Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Formação Continuada marca início da preparação dos professores para o ano letivo

Formação Continuada marca início da preparação dos professores para o ano letivo
Evento, que dura três dias, tem programação variada (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

Novas metodologias, troca de conhecimento, fortalecimento de atividades e construção do bem-estar dentro de sala de aula. Este são apenas alguns assuntos tratados no programa de Formação Continuada Docente de 2018. O evento, que dura três dias, iniciou na tarde desta segunda-feira (5/2) e contou com a participação de diversos coordenadores e do corpo docente da Universidade.

O principal objetivo é consolidar corpo de professores de excelência, fortalecendo as atividades acadêmicas de ensino, pesquisa e extensão, norteando as ações em sala de aula. Também buscando ampliar as políticas e programas de formação continuada e sustentar as atividades acadêmicas.

Interação com os professores

No período da tarde, os participantes puderam conhecer o programa e as atividades que serão realizadas nele. Um kit, chamado “Kit do Possível”, com um mapa interativo da Universidade foi entregue aos coordenadores dos cursos.

Já no período da noite, os estudos iniciaram através da dinâmica de outro “Kit do Possível”. Nele, os professores ganhavam uma foto antiga da Unesc em forma de cartão-postal, algumas folhas soltas, uma linha e agulha. Contando com o auxílio dos profissionais do Cedoc (Centro de Documentação e Memória), eles deveriam costurar as folhas soltas, formando um pequeno livro de anotações.

Após essa dinâmica, os participantes puderam prestigiar a palestra com a professora doutora da Unesp, Maria Antônia de Azevedo, com o tema “A formação do professor universitário na atualidade: das crises às possibilidades de inovação”. Maria Antônia é graduada em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, tem mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria, doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado em Pedagogia Universitária pela Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos). Ela tem ênfase em Pedagogia Universitária, formação de professores, processos de gestão escolar e universitária e interdisciplinar.

Para a reitora Luciane Ceretta, a Formação Continuada agrega ainda mais aos professores. “Temos um time de docentes muito competentes nos aspectos técnicos e científicos, e a fim de que a excelência acadêmica seja garantida, nasce na Unesc um novo programa de Formação Continuada, que se constituirá em um espaço sistemático e permanente de construção do projeto de ensino e aprendizagem. Da identidade do docente investigativo, de integração entre profissionais e entre cursos, além da discussão das questões relevantes da prática pedagógica. A nova formação continuada deve contemplar as transformações dos estudantes que chegam até a Universidade, mais apropriados de ferramentas associadas a tecnologia, a capacidade de diálogo e de assumir posições diante do cenário a eles apresentado”, afirma.

O diretor de Ensino de Graduação, Marcelo Feldhaus é um dos responsáveis pelo programa em 2018. Para ele, a estrutura pedagógica em um curso de graduação é essencial. “Aqui na Formação nós temos o desafio de discutir políticas da sala de aula, gerar discussões de ensino, ver o que o curso está necessitando, pensar em um processo dinâmico diferente, construir novas ideias, ampliar as interlocuções e repensar os processos que já utilizávamos”, explica Feldhaus.

Segundo a pró-reitora Acadêmica, Indianara Becker, a Formação tem como propósito servir de espaço de transformação, de troca e de reflexão. “Ser professor universitário requer um processo cotidiano de ensinar e aprender. Requer envolvimento com todas as dimensões acadêmicas. A proposta apresentada aos docentes da Unesc, coloca-os como protagonistas de sua própria formação, em que a partir de sua trajetória constituída e de seu olhar para sua prática e inquietações cotidianas, promova reflexões e transformações no fazer docente”.

Saiba mais

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

06 de fevereiro de 2018 às 09:22
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito