Artes Visuais - Licenciatura

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Necessidades e desafios para a Universidade são debatidos por acadêmicos e Reitoria no Diálogos Unesc

Necessidades e desafios para a Universidade são debatidos por acadêmicos e Reitoria no Diálogos Unesc
Acadêmicos apresentaram as reivindicações dos estudantes para a reitoria (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

Avaliar e debater as realizações da Universidade. Esses eram alguns dos objetivos do segundo encontro do Diálogos Unesc. O segundo momento da ação ocorreu na tarde desta terça-feira (14/8) no auditório Ruy Hülse e contou com a participação de alunos e gestores da Unesc.

De acordo com a reitora da Universidade, Luciane Ceretta, o objetivo do encontro é de ampliar a relação entre a gestão e os acadêmicos. "Aqui estamos dialogando e escrevendo a Universidade. Avaliar o andamento da Instituição e o olhar do estudante é fundamental, pois estes são os olhares dos que estão em todos os lados da Unesc", enfatiza.

Segundo o vice-reitor, Daniel Preve, um dos objetivos da gestão é o relacionamento próximo com os alunos. "A partir de momentos como esse, poderemos construir com várias mãos uma grande Universidade, apontando as necessidades e desafios dos estudantes", ressalta.

Espaço de fala

O Diálogos Unesc tem por temática principal abrir o espaço de fala entre os acadêmicos e a gestão. Segundo a reitora, a proposta é realizar até dois debates como este durante o ano com os acadêmicos, além de encontros com colaboradores e docentes da Instituição. "Queremos abrir o debate para entendermos como está a Universidade e assim melhorá-la", comenta.

Entre os temas debatidos estiveram a evasão e a permanência dos alunos dentro da Universidade, as ações e participações da Unesc para com os cursos de Licenciatura, os desafios da graduação Ead (Ensino à Distância), o atendimento ofertado nas cantinas e no restaurante universitário e os programas e as bolsas de estudo oferecidas para os acadêmicos.

Para o vice-presidente do DCE (Diretório Central dos Estudantes), Luccas Gonçalves, o encontro representa um momento rico para os acadêmicos. "Aqui podemos expor o que pensamos e o que esperamos da Universidade", comenta.

Além da reitora e do vice-reitor, a pró-reitora acadêmica, Indianara Reynaud Toreti, o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Thiago Fabris, o diretor de Pesquisa e Pós-Graduação, Oscar Montedo, o diretor de Ensino de Graduação, Marcelo Feldhaus, a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Fernanda Sônego, o gerente do Escritório de Negócios, Henrique Vargas, o gerente do Escritório de Inovação, Evânio Nicoleit, a gestora da Gerência de Atendimento ao Estudante, Mira Dagostin, e a chefe de Gabinete da reitoria, Gisele Coelho Lopes, também participaram do encontro.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 14 de agosto de 2018 às 18:52
Compartilhar Comente

Diálogos Unesc: Acadêmicos e Reitoria discutem sobre necessidades, anseios e reivindicações

Diálogos Unesc: Acadêmicos e Reitoria discutem sobre necessidades, anseios e reivindicações
Momento foi produtivo com a grande participação dos alunos (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Acadêmicos e equipe da Reitoria estiveram reunidos na noite desta segunda-feira (13/8) para o primeiro momento da ação Diálogos Unesc, no Auditório Ruy Hülse. A proposta, levantada pela Reitoria, foi de proporcionar uma noite especial com a equipe a postos para ouvir comentários, anseios, reivindicações e até apontamentos de ações que tenham bom resultado dentro de cada curso ou setor. Conforme a Reitora Luciane Ceretta, o objetivo é realizar a ação a cada semestre, proporcionando também o momento aos professores, gestores e coordenadores de curso da instituição como forma de dar respaldo e continuidade a proposta, já levantada ao longo da campanha realizada em 2017, de estar próximos da comunidade acadêmica.

O primeiro contato foi de apresentação da própria Reitoria e a equipe que a compõe, salientando a forma com que cada setor se relaciona com os acadêmicos. Após as apresentações os estudantes puderam ficar à vontade para realizarem seus questionamentos, o que rendeu uma conversa de mais de duas horas e meia e uma grande lista de reivindicações e sugestões montada para ser aprofundada posteriormente. “Viemos ouvir muito mais do que apresentar números ou explicações. A Unesc é uma universidade comunitária e esse é um espaço do qual não abrimos mão. Esse contato não tem preço e a lista que montamos hoje será muito importante”, declarou a reitora.

Para o vice-reitor, Daniel Preve, o debate com os alunos é um dos compromissos da chapa, que levantou a campanha "A Unesc que a gente quer" e agora trabalha todos os dias para melhorar cada vez mais os serviços oferecidos. "Todas as decisões que tomamos são analisadas com extremo cuidado pelo compromisso que temos de manter e ampliar a excelência acadêmica da Universidade. Esse contato vem a somar com os nossos objetivos", afirmou.

Grande participação

Entre os assuntos levantados ao longo do diálogo esteve a possibilidade de realização de mais projetos que possam integrar acadêmicos dos mais variados cursos. A universitária Vitoria Maria Vito, do Curso de Biomedicina, foi quem levantou a questão, afirmando que gostaria de poder conviver mais com colegas que, no mercado de trabalho, poderão de alguma forma ter contato com sua função.

“Muitas vezes o aluno não entende o que o seu curso pode ter a ver com o outro, mas tem sim muita coisa. Nós somos todos colegas e acho importante que ações promovam mais envolvimento até para incentivar um maior respeito com relação a outras profissões por meio do entendimento do valor que o colega também vai ter também na sociedade”, comentou. Vitoria aproveitou ainda para agradecer pela possibilidade de poder falar abertamente sobre tantos assuntos pessoalmente com a equipe da Reitoria e levar anseios diretamente para as lideranças da Universidade.

Ainda entre os temas levantados estiveram a possibilidade de criação de uma Pós-Graduação na área de computação dentro da Universidade; a maior utilização da ampla estrutura do Iparque; o incentivo para que mais projetos de extensão possam ser realizadas nas cidades da região; a possibilidade da volta do projeto de Feira das Profissões e as atuais ações realizadas dentro do campus com a intenção de atrair alunos do Ensino Médio para a Unesc; a valorização dos cursos de Licenciatura por meio de ações voltadas ao incentivo para que os adolescentes conheçam mais as possibilidades da formação; uma conversa franca sobre as ações tomadas pela atual gestão para uma contenção de gastos necessária para as finanças da Universidade e os resultados disso nos números atuais; a possibilidade de criar novos critérios para escolha de acadêmicos para os projetos de extensão; entre outras pautas.

O diretor de Ensino de Graduação, Marcelo Feldhaus, o diretor de Pesquisa e Pós-Graduação, Oscar Montedo, a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Fernanda Sônego, e a gestora da Gerência de Atendimento ao Estudante, Mira Dagostin, também participaram do encontro. Conforme a Reitora, todas as situações levantadas serão discutidas com a equipe com a intenção de avaliar novas possibilidades e de tornar realidade o máximo de reivindicações possível. 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 13 de agosto de 2018 às 22:32
Compartilhar Comente

Egressas da Unesc promovem exposição “Sobre Identidades”

Egressas da Unesc promovem exposição “Sobre Identidades”
Trabalhos são das artistas Ana Gallas e Bruna Ribeiro (Foto: Divulgação) Mais imagens

A Galeria Octávia Búrigo Gaidzinski, anexa ao Teatro Elias Angeloni, exibe até o dia 30 de agosto a exposição “Sobre Identidades” das artistas Ana Gallas e Bruna Ribeiro, egressas do curso do Curso de Artes Visuais – Bacharelado da Unesc. A exposição é uma promoção da Fundação Cultural de Criciúma (FCC) em parceria com a Sala Edi Balod e Curso de Artes Visuais da Universidade.

As obras de Ana Gallas tratam da identidade de mulheres desaparecidas na ditadura, criando novas identidades a partir de colagens e costuras.

Já os trabalhos de Bruna, abordam sua própria identidade, com trabalhos em fotografia e outros meios, propondo reflexões sobre a mulher artista e musa dentro da contemporaneidade.

