Ir Direto ao conteúdo?

 

Unesc - Universidade do Extremo Sul Catarinense.


Contato

E-mail:
ppgds@unesc.net
Telefone:
(48) 3431.2624
Local:
Bloco da Biblioteca, sala 14
Horário:
8h às 12h e das 14h às 18h

Projetos de Pesquisa

Egressos do PROUNI: um estudo sobre os impactos sociais, culturais e econômicos e os princípios da meritocracia, justiça social e democracia

Descrição: Compreender os impactos socioculturais e econômicos bem como os princípios da meritocracia, justiça social e democracia, a partir da percepção e dos sentimentos dos egressos bolsistas do PROUNI.

Políticas Públicas e Educação Superior em Santa Catarina II

Descrição: Este projeto está apoiado nos resultados preliminares do primeiro estudo sobre as políticas públicas de educação superior em Santa Catarina, tendo como objetivo compreender os reflexos que as políticas públicas voltadas para a educação superior produzem na sociedade catarinense. PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA/PIBIC/CNPq/UNESC. Edital nº 206/2018.

As mulheres, suas teses e o (des)igual direito pelo reconhecimento científico: a (in)visibilidade das pesquisadoras brasileiras e o seu (re)legado no Concurso Prêmio CAPES de Tese (2006-2018)

Descrição: O objetivo da pesquisa é analisar a divisão sexual de gênero, ou seja, como o Prêmio CAPES de Teses tem sido distribuído desde a sua primeira edição (2006) até a última premiação (2018) e está sob a responsabilidade de duas Instituições de Educação Superior (IES) a Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) e o Centro Universitário Ritter dos Reis (UNIRITTER). A pesquisa está vinculada à linha de pesquisa Desenvolvimento e Gestão Social do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico (PPGDS/UNESC) e à linha de pesquisa Direitos Humanos, Instituições e Efetividade do Programa de Pós-graduação em Direito (PPGD/UNIRITTER).

Cuidando das famílias pobres: a assistência social materno-infantil na região carbonífera catarinense (1930-1980)

Descrição: A pesquisa ora apresentada tem por finalidade analisar aspectos relevantes na produção de políticas de proteção materno-infantis no sul do Estado de Santa Catarina, destinadas às camadas populares ligadas às atividades carboníferas. Embora o Estado brasileiro tenha ampliado consideravelmente, desde o início do século XX, os serviços de assistência social por meio de políticas públicas, tais ações não foram capazes de alcançar a todas as camadas da população da mesma forma, intercalando ações públicas e privadas no auxílio aos necessitados. Nesta pesquisa, privilegiaremos a investigação das políticas sociais materno-infantis circunscritas às cidades de Lauro Müller, Criciúma e Tubarão, que durante os anos de 1930 a 1980 formaram os principais polos extratores e beneficiadores do carvão mineral catarinense, e que por isso sofreram duramente os impactos negativos deste tipo de atividade industrial sobre a vida de sua população. Assim, o estudo das políticas assistenciais proposto neste projeto possui o intuito de inventariar e analisar a participação dos diversos seguimentos sociais? Estado, entidades filantrópicas, empresariado local? Na formação de uma rede de proteção materno-infantil local, ocasionando profundos impactos na assistência às mães pobres e ao combate da mortalidade infantil; considerados graves entraves para o desenvolvimento local. Financiador (es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

Estudos de gênero e feminismos: perspectivas interdisciplinares e Ibero-Americanas

Descrição: Projeto agregador do Núcleo interdisciplinar de estudos de gênero - NIEGÊN. O projeto tem como objetivo geral realizar estudos de gênero e feminismos por meio de pesquisas interdisciplinares que abordem questões sociais, políticas, econômicas e culturais no contexto Ibero-Americano. EDITAL Nº 118/2018 - Programa Grupos de Pesquisa (2018-2020).

Estudos de gênero e feminismos: perspectivas interdisciplinares e Ibero-Americanas

Descrição: Projeto agregador do Núcleo interdisciplinar de estudos de gênero - NIEGÊN. O projeto tem como objetivo geral realizar estudos de gênero e feminismos por meio de pesquisas interdisciplinares que abordem questões sociais, políticas, econômicas e culturais no contexto Ibero-Americano. EDITAL Nº 118/2018 - Programa Grupos de Pesquisa (2018-2020).

Clube Nossa Horta da empresa Jean Paulo Zappelini

Descrição: O projeto dará suporte à aportes técnicos (gestão, planejamento estratégico, operacional e ambiental), mapeamento e sensibilização dos agricultores, pesquisa de mercado e satisfação, ferramentas tecnológicas de gestão, ações de mídia e marketing, capacitação de agricultores (teoria, prática), apoio a aquisição de mudas de árvores e hortaliças, visita técnica à produtores, intercâmbio entre sócios, produtores e sócios consumidores, viagens de socialização da experiência.
Financiador (es): Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Florianópolis - Auxílio financeiro.

Cultura política e política de massas: aproximações entre integralismo e neointegralismo

Descrição: Chamada Universal MCTIC/CNPq n.º 28/2018. Analisar a Ação Integralista Brasileira (AIB), utilizando-se das praças e das ruas das cidades para a manifestação de seus rituais e simbologias, cujos aspectos - discursos, doutrina e práticas integralistas - permaneceram, foram readaptados ou ressignificados e estão presentes entre os neointegralistas configurando-se em uma cultura política conservadora.

Santa Catarina entre democracia e os períodos autoritários - 1937 – 1985

Descrição: Edital 118/2018 Grupo de Pesquisa 2018-2020. Analisar as mudança e permanências que se processaram em Santa Catarina nos períodos marcados por autoritarismo (1937 - 1945) - democracia (1945 - 1964) - autoritarismo (1964 - 1985) com ênfase nos seguintes aspectos: disputas sociopolíticas entre grupos, famílias e partidos; os meios de comunicação (serviços dos correios, de telegrafia e de telefonia) como elementos constitutivos do processo de integração regional e de adensamento do Estado no território e os mundos do trabalho (as lutas e organização operária - Associações, Sindicalismo, greves...).
Financiador (es): Universidade do Extremo Sul Catarinense - Auxílio financeiro.

Mundos do Trabalho: os trabalhadores na era Vargas e na ditadura civil-militar

Descrição: Entrelaçando a história social e a história política esta pesquisa se desdobrou em três projetos financiados pela UNESC/PIBIC. Dentre seus objetivos destacam-se: a) comparar as duas Constituições (1934 - promulgada e 1937 - outorgada) no que concerne aos recuos e avanços em termos de Legislação Trabalhista; b) Analisar como os trabalhadores são apresentados nos livros didáticos de história (atuais) utilizados pelos professores de história das escolas públicas municipais e estaduais brasileiras sobre a era Vargas (1930-1945); c) Analisar como os trabalhadores são apresentados (suas lutas, organização...) nos livros didáticos de história (atuais) utilizados pelos professores de história das escolas públicas municipais e estaduais brasileiras sobre a ditadura civil- militar no período de 1964 a 1985..

Evidenciação de práticas sustentáveis na competitividade das organizações do Sul do Brasil

Descrição: O projeto pretende aliar práticas sustentáveis e analisar como esse conjunto de fatores que afeta a competitividade das organizações. Considerando que setores da economia regional possuem modos heterogêneos e singulares inerentes as suas atividades, interessa neste plano analisar e explorar informações sobre sustentabilidade em setores específicos, capturando as implicações de políticas sustentáveis, sejam do ambiente ou internas, na competitividade das empresas. O objetivo é evidenciar práticas de sustentabilidade e seus efeitos na competitividade das organizações em setores específicos.
Financiador (es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

Formação humana na Sociedade do espetáculo

Descrição: Embora a expressão “sociedade do espetáculo” tenha sido, ela também, parcialmente capturada por dispositivos que a destituem de sua força crítica inicial, Guy Debord é bastante claro quanto ao alvo primeiro de sua formulação: em vez de vincular-se apenas ao império das imagens ou dos “meios de comunicação”, a “sociedade do espetáculo” é, antes, resultado de um processo mais amplo e extremo de abstração, ou melhor, de desvalorização do real em nome de “representações” que ocupam o lugar daquilo que até então era vivido diretamente. Nesse sentido, sua expressão maior é justamente a ideia de divisão, de separação: “A separação é o alfa e o ômega do espetáculo” (SdE, §25). A “sociedade do espetáculo” é marcada por uma cisão, uma separação que impossibilita a realização de uma comunidade verdadeiramente unificada; a bem da verdade, o espetáculo apresenta-se, no fim das contas, como o único instrumento de unificação possível numa sociedade que estrutura o seu funcionamento numa abstração fundamental, a saber, aquela da mercadoria. Ora, essa mesma cisão/separação que caracteriza a “sociedade do espetáculo” habita hoje o coração da escola neoliberal. A possibilidade de uma formação humana omnilateral, que considere as diversas dimensões de nossa existência e não somente os seus aspectos prático-utilitários, está em absoluto contraste com a unilateralidade de uma educação centrada no trabalho produtivo e, necessariamente, voltada à formação de um indivíduo ”economicamente ativo” e “livre” do ponto de vista da produção de sua existência. A fragmentação da constituição humana a partir de uma educação neoliberal é condição necessária para a naturalização de uma sociedade do espetáculo a qual demanda a produção de um sujeito cindido/estilhaçado que se forma/integra por uma lógica de “autogestão de si”. Desmascarar o fetiche da educação/mercadoria que produz o consumidor/espectador de uma vida desprovida de sentido: eis o nosso desafio! Em suma, a presente proposta de livro, intitulada Educação espetacular, busca reunir capítulos interessados em debater questões relacionadas justamente ao tema aqui anunciado, a saber, a formação humana na sociedade do espetáculo.

Estado, Sociedade e Políticas Públicas - fase I

Descrição: Este projeto de pesquisa tem por escopo a reflexão do processo de constitucionalização dos direitos fundamentais e a sua materialização pelo processo de formulação, execução e controle social das políticas públicas, no contexto das relações entre o Estado e a sociedade, tendo por referência a necessidade de fortalecimento e criação e novas práticas democráticas. Essa pesquisa conta com a contribuição de pesquisadores da UFSC, em especial do Programa de Pós-Graduação em Direito. No âmbito da Unesc mantém diálogo com pesquisadores que atuam em estudos que envolvem políticas públicas e a democracia. Conta como participantes: doutores, doutorandos, mestres, mestrandos, especialistas, graduados e graduandos. Vinculado ao Núcleo de Estudos em Estado, Política e Direito (NUPED) da Unesc. A pesquisa também está vinculada a linha de pesquisa Direito, Sociedade e Estado do Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD/UNESC) e as discussões realizadas no campo das políticas públicas no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico. A pesquisa é financiada pelo Edital de Grupos de Pesquisa da UNESC. A pesquisa já apresenta os seguintes resultados: orientações de dissertações, iniciação científica e trabalho de conclusão de curso de graduação. Já houve a publicação de dois livros, sendo um deles na forma de obra coletiva; seis artigos em periódicos e dois aceitos; além de capítulos de livros, palestras e artigos completos em eventos.
Financiador(es): Universidade do Extremo Sul Catarinense - Auxílio financeiro.

Participação popular e controle social, administrativo e judicial das políticas públicas de saúde fase I

Descrição: Esta pesquisa tem por objetivo analisar o processo de constitucionalização do direito à saúde e dos serviços prestados pelo Sistema Único de Saúde, com destaque a inserção e regulação do princípio da participação popular nos documentos normativos nacionais, estaduais e municipais. Também se preocupa com a judicialização da política pública de saúde e o controle social e administrativo desta política pública. Esta pesquisa conta com a contribuição de pesquisadores da rede Ibero-americana de Direito Sanitário. No âmbito da Unesc, mantém diálogo com pesquisadores que atuam em estudos que envolvem as políticas públicas de saúde e a participação popular em saúde. Conta como participantes: doutores, mestres, mestrandos, especialistas, graduados e graduandos. Vinculada ao Laboratório de Direito Sanitário e Saúde Coletiva (LADSSC) da Unesc. A pesquisa também está vinculada a linha de pesquisa Direito, Sociedade e Estado do Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD/UNESC), as discussões realizadas no campo das políticas públicas no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico e os estudos realizados em saúde coletiva pelo Programa de Pós-Graduação Profissional em Saúde Coletiva (PPGScol/UNESC). A pesquisa é financiada pelo Edital de Grupos de Pesquisa da UNESC. A pesquisa já apresenta os seguintes resultados: orientações de dissertações, iniciação científica e trabalho de conclusão de curso de graduação. Já houve a publicação de artigos em periódicos, capítulos de livros, palestras e artigos completos em eventos.
Financiador (es): Universidade do Extremo Sul Catarinense - Auxílio financeiro.

