Artes Visuais - Bacharelado

A Unesc contribuirá mais uma vez para a produção de conhecimentos no Startup Weekend Criciúma

A Unesc contribuirá mais uma vez para a produção de conhecimentos no Startup Weekend Criciúma
Serão 54 horas de evento e mais de 80 mentes inovadoras trabalhando em conjunto (Foto: Arquivo) Mais imagens

O maior evento voltado à startups em todo o mundo está chegando e a Unesc estará presente mais uma vez. De sexta-feira (4/10) a domingo (6/10), o Startup Weekend Criciúma, uma imersão de 54 horas, vai impulsionar o pensamento inovador na busca por soluções aos empreendedores, desenvolvedores, estudantes e entusiastas, com os objetivos de criar uma rede de ideias, formar equipes e fomentar iniciativas.

Dentro do evento, realizado desde 2016 em Criciúma, acadêmicos dos cursos de Ciência da Computação, Jogos Digitais, Administração de Empresas, Design - com ênfase em projeto de produtos, Artes Visuais e Engenharia de Produção participarão marcaram presença. A proposta ocorre na ACIC (Associação Empresarial de Criciúma).

Segundo o gerente de Inovação da Unesc e membro da comissão organizadora, Evânio Ramos Nicoleit, o Startup Weekend Criciúma seguirá a proposta desenvolvida pela Techstars, em parceria com a Google, e aplicada no mundo todo simultaneamente. “Na sexta-feira serão apresentadas ideias, sendo algumas validadas e escolhidas para serem desenvolvidas ao longo do fim de semana, resultando em um MVP (produto mínimo viável). No final da tarde de domingo, a partir das 17 horas, serão conhecidos os times campeões em uma rodada aberta ao público, com o objetivo de explicar os negócios para os jurados e para os presentes, incluindo os próprios concorrentes e organizadores”, esclarece.

Conheça em detalhes o Startup Weekend 2019

Como tradição do evento, tudo começa na noite de sexta-feira, com o palco aberto para os participantes compartilharem suas ideias e inspirarem outros colaboradores a se juntarem a seus times. Com tudo pronto, no sábado e domingo os times direcionam o foco para a criação, utilizando metodologias e ferramentas compartilhadas.

Dentro das categorias Negócios, Administradores, Desenvolvedores e Designers, os presentes serão divididos em grupos integrados e desafiados a desenvolver um negócio inovador e com potencial para solucionar problemas. Durante a construção de ideias, as equipes contarão com o apoio de nomes que são referência em inovação em Santa Catarina, como mentores convidados. “A expectativa é grande, com mais de 80 participantes o evento atingirá a lotação máxima”, destaca Nicoleit.  

Easy Taxi, TripLingo, Carousell e Rover.com são alguns dos cases de sucesso que nasceram no Startup Weekend. O evento é promovido em nível global. No Brasil, a realização é potencializada pela aceleradora Darwin Startups e conta com o apoio local de comissões.

Confirma a programação

Sexta-feira (4/10)

18h30: chegada e credenciamento;
19 horas: recepção, café e integração dos participantes;
19h20: abertura e instruções;
19h30: PitchesDe (Socialização de ideias, iniciativas e propósitos);
21 horas: escolha das propostas;
21h15: formação dos times;
22 horas: início dos trabalhos.

Sábado (5/10)

9 horas: chegada e café da manhã;
9h30: reinício dos trabalhos;
12 horas: almoço;
13 horas: reinício das atividades;
14 horas: mentoria;
18h30: intervalo;
19h30: retorno das atividades;
22 horas: encerramento do sábado.

Domingo (6/10)

9 horas: chegada e café da manhã;
10 horas: reinício dos trabalhos e contato com os mentores;
12 horas: almoço;
12h30: mentoria e coaches arrive;
15 horas: apresentação e alinhamento técnico de ideias;
16 horas: intervalo;
17 horas: apresentações finais;
17h30: avaliações e premiações;
18h30: encerramento e celebração.

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 04 de outubro de 2019 às 13:16
Compartilhar Comente

Vai começar a 2ª Semana Acadêmica dos cursos de Artes Visuais e Teatro

Vai começar a 2ª Semana Acadêmica dos cursos de Artes Visuais e Teatro
Serão palestras, oficinas, rodas de conversas e atividades interativas (Foto: Arquivo) Mais imagens

Os alunos de Artes Visuais e Teatro da Unesc irão além das salas de aula para aprender na 2ª Semana Acadêmica dos cursos. De segunda a sexta-feira (20 a 24/5), o evento intitulado “Nós estamos trabalhando agora” promoverá palestras, oficinas, rodas de conversas e atividades interativas.

Ao todo, serão oito ações até o último dia do evento, com o objetivo de promover a integração entre estudantes, professores, egressos e profissionais de destaque da área. A abertura ocorre nesta segunda-feira, em uma conversa com o Erro Grupo, de Florianópolis.

Conexão

Dando continuidade ao projeto “Nós estamos trabalhando agora”, a Semana destacará processos artísticos na criação da arte. A montagem, resultado de encontros realizados no projeto Pretexto, promovido pelo Sesc (Serviço Social do Comércio), pode ser encontrada na Sala Edi Balod da Unesc.

Clique aqui para saber mais.

Confira a programação completa:


Segunda-feira

Palestra “O jogo com(tra) os mecanismos de censura e as trincheiras da arte”
Local: Edson Rodrigues
Horário: 19h30.

Terça-feira

Bate-papo com egressos
Local: Sala Edi Balod
Horário: 19 horas.

Conversa sobre Teatro com professores da Udesc
Local: Bloco XXI B, sala 16
Horário: 19 horas.

Quarta e quinta-feira

Oficina de Cinema: direção de fotografia e narrativa de câmera
Local: Salas de aula dos cursos
Horário: 19 horas.

Oficina de Lambe-lambe
Local: Salas de aula dos cursos
Horário: 19 horas.

Oficina de Tatuagem
Local: Salas de aula dos cursos
Horário: 19 horas.

Oficina O palhaço pessoal
Local: Salas de aula dos cursos
Horário: 19 horas.

Sexta-feira

Dia de Folga e de Praia
Local: Praça do Estudante
Horário: 19 horas.

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 20 de maio de 2019 às 15:10
Compartilhar Comente

Estudantes da Unesc buscam qualificar vida de idosos

Estudantes da Unesc buscam qualificar vida de idosos
Projeto está incluído no Programa Território Paulo Freire (Foto: Divulgação) Mais imagens

Em diálogos, estudantes da Unesc buscam solucionar problemas sociais e levar qualidade de vida aos idosos do Sul Catarinense. Com este objetivo, o Projeto Cidadania na 3ª idade: Encontro com grupos de idosos dos Bairros Mina União e Vila Manaus promoveu atividades e conversas sobre envelhecimento, abordando o viés ambiental, psicológico e biológico. A atividade iniciou no dia 18 de março e se encerrou nesta quarta-feira (27/3).

A professora do curso de Arquitetura e Urbanismo, Aline Eyng Savi, conta que as atividades propuseram ações lúdicas com temáticas que envolvam as três áreas pertencentes ao projeto. Além dos estudantes de Arquitetura, participaram os cursos de Artes Visuais e de Fisioterapia da Instituição.

O projeto está incluído no Programa Território Paulo Freire da Universidade.

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 28 de março de 2019 às 13:11
Compartilhar Comente

Das mãos do ministro aos egressos da Unesc: Professores do Sul Catarinense recebem maior honraria da educação brasileira

Das mãos do ministro aos egressos da Unesc: Professores do Sul Catarinense recebem maior honraria da educação brasileira
Reconhecimento é entregue pelo Ministério da Educação e Gabinete da Presidência da República (Fotos: Leonardo Ferreira) Mais imagens

A noite desta quarta-feira (12/12) será marcada na história da educação Sul Catarinense e na vida de dois egressos da Unesc. Os professores Mikael Miziescki, graduado em Artes Visuais, e Cristiane Dias, formada no curso de Letras, estão em Brasília para receber a Medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo, maior honraria da educação Brasileira, das mãos do Ministro Rossieli Soares da Silva. O presidente da República, Michel Temer, e outras autoridades políticas também participarão da solenidade.

O reconhecimento, entregue pelo Ministério da Educação e Gabinete da Presidência da República, será concedido aos professores pelo destaque no prêmio Educador Nota Dez, promovido pela Revista Abril e Rede Globo em outubro de 2018. A cerimônia de entrega da Medalha será realizada durante o 3º Encontro Formativo ProBNCC (Programa de Apoio à Implementação da Base Nacional Comum Curricular).

