Editora

Unesc organiza e-book com experiências e impressões sobre a Covid-19

Unesc organiza e-book com experiências e impressões sobre a Covid-19
Livro digital foi organizado por professores do Mestrado em Saúde Coletiva da Universidade (Foto: Divulgação) Mais imagens

A Unesc está na reta final dos trabalhos do e-book “Interfaces da Covid-19”, uma obra que contará com a contribuição de mais de 60 autores, entre professores e estudantes da Universidade. Organizado por docentes do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSCol), o livro digital vai trazer os fatos, cenas e impressões sociais sobre a pandemia do novo coronavírus, traduzidos em textos dissertativos e poéticos e fotos e deve ser lançado no final de outubro.

Os trabalhos para o e-book foram selecionados por meio de uma chamada temática, em um edital organizado pelos professores do PPGSCol, Luciane Bisognin Ceretta, Cristiane Damiani Tomasi e Jacks Soratto. A seleção foi realizada “às cegas” por pareceristas externos, apreciada pelo PPGSCol e ratificada pelo Conselho Editorial da Editora Unesc.

Segundo Soratto, o e-book contará com 49 textos e 17 fotografias que expressam concepções, experiências e arte, apresentadas com criticidade e sensibilidade as situações do cotidiano, deixando mais nítido as movimentações que aconteceram no campo teórico, acadêmico, social e político desse “novo normal”.

Para Cristiane, a característica multifatorial da pandemia nos convida a apresentar olhares multifacetados. “Os escritos e as imagens traduzem as dificuldades encontradas para manutenção da vida e superação da condição isolante que boa parte da população mundial vivenciou e está vivenciando, mas também reportam a capacidade de reinvenção daquilo que outrora nunca foi modificado”, afirma.

Confira os autores selecionados 

Milena Nandi – Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

15 de setembro de 2020 às 14:25
Compartilhar Comente

Juliano Giassi Goularti fala sobre tema do seu livro em podcast

Juliano Giassi Goularti fala sobre tema do seu livro em podcast
Mais imagens

No livro "Política fiscal e desoneração tributária no Brasil", publicado recentemente pela EdiUnesc em parceria com a editora Insular, de autoria do doutor em Economia, Juliano Giassi Goularti demonstra a dimensão da injustiça tributária brasileira, que torna-se gritante a partir de seus estudos sobre as políticas de desoneração fiscal aplicadas no país nos últimos cinquenta anos. A obra evidencia como empresários utilizam as desonerações fiscais para reduzir custos de produção e ampliar a margem de lucro, sem investir no país, muito menos gerar empregos. 

A Revista Le Monde Diplomatique Brasil publicou uma entrevista com Goularti, em que o doutor comenta sobre a análise das ações governamentais de incentivo fiscal de 1966 a 2018. Para ouvir a entrevista, acesse o podcast, que faz parte do episódio #81 do Guilhotina, da revista.

Por: fonte: Revista Le Monde Diplomatique Brasil 01 de setembro de 2020 às 15:32
Compartilhar Comente

Dicas para tempos de distanciamento no e-book Nossa rotina mudou

Dicas para tempos de distanciamento no e-book Nossa rotina mudou
Mais imagens

Apresentamos o e-book "Nossa rotina mudou: Um guia para tempos de distanciamento", que trata de demosntrar opções  para este período de isolamento social.

A obra, organizada pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSCol) da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) apresenta algumas estratégias que possam auxiliar neste período, como refletir sobre a vida que temos e vivemos, apresenta informações sobre alimentação, atividades físicas, jogos e brincadeiras para as crianças, bem como orienta sobre a organização do espaço de trabalho. Além disso, você poderá aproveitar para conhecer museus da UNESC e espaços que permitem passeios virtuais voltados a conhecimentos gerais; estabelecer ou reestabelecer contatos com amigos e familiares; e fazer novas conexões, aumentando sua rede de contatos, nossas vidas estão passando por um processo de transformação, e lidar com essa mudança é algo de grande complexidade para todos.

