Setor de Avaliação Institucional

Unesc recebe mais um reconhecimento de qualidade do MEC

Unesc recebe mais um reconhecimento de qualidade do MEC
Universidade está em segundo no Índice Geral de Cursos (Foto: Arquivo) Mais imagens

A Unesc teve a sua qualidade reconhecida mais uma vez. Segundo o IGC (Índice Geral de Cursos) 2016 – publicado em novembro de 2017 – ela é a segunda melhor Instituição entre as Universidades Comunitárias de Santa Catarina. O IGC é um indicador de qualidade que avalia as IES (Instituições de Ensino Superior) de todo o Brasil. Os dados são levantados anualmente e consolidados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que é uma autarquia vinculada ao MEC (Ministério da Educação) e levam em consideração aspectos como nota do CPC (Conceito Preliminar de Curso) e conceitos dos mestrados e doutorados.

A pró-reitora de Ensino de Graduação da Unesc, Indianara Becker, analisa que o resultado do IGC é fruto do compromisso da Universidade com a excelência acadêmica e com a missão institucional. “O Índice reflete questões relacionadas à qualidade do corpo docente, do ensino, da pesquisa e pós-graduação, da infraestrutura de apoio e do valor agregado na formação dos nossos acadêmicos. É sem dúvidas um indicador importante para reflexão e definição de ações institucionais”.

Como é formado o IGC

O Índice Geral de Cursos publicado neste mês foi calculado a partir dos seguintes elementos:

Nota do CPC (Conceito Preliminar de Curso) dos cursos de graduação avaliados no triênio 2014-2015-2016;
Número de matrículas nos cursos de graduação (estudantes cursando ou formandos no ano de referência do CPC);
Conceitos dos cursos de mestrado e doutorado atribuídos pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) na avaliação, com resultados válidos em 31 de dezembro de 2016;
Número de matrículas nos cursos de mestrado e doutorado (estudantes matriculados e titulados em 2016), conforme base de dados encaminhada pela Capes ao Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

30 de novembro de 2017 às 16:02
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito