Ciências Econômicas

Transformações no trabalho em Santa Catarina são tema de conferência na Unesc

Transformações no trabalho em Santa Catarina são tema de conferência na Unesc
Encontro de Economia Catarinense foi encerrado na noite desta sexta-feira (Fotos: Milena Nandi/ Mayara Cardoso) Mais imagens

Os debates sobre as “Transformações no Mundo do Trabalho em Santa Catarina” deram o tom no 13º Encontro de Economia Catarinense. O evento, realizado nos dias 9 e 10 de maio na Unesc, foi encerrado na noite desta sexta-feira com atividade no Auditório Edson Rodrigues com apresentações ministradas pelos professores Thiago Fabris, João Henrique Zanelatto e Débora de Almeida.

Ao longo do dia, o evento contou ainda com a participação do professor doutor José Álvaro de Lima Cardoso, responsável pelo escritório do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Na manhã desta sexta-feira ele passou informações sobre a conjuntura econômica do país, a partir das análises do Dieese, e dialogou com os presentes sobre as possibilidades para o Estado. A conferência teve a coordenação da pesquisadora membro da Apec (Associação de Pesquisadores em Economia Catarinense), Rossandra Oliveira Maciel de Bitencourt.

Segundo Cardoso, o cenário catarinense deve ser compreendido na moldura social e econômica nacional. “A conjuntura nacional influencia decisivamente o quadro estadual. Santa Catarina é pouco mais que 1% do território brasileiro, 4% do PIB (Produto Interno Bruto) e 3% da população. Considerando isso, uma abordagem nacional dos problemas contempla também as questões catarinenses”, afirma o representante do Dieese. “Estamos atravessando uma crise grave e não temos certeza de qual cenário teremos futuramente. Mas em períodos como este temos várias possibilidades. A análise é realista, mas as ações têm que ser otimistas para enfrentarmos um mundo de desafios”, complementa.

O Encontro de Economia Catarinense é realizado pela Apec, em parceria com o PPGDS (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico) da Unesc e o curso de Ciências Econômicas da Unesc, que em 2019 completa 20 anos de história.

De quinta a sexta-feira o evento contou com três conferências e 20 mesas-redondas com a apresentação de mais de 100 trabalhos, além do lançamento do livro e da última edição da Revista Catarinense de Economia (RCE).

Revista Catarinense de Economia

Durante o evento da manhã desta sexta-feira, o professor doutor da UFSC, Sílvio Cario, apresentou a última edição da Revista Catarinense de Economia. Segundo ele, a decisão editorial foi de direcionar parte da publicação para artigos sobre a economia catarinense e parte para a nacional. “Procuramos diversificar os autores e assuntos para termos um panorama maior da economia estadual e nacional”.

“Planejamento, desenvolvimento e os gastos em educação em Santa Catarina; “Problemas ambientais decorrentes de estações de tratamento de esgoto em Santa Catarina” e “Expectativas dos agentes e efeitos das políticas monetárias e fiscais críveis nos índices setoriais da bolsa de valores brasileira” estão entre os assuntos abordados na primeira edição de 2019 da Revista.


Milena Nandi / Mayara Cardoso – Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Atualizada às 23h40

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 10 de maio de 2019 às 12:25
Compartilhar Comente

Unesc recebe maior Encontro de Economia Catarinense

Unesc recebe maior Encontro de Economia Catarinense
Evento reúne pesquisadores, estudantes e profissionais de economia de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

O conhecimento pulsa de forma ainda mais intensa na Unesc nesta quinta e sexta-feira (9 e 10/5), dias em que são realizadas na Universidade as atividades do 13º Encontro de Economia Catarinense. O evento reúne pesquisadores, estudantes e profissionais de economia e áreas afins para debater assuntos em torno do tema "Transformações no Mundo do Trabalho". Na primeira noite de evento, além da abertura oficial com palestra sobre o tema principal, os participantes puderam conferir de perto o lançamento da obra “Características Econômicas e Sociais de Santa Catarina no Limiar do Século XXI”.

O evento é realizado pela Apec (Associação de Pesquisadores em Economia Catarinense), em parceria com o PPGDS (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico) da Unesc e o curso de Ciências Econômicas da Unesc, que em 2019 completa 20 anos de história.

No total, até a noite de sexta-feira, o Encontro contará com três conferências e 20 mesas-redondas com a apresentação de mais de 100 de trabalhos, além do lançamento do livro e da última edição da Revista Catarinense de Economia (RCE). Confira aqui a programação completa.

Ao dar as boas-vindas a todos os participantes que prestigiam o evento, a pró-reitora Acadêmica, Indianara Reynaud Toreti, destacou a importância da produção de conhecimento para o desenvolvimento do Estado e do país. “Sabendo disso, receber um evento que agrega tantas universidades, que com certeza auxiliam nesse desenvolvimento, é muito satisfatório. Diante da situação em que nos encontramos, em que a questão dos recursos para a educação nos causa grande preocupação, é importante ainda que possamos discutir também esse assunto e buscar rumos e estratégias para que consigamos continuar contribuindo nesse cenário”, destacou.

Lançamento da noite

A obra editada pela EdiUnesc e lançada nesta quinta-feira, intitulada como “Características Econômicas e Sociais de Santa Catarina no Limiar do Século XXI”, dos organizadores: Silvio F. Cário, José Antonio Nicolau, Luiz Carlos de Carvalho Júnior e Norton Flores Bropé, trata-se de uma compilação de estudos relevantes para o processo de planejamento de ações governamentais destinadas à superação das diferenças regionais e da melhoria dos indicadores.

Conforme o principal organizador do livro, Silvio Flores, presente para lançar oficialmente a obra, esse é o fruto de um intenso trabalho de pesquisa encomendado para que resultasse em plano de estado. “Foi um ano e meio em que trabalhamos sistematicamente, ouvimos duas mil pessoas, fizemos 18 workshops na capital, além de oito em outras cidades de Santa Catarina, tudo para fazer um mapeamento com dados atualizados da realidade socioeconomicamente catarinense”, explicou.

A obra será disponibilizada de forma gratuita no site da editora em aproximadamente dez dias.

Palestra de abertura

Trazendo todo o seu conhecimento no que diz respeito às transformações no mundo do trabalho, o professor doutor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), José Dari Krein, foi o responsável pela palestra da noite desta quinta-feira no Encontro. Sua fala foi mediada pelo professor doutor Alcides Goularti Filho, representante da Apec.

Para José, o fato de o evento levar como tema o foco do seu estudo, a transformação no mundo do trabalho, é motivo de muito orgulho, em especial por ser um encontro de tamanha relevância para toda a sociedade. “Chegamos neste 13ª Encontro com a intenção de continuar mobilizando as universidades, os grupos de pesquisa, os pesquisadores, para discutir as especificidades da economia brasileira e isso, por si só, é sempre muito importante. Essa mobilização contribui não só para compartilhar conhecimento e a partir disso avançar na reflexão, mas também contribui para pensar e refletir sobre os problemas que estão colocados do ponto de vista econômico para a sociedade catarinense e brasileira”, salientou.

Conforme o palestrante, sua fala parte do princípio de que as transformações no mundo do trabalho de fato são muito profundas, mas elas não são inexoráveis e completamente definidas pelo novo padrão tecnológico. “Existe, por exemplo, uma previsão de que até 2021 sete milhões de empregos serão eliminados pela introdução das novas tecnologias. É verdade que estamos vivendo mudanças, mas não é verdade absoluta porque ao mesmo tempo que se elimina empregos e alguns setores, se cria empregos em outros setores. No entanto, a definição das ocupações que se cria dentro da sociedade é muito determinada como a forma que se dinamiza a economia e por outras opções políticas existentes na sociedade”, completa.

