Artes Visuais - Licenciatura

Feira Casa Pronta: Unesc recebe visitantes em amplo estande

Feira Casa Pronta: Unesc recebe visitantes em amplo estande
Evento foi iniciado na noite desta quarta-feira (17/10) no Centro de Eventos José Ijair Conti (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

O maior evento dos setores de construção civil, mobiliário e decoração da região Sul de Santa Catarina, a Feira Casa Pronta, foi iniciado na noite desta quarta-feira (17/10) e segue até domingo (21/10) no Pavilhão José Ijair Conti, em Criciúma, recebendo visitantes de todo o Estado. Com um estande completamente novo e remodelado, a Unesc marca presença e oferece amplo espaço aos visitantes para que conheçam em especial os cursos ligados à temática do evento: Arquitetura, Artes Visuais, Design e Engenharia Civil.

Ao longo dos cinco dias de Feira Casa Pronta, professores e acadêmicos dos cursos estarão se revezando para recepcionar os visitantes no espaço, pensado nos mínimos detalhes para levar a mensagem da Universidade e dos profissionais em formação.

Conforme o coordenador do curso de Design, professor João Rieth, que acompanhou a montagem do estande e o primeiro dia de Feira, a intenção é atrair o público ao estande e captar possíveis novos alunos a partir dos profissionais e visitantes que circulam no evento. “Esses cursos que estamos trazendo para a Casa Pronta têm tudo a ver com o setor de construção civil. Fizemos questão de montar um espaço aberto e convidativo e trazer alguns trabalhos de cada área para que as pessoas possam também entender um pouco de tudo o que se passa na Universidade e o que esses aprendizados podem proporcionar”, comentou.

Para o coordenador do curso de Engenharia Civil, professor Marcio Vito, os dias de trabalho no estande também serão de muitos contatos com egressos. “Muitos passam aqui com a família, filhos, esposas ou os pais, e mostram com orgulho o lugar em que estudaram. Eles se sentem em casa e nós temos também muito carinho em recebê-los. Nesta primeira noite, já tivemos exemplos disso e é muito bacana”, garantiu.

Na estrutura, que encontra-se montada logo ao final do primeiro corredor da feira, os visitantes podem conferir fotos do Centro de Documentos da Unesc, que retratam a construção do campus da Universidade e marcam também os 50 anos da Instituição. O espaço será compartilhado nesta quinta-feira (18/10) com o Jornal A Tribuna para o evento especial de lançamento da revista Arquitetura & Interiores.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 17 de outubro de 2018 às 21:37
Compartilhar Comente

Conheça o deserto do Texas pelo olhar da artista criciumense Letícia Cardoso

Conheça o deserto do Texas pelo olhar da artista criciumense Letícia Cardoso
Exposição é um desdobramento da perda de arquivos do celular da autora (Foto: Leonardo Ferreira) Mais imagens

De Austin a Paris, a artista criciumense, Letícia Cardoso viajou pelo Texas, Estados Unidos, e registou sua experiência na exposição “Rodar o Deserto”. A montagem, originada do vídeo “Austin a Paris: um ruído entre Jane e Travis”, foi criada com imagens e fragmentos de textos preservados em mensagens, trocadas pela artista com amigos e familiares por e-mails em 2009. A abertura ocorreu na noite desta quarta-feira (10/10), na sala Edi Balod – Espaço de Exposições e Laboratório de Artes Visuais.

Letícia explica que a exposição foi organizada de uma forma diferente do habitual, um desdobramento da perda de arquivos do celular, trazendo, de forma curiosa, novos sentidos ao material. “Foi um pequeno acidente que originou esta ideia. Quem visitar o local onde a obra está instalada pode levar um bloco de publicação, uma réplica do conteúdo com fragmentos da viagem”, afirma a artista.

Os visitantes também podem interagir com Letícia. Cartões postais serão disponibilizados a quem passar pelo local. Os interessados podem deixar suas mensagens e entregar a artista.

Inspiração

Nas obras, Letícia retrata imagens registradas em uma viagem que fez entre outubro e dezembro de 2009, percorrendo a extensão do deserto nos Estados Unidos. O trabalho, contemplado pelo Edital Elisabete Anderle 2017, na categoria Artes Visuais, do Governo do Estado de Santa Catarina/Fundação Catarinense de Cultura, compreende exposição e publicação.

Letícia é professora de pintura na Unesc e está realizando doutorado em Artes Visuais na Udesc, em Florianópolis. A exposição está vinculada a um projeto de doutorado, na linha de pesquisa Processos Artísticos Contemporâneos iniciado em 2017 e denominado “Cartas ao Desconhecido”.

O trabalho da artista ficará disponível para visitação até 31 de outubro, de segunda a sexta-feira das 14h às 18h.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 10 de outubro de 2018 às 20:25
Compartilhar Comente

Sala Edi Balod realiza oficina de Desenho e Lambe Lambe

Sala Edi Balod realiza oficina de Desenho e Lambe Lambe
Evento ocorreu junto a Pik Nik Coletivo, no Paço Municipal (Fotos: Divulgação) Mais imagens

A Sala Edi Balod realizou neste sábado (6/10) a oficina de Desenho e Lambe Lambe. A atividade fez parte do circuito de oficinas de Arte Feminista. A temática teve o objetivo de abordar o desenho livre e a exposição dele em ambientes públicos. O encontro ocorreu durante o Pik Nik Coletivo, no Paço Municipal de Criciúma e foi proposto pela Sala e pelo curso de Artes Visuais.