Estudos interdisciplinares sobre cooperativas descentralizadas em contextos rurais

Descrição: Presente projeto de iniciação científica (PIBIC) ter como foco as cooperativas descentralizadas em contextos rurais. Entende-se que o cooperativismo seja um movimento social e econômico alternativo às desigualdades sociais provocadas pelo sistema capitalista no início da Revolução Industrial. Atualmente, está presente nos mais diversos segmentos econômicos e sociais (agricultura, indústria, comércio, crédito e serviços), por isso, a necessidade de estudá-lo a partir de uma perspectiva interdisciplinar, principalmente as cooperativas descentralizadas de Santa Catarina, com o foco no Sul do Estado Os procedimentos metodológicos a ser adotados nesta pesquisa é exploratório-descritivo sobre as cooperativas descentralizadas do sul catarinense, o qual foi escolhido por ser representativo em termos regionais e em nível de Estado. Para tanto, se fará um apanhado geral sobre a trajetória do cooperativismo em fontes bibliográficas. Já em relação às bases de dados, utilizar-se-á informações em diversas primárias com entrevistas a diretorias de cooperativas e fontes, como RAIS, OCB, OCESC, entre outras fontes.

Desenvolvimento socioeconômico, educação, gênero e trabalho decente em contextos rurais e urbanos no sul catarinense

Descrição: Objetivo: Realizar estudos sobre desenvolvimento socioeconômico na região sul catarinense a partir das categorias educação, relações de gênero e trabalho decente em contextos rurais e urbanos. Projetos de pesquisa: 1. Estudar temas relacionados ao cooperativismo, economia solidária e políticas públicas; 2. Potencialidades e limites da Economia Solidária para a geração de trabalho decente, equidade de gênero no campo e na cidade.

Inovações na produção de leite no Sul de Santa Catarina

Financiador (es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

GOVERNANÇA CORPORATIVA EM EMPRESAS DE SETORES REGULADOS: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE AS DIVULGAÇÕES DE SUSTENTABILIDADE

Descrição: Este projeto busca o desenvolvimento de pesquisas que possam contribuir com novos conhecimentos científicos no campo da governança corporativa tendo como foco a divulgação de informações de sustentabilidade. O projeto busca identificar um aspecto ainda pouco pesquisado para a realidade das empresas: o papel da governança corporativa em empresas de setores regulados. O ponto de partida desta proposta se apoia nas evidências de que empresas de setores regulados operam sob a influência de arranjos institucionais diferenciados. Estes arranjos institucionais representam as regras formais e informais do ambiente corporativo e determinam formas funcionais com que as empresas devem agir. Tais regras também podem moldar as características de governança corporativa das organizações, como estrutura de propriedade e conselho de administração. Como consequência, o nível de transparência e conteúdo dos relatórios divulgados podem ser heterogêneos entre as organizações, seja por critérios voluntários ou involuntários (como no caso de empresas de setores regulados). Assim, propomos uma investigação em profundidade sobre as ferramentas de governança corporativa das empresas de setores regulados pode contribuir ao melhor entendimento dos mecanismos que levam tais empresas a adotarem estratégias distintas sobre as divulgações de sustentabilidade. Financiador (es): Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento - Outra.

O Papel das Instituições e da Governança Corporativa nas Estratégias de Internacionalização das Empresas

Descrição: O cenário futuro demonstra, aparentemente, um quadro de grandes desafios para as organizações. A tecnologia da informação em estado de evolução, o crescimento da competitividade, os consumidores exigentes e a disputa por recursos têm exigido das organizações significantes mudanças na gestão dos seus negócios. A crescente integração das economias em um mercado global, intensificada nas últimas décadas, vem obrigando as entidades educacionais a difundir cada vez mais o conhecimento pela demanda carente por conhecimentos também globais. Neste contexto surgem os grupos de pesquisa que por meio de pesquisas e discussões acadêmicas podem auxiliar a difusão do conhecimento. Assim, este projeto apresenta a expansão e criação de linhas de pesquisa do grupo GEEP já consolidado no Programa de Pós-Graduação em Administração da UNIVALI. Além da expansão e criação de novas linhas de pesquisa, esse projeto visa expandir também geograficamente, para o Campus da UNIVALI, na cidade de Itajaí, há um conhecimento pouco difundido sobre o comércio exterior e a internacionalização das empresas auxiliando no desenvolvimento da nova linha de pesquisa no programa de Pós-graduação em Gestão Internacional e na difusão do conhecimento. O apoio à criação de novos grupos de pesquisa é o outro objeto almejado nessa proposta, sendo um na UNISUL e outro na UNESC, liderados por pesquisadores doutores participantes do grupo GEEP. Esta proposta visa também desenvolver um projeto de pesquisa alinhado às necessidades de desenvolvimento científico no campo da gestão estratégica das organizações. Abordando um tema recorrente entre os praticantes no mundo empresarial, mas pouco debatido na academia brasileiro, este projeto tem como intenção analisar o papel das instituições no desenvolvimento de estratégias e internacionalização das empresas catarinenses e brasileiras. Os dois participantes dos grupos de pesquisa já participam de grupos de pesquisa em outras instituições, porém com o apoio do GEEP pretendem criar seus próprios grupos de pesquisa, liderados por estes pesquisadores que participam do projeto. Uma contribuição que este projeto também terá é de um grupo de pesquisa da EAESP/FGV, por meio do pesquisador Rodrigo Bandeira-de-Mello, pois este professor desenvolve vários projetos em parceria com o GEEP. Chamada Pública FAPESC Nº 09/2015 - APOIO A GRUPOS DE PESQUISA DAS INSTITUIÇÕES DO SISTEMA ACAFE.

Evidenciação de Práticas Sustentáveis no Setor de Agronegócio: análise de organizações da região Sul do Brasil

Descrição: Sob o manto da teoria institucional este objeto de análise pode ser explorado no sentido de compreender mecanismos do ambiente, seja por meio da racionalização, burocratização e do campo organizacional, que influenciam o comportamento das firmas do setor de agronegócios. Se o processo de internalização de regras de conduta impostas pelas instituições torna as empresas muito similares.

Planejamento, desenvolvimento e políticas públicas em Santa Catarina

Descrição: Edital Fapesc 06/2017. Quantificar e qualificar os resultados do planejamento estadual em Santa Catarina desde 1955 enfocando os aspectos econômico (telecomunicações, energia e estatais) e social (assistência social e proteção ao trabalho) observando as metas previstas em cada plano e o executável em cada governo. 1) Descrever e analisar a trajetória dos setores de energia e telecomunicações em Santa Catarina previstos nos planos de desenvolvimento e sua execução (expansão da rede de energia, construção de centrais geradoras, ampliação dos serviços telefônicos, modernização das estruturas físicas do sistema de telefonia, alcance territorial da rede de energia e telefonia) 2) Pesquisar sobre a constituição e o desempenho das principais estatais catarinenses (CELESC, CIASC, SC GAS e da extinta TELESC) enfocando suas metas de expansão, ampliação e melhorias dos serviços, rentabilidade e abrangência territorial previsto nos planos de desenvolvimento; 3) Averiguar se as metas previstas no diversos planos de desenvolvimento na área econômica (energia, telecomunicações e estatais) foram executadas e se reverteu a infraestrutura logística catarinense (melhoria dos serviços e abrangência territorial).
Financiador (es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.

Universidade do Extremo Sul Catarinense.