Engenharia Ambiental e Sanitária

Comunidade

Professores e acadêmicos dos cursos de Ciências Biológicas, Direito, Enfermagem, Engenharia Ambiental e Sanitária, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Nutrição, Psicologia e Odontologia participaram de uma ação comunitária no último sábado (10/8), em Araranguá.

A iniciativa beneficiou mais de 250 pessoas, com atividades como aferição de pressão arterial e orientações de saúde, auriculoterapia, avaliação nutricional, IMC (Índice de Massa Corporal), orientações nutricionais, orientações referentes ao uso racional de medicamentos e relacionadas ao "Agosto Dourado" (mês dedicado à intensificação das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno), avaliação do estresse, qualidade de vida e orientação profissional, além de informações sobre a compostagem e divulgação dos cursos da Unesc Virtual.

Por: Milena Spilere Nandi 13 de agosto de 2019 às 16:52
Compartilhar Comente

Co-fundador e CEO da Leadership Development International faz palestras gratuitas na Unesc

Co-fundador e CEO da Leadership Development International faz palestras gratuitas na Unesc
Mais imagens

Com ênfase na liderança de processos produtivos resoluções de conflitos, a Unesc irá receber nos dias 13 e 14 de agosto a palestra “A Sabedoria na Liderança dos Negócios: As emergências das experiências chinesas do Dr.Chan Kei Thong”, ministrada pelo próprio Thong. Aberta a comunidade externa e a forma de acesso é por meio de 1 kg de alimento não perecível.

Entre as pautas abordadas estão “A sabedoria da Liderança” e “O negócio como missão”. A palestra do dia 13 o público alvo são os Gestores de Empresas e Entidades e Gestores  e professores da Unesc. Além disso, Thong também palestrará para a gestores de escolas e secretários de educação, no dia 14 de agosto. Professores e gestores da Universidade estarão participando de todas as etapas que compõem o evento. Este é um passo à frente no processo de envolvimento de Professores e Gestores da Unesc neste novo ciclo de Inovação tecnológica de processos, produtos na universidade.

Conheça o palestrante

Dr. Thong é membro da equipe da Singapore Cru há 40 anos e co-fundador e CEO da LDi (Leadership Development International). Sob sua liderança na LDi, o empreendimento se tornou um dos sistemas mais influentes na educação internacional, com escolas espalhadas pela China e no Oriente Médio. O orçamento anual da empresa chega aos 35 milhões de dólares, empregando mais de 800 funcionários.

O palestrante possui Diploma Técnico da Singapore Polytechnic, Bacharel em Ciências em Administra pela Universidade de Nova York, Mestrado em Artes em Estudos Bíblicos pela Escola Internacional de Teologia, Mestrado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual da Califórnia e doutorado honorário da Trinity Western University. Atualmente ele ministra cursos on-line de liderança, por meio do programa de Mestrado em Artes em Liderança da Trinity Western University, além de orientar líderes da China e do Oriente Médio.

Veja a programação completa

13 de agosto - Para gestores de empresas e entidades e gestores e professores da Unesc

- 15 às 18 horas – A sabedoria da Liderança

- 19h30 às 21h30 – O negócio como missão

14 de agosto - Para gestores de escolas e secretários de educação, gestores e professores da Unesc

- 9 às 12 horas – A liderança nos processos educativos e a resolução de conflitos

- 14 às 17 horas – Princípios de liderança para a construção de comunidades

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Ana Sofia Schuster 09 de agosto de 2019 às 09:04
Compartilhar Comente

Noite marca celebração de formandos na Unesc

Noite marca celebração de formandos na Unesc
Sexta-feira (26/7) foi marcada pela Colação de Grau de acadêmicos de 18 cursos (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Em mais uma cerimônia especial de Colação de Grau em gabinete a Unesc formou, na noite desta sexta-feira (26/7), novos profissionais ao mercado. Saíram graduados do Auditório Ruy Hülse nesta oportunidade alunos dos cursos de Administração, Administração Habilitação em Comércio Exterior, Ciência da Computação, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia de Agrimensura, Engenharia Civil, Engenharia Química, Engenharia de Materiais, Fisioterapia, Letras, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Tecnologia em Processos Gerenciais e Tecnologia em Design de Moda.

