Ciência da Computação

Alunos de Ciência de Computação tem experiência com Metodologia Ativa

O professor de Filosofia do Curso de Ciência da Computação, Jeferson Luis de Azeredo promoveu na última sexta-feira (30/11/2018), promoveu uma avaliação com os alunos da 2ª fase utilizando a metodologia ativa no formato sala invertida.

 

Por: Luciano Antunes 03 de dezembro de 2018 às 16:34
Compartilhar Comente

Defesas de Trabalho de Conclusão de Curso 2º semestre de 2018

Na segunda-feira (26/11/18) iniciaram as defesas de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) de Ciência da Computação do segundo semestre de 2018. As apresentações estenderam-se até a sexta-feira (30//18)

Foram apresentados os seguintes trabalhos:

1. Análise Comparativa de Frameworks Open Source para o Desenvolvimento de Jogos Multiplataforma.

Acadêmico Ederson Duarte Schaukoski, Orientador: Prof. Me. Luciano Antunes.

Banca: Profa. Ma. Ana Claudia Garcia Barbosa, Prof. Me. Paulo João Martins.

2. Uso da Biblioteca de Programação em Blocos Blocky como Forma de Auxílio ao Aprendizado da Disciplina de Algoritmos e Programação.

Acadêmico Raul Porto de Souza, Orientador: Prof. Me. Luciano Antunes, coorientadora: Profa. Esp. Louise Miron Roloff 

Banca:  Prof. Esp. Fabrício Giordani,  Prof. Me. Gustavo Bisognin.

3. Módulo Gráfico Forest Plot na Shell Meta-Analysis Diagnostic Pearson.

Acadêmico: Lucas Marcelino Fernandes, Orientador: Prof. Dr. Kristian Madeira, Coorientador: Prof. Esp. Gilberto Vieira da Silva

Banca: Prof. Esp. Fabrício Giordani, Prof. Esp. Anderson Rodrigo Farias (Faculdade SATC/UNIBAVE).

4. Desenvolvimento e Avaliação de Workflow de Processos ITIL Aplicado em Service Desk.

Acadêmico: Johnatan Cardoso dos Santos, orientador:  Prof. Me. Gustavo Bisognin.

Banca: Profa. Ma. Ana Claudia Garcia Barbosa,  Prof. Esp. Gilberto Vieira da Silva.

5. Análise Comparativa entre Sistemas de Virtualização para Uso no Modelo Cliente-Servidor do Raspberry PI.

Acadêmico: Willian Xavier de Sousa, Orientador: Prof. Esp. Sérgio Coral.

Banca: Profa. Prof. Me. Paulo João Martins, Prof. Me. Rogério Antonio Casagrande.

6. Estudo de Caso de Sistema de Reconhecimento Facial Utilizando o OpenFace para Identificação de Faces em Bancos de Imagens.

Acadêmico: Lucas Orso, Orientador: Prof. Me. Paulo João Martins.

Banca: Profa. Dra. Merisandra Côrtes de Mattos Garcia, Prof. Esp. Sérgio Coral.

7. O Uso da Realidade Aumentada no Apoio à Reabilitação de Pacientes com Distúrbio Osteomuscular de Membro Superior.

Acadêmico: Leoquina Alcina de Figueiredo Pinto, Orientador: Prof. Me. Luciano Antunes, Coorientador: Prof. Dr. Willians Longen (Fisioterapia – UNESC) .

Banca: Prof. Esp. Marcel Campos Inocêncio,  Prof. Esp. Matheus Leandro Ferreira.

8. Integração do GPS com o Google Maps no Rastreamento de um Ponto Específico para Auxiliar no Transporte Coletivo de Criciúma.

Acadêmico: Gilmar Margoti de Medeiros Junior,  Orientador: Prof. Me. Luciano Antunes.

Banca:  Prof. Me. Anderson Luis Furlan (Domínio Sistemas – Thomson Reuters /CEDUP),  Prof. Esp. Matheus Leandro Ferreira.

9. Arquitetura Híbrida de Máquinas de Vetores de Suporte e Redes Neurais Artificiais Aplicada a Classificação dos Solos.

Acadêmico: Rafael de Bona Ferro,  Orientador: Prof. Dra. Merisandra Côrtes de Mattos Garcia.

Banca:   Prof. Me. Gustavo Bisognin, Prof. Dr. Kristian Madeira.

10. Protótipo de uma Aplicação Web Usando Reconhecimento de Voz para Converter Voz em Texto, Orientado ao Aprendizado de Escrita para Pessoas que Possuem Dificuldades no Uso do Teclado .

Acadêmico: Aristote Kanza Lopes,  Orientador: Prof. Esp. Fabrício Giordani.

Banca:   Prof. Me. Anderson Luis Furlan (Domínio Sistemas – Thomson Reuters /CEDUP), Prof. Esp. Gilberto Vieira da Silva.

11. Simulador da Propagação de Resíduos Tóxicos no Solo Baseado em Autômatos Celulares.

Acadêmico: Marcos Paulo de Sousa Zanelatto, Orientador: Prof. Esp. Sérgio Coral, Coorientador: Prof. Dr. Estevan Grosch Tavares (UNESC)

Banca: Prof. Me. Paulo João Martins, Prof. Esp. Gilberto Vieira da Silva.

12. Desenvolvimento do Módulo Likelihood Ratio de Efeito Randômico na Shell Meta-Analysis Diagnostic Pearson Utilizando Serverless.

Acadêmico: Tiago Silvestre, Orientador: Prof. Dr. Kristian Madeira, Coorientador: Prof. Esp. Fabrício Giordani.

Banca: Prof. Me. Paulo João Martins, Prof. Esp. Gilberto Vieira da Silva.

13. Modelagem de Características para Representar Informações de Contexto Relevantes em um Domínio de Aplicação Sensível a Mudanças em Tempo de Execução.

Acadêmica: Diovana da Silva Santana, Orientador: Prof. Ma. Leila Laís Gonçalves.

Banca: Profa. Ma. Ana Claudia Garcia Barbosa, Prof. Me. Gustavo Bisognin.

14. Emoção e Experiência de Usuário: Detecção e Uso de Expressões Faciais na Avaliação de Interfaces a partir de Modelos Psicológicos.

Acadêmico: Dalençon Cardoso Colares, Orientador: Prof. Me. Leila Laís Gonçalves.

Banca:  Prof. Me. Luciano Antunes, Prof. Esp. Marcel Campos Inocêncio.

15. FOLCJAPU: Protótipo de um Jogo 2D para Auxiliar no Ensino do Folclore Brasileiro "Lenda do Japuaçu - O Conquistador do Fogo" Utilizando a Metodologia RETAIN.

Acadêmico: Gelson Firmino Junior, Orientador: Prof. Me. Paulo João Martins, Coorientador: Prof. Me. João Alberto Ramos Batanolli (UNESC)

Banca: Prof. Me. Fabiano Naspolini de Oliveira (Jogos Digitais – UNESC), Prof. Me. Luciano Antunes

  

16. Abordagem dos Algoritmos de Agrupamento K-means e Fuzzy C-means na Identificação de Zonas Pluviométricas em Santa Catarina Utilizando o Modelo de Processo CRISPDM.

Acadêmico: Daniel Nunes Pacheco, Orientador:  Profa. Dra. Merisandra Côrtes de Mattos Garcia.

Banca: Prof. Dr. Cristian Cechinel (UFSC – Araranguá),  Prof. Dr. Kristian Madeira.

17. Os Métodos Bayesianos de Aprendizado de Máquina pelos Algoritmos Naive Bayes e Redes de Crença na Predição de Período Chuvoso na Cidade de Blumenau.

Acadêmico: Bruna Baldini Dias, Orientador: Profa. Dra. Merisandra Côrtes de Mattos Garcia

Banca: Prof. Dr. Cristian Cechinel (UFSC – Araranguá),  Prof. Me. Luciano Antunes

Além destes trabalhos foram também apresentados:

1. Análise Comparativa dos Frameworks Laravel e CakePHP na Implementação do Método Estatístico Kappa em uma Aplicação Web.

Acadêmico: Maurício Citadin Bilésimo, Orientador: Prof. Me. Luciano Antunes, o-orientador: Prof. Dr. Álvaro Back

Banca:  Prof. Esp. Fabrício Giordani,  Prof. Dr. Kristian Madeira

2. Utilização da Tecnologia de RFID para Identificação de Itens de Vestuário e Associação a um Padrão de Áudio de Acordo com Mapa de Sons de Estilos Pré-Classificados como Apoio a Experiência Disruptiva do Usuário.

Acadêmico: Luã Lazzarin Carneiro de Araújo,  Orientador: Prof.  Prof. Me. Gustavo Bisognin.

Banca:  Prof. Esp. Fabrício Giordani, Prof. Esp. Sérgio Coral.

Parabéns aos concluintes!!

O Curso de Ciência da Computação agradece a confiança e deseja a todos sucesso!

Por: Luciano Antunes 03 de dezembro de 2018 às 15:08
Compartilhar Comente

Seminário de Filosofia e Sociedade da Unesc encerra com palestra de Castor M. M. Bartolomé Ruiz

Seminário de Filosofia e Sociedade da Unesc encerra com palestra de Castor M. M. Bartolomé Ruiz
Profissional que compartilhou seus conhecimentos na Universidade tem cadeira na Unesco e é referência no assunto Direitos Humanos (Fotos: Divulgação) Mais imagens

A quarta edição do Seminário de Filosofia e Sociedade: Governo e Governança, Direitos Humanos e Biopolítica, realizado na Unesc, encerrou na noite de quarta-feira (21/11) com a palestra do professor Dr. Castor M. M. Bartolomé Ruiz, da UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), do Rio Grande do Sul. O profissional é estudioso e referência no assunto direitos humanos e compartilhou conhecimentos com acadêmicos de diversos cursos da Instituição como Psicologia, Pedagogia, Ciências da Computação, Artes Visuais e Direito.