Momento único

O convite para receber a honraria foi uma surpresa para os professores. Cristiane conta que o chamado ocorreu durante a entrega do prêmio Educador Nota Dez. “O Ministro foi até o microfone, pediu a palavra e nos contou sobre a Medalha em meio a cerimônia, foi uma surpresa. Este tipo de reconhecimento impulsiona nosso trabalho e traz mais motivos para estar em sala de aula e fazer mais pelos estudantes”, destaca.

Veja o depoimento da professora 



Já para Miziescki, a surpresa foi um momento impar e recompensa a dedicação dos professores catarinenses. “Lidamos com muitas situações difíceis no dia a dia. Quando temos um reconhecimento como este não sabemos nem como reagir. Saber que seu trabalho está sendo reconhecido e a criação de seus alunos está recebendo visibilidade é gratificante, uma honra que jamais vou esquecer”, afirma.

Veja o depoimento do professor 



O Inglês como ferramenta de educação e inclusão



A iniciativa “We speak the same language” (Nós falamos a mesma língua), proposta pela professora de Inglês, desenvolve atividades interativas e explicativas, que retratam a importância da Língua Inglesa no dia a dia. “A intenção foi criar uma reflexão que vai da sala de aula, até a sociedade em que vivemos, colocando em pauta temas atuais como preconceito e educação”, conta.

Cristiane explica ainda que a ideia surgiu após presenciar a dificuldade de imigrantes se comunicarem com uma vendedora em um shopping da região. “Eles buscavam informações sobre empregos, mas nem a vendedora e nem ninguém conseguia ajudar. Então me ofereci para orientar. Quando estava indo para casa refleti sobre situação”, destaca.

Durante a atividade, os alunos escreveram diálogos e gravaram suas produções em áudio ou com ajuda de aplicativos, que permitiram criar “avatares” que ‘falam’ o texto digitado com diferentes sotaques, retratando as diversas possibilidades de conversação e sensibilizando os jovens para temas como empatia, respeito e diversidade.

Segundo a avaliadora do Educador Nota Dez, Laura Meloni Nassar, Cristiane dribla a ideia de que não se aprende Inglês em escola pública. “Ela mostrou a importância de ter uma língua em comum, trazendo para a aula conteúdos importantes para que as crianças pudessem conversar, pedir ou dar informações a quem precisasse, como a nomenclatura de lugares e as instruções para chegar até eles”, comentou Laura.

A atividade foi colocada em prática com alunos da escola Maria José Hülse Peixoto, do bairro Brasília.

Um novo olhar sobre a arte



A ideia de Miziescki utilizou da arte para desconstruir estereótipos e criar novos entendimentos sobre educação e criação de cultura. Por meio de estudos sobre a história da arte brasileira e mundial, produções de artistas catarinenses, visitas técnicas e atividades artísticas-culturais, que buscaram estimular um pensamento mais crítico nos pequenos artistas, o projeto “Morro Grande em Arte” questionou o que as crianças sabiam e revelou um novo olhar sobre a arte.

“Os alunos desconheciam artistas catarinenses e contemporâneos brasileiros. Existia um preconceito com relação ao abstrato e uma ridicularização da cultura local. Eles sofriam quando não atingiam suas expectativas perante a ideia de belo. Mesmo com todas as dificuldades, as produções e os conceitos foram me surpreendendo, quando percebi que eram muito inquietantes para ficar apenas restritas às paredes da escola”, frisa.

Implantada em 2014, a iniciativa propôs que os estudantes criassem sua própria versão da arte e resultou em mais de 800 produções, que já foram expostas para mais de 2.400 expectadores.

Após avaliar a iniciativa, a especialista de renome nacional em Educação Infantil e ensino de Arte, Marisa Szpigel – uma das avaliadoras do prêmio – destacou o projeto de Miziescki como inovador. “Ele coloca em foco os espaços e a curadoria, os tratando como conteúdo a ser estudado. Desde o início do ano os alunos sabem que seus trabalhos serão expostos, então se engajam em pesquisas sobre arte e a experimentam, com técnicas e linguagens ao elaborar suas criações”, destaca Marisa.