Na cerimônia conduzida pelo diretor de Pesquisa e Pós-graduação da Unesc, Oscar Montedo, o jovem Everson Savi teve seu grau oficialmente outorgado. O detalhe especial da sua formatura ficou por conta de Everson estar em Londres. Para marcar o momento e representá-lo na celebração quem vestiu a beca de formatura e recebeu o certificado de graduação em Engenharia de Materiais em seu lugar foi a irmã, Hellen Savi Aguiar, também engenheira de materiais. “Ele está há 40 dias fora do país e deve permanecer fora até o próximo ano, então pude representa-lo e transmitir tudo a ele ao vivo pelo celular”, destacou

Na noite de quinta-feira (25/7), também em cerimônia especial, colaram grau acadêmicos dos cursos de Educação Física Bacharelado e Licenciatura e Psicologia. Nesta oportunidade a cerimônia foi conduzida pelo pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Thiago Fabris.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 26 de julho de 2019 às 21:04
Compartilhar Comente

Unesc e Famcri avançam no projeto de monitoramento ambiental das águas do Rio Criciúma

Unesc e Famcri avançam no projeto de monitoramento ambiental das águas do Rio Criciúma
Serão realizadas analises físico químicas em seis pontos do rio Criciúma, no período de um ano (Fotos: Divulgação) Mais imagens

A Unesc e a Famcri (Fundação do Meio Ambiente de Criciúma) estão juntas pela recuperação e preservação do Rio Criciúma. Na última quinta-feira (18/7) uma reunião entre a Fundação e representantes da Universidade pontuou os próximos passos do Projeto de Revitalização e Monitoramento do Rio Criciúma.

O professor do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Instituição, doutor Carlyle Torres Bezerra de Menezes, conta que a iniciativa por parte da Universidade surgiu a partir de uma mobilização, envolvendo a Expedição do Rio Criciúma. O grupo é formado por professores e acadêmicos de cursos de graduação da Unesc e também professores e alunos de escolas de Criciúma.

A conversa realizada entre as instituições resultou em avanços na metodologia de análise e apresentação dos índices de qualidade da água, dos parâmetros considerados para apresentação das informações e os pontos de coleta de água do Rio. A previsão de início das ações é agosto de 2019. Até a data, serão feitas atividades de reconhecimento dos pontos de coleta.

Segundo a Presidente da Famcri, Anequésselen Bitencourt Fortunato, a iniciativa incentivará práticas de educação ambiental, promoverá a recuperação de mata ciliar e tornará a cidade de Criciúma em exemplo no monitoramento ambiental. “O objetivo é reforçar a importância de preservação do principal rio da cidade. Para ter sucesso, buscaremos dados informativos e qualitativos que destaquem a necessidade”, explica.

De acordo com o diretor de Licenciamento e Fiscalização, Felipe Soratto Monteiro, a expectativa é pela continuidade da parceria após a conclusão das atividades. “Inicialmente o trabalho em conjunto terá vigência em período de um ano, tempo necessário para que seja possível observar um ciclo hidrológico que contemple as quatro estações do ano”, esclarece.

Para a aplicação do projeto, a metodologia escolhida é utilizada há mais cinco décadas. Criada pela Fundação Nacional de Saneamento dos Estados Unidos, foi adotada pela CESTESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Conforme a coordenadora do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, Paula Tramontin Pavei, um estudo dos acadêmicos da graduação apontou a necessidade de a metodologia passar por adaptações, pela influência da mineração nas águas da região.

Estão envolvidos no projeto o Grupo de Pesquisa de Gestão de Recursos Hídricos e Ambientes Alterados da Universidade e professores e estudantes do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária e do PPGCA (Pós-Graduação em Ciências Ambientais).

