Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais

Patrimônio cultural, direito e meio ambiente: educação contextualizada a arqueologia e a diversidade

Patrimônio cultural, direito e meio ambiente: educação contextualizada a arqueologia e a diversidade
Terceiro volume da obra explora a temática junto a educação patrimonial voltada à arqueologia (Foto: Divulgação) Mais imagens

Pensar a história, a educação, a cultura, o patrimônio e a ciência junto às comunidades do Extremo Sul Catarinense. Assim, os pesquisadores Juliano Bitencourt Campos, Marian Helen da Silva Gomes Rodrigues e Marcos César Pereira Santos contextualizaram 17 capítulos, em formato e-book, com os resultados da atuação do Lapis (Laboratório de Arqueologia Pedro Ignácio Schmitz), do PPGCA (Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais) e do Grupo de Pesquisa Arqueologia e Gestão Integrada do Território da Unesc, em parceria com o Instituto Olho D’Água, sediado no Piauí.

Intitulado “Patrimônio cultural, direito e meio ambiente: educação contextualizada – arqueologia e diversidade”, o terceiro volume da obra explora a temática junto a educação patrimonial, voltada à arqueologia. “É uma leitura sobre modos, experimentações, jeitos, fazeres e mundos misturados, apresentando o encantamento da história e da arqueologia. O resultado é um fascinante e importante documento, em que profissionais destacam as ações educativas, em uma perspectiva interdisciplinar na qual projetos e programas institucionalizados apresentam desafios, propostas e resultados sobre a complexidade do patrimônio cultural e ambiental em um mundo pulverizado pela diversidade”, conta Campos.

Educação e arqueologia

A iniciativa, segundo Campos, foi idealizada a partir das discussões sobre a relevância de programas educativos no contexto dos estudos arqueológicos e históricos culturais. Ele afirma que em muitos casos projetos e programas educativos são colocados em segundo plano e considerados dispensáveis. Sabendo desta situação, o objetivo do e-book foi provocar debates e dar destaque a educação contextualizada a arqueologia, meio ambiente e patrimônio cultural.

O pesquisador destaca ainda a contribuição educacional do trabalho e afirma que também pode contribuir em âmbitos não técnicos, “A produção acadêmica sobre patrimônio cultural, histórico e arqueológico, direito e preservação do meio ambiente está em expansão e representa uma necessidade da área para alimentar os debates sobre os desafios que essa temática apresenta não só para os técnicos, mas para os educadores e a sociedade em geral”, explica.

 Conheça a obra no Repositório Institucional da Unesc

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

05 de dezembro de 2018 às 17:40
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito