Ciências Biológicas - Bacharelado

Museu de Zoologia da Unesc lança livro “Vitorino, a Tartaruga Vitoriosa”

Museu de Zoologia da Unesc lança livro “Vitorino, a Tartaruga Vitoriosa”
Obra infantil é de autoria da professora criadora do museu, Morgana Cirimbelli Gaidzinski (Fotos: Arquivo) Mais imagens

O Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski ganha mais um aliado em prol da educação ambiental. Trata-se do livro “Vitorino, a Tartaruga Vitoriosa”, publicação de autoria da própria professora fundadora do museu e ilustrada por Vamber Cabral sob edição da Ediunesc. O lançamento da obra será realizado em evento aberto ao público na tarde de segunda-feira (25/11), às 14h, no Auditório Ruy Hulse.

O livro narra a história de Vitorino, uma tartaruga marinha que enfrentou inúmeros desafios ao longo de sua vida nos oceanos, mas que conseguiu vence-los e, por isso é uma tartaruga vitoriosa.

Conforme Morgana, durante a narrativa Vitorino apresenta ao leitor as belezas do fundo do mar e também a fragilidade com que o ambiente marinho se encontra, devido aos diferentes impactos ambientais responsáveis pela perda da biodiversidade nos oceanos, como as redes de pesca, o derramamento de óleo e de esgoto doméstico, além do lixo jogado no mar. “A história de Vitorino apresenta também o ciclo de vida das tartarugas marinhas e curiosidades sobre a algumas espécies da fauna marinha como: a foca Vick, o lobo-marinho Teco, o polvo Octus e a baleia Frida”, acrescenta.

O livro aborda ainda a relação de Vitorino com o Museu de Zoologia da Unesc, desde a sua chegada, seu convívio com a equipe do Museu e suas descobertas sobre a importância do projeto na preservação da natureza por meio de suas práticas e ações educativas.

Vitorino acaba se tornando um personagem do Museu, e até é o porta-voz dos animais marinhos estabelecendo uma relação de interação com os visitantes levando de forma lúdica e divertida a mensagem do Museu de preservação e respeito à vida.

De acordo com a autora, a publicação do livro tem o importante apoio da Policia Militar Ambiental, que desenvolve em parceria com o Museu de Zoologia o Projeto “Leitura na Educação Ambiental”. A ação tem como objetivo contribuir com a construção de uma consciência reflexiva e transformadora nos nossos jovens por meio da leitura.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 21 de novembro de 2019 às 17:36
Compartilhar Comente

Educação ambiental

A equipe do projeto de extensão “Educação Ambiental com Enfoque na Preservação da Reserva Biológica Estadual do Aguaí”, realizou recentemente atividades com os alunos dos terceiros e segundos anos do Ensino Médio das escolas de Educação Básica Humberto Hermes Hoffmann (Nova Veneza) e Udo Deeke (Treviso). Durante os encontros, foram desenvolvidas atividades pedagógicas sobre a contribuição que Reserva Biológica Estadual do Aguaí exerce sobre a qualidade do ar (jogo didático denominado “Poluição do Ar”), e das águas (determinação do pH de drenagem ácida de mineração e oficinas de confecção de terrários e mata ciliar).

O projeto é coordenado pela professora Miriam da Conceição Martins, tendo como colaboradoras as professoras Marta Valéria de Souza Hoffman e Paula Tramontin Pavei, como voluntária a técnica de laboratório Zenaide Paes Topanotti, juntamente com os acadêmicos bolsistas Carlos Henrique Devilla Marcello e Lia Cristiam Nascimento dos Santos, dos cursos de Engenharia Ambiental e Sanitária e Ciências Biológicas, respectivamente.

Por: Milena Spilere Nandi 11 de novembro de 2019 às 09:00
Compartilhar Comente

Fórum do Rio Mãe Luzia

Os representantes do Fórum Permanente de Restauração e Revitalização do Rio Mãe Luzia, participaram de uma reunião itinerante no município de Criciúma. O encontro teve início nas dependências do Centro de Educação Ambiental do Departamento de Educação Ambiental da Famcri (Fundação do Meio Ambiente de Criciúma) e posteriormente os membros se dirigiram à localidade denominada Mãe Luzia, onde o rio corta o município e onde é perceptível a sua poluição.

