Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

Projeto Viver Sus está com inscrições abertas até sexta-feira

Projeto Viver Sus está com inscrições abertas até sexta-feira
Ação será comemorativa ao aniversário de 25 anos da Estratégia Saúde da Família (Foto: Arquivo) Mais imagens

Uma nova edição do projeto Viver Sus - Vivências e Experiências na Realidade do Sus da Unesc, está se aproximando. A ação será realizada entre os dias 15 e 19 de julho em sete municípios da AMREC (Associação dos Municípios da Região Carbonífera), AMUREL (Associação dos Municípios da Região de Laguna) e AMESC (Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense.) Nesta edição do evento será comemorado o aniversário de 25 anos do programa Estratégia Saúde da Família. As inscrições para estudantes de graduação e pós-graduação interessados em participar da seleção para integrar o projeto seguem até sexta-feira (28/6).

Pautada nos princípios do projeto Ver Sus Brasil, a ação pretende estimular a formação de trabalhadores para o Sus (Sistema único de Saúde), comprometidos eticamente com os princípios e diretrizes do sistema e que se entendam como atores sociais, agentes políticos, capazes de promover transformações. Conforme o atual coordenador do projeto, Rafael Amaral, o desejo é que o projeto leve os participantes além dos muros da Instituição. “Queremos oportunizar a vivência e a experiência das realidades do Sistema Único de Saúde, através da extensão universitária, colocando nossos acadêmicos nos cenários e nas realidades de cada um dos municípios”, destaca.

Além disso, conforme Rafael, o Viver Sus atua na provocação de diálogos e contatos entre as diversas áreas do saber em prol do auxílio para as comunidades, assim como na contribuição para a construção da consciência acerca da saúde como direito social e no fortalecimento dos serviços de saúde coletiva dos municípios envolvidos

Podem participar do projeto acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Enfermagem, Educação Física (Bacharelado), Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Nutrição, Psicologia e Odontologia da Unesc e os residentes do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família/Saúde Mental.

Antes de os municípios receberem os visitantes os alunos participarão por capacitação na Unesc, no dia 12 de julho. O edital completo do projeto também pode ser acessado no site da Universidade. O resultado preliminar dos selecionados também será divulgado na página, no dia 04 de julho.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 26 de junho de 2019 às 16:37
Compartilhar Comente

10ª Semana de Ciência e Tecnologia da Unesc é lançada com palestra de diretora da Capes

10ª Semana de Ciência e Tecnologia da Unesc é lançada com palestra de diretora da Capes
Sônia Nair Báo se reuniu com os gestores da Universidade e proferiu palestra nesta terça-feira (11/6) (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

A Unesc recebeu, nesta terça-feira (11/6), uma completa aula sobre a Pós-graduação no Brasil com a presença da diretora de Avaliação da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Sônia Nair Báo. Sônia esteve na Universidade para encontro com lideranças da Instituição e ministrou palestra no evento que marcou o lançamento oficial da 10ª SCT (Semana de Ciência e Tecnologia) da Unesc. A visitante trouxe um panorama atual sobre a educação superior no país e abordou o tema “O Futuro da Pós-Graduação no Brasil” em sua fala à comunidade acadêmica no Auditório Ruy Hülse lotado.

Ao anunciar a abertura dos processos de submissão de trabalhos para SCT, a coordenadora do evento, Merisandra Côrtes de Mattos Garcia, fez questão de agradecer a todos os envolvidos para que esta edição seja mais um grande sucesso. Conforme Merisandra, em 2019 mais uma vez o tema do evento na Unesc segue a linha nacional e tem como temática a “Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”. O evento, considerado a maior das ações acadêmicas e científicas da Universidade será realizado de 21 a 25 de outubro.

Um dos diferenciais desta edição, de acordo com a coordenadora, será a 1º Seminário de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, novidade entre a extensa programação que contará ainda com a 19º Seminário de Iniciação Científica; o 11º Salão de Extensão; o 9º Salão de Ensino; o 5º Salão de Pós-graduação; a 6ª Feira de Inovação; o 6º Talento Musical; a 5ª Feira de Ciências; o 4º Bootcamp; o 4º Workshop de Arqueologia; o 2º Ciclo de Palestras do Museu de Zoologia; e a Jornada Empreendedora.

Destacando os números da história dos sete programas de Pós-graduação da Unesc, o diretor de Pesquisa e Pós-graduação da Unesc, Oscar Montedo, salientou a importância do conhecimento gerado e compartilhado ao longo dos anos de trabalho nas áreas abraçadas pela Unesc. “Temos números muito significados de defesas de dissertação de mestrados e teses de doutorados. Já somos reconhecidos nacionalmente pela nossa Pesquisa como uma instituição não publica e nossa intenção é ampliar cada vez mais a qualidade desse trabalho tão importante para a Universidade”, destacou.

Conforme Oscar, sendo o principal evento da Unesc, o lançamento da SCT não poderia ter presença mais significativa do que a da representante da Capes. “É uma honra e uma felicidade muito grande para todos nós. Estamos muito satisfeitos com a presença de todos para prestigiar esse momento”, salientou.

A representante da reitoria no evento, a Pró-reitora Acadêmica, Indianara Reynaud Toreti, destacou a honra de receber a autoridade no momento em que é oficializado o lançamento do evento que envolve a comunidade acadêmica ao longo de todo o ano. “É por meio da SCT que socializamos muito do que é produzido em conhecimento científico e em cultura, que integramos com a comunidade externa, que a Universidade se movimenta ainda mais em torno do conhecimento. Nesta noite tão especial, deixo o convite para que todos nós nos envolvamos socializando experiências, participando, ajudando a construir a programação”, pontuou.