Educador Nota Dez

Em 2018, o Sul de Santa Catarina teve, pela primeira vez, professores reconhecidos como os melhores do Brasil pelo prêmio Educador Nota 10. Miziescki e Cristiane foram escolhidos, entres os dez projetos de destaque na Educação Básica Nacional, por suas práticas diferenciadas no ensino.

Criado em 1998, o Prêmio Educador Nota 10 reconhece professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país. Ao longo das 20 edições realizadas, foram premiados 221 educadores, entre professores e gestores escolares, que receberam aproximadamente R$ 2,58 milhões.

Na edição de 2018, além dos egressos da Unesc, oito educadores de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo foram escolhidos. Em 21 anos, apenas cinco professores catarinenses foram contemplados. Além da Editora Abril e da Rede Globo, o prêmio é concedido pela Fundação Roberto Marinho e FVC (Fundação Victor Civita).

Texto e fotos de Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing
Produção audiovisual de Gregori Flauzino e Janine Limas - Unesc TV - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 11 de dezembro de 2018 às 16:35
Compartilhar Comente

Celebração e homenagens: professor do Polo Arte na Escola da Unesc é reconhecido com o mais importante prêmio de educação da arte no Brasil

Celebração e homenagens: professor do Polo Arte na Escola da Unesc é reconhecido com o mais importante prêmio de educação da arte no Brasil
Encontro foi organizado pelos estudantes do PIBID (Fotos: Leonardo Ferreira) Mais imagens

Um momento para celebrar o reconhecimento. O professor Marcos Antônio dos Santos, integrante do Arte na Escola Polo Unesc, foi surpreendido pelos acadêmicos do PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) em um encontro de alegria e homenagens. Na última quarta-feira (5/12), o docente foi reconhecido com o 19º Prêmio Arte na Escola Cidadã, organizado pelo Instituto Arte na Escola e considerado um dos mais importantes do Brasil. Ele foi escolhido na categoria “Educação de Jovens e Adultos”, em cerimônia realizada no Teatro do Museu Brasileiro da Escultura, em São Paulo.

A surpresa, organizada pelos estudantes, foi um momento com música, presentes e palavras de carinho. “Nosso sentimento é de gratidão. É incrível a experiência de aprender com este professor, de muita sensibilidade e muito conhecimento para compartilhar”, destaca a bolsista do Arte na Escola e do PIBID, Francine Nazário.

Conheça o projeto

Intitulado "Autorretratos: tecendo histórias e memórias nas aulas de Artes da Educação de Adultos", a iniciativa é baseada, segundo o professor, em relações de si próprio e do outro, do autoconhecimento a elaboração de conhecimentos e experiências com a arte e a cultura. O trabalho foi desenvolvido no Ceja (Centro de Educação de Jovens e Adultos) de Criciúma, nas escolas Joaquim Ramos e Heriberto Hülse.

Para o professor, a experiência obtida em sala de aula durante o desenvolvimento do projeto é de grande valor. ”Discutir Direitos Humanos e abordar o território da identidade com meus estudantes em linguagens e materialidades tão distintas, propiciou criações nas quais a autoria, a pesquisa e o envolvimento teceram uma história linda em sala de aula”, destacou.

Reconhecimento ao Polo Unesc

A premiação do Instituto Arte na Escola também reconheceu a Universidade e seu trabalho desenvolvido na educação regional. O Polo Unesc foi escolhido para avaliar os trabalhos presentes na penúltima etapa do prêmio, em âmbito regional. “É uma reafirmação do belo trabalho e das contribuições do Polo para a Universidade e para região Sul de Santa Catarina”, avaliou a coordenadora geral do Polo na Universidade, Silemar Maria de Medeiros da Silva, que entregou o troféu de reconhecimento ao professor Marcos Antônio dos Santos durante a cerimônia em São Paulo.

Os professores avaliadores do prêmio pela Unesc foram Luiz Gustavo Bieberbach Engroff, Edna Regina Baumer e Aurelia Honorato. O troféu entregue pelo Instituto é uma peça exclusiva criada pela artista Ester Grinspum.

O reconhecimento
 

O prêmio contou com a participação de professores e equipes de docentes que desenvolveram projetos nas áreas de artes visuais, dança, música ou teatro, nos anos de 2016, 2017 e até maio de 2018. Em 2018 o Brasil tem mais de 500 mil professores lecionando artes na Educação Básica.

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 06 de dezembro de 2018 às 19:03
Compartilhar Comente