Ir Direto ao conteúdo?

 

Unesc - Universidade do Extremo Sul Catarinense.


Contato

E-mail:
ppgds@unesc.net
Telefone:
(48) 3431.2624
Local:
Bloco da Biblioteca, sala 14
Horário:
De segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 13h30 às 17h30.

Grupos de Pesquisa

Grupo de Desenvolvimento Socioeconômico, Agricultura Familiar e Educação do Campo

Constituído em 2010, é liderado por Dimas de Oliveira Estevam e Giovana Ilka Jacinto Salvaro. O Grupo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Desenvolvimento Socioeconômico, Agricultura Familiar e Educação do Campo (GIDAFEC) tem como objetivo desenvolver pesquisas acerca de temáticas como: êxodo rural, gerações, gênero, trabalho e subjetividades; estratégias e potencialidades da agricultura familiar em relação aos processos de produção e comercialização, geração de emprego e renda; gestão do trabalho, da vida familiar e de organização (associativismo, cooperativismo, grupos informais, Economia Solidária), Educação do Campo; bem como analisar as inter-relações entre estas estratégias e as políticas públicas de desenvolvimento rural e urbano.

Grupo de Estudos sobre Estratégia e Performance - GEEP

Criado em 2006, está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade do Vale do Itajaí e tem como membro Sílvio Parodi Oliveira Camilo. Organizado a partir das linhas de pesquisa intituladas “Determinantes estratégicos da performance” e “Indicadores de performance”, o grupo busca reunir as pesquisas desenvolvidas no Programa de Pós-Graduação em Administração que enfoca os determinantes estratégicos da performance: RBV, stakeholders Teoria da Agência, Conexões Políticas bem como os indicadores de performance.

Grupo de Estudos sobre Universidade (GEU)

Constituído em 2014, é liderado pela professora Kelly Gianezini e conta com a colaboração de professores e estudantes do mestrado e da graduação (bolsistas Pibic). Este grupo possui abordagem interdisciplinar e integra a Rede GEU mediante a parceria com outras universidades: UFRGS, UTFPR, UPF, UNEMAT, UFPel e UFSM. Atua nas seguintes linhas de pesquisa: 1) Educação Superior e Desenvolvimento Socioeconômico; 2) Formação e Processos Educativos; 3) Estado, Direitos Sociais e Políticas Públicas para a Educação Superior; e 4) Políticas de Inclusão Social e Permanência no Ensino Superior. Em relação as parcerias inter-institucionais, desde 1995, o GEU forma uma Rede de Grupos de Estudos e de Pesquisas, integradas pelo GEU (PPG Sociologia) e GEU/Ipesq (PPG Educação), ambos localizados na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Posteriormente, foram criados outros dois grupos, vinculados a Instituições de Ensino Superior localizadas no interior do Rio Grande do Sul: GEU/UPF (Universidade de Passo Fundo) e GEU/UFPel (Universidade Federal de Pelotas). Recentemente, o GEU vem expandindo sua atuação criando novas células, como por exemplo em Santa Maria, o GEU/UFSM, em Santa Catarina, o GEU/UNESC, em Mato Grosso, o GEU/UNEMAT e, no Paraná, o GEU/UTFPR. O GEU é hoje uma rede consolidada de estudos e de pesquisa, registrada no Diretório dos Grupos de Pesquisa/CNPq. A sua missão tem sido a de criar oportunidades para formação, para a reflexão, para a produção do saber, para a inovação, para a divulgação do conhecimento e para o aprimoramento das políticas voltadas ao ensino superior.

Grupo de Pesquisa Economia Política do Poder em Estudos Organizacionais – EPPEO

Criado em 2002, está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Paraná – UFPR e tem como membro Rafael Rodrigo Mueller. O grupo desenvolve o projeto de pesquisa "Gestão Social e Democrática" financiado pelo Edital 14/2012 CNPq tem por objetivo estudar a participação dos movimentos sociais na gestão do território e das cidades.

Grupo de Pesquisa Estratégia, Competitividade e Desenvolvimento - GEComD

Constituído em 2007, é liderado por Cristina Keiko Yamaguchi e Silvio Parodi Oliveira Camilo. E tem como membros, os professores Melissa Watanabe e Miguelangelo Gianezini. Compõe o grupo, os professores: Andréia Cittadin, Cleyton de Oliveira Ritta, Gisele Silveira Coelho Lopes, Jaime Dagostim Picolo e Thiago Rocha Fabris. As atividades do grupo buscam contribuir para as seguintes temáticas: (1) Estratégia em Cadeias Produtivas; (2) Estratégia do Uso da Informação; (3) Desempenho e Dinâmica Organizacionais; (4) Governança das organizações privadas e públicas; (5) Alianças e Redes para a Competitividade; (6) Políticas Públicas de Desenvolvimento Local, Regional e Nacional; (7) Regulação e Grupos de Interesse; (8) Gestão do Conhecimento; (9) Sustentabilidade Socioeconômica, Ambiental e Tecnológica (10) Desenvolvimento Agropecuário e Agroindustrial. O GRUPO ATUA EM 2 LINHAS DE PESQUISA: (1) Desenvolvimento e sustentabilidade: compreende estudos de gestão do conhecimento, políticas públicas, regulação e grupos de interesse, além de gestão agropecuária e agroindustrial. São priorizadas propostas que contemplem a questão da sustentabilidade socioeconômica, ambiental e tecnológica, bem como pesquisas que contribuam para o desenvolvimento socioeconômico; (2) Estratégia e competitividade: investiga práticas em estratégia, recursos e capacidades organizacionais inseridas no ambiente competitivo, compreendendo dinâmicas, individuais e/ou coletivas, por meio de cadeias produtivas, arranjos coletivos e redes. Avalia o sistema de governança das organizações privadas e públicas, por indicadores de desempenho e seus determinantes.

Grupo de Pesquisa História Econômica e Social de Santa Catarina

Constituído em 2002, é liderado por Alcides Goularti Filho e tem como membros João Henrique Zanelatto e Giani Rabelo. O principal objetivo é realizar estudos sobre diversas temáticas ligadas à história econômica e história social de Santa Catarina. O Grupo já realizou as seguintes pesquisas: 1) formação do complexo carbonífero catarinense; 2) sistema de transportes em Santa Catarina (portos, ferrovias e navegação); 3) complexo ervateiro no planalto norte 4) transformações no mundo do trabalho e vida de aposentados; 5) história política no sul catarinense, com destaque para a atuação do movimento integralista durante os anos de 1930; 6) história da educação e cultura escolar; e 7) educação e gênero. Atualmente o Grupo vem realizando as seguintes pesquisas: "Ocupação e integração entre litoral e planalto catarinense na Primeira República"(FAPESC Edital Universal/2009); “Atividades pesqueiras e carcinicultura no complexo lagunar do sul de Santa Catarina: cadeia produtiva, expansão da renda e desenvolvimento regional sustentável” (CNPq/MPA Edital 42/2012); e “As associações auxiliares da escola e a cultura escolar: prescrevendo condutas e ensinando conhecimentos” (CNPq/CAPES Edital 18/2012).

Grupo de Pesquisa Propriedade Intelectual, Desenvolvimento e Inovação

Constituído em 2012, é liderado por Adriana Carvalho Pinto Vieira. Tem como professores Julio Cesar Zilli, Ricardo Pieri, Michele Domingos Schneider, Andre Paes Topanotti, Volmar Madeira, Lucia Burigo e Miguelangelo Gianezini. Ainda o grupo possui alunos mestrandos, bolsistas de Pibic Jr, Pibic, Fumdes, e Pic 170 e extensionista. Possui parceria com outras IES: UFRGS, UFPR, UNICAMP, UEG, IPEA, entre outras. Atua nas seguintes linhas de pesquisa: 1) A indicação geográfica como política pública de desenvolvimento para analisar o instituto do direito de propriedade intelectual denominado indicação geográfica; 2) Comércio exterior e negócios internacionais para destacar as implicações das ações governamentais no contexto brasileiro e do comercio exterior, bem como a formação de blocos econômicos e as políticas de defesa comercial; 3) Gestão da inovação, capital intelectual e organizações para explorar, analisar e entender os processos de inovação nos diversos setores econômicos a partir de estudos dos condicionantes internos e externos aos diferentes tipos de inovação e 4) Agronegócio e inovação os diversos aspectos sobre segurança dos alimentos, segurança alimentar, relações de consumo, inovação da cadeia produtiva, desenvolvimento socioeconômico.

Núcleo de Estudos em Estado, Política e Direito – NUPED

Constituído em 2005, é liderado por Reginaldo de Souza Vieira e conta com a participação de João Henrique Zanelatto e Kelly de Mendonça Dorneles Gianezini, professores do Mestrado em Desenvolvimento Socioeconômico. Tendo como referencial teórico a CRFB/1988, que assegura direitos sociais e institui uma perspectiva política eminentemente democrática, entende-se ser necessária uma profunda reflexão a respeito da sobrevivência de modos autoritários de práticas políticas em diversos níveis, que poderiam minar, desde seu interior, as potencialidades representadas por uma sociedade que se orienta desde uma perspectiva democrática, isto é, que respeita a divergência e a alternância no poder, que não constrange a livre organização da sociedade e a atuação dos movimentos sociais, que está sempre aberta para a reinvenção de suas instituições/organizações sociais e para a criação de novos direitos, a serem expressos em políticas públicas reivindicadas como um direito de cidadania. O NUPED possui três eixos de pesquisa: a) Estado, Democracia e Direito; b) Estado, Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude; c) Estado, Políticas Públicas e Direitos Fundamentais. Fruto da pesquisas de seus componentes, colaboradores internos e externos e outros parceiros, o núcleo publicou, inclusive em conjunto com outros grupos de pesquisa, entre 2008 e 2012, cinco livros organizados e encontra-se com dois no prelo. Organizou em 2007 e 2009, dois eventos de caráter nacional, que contaram com mais de 150 artigos completos em cada um deles, de pesquisadores nacionais e internacionais. Desde a sua organização o NUPED, desenvolveu diversas pesquisas e atividades de extensão envolvendo as práticas democráticas, direitos humanos/fundamentais, políticas públicas e cidadania.

Universidade do Extremo Sul Catarinense.