Comércio Exterior

Em dia especial, Unesc foram mais 150 profissionais para o mercado

Em dia especial, Unesc foram mais 150 profissionais para o mercado
Data marca a conquista do conceito máximo em avaliação do MEC (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Acadêmicos de 14 cursos da Unesc viveram, nesta terça-feira (17/12), momentos especiais e inesquecíveis. Em cerimônias especiais de Colação de Grau em Gabinete nos períodos da tarde e da noite, quase 150 estudantes fizeram seus juramentos e passaram a ser considerados profissionais aptos a exercerem suas profissões. As cerimônias foram conduzidas pela diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Fernanda Sônego, e pelo vice-reitor Daniel Preve, nos períodos da tarde e da noite, respectivamente.

Além de representar grandes conquistas prestigiadas por amigos e familiares, as formaturas desta terça-feira marcaram também um dia especial para a Universidade, que recebeu o resultado da avaliação realizada pelo MEC (Ministério da Educação), na qual atingiu nota 5, máxima pontuação. Em seus discursos, os representantes da Universidade que conduziram as cerimônias e outorgaram o grau aos formados destacaram também a conquista.

Conforme Daniel, que parabenizou os formandos e a todos os familiares e amigos que os acompanharam na jornada da graduação, o pedido é para que os graduandos do dia levem sempre o nome da Unesc por onde forem. “Honrem o nome da Universidade. Essa sempre será a casa de vocês, uma instituição da qual vocês podem se orgulhar. Exemplo disso é o resultado de hoje no qual fomos agraciados com a nota 5, conceito máximo do MEC, e as premiações que a Instituição vem recebendo nos últimos meses”, salientou.

Colaram grau neste dia alunos dos cursos de Administração, Administração habilitação em Comércio Exterior, Artes Visuais, Ciências Biológicas, Direito, Engenharia Química, Engenharia Civil, Engenharia de Agrimensura, Engenharia de Produção, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Psicologia.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 17 de dezembro de 2019 às 22:16
Compartilhar Comente

Unesc lança Núcleo Operacional do PEIEX em Criciúma

Unesc lança Núcleo Operacional do PEIEX em Criciúma
Programa de Qualificação para Exportação é oferecido pela Apex Brasil em parceria com a Unesc (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Uma parceria que começou a ser projetada em 2016 e já mostra seus primeiros resultados foi lançada oficialmente na noite de quarta-feira (13/11). Trata-se do Núcleo Operacional do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX) de Criciúma, que trabalha em prol do desenvolvimento do potencial inovador e exportador da região Sul. O PEIEX foi criado e é oferecido em todo o país pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), organização que tem, em Criciúma, a Unesc como instituição executora, a partir de convênio assinado em 2019.

O Núcleo Operacional PEIEX Criciúma conta atualmente com 35 empresas em atendimento, com o objetivo de chegar à 100 empresas até 2021. Seu objetivo, conforme o coordenador do Núcleo, Júlio Cesar Zilli, é qualificar as empresas locais, que abrangem as regiões da AMREC, AMESC e AMUREL, e prepará-las para expandirem seus negócios com a exportação de forma mais segura e positiva. “Queremos prepará-las para que tenham sucesso e possam permanecer atuando no mercado internacional”, destacou o coordenador.

Entre as empresas participantes estão organizações das mais variadas áreas, porém, todos com o objetivo de alçar voos mais altos e seguros. O trabalho de prospecção desses participantes, de acordo com Zilli, vem sendo feito ao longo do ano pela equipe do Núcleo, que leva informações sobre a possibilidade oferecida com o intermédio da Unesc, que disponibiliza não só sua estrutura física, mas também sua expertise em prol dos projetos.

“Neste momento precisamos reforçar nossos agradecimentos a todos esses empreendedores que acreditaram no projeto PEIEX, na Apex-Brasil, na Unesc, nos técnicos que se dedicam dia a dia e no trabalho que vem sendo desenvolvido desde 2016”, salientou o coordenador, que ainda agradeceu à Apex-Brasil por acreditar no Sul do Brasil e possibilitar a implantação do Núcleo.

Lideranças nacionais, empreendedores locais, comunidade acadêmica e comunidade externa estiveram reunidos no Auditório Jayme Zanatta, na Acic, para um momento de socialização e aprendizado. Entre as autoridades presentes estiveram o Analista de Competitividade da Apex-Brasil, Ulisses Medeiros Júnior; Pedro Piá de Andrade e Clarissa Oliveira Franco, ambos colaboradores da Apex-Brasil que dividiram conhecimentos com os presentes e o coordenador do Núcleo, Júlio Cesar Zilli. Ao final das apresentações de cenários, dados e detalhes sobre a atuação da Apex-Brasil e do Programa os convidados foram recepcionados em um coquetel e puderam trocar experiências e contatos com as lideranças e demais participantes.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 20 de novembro de 2019 às 17:15
Compartilhar Comente

Peiex recebe chefe de Difusão Regional do Instituto Nacional da Propriedade Industrial em SC

Peiex recebe chefe de Difusão Regional do Instituto Nacional da Propriedade Industrial em SC
Integrantes do Programa de Qualificação para Exportação tiveram encontro com Araken Alves de Lima na última semana (Fotos: Mayara Cardoso e Milena Nandi) Mais imagens

Representantes das empresas participantes do Peiex (Programa de Qualificação para Exportação) –  uma iniciativa da Apex-Brasil, que no estado de Santa Catarina é desenvolvida em parceria com a Unesc, tiveram uma oportunidade especial na noite no dia 17 de outubro. Eles puderam aprender lições com o chefe de Difusão Regional do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) em Santa Catarina e doutor em Economia Aplicada, Araken Alves de Lima, em encontro na Universidade. A vinda do representante do INPI tem o apoio da Open Market Comércio Exterior. O Programa conta ainda com a parceria do Genint (Gestão e Estratégia em Negócios Internacionais) e dos cursos de Administração e de Comércio Exterior da Instituição.

Na oportunidade exclusiva com as empresas do Peiex, Araken destacou questões como a fundação do INPI, sua missão e atribuições no Brasil, entre elas o registro de marcas, de desenhos industriais, de indicações geográficas, de programas de computador e de topografia de circuitos integrados, além da concessão de patentes e averbação de contratos de franquia empresarial e das distintas modalidades de transferência de tecnologia.

Diante das funções do Instituto, Araken apresentou ainda avaliações como a necessidade de o país atentar para questões como: aumentar sua competitividade industrial em relação ao mercado internacional, diversificar seu mercado e criar sinergias associadas a novos negócios. “Tudo isso está relacionado a um necessário processo de internacionalização das empresas brasileiras”, acrescentou.

O representante do INPI realizou ainda uma apresentação aberta ao público sobre o tema “Propriedade Intelectual e Inovação”, na manhã do dia 18 de outubro.

O palestrante

Formado em Ciências Econômicas e especialista em Economia Agroindustrial, Lima é mestre em Desenvolvimento Econômico e doutor em Economia Aplicada. Desempenhou as funções de Coordenador Acadêmico do Programa de Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Inovação, coordenador de Pesquisa e Educação em Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento e coordenador geral da Academia da Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento.

Lima também é professor e pesquisador dos programas de Mestrado Profissional e Doutorado Profissional em Propriedade Intelectual e Inovação do INPI e docente voluntário permanente do Programa de Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação da UFSC.

Sobre o Peiex

O Programa de Qualificação para Exportação é oferecido pela Apex-Brasil para empresas iniciem o processo de exportação de forma planejada e segura. Durante os diálogos, são levantados questionamentos sobre a comercialização internacional:  minha empresa está pronta para exportar? Qual é a melhor forma de fazer meu produto chegar a determinado mercado? Como deve ser a negociação com o comprador internacional? Como formar o preço do meu produto para outro país? Devo exportar diretamente, ou fazer uso de uma comercial exportadora?

O Peiex é implementado em todas regiões do país, por meio de parcerias da Apex-Brasil com universidades, parques tecnológicos ou fundações de amparo à pesquisa ou federações de indústria. Chamadas de entidades executoras do programa, elas são responsáveis pela aplicação da metodologia do programa na qualificação de empresas.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 23 de outubro de 2019 às 09:17
Compartilhar Comente

Unesc recebe chefe de Difusão Regional do INPI para palestra na próxima semana

Unesc recebe chefe de Difusão Regional do INPI para palestra na próxima semana
Araken Alves de Lima falará sobre Propriedade Intelectual e Inovação (Foto: Divulgação) Mais imagens

Profissionais, representantes de empresas, estudantes e professores do Sul do Estado estarão reunidos na Unesc, no dia 18 de outubro, para participarem de uma palestra com o chefe de Difusão Regional do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) em Santa Catarina e doutor em Economia Aplicada, Araken Alves de Lima. O representante do INPI abordará o tema “Propriedade Intelectual e Inovação” em um evento gratuito e aberto ao público em geral.

