Setor de Comunicação Integrada

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Projeto desenvolvido na Unesc é um dos escolhidos pelo Instituto Arte na Escola

Projeto desenvolvido na Unesc é um dos escolhidos pelo Instituto Arte na Escola
Apenas dez passaram na seleção nacional entre os 50 polos nacionais (Foto: divulgação) Mais imagens

Projeto Arte na Escola (Polo Unesc) continua contribuindo com a educação. Nesta quinta-feira (8/2) a professora da Universidade e da rede pública de ensino, Julmara Goulart, aprovou o projeto “Não me interessa (apenas) o que é consagrado como cultura, e sim, aquilo que me pertence” para ser desenvolvido em 2018. A ideia desenvolvida pela professora foi uma das dez escolhidas nos 50 polos do Instituto Arte na Escola distribuídos pelo Brasil.

Segunda a coordenadora geral do Arte na Escola Polo Unesc, Silemar Maria de Medeiros da Silva, o projeto vai possibilitar momentos de reflexão e criação artística aos participantes e contribuir com a educação. “Por meio das relações, heranças, memórias e tradições, vai se criar um novo olhar para o ensino e para o patrimônio local, talvez nacional”, explica. A iniciativa da professora é resultado da parceria entre a Fundação Volkswagen e Instituto.

Ela conta ainda que o acolhimento das escolas para projetos como este é uma motivação a acreditar no sucesso. “A diretora Nerilda Vandir Felisberto abriu espaço na reunião pedagógica da escola Antônio Guglielmi Sobrinho, de içara, para que o projeto fosse apresentado, nesta oportunidade estamos ampliando nossas relações e criando laços importantes com os professores da instituição” afirma.

Ensinado e aprendendo

Julmara é uma das professoras do Arte na Escola Polo Unesc e participa do curso Aprendendo, desenvolvido na Universidade em parceria com o Instituto Arte na Escola. Nele vão ser analisados os resultados obtidos pela professora em sala de aula.

Conheça o Arte na Escola

O Instituto é uma associação civil sem fins lucrativos, que desde 1989, qualifica, incentiva e reconhece o ensino da arte, por meio da formação continuada de professores da Educação Básica Nacional. Ele busca desenvolver nos alunos habilidades perceptivas e incentivar a formação de uma consciência crítica.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

09 de fevereiro de 2018 às 18:38
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito