Engenharia Ambiental e Sanitária

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Moradores de condomínio recebem devolutiva de diagnóstico socioambiental

Moradores de condomínio recebem devolutiva de diagnóstico socioambiental
Atividade foi realizada no condomínio Residencial Venezia, no Bairro São Sebastião (Foto: Divulgação) Mais imagens

Representantes da comissão de moradores do Residencial Venezia, no Bairro São Sebastião, em Criciúma, receberam sábado (9/12), a devolutiva de um diagnóstico socioambiental realizado no condomínio. A atividade integrou uma das etapas do projeto de extensão “Educação e gestão ambiental na Escola Municipal José Contim Portella e sua ampliação para a comunidade do entorno”. Durante a reunião, o síndico, Marcos Corrêa da Silva, e as representantes da comissão Suelen de Souza Fernandes Henrique (presidente) e Débora Juliani (suplente) tomaram conhecimento dos principais aspectos identificados na pesquisa, referente à gestão dos resíduos no condomínio.

Apresentado pelo acadêmico Eduardo Fernandes Martinello, com o apoio do professor José Carlos Virtuoso, coordenador do projeto, o resultado do estudo indicou algumas possibilidades para melhorar as condições socioambientais do residencial, como a ampliação da coleta seletiva, a realização de horta comunitária, captação de água da chuva e o aproveitamento do óleo de cozinha para a produção de sabão, dentre outras. “Desejamos, sim, realizar algumas ações para mobilizar os moradores do nosso condomínio e melhorar ainda mais o nosso ambiente”, disse o síndico, com a concordância de Suelen e Débora. Uma reunião ampliada para fevereiro do próximo ano deverá servir para a mobilização da comunidade local, que passa de 1 mil pessoas, residentes em 256 apartamentos, distribuídos em 16 blocos.

Durante o primeiro ano do projeto e parte do segundo, as ações ficaram mais voltadas à escola José Contim Portella, sendo direcionadas neste segundo semestre ao condomínio. Também fazem parte da equipe extensionista o professor Gustavo José Dembler Zambrano e as acadêmicas Marina Pacheco Teixeira (Ciências Biológicas) e Sofia Serrano Scheibler (voluntária, Engenharia Ambiental e Sanitária).

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

11 de dezembro de 2017 às 17:34
Compartilhar Comente

Elaine encontrou na Unesc as ferramentas para lutar por um futuro sustentável

Elaine encontrou na Unesc as ferramentas para lutar por um futuro sustentável
Hoje ela está na oitava fase do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária (Fotos: Mayra Lima) Mais imagens

Mudar o mundo. Era essa a percepção de futuro que Elaine Adriano tinha aos 6 anos de idade. Depois de participar de palestras sobre o meio ambiente na escola, ela começou a influenciar seus pais a separarem o lixo e ter outras atitudes sustentáveis. Essa era a área que ela queria atuar, encontrando no curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unesc a sua profissão. Hoje, na oitava fase do curso, Elaine se sente realizada, embriagada pela certeza de contribuir com um amanhã mais sustentável.

Elaine conta que descobriu a Unesc quando ainda morava em São João do Sul, por meio de seus professores do Ensino Médio, que também se formaram na Instituição. “Eles falavam que a Unesc trazia diversas oportunidades de bolsas, e também fortaleciam o cuidado que devíamos ter com o nosso histórico escolar. E foi pelas minhas notas que eu consegui tanto ingressar na Universidade quanto conseguir uma bolsa de estudos, agradeço muito a eles”, ressaltou a aluna.

Extensão, experiência e objetivos futuros

O primeiro estágio de Elaine também foi dentro da Unesc, no Museu de Zoologia da Universidade. “Trabalhei um ano no Museu e adquiri uma experiência incrível, principalmente na área de ecologia, sobre a fauna e a flora e todo o universo da zoologia. Hoje, eu atuo na Racli – Limpeza Urbana, que tem o intuito de conscientizar a população sobre questões ambientais. O que aprendi no Museu, carrego no meu atual estágio, e as experiências que tenho hoje vou levar para o meu futuro profissional também”, contou.

Ao ter contato com a Educação Ambiental por meio dos dois estágios, Elaine também se interessou pela vida acadêmica. “Tenho vontade de fazer um mestrado e até um doutorado na Unesc, para dar aula dentro da minha área. A oratória e o contato com as pessoas por meio do ensino me encantam”, ressaltou a aluna.

Escolha Unesc

Os interessados em ingressar no Ensino Superior em 2018 podem participar do Escolha Unesc, que está com inscrições abertas (online) até o dia 9 de março. As inscrições também ocorrem de forma presencial, sendo que o primeiro período é entre 27 de novembro e 21 de dezembro.

