Setor de Comunicação Integrada

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Unesc entrega Plano Municipal de Saneamento Básico a 13 municípios catarinenses

Unesc entrega Plano Municipal de Saneamento Básico a 13 municípios catarinenses
Solenidade ocorreu nesta quinta-feira na Universidade (Fotos: Mayra Lima) Mais imagens

É oficial. Santa Catarina é o primeiro estado da Federação com 100% dos municípios com população inferior a 50 mil habitantes a ter Planos de Saneamento Básico elaborados. A conquista se deu por meio de um convênio assinado em junho de 2014 entre a Unesc e a Funasa (Fundação Nacional de Saúde). E nesta quinta-feira (16/2) o trabalho foi concluído, com a entrega dos projetos aos prefeitos municipais.

Os projetos, realizados por meio do IPAT (Instituto de Pesquisa Ambientais e Tecnológicas), do Iparque (Parque Científico e Tecnológico da Unesc), contempla os municípios de Araquari, Maravilha, Balneário Rincão, Campo Alegre, Garuva, Governador Celso Ramos, Imaruí, Macieira, Pescaria Brava, Saltinho, Sangão, Santa Cecília e Vargem Bonita.

Para a realização dos Planos o IPAT contou com uma equipe de 40 profissionais, incluindo engenheiros civis, químicos, ambientais e agrimensores, geólogos, geógrafos, arquitetos, biólogos, economistas, advogados, estatísticos, assistentes sociais, secretárias executivas, desenhistas e estagiários de diferentes cursos da Universidade.

Trabalho continua


O plano define as metas e estratégias de governo para os próximos vinte anos, com a perspectiva de universalização do acesso aos serviços de saneamento básico como direito social, contemplando os componentes de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana, manejo de resíduos sólidos, de drenagens e águas pluviais urbanas.

O reitor da Unesc, Gildo Volpato, comentou que esse foi o primeiro passo de um trabalho ainda maior. “A Unesc, como Universidade comunitária, tem o compromisso social de trabalhar todos os dias em prol da sociedade. Esse é mais um desses trabalhos, mas ele é apenas uma diretriz, um caminho. Agora é preciso fazer acontecer, criar as condições objetivas para que o ideal seja desenvolvido”, comentou.

Representando a Funasa de Brasília, o diretor substituto do Departamento de Engenharia de Saúde Pública, José Antonio de Mota Ribeiro, ressaltou a importância do envolvimento dos municípios com a Universidade. “Essa experiência que ocorreu aqui em Santa Catarina deve ser levada para todo o Brasil. Um trabalho desenvolvido por meio de uma ligação entre municípios e Universidade que colocou o Estado à frente do país no quesito Saneamento Básico. Agora é trabalhar nas prioridades para que os próximos 20 anos sejam voltados ao desenvolvimento”, frisou o diretor.

O superintendente estadual da Funasa de Santa Catarina, Adenor Piovesan, parabenizou os envolvidos no trabalho. “Essa não é uma entrega de uma obra física, ou de um bem material, mas sim, de uma constituição, que só pôde ser desenvolvida por conta do envolvimento das mãos da Unesc e dos municípios, que não mediram esforços para a sua conclusão”, afirmou.

Presenças

Estiveram presentes o prefeito de Pescaria Brava, Dayvisonn da Silva de Souza e a prefeita de Vargem Bonita, Melania Aparecida Roman Meneghini. Também marcaram presença os vice-prefeitos de Balneário Rincão, Luiz Gustavo da Luz, de Campo Alegre, Sebastião Vendelino e de Imaruí, Juacir do Amaral.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

16 de fevereiro de 2017 às 22:27
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito