Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT)

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Quer parar de fumar? Conte com o Grupo de Combate ao Tabagismo

Quer parar de fumar? Conte com o Grupo de Combate ao Tabagismo
Encontros ocorrem nas Clínicas Integradas (Foto: Divulgação) Mais imagens

O tabagismo é reconhecido pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como uma doença epidêmica que causa dependência física, psicológica e comportamental. Segundo a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), ele causa cerca de 50 doenças diferentes, em especial as cardiovasculares, além de ser responsável por muitas mortes por câncer de pulmão, de boca, laringe e estômago e por doenças respiratórias. Para auxiliar quem quer abandonar o cigarro, a Unesc e a Secretaria de Saúde de Criciúma desenvolvem o Programa de Combate ao Tabagismo. Nele, cada participante tem um diagnóstico para receber o tratamento adequado.

O Programa desenvolve grupos que se encontram para combater a doença. Na Unesc, as inscrições para o Grupo de Combate ao Tabagismo estão abertas até 10 de junho no DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano), localizado na sala 13 do Bloco Administrativo da Universidade, tanto para professores, funcionários e acadêmicos quanto para a comunidade.

As atividades devem iniciar em julho mas antes disso, todos os participantes passam por consultas com médico e psicólogo, para analisar qual o tipo de ajuda a pessoa precisa: se apenas terapêutica ou também de gomas de mascar, adesivos ou medicamentos para cessar a vontade de fazer uso de cigarro – esses fornecidos pela Secretaria de Saúde de Criciúma.

Conforme o coordenador da Comissão do Programa de Residência Multiprofissional da Unesc, Jacks Soratto, a Universidade é um local de referência do Programa. Segundo ele, o grupo terá encontros semanais no primeiro mês de atividades, quinzenais no segundo mês e mensais a partir do terceiro. “A intenção é que os participantes estipulem prazos para alcançar o objetivo. Pode ser gradativamente ou de maneira abrupta. Cada um vai optar pela forma que mais acha interessante. O fato deles se dispor a participar do grupo já demonstra a vontade deles em parar de fumar”, comenta.

Na Unesc, os encontros vão ocorrer nas Clínicas Integradas com a orientação de dois psicólogos que participam do Programa de Residência Multiprofissional. Ambos passaram por capacitação para o desenvolvimento das atividades no grupo. A iniciativa está vinculada ao Programa Nacional de Combate ao Tabagismo.

O Programa de Combate ao Tabagismo é uma realização da Secretaria de Saúde de Criciúma e da Unesc. Na Instituição, a iniciativa tem apoio da UNA SAU (Unidade Acadêmica de Ciências da Saúde), do curso de Enfermagem, das Clínicas Integradas, do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde Coletiva, do DDH (Departamento de Desenvolvimento Humano), do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) e da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 24 de maio de 2017 às 15:29
Compartilhar Comente (1)

CIPA e curso de Biomedicina fazem mapa de risco de laboratórios do Iparque

CIPA e curso de Biomedicina fazem mapa de risco de laboratórios do Iparque
Atividades foram assessoradas pelo Sesmt (Foto: Divulgação) Mais imagens

Laboratórios do Iparque (Parque Científico e Tecnológico da Unesc) receberam na sexta-feira (12/5) a visita de alunos da terceira fase do curso de Biomedicina, integrantes da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e do Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) para a coleta de dados com o objetivo de elaboração de uma proposta do mapeamento de risco destes espaços.

O grupo visitou os laboratórios: Físico Químico de Alimentos e Gerenciamento de Resíduos; de Microbiologia; de Resíduos/Solos e Águas e Efluentes; Atmosférico e Serviços de Amostragem e de Absorção Atômica e Cromatografia e foi recebido pela coordenadora dos laboratórios do IALI (Instituto de Alimentos) e do IPAT (Instituto de Pesquisas Ambientais e Tecnológicas), Maria da Glória dos Santos, e demais funcionários dos laboratórios estudados, que acompanharam os acadêmicos e os integrantes da CIPA e do Sesmt durante a atividade.

“O mapeamento de riscos é previsto pela NR 5 como uma das atribuições da CIPA e na gestão atual, ​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​foi optado por contemplar estes laboratórios do Iparque”, comenta o presidente da CIPA, Marlon Zilli.

A atividade teve a participação das professoras da Unesc, Claudia Peluso Martins e Liziara Silva Fraporte. Os resultados do mapeamento de risco serão apresentados em 9 de junho, no Iparque.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 15 de maio de 2017 às 21:37
Compartilhar Comente

Unesc é a segunda melhor universidade brasileira não pública, segundo índice inédito

Unesc é a segunda melhor universidade brasileira não pública, segundo índice inédito
Estudo foi realizado pela Brasil Júnior, com apoio da consultoria McKinsey Mais imagens

Formar empreendedores tem sido um desafio no cenário educacional. E a Unesc foi reconhecida como a segunda melhor Instituição de Ensino Superior do Brasil, entre as não-públicas, segundo o Índice das Universidades Empreendedoras. O estudo inédito foi realizado pela Brasil Júnior, com apoio da consultoria McKinsey, e divulgado em novembro pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

“Ser reconhecida em segundo lugar no índice das universidades empreendedoras do Brasil é resultado do trabalho de qualidade desenvolvido há 48 anos pela Unesc. Somos uma Instituição comunitária preocupada com a formação de nossos alunos e a comunidade regional e reconhecida frequentemente pela excelência em diversos aspectos, incluindo ensino de qualidade, pesquisa, extensão, estrutura e qualificação dos professores”, destaca o reitor Gildo Volpato.