Para a reitora da Universidade, Luciane Bisognin Ceretta, que participou de longa e esclarecedora conversa com a diretora da Capes, a presença de Sônia, além de uma grande honra para a Instituição, possibilitou o acesso a ótimas informações sobre os caminhos da área no Brasil. “Isso permitirá que nós direcionemos nossos Programas da melhor maneira. Sua presença demonstra ainda a importância da nossa Universidade no cenário da pesquisa nacional. Estamos muito contentes pelo retorno, já que ela fez questão de elogiar a Unesc e o caminho que adotamos para o fortalecimento da nossa Pós-graduação”, declara.

A imagem que Sônia leva da Universidade, conforme ela, de fato é das melhores possíveis. “Apesar do pouco tempo na passagem pela Instituição, pude perceber que temos aqui uma Universidade muito bem organizada, muito presente na comunidade e realmente com a comunidade inserida em seu dia a dia”, pontuou.

Diante do grupo de lideranças da Universidade e dos programas de mestrado e doutorado, Sônia destacou ainda algo que lhe chamou a atenção: a jovialidade e energia da equipe. “Sinto que isso também faz a diferença, dá vitalidade ao processo. Isso me dá a ideia de que essa equipe tem muito futuro, tem experiência e renovação, o que não o que encontramos sempre, mas faz toda a diferença. Vocês estão no caminho certo”, completou.

Colaboração


Entre as principais mensagens deixadas em sua passagem por Criciúma, a diretora destacou a necessidade de o sistema ser reavaliado, de modo unir mais e setorizar menos as áreas dos Programas. “Diante de um cenário de mudanças muito significativas nos últimos dez anos, fica claro que algo precisa ser repensado. Não dá para crescer o número de oferta por crescer. Temos que trabalhar em algo mais macro, em um crescimento sustentável”, salientou.

Para a diretora, apesar do momento de instabilidade no que diz respeitos aos investimentos em educação no país, as dificuldades enfrentadas devem ser superadas. “Não é a primeira vez que se encara situações como essa. Acredito que vamos sair dessa situação e uma das formas para isso será repensar o nosso ‘modus operandi’”, completou Sônia.

A visitante


Graduada em Ciências Biológicas (Licenciatura), Sônia possui mestrado em Biologia Celular e Estrutural e doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica). Realizou pós-doutorado na Universidade de Siena, na Itália. Atualmente, é professora titular da UnB (Universidade de Brasília), membro do Conselho Superior da Capes e diretora de Avaliação. Possui colaborações técnico-científicas com instituições nacionais e internacionais e já foi vice-reitora da UnB, membro do comitê da área interdisciplinar da Capes e do comitê da área de morfologia do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).


Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 11 de junho de 2019 às 23:23
Compartilhar Comente

Roda de conversa fortalece vínculos entre a Unesc e a comunidade Quilombola

Roda de conversa fortalece vínculos entre a Unesc e a comunidade Quilombola
Grupo esteve na Universidade para atividade da Semana de Meio Ambiente e Valores Humanos (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Em mais uma noite de compartilhamento de conhecimento na 14ª Semana de Meio Ambiente e Valores Humanos, a Unesc recebeu, nesta quarta-feira (5/6), integrantes da comunidade de Quilombolas Catarinenses, de Praia Grande. O grupo, formado por moradores e professoras da comunidade, dividiu experiências, compartilhou anseios e, principalmente, preocupações quanto a sua sobrevivência no espaço em que vivem. Mediaram a conversa, realizada no Auditório Ruy Hülse, os professores Alex Sander da Silva e Carlyle Torres Bezerra de Menezes.

Defensores do meio ambiente e dos meios sustentáveis de sobrevivência, o grupo trouxe ao debate questões como a utilização de terras de forma inapropriada e invasiva, a discriminação do povo quilombola, o cuidado com a água e a utilização de agrotóxicos, entre outros temas.

O debate, conforme Carlyle, foi iniciado já na chegada dos visitantes a Universidade, onde foram recebidos com um café. De acordo com o professor, o diálogo firmado já direcionou para a assinatura de um Termo de Cooperação entre a comunidade e a Unesc muito em breve. “Já lhes adianto isso em primeira mão. Queremos estreitar cada vez mais nossos vínculos e estarmos mais próximos na luta pelos seus direitos, na resistência e na busca pela demarcação de terras”, salientou.

A acadêmica Maria Eduarda de Azevedo, da segunda fase do curso de Ciência Biológicas, foi uma das participantes que fez questão de deixar seu pronunciamento no evento. Emocionada, Maria Eduarda destacou sua emoção ao ouvir de perto relatos como os dos visitantes e agradecê-los pelos seus papeis na sociedade. “Isso é muito lindo de ver. Estamos tendo a oportunidade de conhecer de perto aquilo que só vimos por meio dos estudos no Ensino Médio. Ter essa troca de experiências é simplesmente maravilhoso e só podemos agradecer por estarem aqui e pela Universidade nos proporcionar esse contato”, relatou.

A programação do evento segue até sábado (8/6) com atividades em Forquilhinha.

Mayara Cardoso -  Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 05 de junho de 2019 às 22:55
Compartilhar Comente