Mayara Cardoso -  Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 09 de maio de 2019 às 22:03
Compartilhar Comente

Transformações no mundo do trabalho em debate na Unesc

Transformações no mundo do trabalho em debate na Unesc
Professor doutor da Unicamp, José Dari Krein, fará a palestra de abertura do evento (Foto: Divulgação) Mais imagens

A Unesc será palco, nos dias 9 e 10 de maio, do 13º Encontro de Economia Catarinense, que reunirá pesquisadores, estudantes e profissionais de economia e áreas afins para debater assuntos em torno do tema “Transformações no Mundo do Trabalho”. O evento será realizado pela Apec (Associação de Pesquisadores em Economia Catarinense), em parceria com o PPGDS (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioeconômico da Unesc) e o curso de Ciências Econômicas da Universidade, que em 2019 completa 20 anos de história.

A abertura oficial do Encontro ocorrerá no dia 9 de maio, às 19h30, no Auditório Ruy Hülse, com a conferência “Transformações no Mundo do Trabalho”, com o professor doutor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), José Dari Krein. Os trabalhos desta conferência serão coordenados pelo professor doutor Alcides Goularti Filho, representante da Apec.

O coordenador da 13ª edição do Encontro, professor da Unesc, Dimas de Oliveira Estevam, explica que o tema do Encontro leva em consideração o cenário nacional, com 13 milhões de desempregados, sendo destes, 4 milhões de desalentados (pessoas que desistiram de procurar emprego, por diversos fatores). “As mudanças na legislação trabalhista iniciaram em 2017 e estamos passando por um período de muitas alterações. Reforma Trabalhista, Reforma da Previdência, todas essas discussões estão alterando o cenário. Por isso o evento vai tratar das transformações do trabalho em âmbito nacional, estadual e local (Criciúma) e também fazendo a ligação de como um fato em nível de Brasil pode atingir o cenário local”, afirma.

Esta é a segunda vez que a Universidade sedia um Encontro de Economia Catarinense. Segundo Estevam, o evento tem como objetivo reunir pesquisadores, professores e estudantes de Economia e áreas afins como Administração, Ciências Contábeis, Sociologia, História, entre outras para apresentar os estudos desenvolvidos no Estado e realizar uma troca de informações e experiências entre os participantes, além de estreitar laços entre as instituições presentes.

O Encontro contará com três conferências e 20 mesas-redondas com a apresentação de mais de 100 trabalhos, além do lançamento do livro e da última edição da Revista Catarinense de Economia (RCE). Os interessados podem se inscrever até o dia 9 de maio pelo endereço (clique aqui).

Áreas temáticas

Ao longo de dois dias, os trabalhos girarão em torno de dez áreas temáticas: Desenvolvimento e sustentabilidade socioambiental; Gestão e economia do setor público; Demografia, espaço e mercado de trabalho; História econômica e social; Economia industrial, da ciência, tecnologia e inovação; Desenvolvimento social, economia solidária e políticas públicas; Desenvolvimento regional e urbano; Desenvolvimento rural e agricultura familiar; Economia e política internacional; e Temas especiais.

Assuntos como previdência social, impactos do programa Bolsa Família sobre indicadores de desigualdade e pobreza, sistema nacional de inovação, agricultura e pecuária, Prodec (Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense), descentralização administrativa e financeira dos municípios catarinenses e participação feminina no desenvolvimento rural serão debatidos.

O evento terá a apresentação de vários trabalhos e estudos produzidos nas diversas universidades e organizações de pesquisa de Santa Catarina. Os temas serão abordados por professores e pesquisadores de instituições como Unesc, UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), Apec, Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina), Cepa (Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola – ligado à Epagri), FURB (Universidade Regional de Blumenau), Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), Unochapecó (Universidade Comunitária da Região de Chapecó), UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) e UFPR (Universidade Federal do Paraná).

Lançamento de livro

A programação do Encontro de Economia Catarinense contará ainda com o lançamento do livro “Características Econômicas e Sociais de Santa Catarina no Limiar do Século XXI”, da Ediunesc (Editora Unesc). A obra tem como organizador principal o professor doutor da UFSC, Silvio Cário, e conta com os organizadores José Nicolau, Luiz de Carvalho Júnior e Norton Flores Boppré. O lançamento ocorrerá às 19 horas no Auditório Ruy Hülse.