A participação dos envolvidos na visita in loco do Rio Mãe Luzia proporcionou troca de experiências sobre as características e origens do rio, oportunizando conhecer um pouco mais da sua dinâmica.

O Fórum Permanente de Restauração e Revitalização do Rio Mãe Luzia tem como representantes vereadores dos municípios de Treviso, Siderópolis, Nova Veneza, Criciúma, Forquilhinha, Maracajá, pesquisadores da Unesc, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá, fundações ambientais municipais e representantes das comunidades.

O Fórum tem como presidente a professora da Unesc, Miriam da Conceição Martins.

07 de novembro de 2019 às 11:57
Compartilhar Comente

Participantes de projeto de extensão desenvolvem atividades na Unesc

Os integrantes do projeto de extensão “Educação Ambiental em Escolas do Território Paulo Freire, localizadas próximas ao Bairro Santo André”, receberam na última semana, professores e alunos das turmas dos quartos anos da Escola José Contim Portella, de Criciúma, no Laboratório de Ensino de Ciências Professora Mári Stela Campos, da Unesc.

A visita teve como objetivo conhecer este espaço de interação pedagógica, onde os estudantes da rede municipal participaram de atividades sobre a biodiversidade, conheceram vários animais em via úmida que fazem parte do acervo do laboratório.

O projeto é coordenado pela professora Miriam da Conceição Martins, com a participação do professor Mario Ricardo Guadagnin, tendo como voluntária, a técnica de Laboratório Zenaide Paes Topanotti, juntamente com os acadêmicos bolsistas José Augusto Teixeira Pires e Ramona Pereira Portela, do curso de Ciências Biológicas.

Por: Milena Spilere Nandi 31 de outubro de 2019 às 15:14
Compartilhar Comente

Alunos do curso de Ciências Biológicas realizam atividade prática de amostragem de fauna

Acadêmicos da sexta fase do curso de Ciências Biológicas (Bacharelado) realizaram recentemente uma saída de campo ao município de Treviso, onde realizaram uma aula prática de amostragem da fauna local. A atividade fez parte da disciplina de “Práticas de Campo em Zoologia”, ministrada pelo professor Fernando Carvalho.

As atividades foram desenvolvidas nos períodos diurno e noturno e envolveram amostragem de marcroinvertebrados terrestres e aquáticos, anuros (sapos, rãs e pererecas), serpentes, lagartos, aves, mamíferos de médio e grande porte, assim como, de morcegos. A aula teve a participação da professora Mainara Figueiredo Cascaes, dos biólogos Luiz Fernando Uggioni e Gustavo Piletti Plucenio, a mestranda do PPGCA (Programa de Pós-Graduação de Ciências Ambientais), Luana da Silva Biz, juntamente com as monitoras da disciplina Betina Emerick Pereira e Mayara Fernandes.

“Durante os três dias os alunos vivenciaram as técnicas vistas em sala de aula, tendo assim experiência prática da aplicação de métodos para coleta de dados em campo. Posteriormente, os dados obtidos em campo serão tabulados em sala de aula e os alunos trabalharão na análise e interpretação destas informações. A partir desta atividade espera-se que o graduado em Ciências Biológicas desenvolva as competências necessárias para atuar em projetos que envolvam amostragem de fauna. Esse é um dos diferenciais do curso de Bacharelado em Ciências Biológicas da Unesc, o qual busca sempre desenvolver as competências necessárias para a profissão do biólogo, formando profissionais habilitados a trabalhar nas mais diversas áreas de atuação do bacharel em Ciências Biológicas”, afirma o professor da disciplina.

Por: Milena Spilere Nandi 24 de outubro de 2019 às 17:03
Compartilhar Comente