Conforme o integrante da comissão organizadora do Seminário, Jéferson Luís de Azeredo, a fala de Castor foi o ponto alto do evento, que mais uma vez cumpriu seu papel de trazer discussões e compartilhamento de conhecimentos. “O que podemos destacar, e que ficou muito claro em nosso evento, é que precisamos sempre trazer à tona a questão dos direitos humanos, respeitando que a nossa vida se constitui a partir da compreensão de que o outro existe, se constitui como parte da nossa vida e não podemos negar, oprimir e anular ele. O outro é um ser diferente e importante para o reconhecimento da minha identidade como sujeito e pessoa humana”, destacou.

O Seminário contou com aproximadamente 40 trabalhos submetidos e apresentados e mais de 120 participantes entre terça e quarta-feira (20 e 21/11). Foram realizadas, no total, 15 atividades com os temas: “Linguagem e Formação Cultural”, “Hermenêutica e Hermenêutica Jurídica”, “Filosofia, Ética e Estética”, “Filosofia Política, Democracia e Direitos Humanos”, “Ontologia, Liberdade e Existência” e “Homem, Natureza e Cultura”.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 22 de novembro de 2018 às 16:47
Compartilhar Comente

Empreendedorismo: egressos da Unesc comemoram sucesso no ramo empresarial

Empreendedorismo: egressos da Unesc comemoram sucesso no ramo empresarial

A startup Wized e o software Simples Dental mostram o sucesso dos egressos dos cursos da Unesc.

Nem só sonhar, mas realizar. É rápido até demais. A realidade dos egressos Luís Felipe Cardoso Fabris e Gélio Júnior, o primeiro formado em Administração e o segundo, em Ciências da Computação, confirma que a boa formação, aliada ao empreendedorismo, são decisivos para o sucesso empresarial. Os jovens se tornaram, com esforço, inteligência e dinamismo, cases de sucesso em âmbito internacional. Luís, 24 anos, se associou a três colegas e, juntos, desenvolveram um bloqueador de fraudes em vendas de ingressos online. Enquanto isso, Gélio Júnior, aos 29 anos, é um dos fundadores de uma das mais importantes empresas de software odontológico do país, referência mundial no ramo de odontologia.

Luís Felipe conta que, aos 13 anos, já tinha a chamada “veia empresarial”, e começou a empreender vendendo pizzas e doces ao lado de um amigo. No vídeo, ele conta como foi a ascensão, desde uma marca de roupas até uma confecção que ele abriu e ainda possui, para chegar a ser integrante de uma das startups mais reconhecidas atualmente no país e ficar entre as 27 finalistas da Startup Show, entre 300 outras empresas. "A Startup Show é o maior concurso do gênero no Brasil. A Wized foi a única catarinense, a única a utilizar a blockchain e a única a aceitar criptomoedas”, salienta Luis, sócio da empresa ao lado de Eduardo Mazzuco Cividini, Rodolfo Cirimbelli Gaidzinski e Rodrigo Búrigo Esmeraldino. Até o final do concurso, que acontece em dezembro, a cada semana três empresas competem, onde uma é escolhida por votação do público no site https://startupshow.com.br  e análise de jurados.

A Wised trabalha com um modelo de negócio único no Brasil e com poucos similares pelo mundo. A plataforma de compra e venda de ingressos utilizando a plataforma blockchain faz com que a venda seja 100% segura, sem risco de fraudes. A empresa permite ao cliente acessar o site e fazer o cadastro do seu evento totalmente 'self servisse' e automatizado, de modo que o cliente cria o evento diretamente no site da Wised. Ao adquirir o ingresso, o comprador recebe um QRCode, que deve ser apresentado no evento, sem necessidade de ingresso impresso.

Assim como o Luís, Gélio Júnior começou a empreender desde cedo. Com apenas 11 anos de idade, ele já trabalhava com o pai. Egresso do curso de Ciências da Computação da Unesc, hoje é sócio da Simples Dental – o maior software para consultórios odontológicos da América Latina. “Temos o equivalente a 13% do total do mercado brasileiro”, conta.

