futuro do Brasil pós-pandemia e evidenciar a importância das Universidades neste processo, a Unesc convidou o professor doutor Luiz Miguel Oosterbeek, de Portugal, para traçar um paralelo com situações encontradas nos países em franca recuperação. O momento, realizado nesta quarta-feira (24/6), fez parte das comemorações de 52 anos da Unesc, e teve como tema “O cenário europeu pós-pandemia”.

Os aspectos, trazidos para o diálogo, tem embasamento em pesquisas realizadas pela União Europeia, Unesco e pelo próprio professor convidado. Com temas relacionados às relações humanas, bem-estar e mudanças na sociedade, Oosterbeek afirma que existem muito mais dúvidas do que respostas. “A análise do futuro pós-pandemia é muito rápida, precisa e clara: não se sabe. E acredito que aqueles que acham que sabem estão errados”, evidenciou.

O pesquisador também chamou atenção para as ações diferentes tomadas pelo poder público em todo o mundo, destacando que as pessoas estão assumindo o protagonismo na transformação social e reafirmando sua colocação de um futuro em incógnita. “Para chegar em uma resposta, devemos perceber que nada será como antes. E as pessoas já estão fazendo isso ao optarem pela vida. Outro ponto importante é o valor à dignidade humana. A população do mundo, independente da crença, já passaram a dar uma resposta a este aspecto, e começaram a construir o futuro”, explicou.  

O mediador da noite, vice-reitor Daniel Prevê, lembra que no Brasil o número de morte já ultrapassou mais de 50 mil pessoas, um dado que se soma aos impactos nas mais diversas áreas. São mais de um milhão e 500 mil infectados e apartir dos primeiros casos publicizados foram constatados fatores negativos que estão para além das questões epidemiológicas e sanitárias, atingindo o âmbito social, econômico e político, reafirmando a importância de colocarmos este assunto em diálogo.

Conectando as falas dos dois palestrantes, as rupturas de comportamento foram lembradas como o início das maiores transformações na sociedade. Desta vez, as Universidade deverão ser protagonistas nestes movimentos. Após o diálogo entre os palestrantes, o evento foi aberto aos espectadores da transmissão, que sugeriram pontos de debate e fizeram questionamentos.

Luiz Miguel Oosterbeek


O professor doutor Luiz Miguel Oosterbeek é membro do Conselho Internacional de Filosofia e Ciências Humanas da Unesco; coordenador do Instituto Politécnico de Tomar, de Portugal; coordenador do curso de Doutoramento em Quaternário, Materiais e Culturas da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, também de Portugal, e professor convidado de diversas outras universidades da Europa e do Brasil.

Leonardo Ferreira - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

24 de junho de 2020 às 22:47
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito