Incubadora tecnológica de ideias e negócios

Inovação tecnológica e empresarial é foco na Itec.in

Inovação tecnológica e empresarial é foco na Itec.in
Fagner Santos Mais imagens

Alcançar o sucesso empresarial é tarefa complexa. Burocracia, comportamento e expansão do mercado, logística, incertezas nos cenários econômicos, riscos e, principalmente, gestão eficaz dos investimentos são desafios para as empresas. Quando envolvem tecnologia e inovação, as dificuldades são ainda mais desafiadoras. Isto porque a empresa deve encontrar um modelo de negócios escalável para um ambiente de extrema incerteza.

Em um cenário em que grande parte das empresas sucumbem na fase inicial de sua atuação, a Incubadora Tecnológica de Ideias e Negócios (ITEC.in) do Parque Científico e Tecnológico da Unesc (Iparque) incentiva a criação e apoia empreendimentos inovadores que contribuam para a diversificação da matriz econômica e para a geração de emprego e renda da região oferecendo infraestrutura adequada e programas de orientação e capacitação para a gestão dos empreendimentos inovadores.

“É uma incubadora de empresas de base tecnológica, com espaços, recursos tecnológicos e organizacionais compartilhados em um ambiente favorável para conexões e suporte”, detalha o professor da Unesc, Evânio Nicoleit, Gerente da Agência de Inovação da Unesc e responsável pela ITEC.in.

Instalada no Iparque em 2013, a Incubadora tem como missão estimular a criação e o desenvolvimento de empresas que ofereçam produtos ou serviços tecnologicamente inovadores, disponibilizando um ambiente com condições efetivas para abrigar ideias inovadoras e transformá-las em empreendimentos de sucesso. “O foco é apoiar e consolidar empreendimentos inovadores que estão nascendo e incentivar a produção de conhecimento”, explica o professor.

Estrutura própria para empreender

Estão disponíveis 16 salas privativas, mobiliadas e com equipamentos de Tecnologia de Informação e Comunicação, telefonia e internet (cabeada e Wi‑fi), além de uma sala ampliada para reuniões preparada com equipamentos multimídia. “As dimensões das salas podem ser de acordo com as necessidades que a empresa requer para o seu negócio”, coloca o responsável pela ITEC.in.

A Incubadora oferece também diversos serviços, dentre os quais: segurança, recepção, secretaria, restaurante, estacionamento, limpeza dos espaços de uso comum, energia elétrica e água.

Além do espaço físico

A ITEC.in também oferece apoio contábil, jurídico, de gestão financeira, de custo, de comercialização, de exportação e ainda no desenvolvimento do negócio. Registro de propriedade intelectual, licenciamento de produtos, elaboração de projetos para captação de recursos, ponte com eventos e feiras ligados à área de atuação da empresa e entre outros, também fazem parte da Incubadora.

 A Gerência da Agência de Inovação da Unesc é quem acompanha os empresários. “Capacitação para a gestão do próprio negócio é uma das principais ferramentas para fomentar a implantação de novas empresas e ideias inovadoras”, ressalta Nicoleit.

Como Incubar sua ideia (startup) na ITEC.in?

Para participar, empreendedores de propostas inovadoras devem atender aos editais para seleção de propostas para o programa de Incubação. “É importante lembrar que são selecionados empreendimentos que apresentem ideias, projetos, produtos, processos e protótipos baseados em tecnologia e inovação”, comenta a assistente administrativa da ITEC.in, Cristiane Matias Vargas.

“Após estas etapas, o empreendedor estará apto a incubar sua empresa”, completa. O período máximo de permanência é de até quatro anos, com possibilidade de prorrogação por mais um ano.

Acelerando sua ideia inovadora

Diversas empresas já passaram pela incubadora e ampliaram seu potencial de sucesso. “Aqui a ideia estará em constante aprimoramento e movimento em um ambiente integrado com excelentes oportunidades, conexões e parcerias a fim de que se consolide no mercado”, coloca Cristiane.

Para iniciar esta caminhada na ITEC.in, é necessário ter uma ideia criativa e inovadora em mente e vontade de empreender. “Tanto pessoas físicas quanto pessoas jurídicas podem participar. Estudantes, pesquisadores, empreendedores, empresas em construção, empresas que desejam desenvolver projetos, produtos e serviços inovadores, entre outros”, elenca Nicoleit.

Da mentoria ao sucesso

A Unesc oferece também o Programa Mentoring. “Esta é uma atividade de extensão do Núcleo de Empreendedorismo da Unesc que tem por objetivo oportunizar ao público interno e externo da universidade o acesso à mentoria para o apoio técnico no planejamento e desenvolvimento de novos negócios”, explica Nicoleit. O Mentoring funciona desde a concepção de ideias inovadoras até a pré-incubação, conectando os empreendedores com mentores para o aprimoramento dos projetos.

Os acadêmicos da Unesc também participam na incubadora. “Eles participam como integrantes dos programas, tais como o Núcleo de Empreendedorismo e o próprio Mentoring”, coloca o professor. Também podem participar como autores de ideias para pré-incubação e incubação e na interação entre as empresas e os laboratórios de pesquisa da Unesc. “Acompanham experimentos, ensaios e testes para o desenvolvimento e aprimoramento tecnológico de produtos, processos e serviços baseados em tecnologia inovadora”, finaliza Nicoleit.

Confira as oportunidades e vantagens para as empresas incubadas:

●      Programa de apoio e acompanhamento das empresas incubadas (startups) nos seus Planos de Negócios, Planejamento Estratégico e Planos de Ação;

●      Apoio às empresas incubadas na gestão (financeira, custos, marketing, planejamento, administração geral, produção, operação) de seus negócios;

●      Promoção de capacitações e consultorias;

●      Acompanhamento e divulgação de Editais para projetos com possibilidade captação de recursos junto às agências de fomento;

●      Promoção de cooperação e parcerias entre as incubadas;

●      Apoio técnico para registro de Propriedade Intelectual;

●      Apoio para participação em feiras e eventos pertinentes à área de atuação da incubada;

●      Apoio na identificação de pesquisadores e desenvolvedores que possam colaborar no aprimoramento tecnológico dos produtos, processos e serviços;

●      Apoio técnico para apresentação de projetos a investidores em particular e ao ecossistema de inovação em geral;

●      Interação com o hub de conexões da universidade para acesso às informações científicas e serviços tecnológicos, incluindo a biblioteca universitária.

Fagner Santos - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

08 de abril de 2019 às 14:00
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito