imagem do site

Paralisia Cerebral

O Manual Instrutivo de Reabilitação do Ministério da Saúde (2013), define Paralisia Cerebral como sendo: lesão de uma ou mais áreas do sistema nervoso central, tendo como consequência alterações psicomotoras, podendo ou não causar deficiência mental.

Aspectos Clínicos

  • Quadro clínico: Diagnóstico médico de quadro clínico estável;
  • Idade: entre 0 a 16 anos, prioridade menores de 12 anos.

Classificação

  • Paraplegia - perda total das funções motoras dos membros inferiores;
  • Paraparesia - perda parcial das funções motoras dos membros inferiores;
  • Monoplegia - perda total das funções motoras de um só membro (inferior ou superior);
  • Monoparesia - perda parcial das funções motoras de um só membro (inferior ou superior);
  • Hemiplegia - perda total das funções mototras de um lado do corpo (esquerdo ou direito);
  • Hemiparesia - perda parcial das funções mototras de um lado do corpo (esquerdo ou direito);
  • Tetraplegia - perda total das funções motoras dos membros inferiores e superiores;
  • Tetraparesia - perda parcial das funções motoras dos membros inferiores e superiores;
  • Triplegia - perda total das funções motoras em três membros;