Arquitetura e Urbanismo

Representantes de aldeia indígena deixam mensagem de amor e igualdade na Unesc

Representantes de aldeia indígena deixam mensagem de amor e igualdade na Unesc
Visitantes vieram da aldeia Tekoa Marãngatú, de Imaruí, para conversa com professores e alunos em evento promovido pelo Museu de Zoologia (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Índios da aldeia Tekoa Marãngatú, de Imaruí, estiveram na Unesc na tarde desta quarta-feira (17/04) compartilhando lições sobre sua história, sua cultura e seu dia-a-dia em evento promovido pelo Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski em parceria com o Ânima (Programa de Relações Colaborativas e Valorização Humana) em alusão ao Dia do Índio, celebrado no dia 19 de maio. Entre as informações deixadas pelos visitantes as principais foram as lições de amor e igualdade entre os seres humanos. Acompanharam o evento acadêmicos de cursos de graduação e crianças do Colégio Unesc.

A atividade consistiu em uma roda de conversa em que cada um dos quatro visitantes pôde destacar algo da história ou dos costumes da aldeia. Para a idealizadora da ação, a coordenadora do Museu, Morgana Cirimbelli Gaidzinski, o momento pôde ser resumido em riqueza e honra por tê-los na Universidade. “Estamos muito felizes por ter tido essa oportunidade e por conhecermos um pouco mais a riqueza dessa cultura”, destacou.

Conforme o coordenador do programa Ânima da Universidade, João Batanolli, grande estudioso e parceiro da aldeia há mais de 20 anos, a lembrança do Dia do Índio evidenciada pelo evento do Museu é de extrema importância, porém a data não é só de comemoração. “É uma data que também representa muita tristeza, muita luta. Apesar de tudo o que já aconteceu com eles, temos também muito a agradecer e aprender com sua cultura. Eles nos mostram muitas coisas, entre as principais mostram como poderíamos ser: simples e felizes. Nos dão o exemplo na prática de como viver a vida com paciência e humildade”, destacou.

O cacique da aldeia, o jovem Fabiano Alves, de apenas 29 anos, aproveitou sua fala para relembrar um pouco do passado, da chegada dos imigrantes ao Brasil. Após aprender muito sobre tudo isso, conforme o cacique, eles têm consciência de que Deus criou o mundo para que o ser humano vivesse em harmonia com a natureza.

Os demais membros da aldeia, Irineu Benite, Daiana da Silva e Floriano da Silva, abordaram ainda assuntos como a educação das crianças, a espiritualidade e as tradicionais pinturas em seus corpos. “Eles estão aqui, muito próximos, e possuem uma cultura completamente diferente e bastante preservada na aldeia. É incrível de ver. Em um dos dias que estive lá ouvi que nós, brancos, criamos as crianças para serem inteligentes e eles criam para que sejam pessoas boas. Eles têm toda a razão”, completou João Batanolli.

O evento contou ainda com contribuições dos professores Jairo José Zocche, Juliano Bittencourt Campos, Mário Guadagnin, Guilherme Elias, Carlos Renato Carola e Ana Karen Rosado, professora que apresentou o trabalho realizado sobre o tema com a sua turma no Colégio Unesc.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 17 de abril de 2019 às 19:32
Compartilhar Comente

Guilherme Takeda chama a atenção para necessidade de evolução constante

Guilherme Takeda chama a atenção para necessidade de evolução constante
Profissional dividiu sua experiência e visão de mercado com alunos, professores e profissionais em Aula Inaugural na noite de terça-feira (02/04) (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

A experiência e o sucesso na carreira profissional do arquiteto, urbanista e paisagista Guilherme Takeda foram o chamariz para que o Ateliê Central do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unesc estivesse lotado na noite de terça-feira (02/04) para a sua palestra. O profissional, natural do Rio Grande do Sul, trouxe aos alunos, professores e profissionais da área de arquitetura parte da sua história e de sua empresa, que há 30 anos atua no mercado nacional e internacional, além de destacar algumas questões que considera como fundamentais para o futuro.

Entre suas falas no encontro, Takeda destacou a necessidade de o paisagista estar em constante transformação. “Se o comportamento do consumidor está mudando e nós somos os responsáveis por criar os ambientes que as pessoas irão passar seu valioso tempo, porque devemos ficar iguais? Por que, nesse contexto, nossas empresas devem continuar paradas no tempo? No meu caso a empresa está no mercado nessas três décadas justamente porque não somos iguais nem ao que éramos no ano passado”, salientou.

Ainda sobre o que dividiu com os participantes do evento, o arquiteto tratou sobre a importância da especialização dentro da área de Arquitetura e Urbanismo. “Nós temos que ser bons hoje a ponto de ganharmos de quem nós éramos há um ano atrás. Com o número de profissionais que temos à disposição atualmente, vocês têm que buscar se especializar em uma área, como foco para serem os melhores”, completou.

De forma irreverente, Guilherme conseguiu ao longo de todo o encontro divertir, orientar e atrair a atenção e a participação dos ouvintes. O evento marcou de forma oficial o início das atividades no curso de Arquitetura e Urbanismo.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 03 de abril de 2019 às 15:07
Compartilhar Comente

Curso de Arquitetura e Urbanismo da Unesc recebe Guilherme Takeda para Aula Inaugural

Curso de Arquitetura e Urbanismo da Unesc recebe Guilherme Takeda para Aula Inaugural
Evento aberto ao público será realizado na noite de terça-feira (02/04) (Foto: Arquivo Unesc) Mais imagens

Acadêmicos e profissionais da área de Arquitetura e Urbanismo ganharão um presente nesta semana. Eles poderão participar de uma Aula Inaugural no Atelier Central Maria Inês Bay, na Unesc, nesta terça-feira (02/04), com o arquiteto, urbanista e paisagista Guilherme Takeda, a partir das 19h no Ateliê Central.

O palestrante, que é diretor da Takeda Design, de Porto Alegre, possui graduação em Faculdade de Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1984), especialização em Propar pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1986), especialização em Gerência de Projetos pelo Fundação Getúlio Vargas (2004) e aperfeiçoamento em Faculdade de Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990). Atualmente é Professor assistente da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e Sócio gerente da Takeda Arquitetura e Paisagismo Ltda. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Paisagismo.

Com mais de 25 anos de experiência no mercado, Takeda trabalha com as maiores construtoras e incorporadoras do Brasil, tais como Cyrela, Gafisa, Laghetto Hotéis, Max Haus, Meta, Renner, Rossi, entre muitas outras.

Para a professora Stela Maris Ruppenthal, que participa da equipe de organização do evento ao lado do coordenador do curso, Pedro Medeiros Kestering, a Aula Inaugural desta terça tem o objetivo de integrar calouros, veteranos e egressos do curso, assim como profissionais da área de toda a região, por meio da troca de conhecimento com um grande nome da Arquitetura. “É um momento único e tudo está sendo preparado com muito carinho para que todos tirem o maior proveito”, destaca.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 01 de abril de 2019 às 17:05
Compartilhar Comente

Estudantes da Unesc buscam qualificar vida de idosos

Estudantes da Unesc buscam qualificar vida de idosos
Projeto está incluído no Programa Território Paulo Freire (Foto: Divulgação) Mais imagens

Em diálogos, estudantes da Unesc buscam solucionar problemas sociais e levar qualidade de vida aos idosos do Sul Catarinense. Com este objetivo, o Projeto Cidadania na 3ª idade: Encontro com grupos de idosos dos Bairros Mina União e Vila Manaus promoveu atividades e conversas sobre envelhecimento, abordando o viés ambiental, psicológico e biológico. A atividade iniciou no dia 18 de março e se encerrou nesta quarta-feira (27/3).

A professora do curso de Arquitetura e Urbanismo, Aline Eyng Savi, conta que as atividades propuseram ações lúdicas com temáticas que envolvam as três áreas pertencentes ao projeto. Além dos estudantes de Arquitetura, participaram os cursos de Artes Visuais e de Fisioterapia da Instituição.

O projeto está incluído no Programa Território Paulo Freire da Universidade.

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 28 de março de 2019 às 13:11
Compartilhar Comente

Acadêmicos do curso de Arquitetura e Urbanismo visitam Praça Matriz de Urussanga

Acadêmicos do curso de Arquitetura e Urbanismo visitam Praça Matriz de Urussanga
Alunos estiveram na cidade na tarde de segunda-feira (25/03) (Foto: Divulgação) Mais imagens

Com a intenção de construir e desenvolver conhecimentos introdutórios necessários à condução de projeto e execução de intervenção sobre conjuntos urbanos com interesse histórico-cultural, acadêmicos do curso de Arquitetura e Urbanismo foram até Urussanga para conhecer a Praça Matriz Anita Garibaldi. Participaram da saída de campo a professora Aline Eyng Savi e seus acadêmicos da disciplina de Patrimônio II.

Conforme Aline, a saída teve ainda o objetivo de desenvolver a consciência, a reflexão e a crítica arquitetônica e urbanística, adotando como pressupostos a leitura e o entendimento dos conceitos de intervenções em obras de interesse histórico-cultural.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 26 de março de 2019 às 18:11
Compartilhar Comente