A palestra ocorrerá às 8h45, na Sala de Negócios Professora Rosemeri de Oliveira Duarte, localizada na sala 104 do Bloco R1 da Universidade. Os participantes poderão ainda levar um quilo de alimento não perecível, que será doado a entidades beneficentes.

Lima estará na Unesc já no dia 17 de outubro, quando participa de uma formação exclusiva para as empresas participantes do Peiex (Programa de Qualificação para Exportação), desenvolvido pela Universidade em parceria com a Apex-Brasil. Em Criciúma, a Unesc sedia o Núcleo Operacional do programa. A vinda do representante do INPI tem o apoio da Open Market Comércio Exterior. O Peiex conta ainda com a parceria do Genint (Gestão e Estratégia em Negócios Internacionais) e dos cursos de Administração e de Comércio Exterior da Instituição.

O coordenador do Núcleo Operacional do Peiex na Unesc, professor Júlio Cesar Zilli, salienta que o evento é uma oportunidade para empresas, estudantes e profissionais que não fazem parte do programa ter acesso a informações importantes para o desenvolvimento de negócios. Zilli pontua ainda, que o evento vem ao encontro das ações pensadas e realizadas pela Universidade para a inovação em todas as áreas, seja acadêmica ou na prestação de serviços e visando o desenvolvimento regional.

O palestrante


Formado em Ciências Econômicas e especialista em Economia Agroindustrial, Lima é mestre em Desenvolvimento Econômico e doutor em Economia Aplicada. Desempenhou as funções de Coordenador Acadêmico do Programa de Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Inovação, coordenador de Pesquisa e Educação em Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento e coordenador geral da Academia da Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento.

Lima também é professor e pesquisador dos programas de Mestrado Profissional e Doutorado Profissional em Propriedade Intelectual e Inovação do INPI e docente voluntário permanente do Programa de Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação da UFSC.

Sobre o Peiex

O Programa de Qualificação para Exportação é oferecido pela Apex-Brasil para empresas iniciem o processo de exportação de forma planejada e segura. Durante os diálogos, são levantados questionamentos sobre a comercialização internacional:  minha empresa está pronta para exportar? Qual é a melhor forma de fazer meu produto chegar a determinado mercado? Como deve ser a negociação com o comprador internacional? Como formar o preço do meu produto para outro país? Devo exportar diretamente, ou fazer uso de uma comercial exportadora?

O Peiex é implementado em todas regiões do país, por meio de parcerias da Apex-Brasil com universidades, parques tecnológicos ou fundações de amparo à pesquisa ou federações de indústria. Chamadas de entidades executoras do programa, elas são responsáveis pela aplicação da metodologia do programa na qualificação de empresas.

Milena Nandi - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 10 de outubro de 2019 às 09:15
Compartilhar Comente

Acadêmicos conhecem oportunidade oferecida pelo Fundo Municipal de Inovação

Acadêmicos conhecem oportunidade oferecida pelo Fundo Municipal de Inovação
Alunos dos cursos de Administração e Comércio Exterior receberam orientações sobre o assunto nesta terça-feira (8/10) (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Turmas dos cursos de Administração e Comércio Exterior da Unesc receberam, nesta terça-feira (8/10), o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação da Administração Municipal de Criciúma, Claiton Pacheco, para apresentação do Fundo Municipal de Inovação (FMI) e as oportunidades lançadas por meio dele.

O Fundo está com inscrições abertas até sexta-feira (11/10) para o Inova Criciúma, ação que selecionará até dez projetos que receberão R$ 25 mil para serem colocados em prática por startups e pequenas empresas.

Conforme o diretor, no total o Município irá investir R$ 250 mil em prol da inovação. “O Fundo Municipal vai ajudar as pessoas a tirarem as suas ideias do papel. O governo está investindo em ideias para ajudar a transformá-las em negócios. Estamos fazendo a nossa parte e dando essa oportunidade de levar as ideias adiante com um financiamento público”, destaca Claiton.

O projeto irá ocorrer em cinco etapas: inscrição, seleção de ideias, divulgação dos escolhidos, assinatura dos termos e liberação de três parcelas dos recursos. As iniciativas poderão ser executadas em um prazo de 12 meses, podendo ser prorrogadas por mais dois anos mediante aprovação.

Os interessados em conhecer melhor a ideia podem encontrar informações no site do Inova Criciúma, por meio do link inova.criciuma.sc.gov.br.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 09 de outubro de 2019 às 18:35
Compartilhar Comente