LabProj - Laboratório de Projetos

Extensão | Escola Caetano Ronchi: projeto de revitalização dos espaços escolares no bairro de São Defende, Criciúma/SC

Extensão | Escola Caetano Ronchi: projeto de revitalização dos espaços escolares no bairro de São Defende, Criciúma/SC
Projeto de Extensão - Relatório Mais imagens

CONTEXTO
O projeto tem como objetivo “desenvolver projetos técnicos de arquitetura e acompanhamento de obras para qualificação e acessibilidade dos espaços interiores e exteriores da Escola Caetano Ronchi, no bairro de São Defende localizada em Criciúma/SC”.
A metodologia utilizada estabelece aspectos qualitativo e participativos, fortalecendo os aprendizados de todos os envolvidos, seja do ambiente acadêmico ou da comunidade escolar. As atividades previstas envolvem a realização de projeto de arquitetura com a finalidade de melhorar os ambientes físicos e a acessibilidade da escola.
Durante os dois anos de projeto realizaram-se levantamentos técnicos  de apoio às definições de projetos de intervenção que se desenvolveram em conjunto entre os professores, alunos e demais participantes da comunidade escolar. Durante o projeto e seus levantamentos foram realizadas atividades lúdicas de aproximação aos alunos e professores aos temas do projeto.
Principais atividades desenvolvidas: Levantamento e proposta de qualificação de acessibilidade na escola; proposta de adequação de acessibilidade nos banheiros da escola; atualização do desenho de arquitetura da edificação da escola; planejamento área do parquinho e projeto e execução de rrevitalização da área da horta escolar.
O projeto se encerrou no inicio do ano de 2018 e ainda desenvolve atividades de finalização em que se doará para a escola uma maquete que inclui a escola e o seu entorno.

Palavras-Chave: Arquitetura; Acessibilidade; Qualidade dos ambientes escolares; Extensão universitária.

DADOS DO PROJETO
Campo de Arquitetura: Edificação
Tipo: Extensão
Local: Bairro de São Defende, Criciúma/SC
Situação: Finalizado - Período de: 2016 a 2017
Financiamento: Edital Unesc
Coordenação: Elizabeth de Siervi
Professores Participantes:  Aline Savi; Pedro Luiz Kestering Medeiros; Margarete de Oliveira
Bolsistas: Ana Paula Freitas de Albuquerque; Júlia Marcello Dal Molin; Fernanda Lissa; Jerusa Lino, Letícia Torquarto;  Lucas Souza; Renata Galli Ferreira.
Voluntários: Sofia Minatto Monçoni; Jaqueline Porto da Silva; Joice Lopes Mendes; Alice Cechinel Lúcio.

Veja aqui a ficha do projeto 

Publicações

ALBUQUERQUE, A. P. F. ; SAVI, A. E. ; SIERVI, E. C. ; OLIVEIRA, M. ; MEDEIROS, P. L. K. ; MOLIN, J. M. D. ; LUCIO, A. C. ; MONÇONI, S. M. ; SILVA, J. P. . AVALIAÇÃO DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL - estudo de caso na Escola Caetano Ronchi, São Defende, Criciúma/SC. In: VII Semana de Ciência e Tecnologia UNESC, 2016, Criciúma. Anais VII Semana de Ciência e Tecnologia. Criciúma: UNESC, 2016. v. 7. Disponível em: <http://repositorio.unesc.net/bitstream/1/5962/1/AVALIAÇÃO%20DA%20ACESSIBILIDADE%20ESPACIAL%20-%20ESTUDO%20DE%20CASO%20NA.pdf>. Data de Acesso: 08/08/2018.
SIERVI, E. C.; SAVI, A. E. ; OLIVEIRA, M. ; MEDEIROS, P. L. K. . Qualficação de ambientes escolares inclusivos: extensão universitária na E.M.E.I.E.F. Caetano Ronchi,nobairrodeSãoDefende,Criciúma?SC. Práticas e Saberes da Extensão, v. VI, p. 23-41, 2017. Disponível em: <http://www.unesc.net/portal/resources/files/234/Práticas%20e%20Saberes%20de%20Extensão%20-%20Volume%20VI.pdf>. Data de acesso: 01/08/2018.
MONÇONI, S. M. ; SIERVI, E. C. ; OLIVEIRA, M. ; SAVI, A. E. ; MEDEIROS, P. L. K. ; ALBUQUERQUE, A. P. F. ; LUCIO, A. C. ; MOLIN, J. M. D.  EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA ESCOLA CAETANO RONCHI: requalificação de ambientes escolares no município de Criciúma/SC. In: VII Semana de Ciência e Tecnologia, 2016, Criciúma. Anais VII Semana de Ciência e Tecnologia. Criciúma: UNESC, 2016. v. 7.
OLIVEIRA, M. ; SIERVI, E. C. ; SAVI, A. E. ; MEDEIROS, P. L. K.  Livreto de Extensão: Projeto de Extensão Caetano Ronchi: Horta Escolar e Parquinho - Proposta e Intervenção. 2016. (Apresentação de resultados).
SAVI, A. E. ; SIERVI, E. C. ; OLIVEIRA, M. ; MEDEIROS, P. L. K. Livreto de Extensão: Diagnóstico de acessibilidade Escola Caetano Ronchi. 2016. (Apresentação de resultados).
SIERVI, E. C.; OLIVEIRA, M. ; SAVI, A. E. ; MEDEIROS, P. L. K. Livreto de Extensão: PROJETO CAETANO RONCHI: revitalização dos espaços escolares no bairro São Defende, Criciúma/SC. 2016. (Apresentação de resultados).

Mais informações: http://repositorio.unesc.net/bitstream/1/5962/3/Formulário do Projeto.pdf

Por: Elizabeth Maria Campanella De Siervi 27 de julho de 2018 às 16:54
Compartilhar Comente

Pesquisa | Inventário das Arquiteturas do Patrimônio Cultural Ferroviário na AMREC

Pesquisa | Inventário das Arquiteturas do Patrimônio Cultural Ferroviário na AMREC
Patrimônio Cultural Ferroviário na AMREC Mais imagens

O CONTEXTO
O Patrimônio Cultural Material é o que o ser humano produziu fabricou ou construiu ao interagir com o meio em que vive. Nesse universo, o Patrimônio Ferroviário vem sendo estudado desde a aprovação da Lei Federal número 11.483/2007, que atribuiu ao Estado a responsabilidade de receber, administrar e zelar os bens móveis e imóveis de valor artístico, histórico e cultural, oriundos da extinta Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA) e englobando edificações como estações, armazéns, terrenos e trechos de linha, até material rodante, como locomotivas, vagões, carros de passageiros, além de bens móveis como mobiliários, relógios, sinos, telégrafos e acervos documentais. 
A região sul de Santa Catarina teve muitas de suas cidades desenvolvidas às margens da Ferrovia Dona Tereza Cristina, ligada à extinta RFFSA. A rede teve como atividade principal a exploração, o transporte de carga, especialmente o carvão mineral. Ignorar esse patrimônio, deixando-o esquecido na história das cidades é perder parte importante dessa memória cultural. 
A primeira ação para que isso não aconteça é inventariar as arquiteturas, de modo a gerar dados permanentes. Essa documentação permite o reconhecimento de sua existência e a sua preservação. Sabendo disso, o projeto de iniciação científica teve como objetivo principal: elaborar um registro da arquitetura do Patrimônio Cultural Ferroviário pertencente à Ferrovia Tereza Cristina na região da AMREC. 
A construção deste inventário do patrimônio cultural ferroviário constituiu-se numa etapa inicial e indispensável no processo de registro de bens culturais, trabalho necessário no sentido de incentivar a preservação dos mesmos e viabilizar ações municipais nesse sentido. 
Este estudo realizou-se a partir de um o projeto de iniciação cientifica cujo objetivo foi: elaborar um registro amplo da arquitetura do Patrimônio Cultural Ferroviário pertencente à Ferrovia Tereza Cristina na região da AMREC.

Palavras-Chave: Inventário, patrimônio ferroviário, AMREC
 
DADOS DO PROJETO
Campo de Arquitetura: Conjuntos arquitetônicos e monumentos 
Tipo: Pesquisa  
Local: Municípios da Região Carbonífera – Sul do Estado de Santa Catarina
Situação: Finalizado - Período de: 2016/02  a 2017/01
Financiamento: Edital Unesc PIC 170
Coordenação: Dra. Aline Eyng Savi
Bolsistas: Alice Bortoluzzi | Voluntários: Felype Moretti – Lays Juliani Hespanhol

PUBLICAÇÕES
BORTOLUZZI, Alice; HESPANHOL, Lays Juliani; SAVI, Aline Eyng. Inventário das Arquiteturas do Patrimônio Cultural Ferroviário na Associação dos Municípios da Região Carbonífera – AMREC. In: Cadernos de Pesquisa da Escola da Cidade. Número 02, set. 2016 – p. 151. Disponível em: <http://www.escoladacidade.org/wp/wp-content/uploads/160915_publicacao_pesquisa_completo.pdf
BORTOLUZZI, Alice; HESPANHOL, Lays Juliani; SAVI, Aline Eyng. Inventário das Arquiteturas do Patrimônio Cultural Ferroviário na Associação dos Municípios da Região Carbonífera – AMREC. In: VII Semana de Ciência e Tecnologia. Universidade do Extremo Sul Catarinense. Disponível em:<http://periodicos.unesc.net/cienciaetecnologia/article/viewFile/3286/3126

Mais informações: http://repositorio.unesc.net/bitstream/1/5962/3/Formulário do Projeto.pdf

Por: Elizabeth Maria Campanella de Siervi 26 de julho de 2018 às 16:35
Compartilhar Comente

Reconhecendo o Patrimônio Histórico e as repercussões estética e econômicas em Nova Veneza e Urussanga | Curso Arquitetura e Urbanismo UNESC

Três disciplinas da sexta fase do Curso Arquitetura e Urbanismo UNESC - Teoria e Estética da Arquitetura, Desenvolvimento Regional e Patrimônio Histórico - se juntaram, neste semestre de 2018-1, para realizar duas atividades de visita de campo aos municípios de Urussanga e de Nova Veneza. 

O objetivo da atividade conjunta das disciplinas foi aliar os conteúdos de sala de aula a uma visão regional no que diz respeito ao patrimônio histórico e cultural e seus repercussões estéticas e econômicas.

As visitas aconteceram entre o final do mês de abril e início do mês de maio, com a participação de 18 acadêmicos, além das 3 professoras das disciplinas, Arq. Elizabeth de Siervi, Arq. Stela Ruphental e Arq. Aline Savi. Também  contribuíram com a realização das atividades de campo profissionais ligados as prefeituras dos municípios visitados.

A primeira visita ocorreu dia 25 de abril no município de Urussanga. Num primeiro momento o Arquiteto Nilton Bortolotto, da prefeitura municipal, recebeu o grupo na Praça Longarone, no centro da cidade, e fez uma apresentação do contexto do patrimônio histórico local e suas relações com o desenvolvimento microrregional.  Após essa apresentação as professoras orientaram os alunos na visita e em suas atividades de diagnóstico e levantamento de dados.

A segunda visita correu no dia 9 de maio no município de Nova Veneza. O encontro contou com a participação do Sr. Gabriel da Conceição que recebeu os acadêmicos e as professoras na Praça Humberto Bortoluzzi, no centro da cidade. Foram apresentados fatos históricos do município e também uma leitura socioeconômica, focalizando suas relações entre a cultura dos imigrantes e o turismo na atualidade. Após essa apresentação o grupo fez um passeio pela cidade e seus diferentes pontos de interesse, buscando captar elementos para seus levantamentos e diagnósticos.

A experiência foi considerada muito positiva pelas professoras que já estão programando a repetição deste tipo de atividade conjunta para o próximo semestre.

Por: Ruslana Jandira De Carvalho Da Conceição Gumbe 22 de maio de 2018 às 16:04
Compartilhar Comente

Apresentação do Projeto de Inventário das Arquiteturas do Bairro Rio Fiorita, em Siderópolis, é realizada na comunidade.

Apresentação do Projeto de Inventário das Arquiteturas do Bairro Rio Fiorita, em Siderópolis, é realizada na comunidade.
Apresentação do Projeto Mais imagens

O evento de apresentação e entrega à comunidade dos levantamentos realizados nos edifícios do Escritório da Carbonífera Siderúrgica Nacional, do Ambulatório e da Central Telefônica, foi realizado na terça-feira (13/12), na sede da paróquia Santa Barbara, no bairro Rio Fiorita em Siderópolis.

O material digital apresentado continha as plantas técnicas com apresentação do estado de conservação dos edifícios históricos, que auxiliará para que a comunidade possa dar prosseguimento à iniciativa de restauração dos edifícios.  

O Projeto é desenvolvido pelo Laboratório do Núcleo de Teoria e História do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNESC (LABNETH), através de vínculo com a Agência de Desenvolvimento, Inovação e Transferência de Tecnologia (ADITT), e coordenado pela Professora Aline Eyng Savi. Participaram também acadêmicos estagiários e voluntários envolvidos e representantes da Prefeitura Municipal de Siderópolis e da comunidade.

Por: Samara Eberhardt Schardosim 14 de dezembro de 2016 às 13:51
Compartilhar Comente

Projeto de Extensão do curso de Arquitetura e Urbanismo recebe premiação da VII Semana de Ciência e Tecnologia

Projeto de Extensão do curso de Arquitetura e Urbanismo recebe premiação da VII Semana de Ciência e Tecnologia
Integrantes do Projeto de Extensão recebendo premiação Mais imagens

A cerimônia de entrega dos certificados aos trabalhos premiados na VII Semana de Ciência e Tecnologia da UNESC, ocorreu nesta segunda-feira (12/12). Dentre os 93 trabalhos selecionados pela comissão julgadora do evento, o Projeto de Extensão Escola Caetano Ronchi: revitalização dos espaços escolares no bairro São Defende, Criciúma/SC, teve dois trabalhos que receberam Menção Honrosa pelo destaque alcançado.

Os trabalhos premiados foram, completo de extensão “Avaliação da Acessibilidade Espacial - Estudo de caso na Escola Caetano Ronchi, São Defende, Criciúma/SC”, apresentado oralmente, e o resumo “Extensão Universitária na Escola Caetano Ronchi: requalificação de ambientes escolares no município de Criciúma”, apresentado no formato pôster.

Por: Samara Eberhardt Schardosim 13 de dezembro de 2016 às 15:22
Compartilhar Comente