Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

Unesc participa de evento internacional que discute inovação curricular e a Educação 4.0

Unesc participa de evento internacional que discute inovação curricular e a Educação 4.0
Universidade está presente no Congresso Brasileiro de Gestão Educacional (Foto: Divulgação) Mais imagens

Na busca por introduzir a tecnologia como ferramenta de qualificação e inovação no ensino superior, a Unesc está presente no Geduc (Congresso Brasileiro de Gestão Educacional) - Educação 4.0, em São Paulo. A Universidade está sendo representada, de quarta a sexta-feira (27 a 29/3), pelo diretor de Ensino de Graduação, Marcelo Feldhaus, e pela assessora pedagógica da Instituição, Daniela Arns Silveira.

Com o tema “A revolução nas instituições de ensino”, o evento está utilizando as tecnologias digitais e seus usos nas instituições para provocar reflexões sobre o futuro da educação. “O Geduc certamente agregará valor ao movimento de Inovação Curricular e Pedagógica da Universidade, eixo de grande investimento acadêmico para os anos de 2019 e 2020. A participação da Unesc em eventos desta natureza vai somar-se aos esforços internos e resultarão como qualificação aos professores e cursos de graduação”, avalia Feldhaus.

Inovação na Unesc


O Programa de Inovação Curricular e Pedagógica, desenvolvido no Colégio Unesc e na graduação, tem o objetivo de propor, discutir e implantar as novas ferramentas ao ensino da Universidade. “O intuito é de acompanhar as mudanças no contexto político, social, econômico e cultural do qual fazemos parte, buscando novas arquiteturas curriculares e percursos formativos”, explica o diretor. 

Em abril de 2019, a Universidade iniciará discussões com as quatro áreas do conhecimento, na busca de identificar práticas docentes inovadoras, fortalecê-las, criar redes colaborativas entre os cursos, utilizar os avanços para elevar os currículos e, quando necessário, propor novos modelos curriculares. “Queremos implantar arquiteturas curriculares que dialoguem com as questões atuais e preocupem-se com uma formação interdisciplinar. As questões inerentes à curricularizacão, da extensão, da internacionalização e da pesquisa integrada à graduação e valorização dos professores também devem se fazer presentes”, afirma Feldhaus.

O diretor de ensino ressalta ainda que a expectativa é de que o Programa de Inovação Curricular e Pedagógica se estruture como um movimento de engajamento coletivo e que resulte em mudanças dentro e fora da Universidade.  

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 27 de março de 2019 às 14:13
Compartilhar Comente