Ir Direto ao conteúdo?

Unesc - Universidade do Extremo Sul Catarinense.


Contato

E-mail:
propex@unesc.net
Telefone:
(48) 3431.2607
Local:
Bloco da Biblioteca, 2º Pavimento
Horário:
De 2ª a 6ª feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30

O Fisiopat

O Laboratório de Fisiopatologia Experimental foi criado em 2002 e é vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc).

O grupo de pesquisa tem como principal objetivo estudar os mecanismos biológicos das doenças, de forma a compreender seu surgimento e sua evolução, no intuito de desenvolver melhores estratégias terapêuticas. Para isso, apóia-se em estudos experimentais, pré-clínicos, clínicos e epidemiológicos. O envolvimento do estresse oxidativo e de alterações metabólicas e imunológicas no desenvolvimento de doenças tem-se destacado em nossos trabalhos. Além disso, o grupo desenvolve novos protocolos terapêuticos a partir de plantas nativas de nossa região, para serem testados quanto a sua efetividade, em modelos animais de doenças. Os projetos de pesquisa são financiados por órgãos de fomento, como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina (Fapesc).

O Laboratório de Fisiopatologia Experimental é composto por professores pesquisadores, alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) da Unesc, em nível de Mestrado e Doutorado, alunos de iniciação científica e alunos estagiários voluntários.

O nosso grupo de pesquisa também conta com a colaboração de outros pesquisadores, como o Prof. Dr. José Cláudio Fonseca Moreira e o Prof. Dr. Fábio Klamt, do Centro de Estudos em Estresse Oxidativo, e a Prof. Dr. Angela Terezinha de Souza Wyse, do Laboratório de Erros Inatos do Metabolismo. Ambos são vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas Bioquímica, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O Prof. Dr. Jamil Assreuy, do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Universidade Federal de Santa Catarina também colabora com o nosso grupo de pesquisa.

Universidade do Extremo Sul Catarinense.