Durante a oficina, os participantes realizaram seus trabalhos artísticos em papeis reutilizados. “A proposta era praticar o desenho livre em diferentes tipos de papeis, como por exemplo, cupons fiscais de compras e alguns papeis mais velhos”, explica a acadêmica e ministrante da oficina, Marina Guidi.

Além disso, os trabalhos foram expostos em espaços públicos. “O Lambe Lambe é a arte de rua, o ato expor os desenhos em espaços e lugares públicos, como postes, por exemplo, mas não denegrindo o patrimônio público”, acrescenta Marina.

Circuito de Oficinas

Aliando a teoria e a prática, o circuito de Arte Feminista tem o intuito de fazer uma reflexão sobre o papel feminino no mundo artístico, bem como a história da participação, suas referências e a representação feminina na arte.

A próxima oficina ocorre no dia 27 de outubro com a temática Identidade feminina, com as artistas Bruna Ribeiro e Talia Jeremias. As inscrições devem ser realizadas no link

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto Henrique 08 de outubro de 2018 às 15:34
Compartilhar Comente

Arte na Escola Polo Unesc marca presença em encontro no Rio Grande do Sul

Arte na Escola Polo Unesc marca presença em encontro no Rio Grande do Sul
Representantes da Universidade estiveram nesta semana no 5º Encontro Regional Sul da Rede Arte na Escola em Montenegro RS (Fotos: Divulgação) Mais imagens

O trabalho desenvolvido no projeto Arte na Escola Polo Unesc no ensino, na pesquisa e na extensão foi apresentado nesta semana no 5º Encontro Regional Sul da Rede Arte na Escola em Montenegro (RG). Representaram a Universidade no evento, as professoras coordenadoras do Polo Silemar Silva e Izabel Duarte, além da coordenadora do setor de Arte e Cultura, Amalhene Baesso Reddig. O evento aconteceu na Fundarte (Fundação Municipal de Arte de Montenegro) e reuniu os coordenadores dos Polos da Região Sul.

Conforme Silemar, o ponto forte da apresentação foi a pesquisa que o Polo vem acompanhando na E.E.B. Antônio Guglielmi Sobrinho. “O trabalho envolve um projeto chamado “Não me interessa (apenas) o que é consagrado como cultura, e sim, aquilo que me pertence” que é desenvolvido por Julmara Goulart, professora do Polo, que traz para o grupo de professores de artes em formação os relatos de seu trabalho. Esses relatos são disparadores para a formação continuada dos professores que, juntos, pensam a sequência didática das aulas de artes com as crianças do quinto ano da escola”, explica.

De acordo com a professora Silemar Maria de Medeiros da Silva, o projeto se dá como um disparador para ações e reflexões no grupo de professores em formação. “A preocupação com o aprendizado das crianças é o centro das discussões, enquanto o professor pesquisador vai aprendendo no coletivo como se dá o aprendizado das crianças. As interrogantes da professora/pesquisadora vão movendo a pesquisa que se veste de ação-reflexão-ação, de todos os atores envolvidos, ou seja: professores e alunos”, destaca.

Foram três dias de trocas de experiências. Participaram deste encontro, além do Polo Unesc, os Polos da FUNDARTE, UFRGS, FURB, UFSM, UNIVILLE, UNIPLAC, UFPel, UFSC, FEEVALE e UCS.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 05 de outubro de 2018 às 21:35
Compartilhar Comente (1)

Cidadania na terceira idade

O projeto de extensão “Cidadania na 3ª idade: Encontro com monitoras dos grupos de idosos da Afasc”, realizou um encontro nesta quinta-feira (4/10), no Laboratório de Projeto do curso de Arquitetura e Urbanismo, com 11 monitoras e os professores e alunos participantes.

Segundo a professora do curso, Elizabeth de Siervi, o encontro teve como objetivo promover um momento de aproximação do projeto às dinâmicas promovidas em cada grupo de idosos orientados pelas monitoras presentes. “Foram realizadas atividades que permitiram o mapeamento das características de cada grupo e também a compreensão dos diferentes contextos vivenciados pelos idosos nos grupos”, conta.

Ao final da atividade, foi definida uma agenda inicial de encontros para integração e apresentação do projeto em sete grupos de idosos, em bairros inseridos na área do Programa Território Paulo Freire: São Defende, Nova Esperança, Santa Luzia, Mineira Velha, Mina União, São Francisco e Vila Manaus.

O projeto

O projeto “Cidadania na 3ª idade”, do Programa Território Paulo Freire tem o objetivo de promover a socialização do conhecimento por meio de atividades relacionadas à discussão do envelhecimento nas esferas ambiental, psicológica e biológica para encaminhar alternativas de soluções aos problemas sociais, contribuindo para a melhoria da qualidade do ambiente de vida do idoso dos bairros inseridos no Território Paulo Freire.  

Estão envolvidos no projeto os cursos de Artes Visuais, Arquitetura e Urbanismo e de Fisioterapia.

Por: Milena Spilere Nandi 05 de outubro de 2018 às 13:24
Compartilhar Comente