Leonardo Ferreira - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Leonardo Ferreira Barbosa 23 de julho de 2019 às 08:57
Compartilhar Comente

Engenharia Ambiental e Sanitária: uma profissão do futuro

Engenharia Ambiental e Sanitária: uma profissão do futuro
Profissionais da área são cada vez mais requisitados para projetos de recuperação e gestão ambiental (Foto: Divulgação) Mais imagens

Engenharia Ambiental e Sanitária, uma carreira nova, apontada por pesquisas como uma das mais promissoras do século, mas já consolidada mundialmente. Sua palavra-chave pode ser definida como sustentabilidade, fator que clama por profissionais formados na área. No Sul de Santa Catarina, região que por alguns anos esteve entre as áreas críticas nacionais quanto à poluição ambiental gerada pela mineração de carvão, foi fundamental a criação de um curso superior na área, projeto colocado em prática em 1999 na Unesc.

Ao longo destes 21 anos de curso foram mais de 450 engenheiros ambientais e sanitaristas formados que hoje atuam em diversos setores da economia. Através do desenvolvimento de projetos de pesquisa e extensão, professores, acadêmicos e profissionais formados na área deixaram um legado teórico e prático para a recuperação e gestão ambiental na região Sul de Santa Catarina. Foram projetos transformadores que envolveram a recuperação de áreas degradadas pela mineração, controle e monitoramento nos diversos compartimentos ambientais, desenvolvimento de tecnologias ambientais, entre outras áreas de atuação. Entre seus egressos há hoje engenheiros atuando no Brasil e no exterior, bem como em grandes projetos como da usina de Belomonte e na Petrobrás.

Ao longo dos últimos cinco anos o curso ganhou novos horizontes por conta da necessidade de redução dos impactos ambientais gerados por empreendimentos e a ampliação da visão de sustentabilidade nos mais diversos setores da economia mundial. Em paralelo a tudo isso os anos 2000 viram uma evolução do rigor das leis que vieram corrigir uma lacuna que deixou feridas abertas em séculos de descaso e que o impacto ambiental foi desconsiderado e tolerado. No caso das empresas um maior controle ambiental gerenciado por profissionais especificamente formados também permitiu, em muitas situações, a otimização dos processos produtivos sem impactos ambientais adversos.  Muitas destas inclusive investiram em processos que lhes garantiram a certificação ambiental, um diferencial estratégico para a competitividade.

Conforme a coordenadora do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unesc, Paula Tramontim Pavei, a Universidade hoje também atende a uma crescente demanda na área de saneamento, incluindo o gerenciamento de resíduos sólidos, tratamento de água e efluente, implantação de sistemas de drenagem, bem como as atividades de planejamento e educação ambiental vinculada a estas áreas. Outro mercado que tem se aberto, de acordo com Paula, é o de consultoria ambiental, que permite ao engenheiro criar negócios próprios e empreender. “Para preparar o aluno da melhor forma para cada uma das situações a Unesc conta com 33 laboratórios de grande porte, além de cinco laboratórios de pequeno porte a disposição do curso”, salienta.

Oportunidades diferenciadas

Além do empenho na sala de aula, uma das grandes oportunidades de o acadêmico conquistar grandes diferenciais é a participação no projeto Empresa Júnior. Criada em 2012, a Eco Jr. Consultoria e Gestão Ambiental tem como principal objetivo integrar os acadêmicos com o mercado de trabalho. Com registro totalmente formalizado, a empresa gera demandas de trabalhos para os seus membros, gerando experiências seja no campo de atuação da engenharia quanto na gestão empresarial.  Isso representa o cumprimento de metas, atendimento ao cliente, planejamento e estratégia, finanças e liderança. Como qualquer empresa júnior, o empreendimento não visa à obtenção de lucro, onde todo recurso obtido é reinvestido na empresa ou aplicado em projetos sociais.

Ainda entre as ricas vivências oportunizadas nos anos de Universidade estão as saídas de campo. Nestas viagens de estudo os acadêmicos ganham em conhecimentos práticos que lhes servem de base para as disciplinas em sala de aula.

Já na área de extensão o foco se volta a ações solidárias de sustentabilidade e inovação com projetos em parceria com cooperativas de recicladores para gestão de resíduos; educação ambiental em escolas públicas, condomínios residenciais, associações e demais parceiros.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 22 de julho de 2019 às 17:30
Compartilhar Comente