A obra está dividida em 14 capítulos, em que faz uma radiografia socioeconômica de Santa Catarina, com informações sobre a primeira década e meia dos anos 2000. O livro é resultado de pesquisas realizadas por professores da UFSC (Economia, Relações Internacionais e Arquitetura), em parceria com a Secretaria de Estado do Planejamento do Governo de Santa Catarina, com informações atuais do senso do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2017 e de outros dados.

O objetivo do trabalho é colaborar com o pensar sobre o desenvolvimento socioeconômico de Santa Catarina. O recurso para publicação foi da Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina).

Confira a programação do Encontro de Economia Catarinense

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 03 de maio de 2019 às 10:49
Compartilhar Comente

Unesc traz palestra com economista Ricardo Amorim

Unesc traz palestra com economista Ricardo Amorim
Evento abordará a positividade econômica nos próximos anos (Foto: Divulgação) Mais imagens

A Unesc, em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) de Santa Catarina e com a Cristal Copo, apresentará a palestra “Por que a economia deve melhorar e surpreender positivamente nos próximos anos? Como aproveitar as oportunidades de recuperação? ”, com o economista Ricardo Amorim. O evento ocorrerá no Sisos Hall, na próxima terça-feira (18/12).

Durante a palestra, Amorim apresentará a sua visão sobre as grandes tendências e transformações futuras da economia brasileira e mundial, de modo que os participantes possam entender de forma clara e objetiva as oportunidades e riscos em assuntos que envolvam a questão econômica. A palestra será destinada para empresários, investidores, estudantes e público em geral.

O palestrante

Ricardo é economista formado pela USP (Universidade de São Paulo) e pós-graduado em Administração e Finanças Internacionais pelas ESSEC (École Supérieure des Sciences Économiques Et Commerciales), de Paris. Atua no mercado financeiro desde 1992, trabalhou em Nova York, Paris e São Paulo como economista e estrategista de investimentos. Amorim é o único brasileiro incluído na lista dos mais importantes e melhores palestrantes mundiais do Speakers Corner.

Como adquirir 

Para adquirir o ingresso, os interessados podem comprar via on-line no site minhaentrada.com.br ou de forma física, na Loja Conveniência do Posto Stadium (48) 3461-1329. 

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 13 de dezembro de 2018 às 16:14
Compartilhar Comente

Enade será aplicado neste domingo na Unesc

Enade será aplicado neste domingo na Unesc
Mais de 800 acadêmicos estarão participando do Exame (Foto: Divulgação) Mais imagens

Acadêmicos da Unesc participarão, neste próximo domingo (25/11), do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes). O Exame é aplicado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e é responsável pelo cálculo dos indicadores de qualidade dos cursos e das instituições de ensino superior.

Nesta edição mais de 800 estudantes dos cursos de Administração, Comércio Exterior, Direito, Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Psicologia, Design, Tecnologia em Design de Moda e os Tecnólogos em Recursos Humanos, Processos Gerenciais e Gestão Comercial da Unesc participarão da prova.

De acordo com o diretor de Ensino de Graduação, Marcelo Feldhaus, o Exame permite calcular a qualidade de nossos cursos, além de ser um requisito legal exigido pelo MEC (Ministério da Educação). “O Enade é um importante instrumento que auxilia na avaliação dos cursos de graduação em todo o Brasil, impactando em ações que impulsionam mudanças curriculares e refletem diretamente na formação do concluinte e do egresso. A participação de nossos alunos concluintes, é de fundamental importância”, enfatiza.

As provas ocorrerão nos blocos R1 e R2. Os portões abrem às 11h e o Exame inicia às 13h30, de acordo com o horário de Brasília.

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto Henrique 20 de novembro de 2018 às 15:43
Compartilhar Comente