O ingresso se dá por meio do Histórico Escolar e o acadêmico tem a oportunidade de participar do Nossa Bolsa, e ser beneficiado com bolsas de estudos de 70% ou 100%, dependendo do seu perfil socioeconômico. Na primeira fase, também há a possibilidade de descontos de 30% ou 20%

Na Unesc, o calouro vai encontrar cursos nas áreas de educação, saúde, ciências sociais aplicadas, engenharia e tecnologia avaliados pelo MEC (Ministério da Educação) com notas 4 e 5 – de um máximo de 5 – devido a qualidade de seu processo de aprendizagem, infraestrutura e qualificação dos professores da Unesc.

Confira mais informações (clique aqui)

www.unesc.net/portal/capa/index/733

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Mayra Antonio De Lima 08 de dezembro de 2017 às 14:53
Compartilhar Comente

Biomedicina levanta o troféu do 7º Campeonato Intercursos de Futsal Feminino

Biomedicina levanta o troféu do 7º Campeonato Intercursos de Futsal Feminino
Final ocorreu na noite desta terça-feira (Foto: Divulgação) Mais imagens

A bola rolou para a final do 7º Campeonato Intercursos de Futsal Feminino Unesc/DCE e as meninas de Biomedicina levantaram o troféu de campeãs. Elas venceram a equipe Sem Licença (Engenharia Ambiental e Sanitária) por 3 a 1 na noite desta terça-feira (5/12) e conquistaram a competição de forma invicta.

Ao todo, seis equipes começaram o campeonato, que ocorreu desde setembro. Quem acompanhou as partidas pode ver fortes ataques em campo. As redes foram balançadas 49 vezes nos 11 jogos. O pódio da competição foi completado pelo time Contábeis City F.C.

Destaques

A artilharia da competição ficou com a acadêmica de Engenharia Ambiental e Sanitária, Nathalia Farias, que balançou as redes 13 vezes. Na defesa, a goleira menos vazada foi a aluna de Fisioterapia, Daiane Bortolotto, com uma média de 1,33 gols tomados por partida.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

07 de dezembro de 2017 às 17:37
Compartilhar Comente

Iniciam as Defesas de TCC do Curso de Engenharia Ambiental e Engenharia Ambiental e Sanitária

Sexta-feira (24/11) foi um dia muito importante aqui no Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, pois, deu início às Defesas de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Até a próxima sexta-feira (01/12) 17 acadêmicos do Curso defenderão seu TCC.

As defesas estão ocorrendo no Bloco P - Salas 15 e 16, nos horários das 08h e das 10h, além disso, é aberta ao público.

Quem necessitar de maiores informações, poderá entrar em contato no telefone.: (48) 3431-2668 e/ou no e-mail.: engambiental@unesc.net

A seguir, seguem fotos dos acadêmicos que já defenderam seu TCC.

Desejamos sucesso a todos!

Postado por: Mariane Martins Cunha 08 de dezembro de 2017 às 10:08
Compartilhar Comente

Acadêmicos do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária visitam Aterro Sanitário da RAC

Os alunos da 7ª fase   do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária participaram de visita técnica ao Aterro Sanitário da RAC Saneamento e Tecnologia Ambiental para Disposição e Tratamento de Resíduos  onde puderam observar na prática os conteúdos aprendidos em sala de aula. A empresa opera com licença ambiental e é especializada no gerenciamento, destacando-se o tratamento e a disposição final, de resíduos sólidos urbanos (domiciliares e comerciais) e industriais Classe II (IIA e IIB), conforme classificação definida pela NBR 10.004/2004.

A visita teve como objetivo observar as obras e infraestrutura componentes de um aterro sanitário, bem como sua operação e funcionamento.

De acordo com o professor Mario Ricardo Guadagnin, "os discentes puderam acompanhar de perto a operação das máquinas compactadoras, a impermeabilização do solo com membranas geotécnicas e também a drenagem de gases e percolados(chorume), sistema de tramento de chorume e o avanço no projeto piloto de de geração de energia com biogás". 

O evento foi orientado e supervisionado pelo professor  Mario Ricardo Guadagnin responsável pela disciplina de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos, e acompanhada pelo professor Luis Afonso dos Santos que aproveitou a visita para registrar fotografias que farão parte de uma obra em fase de concepção sobre a rota do consumo - descarte - desperdício  de resíduos em suas interfaces social (catadores e  sua invisibilidade), ambiental (aspectos e impactos da geração de resíduos) e econômico (cadeia de reciclagem).

Postado por: Mariane Martins Cunha 17 de novembro de 2017 às 17:01
Compartilhar Comente