Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT)

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Unesc auxilia quem quer parar de fumar

Unesc auxilia quem quer parar de fumar
Em 2017 os números do grupo foram positivos: 21% parou de fumar e 42% diminuiu este hábito (Foto: Divulgação) Mais imagens

Os malefícios do cigarro são facilmente reconhecidos, riscos de derrames, infartos, e até mal hálito compõem suas consequências. Ainda assim, a busca para largar este vício se mostra uma grande dificuldade. Na Unesc, o Programa de Combate ao Tabagismo vai auxiliar quem quer abandonar o cigarro. As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de maio, no DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano) da Universidade, sala 13 do Bloco Administrativo.

O tabagismo é reconhecido pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como uma doença epidêmica e pode causar mais 50 enfermidades, como problemas cardiovasculares, respiratórias, entre outros.

O secretário das Clínicas Integradas, Marlon Gonçalves Zilli, conta que no grupo, o tratamento se adequa a cada participante, com um diagnóstico único. “Quando se trata de saúde o prognóstico de cada pessoa pode variar. Assim, com um maior foco nas características de cada um, observamos uma maior evolução, com um acréscimo na qualidade da recuperação”, esclarece Marlon.

União contra o tabagismo

A qualidade no tratamento é reafirmada pelo coordenador da Comissão do Programa de Residência Multiprofissional, Jacks Soratto. Ele explica que as atividades são realizadas em grupos, possibilitando a ajuda dos colegas, com foco na mudança de comportamento. “Não ajudamos apenas a parar de fumar, embora seja o principal foco, nosso objetivo é uma mudança completa de comportamento, buscando uma rotina mais saudável. Este modo vem se mostrando efetivo de verdade. ”, afirma Soratto.

Em 2017 a iniciativa apresentou resultados positivos, com 21% dos participantes parando de fumar e 42% diminuindo consideravelmente. A funcionário da Universidade Marlei Aparecida Américo participou do grupo e destaca que o segredo é a união. “Quem faz parte do grupo ajuda o próximo. Um cuida do outro e até pega no pé para não desistir. Quando alguém falta já recebe aquela ligação de apoio dos colegas”, destaca Marlei.

A atividade está prevista para o mês de junho, mas antes disso, os participantes vão passar por consultas com médico e psicólogo, para analisar o melhor procedimento. A iniciativa é desenvolvida em parceria com a Secretaria de Saúde de Criciúma.

Saiba mais

Os encontros ocorrem nas Clínicas Integradas com a orientação de dois psicólogos que participam do Programa de Residência Multiprofissional. Ambos passaram por capacitação para o desenvolvimento das atividades no grupo. A iniciativa está vinculada ao Programa Nacional de Combate ao Tabagismo.

O Programa de Combate ao Tabagismo é realizado pelo Programa de Residência Multiprofissional, com apoio do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho), da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e do curso de Enfermagem.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 14 de maio de 2018 às 18:15
Compartilhar Comente

Mapeamento de risco

Membros da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e acadêmicos da terceira fase do curso de Biomedicina, na disciplina de Biossegurança, realizaram a coleta de dados para o mapeamento de riscos dos Serviços de Odontologia das Clínicas Integradas. A atividade ocorreu no fim de abril e o mapeamento de riscos será apresentado pelos próprios alunos, sob supervisão da professora Claudia Peluso, no Auditório Edson Rodrigues no dia 29 de junho.

Os alunos visitaram as clínicas de atendimento ao paciente, central de materiais esterilizados, clínica de radiologia e câmara escura e raio x panorâmico e tomógrafo e elencaram os possíveis riscos existentes nos locais, com ajuda das técnicas de enfermagem e professores.

A professora Claudia afirma que o mapeamento de riscos é importante para a segurança de quem trabalha e frequenta o local. “O objetivo e identificar e orientar as pessoas que utilizam os espaços dos serviços quanto aos riscos os quais estão expostas, com a finalidade de eliminar ou minimizá-los, para a prevenção de acidentes de trabalho”, comenta.

De acordo com o presidente da CIPA Marlon Zilli, o mapeamento de riscos é previsto pela NR5 como uma de nossas incumbências e, este ano, a Comissão, por meio de reunião ordinária, optou por efetuar a ação no Serviço de Odontologia das Clínicas Integradas, por se tratar de um setor que trabalha com atendimento a pacientes, efetua cirurgias, possui esterilização de materiais e raio x.

Por: Milena Spilere Nandi 08 de maio de 2018 às 17:00
Compartilhar Comente

Abril Verde: Saúde do trabalhador é destaque na Unesc

Abril Verde: Saúde do trabalhador é destaque na Unesc
Equipe do SESMT e da CIPA realizam visitas aos setores esta semana (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

Abril é o mês de prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, e a cor dedicada à data é o verde. Durante esta semana (23 a 27/4), quando ocorre o evento especial em homenagem ao Dia do Trabalhador na Unesc, integrantes do SESMT e da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) estarão realizando visitas aos diversos setores da Universidade, levando orientações sobre assuntos como ergonomia.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 23 de abril de 2018 às 14:59
Compartilhar Comente

Conscientização, solidariedade e integração marcam 11ª Sipat

Conscientização, solidariedade e integração marcam 11ª Sipat
Semana Interna de Prevenção de Acidentes mobiliza colaboradores da Unesc (Foto: Arquivo) Mais imagens

O campus da Unesc vai ter uma movimentação diferente nos próximos dias. Tudo por conta da 11ª Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho) e da 3ª Gincana vinculada ao evento. Na edição de 2017, seis equipes estão participando em tarefas de conscientização e atividades educativas.

As provas começaram a ser cumpridas e as equipes já doaram roupas e calçados (que serão distribuídos para entidades beneficentes e aldeias indígenas) e medicamentos para a Farmácia Solidária, além de levantarem voluntários para a doação de sangue e cadastro para doação de medula óssea no Hemosc de Criciúma.

A programação da Sipat conta com uma atividade de conscientização pelo campus – que pode ser atividade de panfletagem, música, ou outra ação recreativa – nesta quarta-feira (13/9); a abertura da 3ª Gincana nesta quinta-feira (14/9) às 14 horas, no Auditório Ruy Hülse, com a palestra “Inteligência Emocional no Dia a Dia”, ministrada pela professora da Unesc Gisele Coelho Lopes e o encerramento da Semana nesta sexta-feira (15/9), com a apresentação de peças de teatro com temas relacionados à saúde do trabalhador pelas equipes da Gincana.

Segundo o presidente da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), Marlon Zilli, a Sipat é um dos maiores momentos de integração dos funcionários da Universidade. “Este ano, conseguimos envolver diretamente 171 colaboradores, entre professores, funcionários, gestores e estagiários internos, que estão batendo as metas de doação de sangue, agasalhos e calçados, medicamentos e atividades de conscientização. Para a CIPA, este é um momento precioso e que traz um sentimento de fraternidade entre todos os setores da Unesc”, afirma.

A Sipat é organizada pela CIPA, Sesmt (Setor de Segurança e Medicina do Trabalho), com o apoio da Reitoria da Unesc, DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano) e Setor de Esportes.

Confira as equipes e seus temas

Detox (cor laranja) – Tema: Doenças ocupacionais

Panteras Cor de Rosa (cor rosa) – Tema: Deficiente físico

Iparque (cor vermelha) – Tema: AIDS e demais doenças sexualmente transmissíveis

Tudo Junto e Misturado (cor azul) – Tema: Prevenção de acidentes de trabalho

UNA SAU em Ação (cor amarela) – Tema: Uso de equipamentos de proteção individual

Sinal Verde (cor verde) – Tema: Trânsito no campus

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Por: Milena Spilere Nandi 12 de setembro de 2017 às 17:52
Compartilhar Comente

Quer parar de fumar? Conte com o Grupo de Combate ao Tabagismo

Quer parar de fumar? Conte com o Grupo de Combate ao Tabagismo
Encontros ocorrem nas Clínicas Integradas (Foto: Divulgação) Mais imagens

O tabagismo é reconhecido pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como uma doença epidêmica que causa dependência física, psicológica e comportamental. Segundo a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), ele causa cerca de 50 doenças diferentes, em especial as cardiovasculares, além de ser responsável por muitas mortes por câncer de pulmão, de boca, laringe e estômago e por doenças respiratórias. Para auxiliar quem quer abandonar o cigarro, a Unesc e a Secretaria de Saúde de Criciúma desenvolvem o Programa de Combate ao Tabagismo. Nele, cada participante tem um diagnóstico para receber o tratamento adequado.

O Programa desenvolve grupos que se encontram para combater a doença. Na Unesc, as inscrições para o Grupo de Combate ao Tabagismo estão abertas até 10 de junho no DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano), localizado na sala 13 do Bloco Administrativo da Universidade, tanto para professores, funcionários e acadêmicos quanto para a comunidade.

As atividades devem iniciar em julho mas antes disso, todos os participantes passam por consultas com médico e psicólogo, para analisar qual o tipo de ajuda a pessoa precisa: se apenas terapêutica ou também de gomas de mascar, adesivos ou medicamentos para cessar a vontade de fazer uso de cigarro – esses fornecidos pela Secretaria de Saúde de Criciúma.

Conforme o coordenador da Comissão do Programa de Residência Multiprofissional da Unesc, Jacks Soratto, a Universidade é um local de referência do Programa. Segundo ele, o grupo terá encontros semanais no primeiro mês de atividades, quinzenais no segundo mês e mensais a partir do terceiro. “A intenção é que os participantes estipulem prazos para alcançar o objetivo. Pode ser gradativamente ou de maneira abrupta. Cada um vai optar pela forma que mais acha interessante. O fato deles se dispor a participar do grupo já demonstra a vontade deles em parar de fumar”, comenta.

Na Unesc, os encontros vão ocorrer nas Clínicas Integradas com a orientação de dois psicólogos que participam do Programa de Residência Multiprofissional. Ambos passaram por capacitação para o desenvolvimento das atividades no grupo. A iniciativa está vinculada ao Programa Nacional de Combate ao Tabagismo.

O Programa de Combate ao Tabagismo é uma realização da Secretaria de Saúde de Criciúma e da Unesc. Na Instituição, a iniciativa tem apoio da UNA SAU (Unidade Acadêmica de Ciências da Saúde), do curso de Enfermagem, das Clínicas Integradas, do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde Coletiva, do DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano), do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) e da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Por: Milena Spilere Nandi 24 de maio de 2017 às 15:29
Compartilhar Comente (1)