Conforme a professora Daniele Zacarão, a exposição Sobre Identidades tem o objetivo de levar a reflexão sobre as diferentes formas de tratar a identidade feminina, como percebe-se na desconstrução e construção das imagens de outras mulheres, apresentadas por Ana Gallas, ou ainda nos autorretratos produzidos por Bruna, nos quais se reconhece enquanto mulher, artista e musa de sua própria história.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 13 de agosto de 2018 às 18:37
Compartilhar Comente

Sala Edi Balod recebe primeira oficina do circuito Arte Feminista

Sala Edi Balod recebe primeira oficina do circuito Arte Feminista
Encontro é realizado por alunas de Artes Visuais (Fotos: Daniele Zacarão/Divulgação) Mais imagens

A Sala Edi Balod recebeu na tarde de sábado (11/8) a oficina Corpo Feminino e Aquarela. Com o objetivo de pensar o papel da mulher na arte, o encontro marcou o início do circuito de oficinas Arte Feminista, promovido por acadêmicas do curso de Artes Visuais da Unesc e pela Sala Edi Balod.

A primeira oficina teve como temática central os desdobramentos do corpo feminino explorado e representado através da técnica de aquarela. A ministrante do encontro foi a estudante Stéfany Ribeiro.

De acordo com a professora do curso, Daniele Zacarão, o projeto tem como principal objetivo refletir sobre o papel e o lugar da mulher na arte e na sociedade.  “Nessa primeira oficina, a acadêmica compartilhou com o grupo seus processos de criação, referências e questões pessoais que a levaram pensar e produzir suas aquarelas com temáticas feministas”, enfatiza.

Os participantes também puderam compartilhar suas relações com o tema abordado, além de experimentar técnicas em aquarela.

Oficina de Arte Feminista

Aliando a teoria e a prática, as quatro oficinas têm o intuito de fazer uma reflexão sobre o papel feminino no mundo artístico. “A ideia é pensar o lugar da mulher na história da arte e nessas referências de mulheres que produzem arte, seja na representação do feminino ou tendo como referências mulheres artistas”, explica a artista Bruna Ribeiro.

“A Sala Edi Balod é um importante espaço de formação para os acadêmicos do curso de artes visuais, pois tem possibilitado o contato das pesquisas acadêmicas com o público externo”, explica Daniele.

Confira o cronograma das próximas oficinas


22/9 - Colagem em diferentes suportes, Marina Guidi
6/10 – Pintura Corporal, Carol Machado e Júlia Alvarez
27/10 – Identidade feminina, Bruna Ribeiro e Talia Jeremias

O evento é gratuito e para realizar a inscrição, acesse o link

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

13 de agosto de 2018 às 16:22
Compartilhar Comente

Unesc recebe primeira exposição de Arte Näif

Unesc recebe primeira exposição de Arte Näif
Obras estarão disponíveis no Espaço Cultural Unesc "Toque de Arte" a partir de terça-feira (14/8) (Foto: Divulgação) Mais imagens

O dia 14 de agosto de 2018 ficará marcado na história do setor de Arte e Cultura da Unesc. Neste dia a Universidade irá abrir a sua primeira exposição da chamada Arte Näif. A estreia do estilo será grandiosa, já que quem irá expor seus trabalhos é a artista Tercília dos Santos, de Florianópolis. A exposição, intitulada como “Universo Sonhado”, estará no Espaço Cultural Unesc "Toque de Arte" já a partir de terça-feira (14/8), tendo abertura oficial às 20h30.

Conforme a coordenadora do Setor de Arte e Cultura da Universidade, Amalhene Baesso Redig, a exposição irá comemorar o aniversário de 18 anos do Espaço Cultural. “Estávamos há dois anos em contato, namorando a possibilidade de ela vir. Agora, depois de já ter levado seu trabalho para São Paulo e até para o exterior, ela estará na Unesc e marcará esse aniversário de forma muito especial com um estilo inédito por aqui”, comentou.

Para Amalhene, essa é uma oportunidade para outros artistas de região, acadêmicos, professores e colaboradores conhecerem de perto as belezas da Arte Näif. “É algo diferente. Uma arte primitiva, ingênua. O público merece conhecer diferentes tipos de arte e essa em especial mostra muita autenticidade e mexe com nossas memórias afetivas por ser algo bem interiorano”, completa.

A artista fará uma conversa aberta com acadêmicos do curso de Artes Visuais e demais interessados das 19h às 20h e às 20h30 participará da cerimônia de abertura da exposição. Os trabalhos ficarão disponíveis para visitação até o dia 14 de setembro, das 9h às 22h, no Bloco Administrativo da Universidade.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 13 de agosto de 2018 às 14:40
Compartilhar Comente