Veja um resumo da história do Gélio no vídeo:

O software Simples Dental já atende 27 mil usuários. A ferramenta é usada por dentistas, secretárias e administradores de clínicas no controle dos agendamentos, financeiro e documentação de seus pacientes. “Para o leigo compreender, eu costumo citar os seguintes exemplos: o agendamento de consultas fica mais fácil e, ainda, uma mensagem é enviada ao paciente duas horas antes do atendimento. Os demais consultórios costumam esperar a pessoa ir até eles”, ressalta. Outra característica, é administrar a agenda online de qualquer lugar, armazenar todas as informações da clínica com muito mais agilidade e organização. A empresa é formada ainda pelos sócios Lucas Carlessi, e Vitor, desenvolvedores de software; Marcos Cesar Canto, designer; e Ramon Silva Maciel, dentista. Três dos cinco sócios estudaram na Unesc e já tinham a ideia de criar uma empresa durante a graduação. "A Unesc teve um papel muito importante na história dessa empresa, pois ela foi um dos primeiros clientes do Simples Dental. A Unesc nos deu a confiança e o apoio que precisávamos para seguir com a empresa no início quando ninguém acreditava no nosso negócio.", relembra Gélio.

A empresa pretende fechar este ano com faturamento superior a dois milhões e um crescimento de mais de 70% mesmo em um ano de crise. Mesmo com esses números expressivos essa galera não para por aí e o foco agora é internacionalizar e se tornar uma empresa com atuação mundial.

O Software Simples Dental também é usado na clínica odontológica da Unesc, desde 2013. A universidade é uma das únicas do Brasil a incluir a informatização na rotina clínica já durante a graduação, reforçando a importância da união entre gestão e tecnologia para os futuros dentistas.

Para a reitora da universidade, Luciane Ceretta, é um orgulho ver egressos com tanto sucesso. “Não só a Unesc, mas, eu particularmente, estou muito feliz em ver esses nossos ex-alunos tão bem no mercado de trabalho, e o melhor: criando, inovando, sendo empreendedores. Isso é algo que sempre incentivamos dentro da nossa comunidade acadêmica. Eles estão fazendo a verdadeira diferença na sociedade”, se alegra a reitora.

Quem quiser conhecer o site do Luís Felipe e seus amigos pode acessar o www.wized.com.br. O trabalho do Gélio e seu associado você encontra no www.simplesdental.com.br

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Ana Sofia Schuster 05 de outubro de 2018 às 17:15
Compartilhar Comente

Segundo dia de Sulcomp aborda a Realidade Virtual e os Sistemas Imersivos

Segundo dia de Sulcomp aborda a Realidade Virtual e os Sistemas Imersivos
Palestra sobre o tema foi proferida pelo professor Leonardo Campos Inocencio (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

A segunda noite da 9ª edição do Sulcomp (Congresso Sul Brasileiro de Computação), evento realizado ao longo da semana na Unesc, teve foco voltado à Realidade Virtual e aos Sistemas Imersivos. Quem comandou a palestra principal desta quinta-feira (4/10) foi o professor Leonardo Campos Inocêncio, graduado em Engenharia de Agrimensura pela Unesc, com mestrado em Geologia pela Unisinos, sendo ainda doutorando em Computação Aplicada. Atualmente, ele atua como professor universitário e pesquisador do VIZLab (Laboratório de Visualização Avançada e Geoinformática).

Ainda ao longo desta quinta-feira, diversos trabalhos foram apresentados por acadêmicos e professores vindos de instituições de todo o país.

Na sexta-feira, o foco principal do evento será voltado ao tema “Internet das Coisas - O que é, como funciona, como prototipar e como entrar nesse mercado promissor e em franco crescimento” em uma palestra ministrada por Renata Coelho. A profissional é Bacharel em Sistemas de Informação e desenvolvedora de software há mais de dez anos. As atividades do Congresso têm apoio da SBC (Sociedade Brasileira de Computação) e estão sendo realizadas diariamente no Auditório Ruy Hülse.

Instrução sobre a SBC

Aproveitando a oportunidade, a coordenadora do Curso de Ciências da Computação, Ana Claudia Garcia Barbosa, destacou a importância da SBC nas atividades da categoria. Conforme a professora, são mais de 20 mil profissionais associados ao órgão, que sempre oferecem apoio ao curso e à Universidade. “Uma das ações da Sociedade diretamente ligada aos acadêmicos é a formação da grade de disciplinas dos cursos. É a SBC, com estudiosos e pesquisadores, que indica o que precisa constar na grade, sendo adequado de acordo com a realidade de cada instituição”, explicou. Ainda entre as informações, a coordenadora destacou os benefícios oferecidos em diferentes aspectos para estudantes e profissionais que se associam.

O Sulcomp é um evento realizado na Unesc a cada dois anos, levantando o que há de mais atual na área de Ciência da Computação no país. A edição de 2018 segue até sábado (6/10). Confira a programação.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 04 de outubro de 2018 às 21:09
Compartilhar Comente