Destaque para a Infraestrutura e Cultura Empreendedora

Nos critérios avaliados pelo Índice das Universidades Empreendedoras, a Unesc se destaca, entre todas as universidades, públicas e privadas, em dois. A Instituição aparece como a segunda melhor do Brasil, no critério “Cultura Empreendedora, e a terceira melhor no segmento “Infraestrutura”, entre todas as universidades, públicas e privadas.

Quando o assunto é “Infraestrutura”, a Unesc aparece ao lado da PUC-Rio (1º) e Unicamp (2ª). Neste critério foi avaliado a qualidade da infraestrutura física e internet, além da instalação de um parque tecnológico e suas parcerias. “É um reconhecimento a estrutura que temos, com os laboratórios de alto nível; uma Biblioteca recém-inaugurada; o Iparque (Parque Científico e Tecnológico), e todos os espaços: salas de aula, Clínicas Integradas, Centros de Práticas, Sala de Negócios, Espaço das Empresas Juniores, Sala de Metodologia Ativas, entre outras”, ressalta a pró-reitora de Administração e Finanças, Kátia Sorato.

No critério “Cultura Empreendedora” a Unesc ficou atrás apenas da UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco). Nele foi avaliado a postura empreendedora dos professores e alunos, além da quantidade de disciplinas de empreendedorismo durante os cursos de graduação. “Introduzir o empreendedorismo para melhorar o ambiente de vida da geração atual e futura é algo muito próximo da nossa missão. Na Unesc ajudamos a preparar os alunos para sua vida e também para o mundo profissional. Um exemplo é o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Empreendedorismo. Nos orgulha muito receber esse reconhecimento nacional”, comenta a pró-reitora de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Luciane Ceretta.

A melhor do Sul do Brasil entre as não-públicas

Entre as instituições avaliadas, a Unesc é a melhor Universidade não pública da região Sul do Brasil (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). Ela aparece no Índice das Universidades Empreendedoras entre as 5 melhores da região, junto com UFSM (Universidade Federal de Santa Maria), UEM (Universidade Estadual de Maringá), UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Como foi feito o estudo

A pesquisa foi realizada por meio de um questionário online que ouviu 5.975 alunos e 318 professores de 43 universidades de todo Brasil. Para elaborar o Índice das Universidades Empreendedoras foram selecionadas as 100 melhores universidades presentes na última edição do RUF (Ranking Universitário da Folha de São Paulo). Dessas, foram excluídas aquelas que não possuíam Empresas Juniores associadas, Enactus (organização internacional sem fins lucrativos dedicada a inspirar os alunos a melhorar o mundo através da Ação Empreendedora), Aiesec (Associação Internacional de Estudantes em Ciências Econômicas e Comerciais) ou núcleo da Rede CsF (Ciência sem Fronteiras), entidades que estimulam o empreendedorismo no ambiente universitário.

A partir das respostas dos questionários online concluiu-se que uma universidade empreendedora leva em conta os seguintes critérios: Cultura Empreendedora (postura empreendedora dos professores e alunos, disciplinas de empreendedorismo); Inovação (pesquisa, patentes, proximidade IES-empresas); Extensão (redes de contato, projetos de extensão); Infraestrutura (qualidade, parque tecnológico); Internacionalização (intercâmbio, publicações e citações internacionais); Capital Financeiro (orçamento, endowment/doação da sociedade civil).

Saiba mais sobre o Índice

 

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Davi Carrer 06 de dezembro de 2016 às 10:57
Compartilhar Comente (2)

Novos membros da Cipa participam de capacitação

Novos membros da Cipa participam de capacitação
Curso aborda temas como combate a incêndios (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

Noções sobre acidentes e doenças do trabalho e sobre primeiros socorros, EPI (Equipamento de Proteção Individual), EPC (Equipamento de Proteção Coletiva), Plano de Ação, Mapa de Risco e combate a incêndios são alguns dos temas abordados durante esta semana no curso de capacitação da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). De segunda a quinta-feira (28/11 a 1º/12) e na próxima quarta-feira (7/12) os funcionários que compõe a nova gestão da Cipa da Unesc passam pela capacitação.

A Cipa tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, e tornar permanente o cuidado com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador. Os membros da nova gestão vão atuar entre 2016 e 2017. A posse ocorre em 15 de dezembro.

O curso de capacitação é realizado por profissionais da Universidade e organizado pelo Sesmt (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho).

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 30 de novembro de 2016 às 20:08
Compartilhar Comente

Colaboradores escolhem representantes da CIPA em 2017

Colaboradores escolhem representantes da CIPA em 2017
Urnas de votação estão disponíveis das 8 às 12 horas e das 13h30 às 19h30 (Foto: Leonardo Ferreira) Mais imagens

Os funcionários e professores da Unesc já podem escolher os representantes da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). A eleição, para a gestão 2016/2017, ocorre de  segunda a quarta-feira (7 a 9/11). Os colaboradores vão eleger quatro candidatos para as vagas de titular e três como suplentes.

“Votar é importante para assegurarmos bons representantes aos funcionários. Escolher quem vai buscar melhores condições para nosso trabalho, garantindo assim um ganho também em qualidade, que beneficia a Unesc”, comentou a telefonista da Universidade, Tuelli Fonseca.

Locais de votação

As urnas estão disponíveis das 8 às 12 horas e das 13h30 às 19h30 em três locais: no hall do Bloco Administrativo, no hall do Bloco S e na recepção do Iparque (Parque Científico e Tecnológico), com uma urna itinerante.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 07 de novembro de 2016 às 16:18
Compartilhar Comente