De forma muito abrupta, passamos de um período de relações coletivas presenciais no ambiente de trabalho ou em nossa vida social para uma realidade em que levamos todo o trabalho, ou grande parte dele, para nossa casa. Cada um de nós tem uma rotina diferente, por isso, alinhar todas as exigências diárias aos componentes familiares, as quais possuem objetivos, dinâmicas e logísticas diferentes, em um mesmo espaço físico, em muitos casos bem limitado, é um desafio. O ambiente doméstico passou a agregar um conjunto de atividades, sejam elas relacionadas ao trabalho, à escola, à atividade física, sejam elas relacionadas às informações sobre o cenário que nos mantém em isolamento. Gostaríamos de ter uma receita, um guia, que pudéssemos seguir para resolver todas as nossas necessidades. Mas, na verdade, não temos um direcionamento preciso do que fazer. 

Acesse a obra no link: http://www.unesc.net/portal/capa/index/300/12673

03 de agosto de 2020 às 10:37
Compartilhar Comente

Lançamento online do livro Política fiscal e desoneração tributária no Brasil

Lançamento online do livro Política fiscal e desoneração tributária no Brasil
Mais imagens

Em parceria com a Editora Insular, a EdiUnesc terá o primeiro lançamento de livro de forma online. O evento ocorrerá no dia 07 de agosto (sexta-feira), a partir das 19h, de forma virtual, pelo google meet

O livro, de autoria de Juliano Giassi Goularti, é um estudo indispensável para quem quer entender e combater os privilégios no gasto público e seu financiamento. A obra demonstra que a distribuição regional das desonerações nega as condições de País subdesenvolvido e evidencia que no plano microeconômico e macroeconômico as desonerações bilionárias não chegaram ao conjunto da população brasileira.

De acordo com o professor do Instituto de Economia da Unicamp, Pedro Paulo Zahluth Bastos, o livro "disseca outro aspecto da injustiça tributária: o abuso nas isenções. Elas desviam recursos em especial da seguridade social, sem trazer os investimentos privados que as justificam. O Brasil é um paraíso fiscal para proprietários do capital e para a elite de profissionais de alta renda. Embutimos muitos impostos em bens e serviços e cobramos sem distinguir o consumidor miserável do endinheirado. Como o pobre consome o que ganha, paga proporcionalmente mais impostos que o rico".

Juliano Goularti constrói uma interpretação crítica das desonerações demonstrando que o Brasil é um dos países mais desiguais do mundo, onde quem ganha mais paga menos e quem ganha menos paga mais impostos, aprofundando assim as desigualdades sociais. Ao analisar a política fiscal de desoneração tributária no Brasil, o autor deixa claro que este instrumento de política econômica tem sido utilizado para a transferência de renda do setor público para o privado, sem contrapartida social, como geração de emprego, renda e desenvolvimento socioeconômico.

A obra, que estará a venda ao valor de R$ 49,00, é uma leitura obrigatória para aqueles que lutam por justiça fiscal e equidade social.
 

Por: Aline Demboski 27 de julho de 2020 às 10:22
Compartilhar Comente

Migrar é um direito humano

Migrar é um direito humano
Mais imagens

É de extrema importância a acolhida do/a aluno/a migrante no sistema educacional, tendo em vista que é fundamental para os/as alunos/as nativos/as o convívio com a diversidade, já que a escola é, na maioria das vezes, o ambiente de maior socialização desse indivíduo. Pensano nisto, os professores João Henrique Zanelatto e Michele Gonçalves Cardoso organizaram o guia Migrar é um direito humano: guia de acolhimento para migrantes.

Tendo o idioma como um dificultador para a socialização, é importante que se promova uma grande integração entre os/as alunos/as por meio de atividades diversas e que valorizem a vivência do/a aluno/a migrante.

Reconhecer as manifestações das mais diversas culturas torna-se um ponto essencial para um ensino de qualidade. Muitas formas de preconceito podem ser evitadas quando se conhece e se respeita a cultura do outro. A diversidade cultural dos povos está presente na sua língua, nas suas tradições, na sua arte e na sua crença.

É muito importante entender que essa “diversidade” significa que cada povo possui características diferentes. A formação de um cidadão integral perpassa pelo conhecimento dessa diversidade e pelo reconhecimento de sua importância.

A obra foi produzida em formato impresso para distribuição aos alunos e está disponível em formato de e-bokk no catálogo da Editora da Unesc. 

Por: Aline Demboski 16 de julho de 2020 às 08:00
Compartilhar Comente