Editora

Livro publicado pela EdiUnesc levará história do projeto Geoparque para dez mil crianças

Livro publicado pela EdiUnesc levará história do projeto Geoparque para dez mil crianças
Material em formato de quadrinhos, intitulado “Turma do Geoparquito em: sonhando com um Geoparque no Sul do Brasil”, foi lançado oficialmente nesta sexta-feira (28/2) (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

Em um livro em forma de quadrinhos, ilustrado, colorido, de linguagem acessível e muito atrativo, a Unesc e o Consórcio Intermunicipal Caminhos dos Cânions do Sul levarão a história do projeto Geoparque para dez mil crianças da rede pública de ensino nos sete municípios que compõe o grupo. O material, intitulado “Turma do Geoparquito em: sonhando com um Geoparque no Sul do Brasil”, foi lançado de forma oficial nesta sexta-feira (28/2) no auditório da Prefeitura de Praia Grande na presença de autoridades e professores com a assinatura do termo de cooperação entre a Unesc e o consórcio para ações educacionais em torno no projeto.

A autoria da história, cheia de informação científica contada de forma acessível, é dos professores Nilzo Ivo Ladwig (Laboratório de Planejamento e Gestão Territorial) e Juliano Bitencourt Campos (Laboratório de Arqueologia Pedro Ignácio Schmitz), do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA), da Unesc, e de Jucélia Tramontin Dalpiás, professora da rede estadual de ensino de Praia Grande. Já a ilustração do material ficou por conta do acadêmico do curso de Artes Visuais da Unesc, Eduardo Pioner Peixoto. O objetivo dos estudiosos ao preparar o material ao longo de três anos foi apresentar para as crianças e, logo, suas famílias, o Projeto “Geoparque Caminho dos Cânions do Sul” e enaltecer a sua importância para a região e para o país, fazendo com que a própria região reconheça e se orgulhe do patrimônio que possui.

A viabilização da publicação que evidencia todos esses recursos por meio da EdiUnesc, conforme o coordenador do eixo de educação do projeto Geoparque, Fabiano Souza, é o primeiro passo de tudo aquilo que é vislumbrado para o futuro. “Vamos fazer de tudo para que a gente consiga cada vez mais levar o projeto adiante através do Geoparquito. É ele que vai nos acompanhar nesta jornada e, esperamos, em outras que estão por vir”, acrescenta. O lançamento do gibi faz parte do movimento de consolidação da região como ponto turístico e para o reconhecimento do local como o segundo geoparque pela Unesco.

Conforme Juliano, um dos autores que também atua como coordenador do Laboratório de Arqueologia Pedro Ignácio Schmitz (LAPIS), a ação feita em parceria traz benefícios para o Consórcio, para a região e para a Universidade, que se aproxima ainda mais da região e divide sua expertise em prol do desenvolvimento local.

Representando a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, o editor-chefe da EdiUnesc, Dimas de Oliveira Estevam, agradeceu a parceria com o Consócio em prol do projeto Geoparque. “A gestão da Universidade tem o propósito de aproximar a Instituição da comunidade e esse é mais uma ação que tem esse objetivo. Ao colaborar com a região, oferecendo informação e conscientização, a Universidade colabora para o fortalecimento do projeto e sua consolidação perante os moradores dos municípios, atores fundamentais em todo o processo”, completou.

Os municípios que fazem parte do projeto são Jacinto Machado, Morro Grande, Praia Grande, Timbé do Sul, em Santa Catarina, e Cambará do Sul, Mampituba e Torres, no Rio Grande do Sul. Prefeitos, secretários de educação e representantes estiveram na solenidade e receberam simbolicamente edições do gibi que serão encaminhadas para todas as crianças da rede pública dentro dos projetos de ensino de cada uma das séries.

A obra está disponível para download gratuito na página da EdiUnesc. O objetivo é que o conteúdo seja compartilhado ao maior número de pessoas possível, divulgando, assim, as riquezas do projeto Geoparque.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

28 de fevereiro de 2020 às 16:30
Compartilhar Comente

Congresso Internacional no Peru

Congresso Internacional no Peru
Mais imagens

O editor-chefe da Editora da Unesc, dr. Dimas de Oliveira Estevam, apesentou no 32º Congresso Internacional Alas Peru seu artigo intitulado "Políticas de viviende pública em Angola de 2009 a 2017", desenvolvido em parceria com Elaine Domingos Massala Damião (UNESC) e Rossandra Oliveira Maciel Bitencourt (UFPR). A apresentação ocorreu no dia 03 de dezembro, em Lima, Peru. 

Por: Aline Demboski 05 de dezembro de 2019 às 13:51
Compartilhar Comente

Férias

Férias
Mais imagens
Por: Aline Demboski 21 de dezembro de 2019 às 08:00
Compartilhar Comente

Recesso de Fim de Ano

Recesso de Fim de Ano
Mais imagens
Por: Aline Demboski 20 de dezembro de 2019 às 15:00
Compartilhar Comente

Personagem Vitorino encanta crianças no lançamento de livro do Museu de Zoologia da Unesc

Personagem Vitorino encanta crianças no lançamento de livro do Museu de Zoologia da Unesc
Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski foi a responsável por narrar a história educativa para as crianças presentes (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

A dedicação da professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski ao Museu de Zoologia da Unesc que leva seu nome deu novos frutos. O mais novo resultado de tamanho empenho ao projeto é o livro “Vitorino, a Tartaruga Vitoriosa”, lançado oficialmente na tarde desta segunda-feira (25/11). Em um evento que recebeu crianças do Colégio Unesc e do Bairro da Juventude oferecendo-lhes a sensação de estar dentro do mar, Morgana apresentou a história do novo personagem que faz parte do universo que ajuda o Museu a ensinar sobre educação ambiental.

A obra, que foi escrita por Morgana Cirimbelli Gaidzinski e ilustrada por Vamber Cabral sob edição da Ediunesc, tem o importante apoio da Polícia Militar Ambiental e foi distribuída gratuitamente para as crianças que lotavam o auditório Ruy Hülse.

A aluna do terceiro ano do Bairro da Juventude, Alice Mundes Fernandes, de nove anos, foi uma das crianças que se encantou com o que viu na visita à Unesc. Conforme ela, entre tantas coisas que gostou na tarde diferente que viveu na Universidade, uma lhe chamou mais a atenção. “Gostei muito do cinema”, destacou, referindo-se ao ambiente montado no Auditório para a contação da história e para o lançamento. Alice não conteve a alegria ao receber seu exemplar do livro do personagem Vitorino, compartilhando com as amigas a felicidade de ver as ilustrações e os diferenciais do livro.

Momentos gratificantes

Para a autora da obra e criadora do Museu, a tarde desta segunda-feira foi simplesmente gratificante. “Não dá para explicar a alegria de ver as crianças participando da contação da história, dedicando atenção ao momento”, apontou Morgana.

A ideia, conforme a professora, foi oferecer um ambiente alegre e lúdico, que envolvesse os pequenos no universo do meio ambiente e da cultura. “Queríamos, e acredito que conseguimos, atingir os sentimentos deles, as emoções, coisas que se alcança também com o universo da leitura e queremos passar por meio da educação ambiental”, completou.

O lançamento oficial do livro contou com a participação de representantes da Polícia Militar Ambiental, da Fundação Catarinense de Cultura, da Secretaria de Educação de Criciúma, da direção do Colégio Unesc, da diretora da Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, Fernanda Sônego, da assessora do gabinete da reitoria, Tatiane Macarini e do editor-chefe da EdiUnesc, Dimas de Oliveira Estevam, entre outras autoridades e visitantes.

A história

O livro narra a história de Vitorino, uma tartaruga marinha que enfrentou inúmeros desafios ao longo de sua vida nos oceanos, mas que conseguiu vence-los e, por isso é uma tartaruga vitoriosa.

Conforme Morgana, durante a narrativa Vitorino apresenta ao leitor as belezas do fundo do mar e também a fragilidade com que o ambiente marinho se encontra, devido aos diferentes impactos ambientais responsáveis pela perda da biodiversidade nos oceanos, como as redes de pesca, o derramamento de óleo e de esgoto doméstico, além do lixo jogado no mar. “A história de Vitorino apresenta também o ciclo de vida das tartarugas marinhas e curiosidades sobre a algumas espécies da fauna marinha como: a foca Vick, o lobo-marinho Teco, o polvo Octus e a baleia Frida”, acrescenta.

O livro aborda ainda a relação de Vitorino com o Museu de Zoologia da Unesc, desde a sua chegada, seu convívio com a equipe do Museu e suas descobertas sobre a importância do projeto na preservação da natureza por meio de suas práticas e ações educativas.

Vitorino acaba se tornando um personagem do Museu, e até é o porta-voz dos animais marinhos estabelecendo uma relação de interação com os visitantes levando de forma lúdica e divertida a mensagem do Museu de preservação e respeito à vida. 

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 25 de novembro de 2019 às 17:47
Compartilhar Comente