Odontologia

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Muffato é medalhista em competição de ginástica no Chile

Muffato é medalhista em competição de ginástica no Chile
Estudante de Odontologia se destacou na pontuação geral (Foto: Mayra Lima) Mais imagens

Era só os pés tocarem o ginásio que o coração já acelerava. Gabriel Muffato cresceu assistindo a leveza da irmã em suas performances de ginástica rítmica. A vontade de fazer parte daquele mundo se despertou cedo, aos seis anos de idade. Desde então, o estudante do curso de Odontologia da Unesc transita entre a paixão pela profissão e pela ginástica artística. Tanto trabalho resultou em uma conquista internacional. Muffato foi medalhista da Copa La Serena, que ocorreu no Chile no final de agosto.

Entre os mil participantes do encontro, Muffato se destacou na pontuação geral, passando por todos os aparelhos: Solo, cavalo com alça, argolas, salto, barra fixa e paralelas. “Fiquei entre os dez primeiros colocados na pontuação geral, o que é extremamente difícil, não só pela quantidade de competidores, mas também porque alguns dos aparelhos eu nunca havia competido antes. Para essa conquista, a Unesc foi uma grande parceira. Sem a Universidade eu não teria condições de embarcar em uma viagem para o Chile”, contou o aluno.

O solo é o aparelho que Muffato se identifica mais. O aluno contou que a sensação de estar no ar por alguns segundos é única. “Lá de cima, é possível observar o mundo em uma outra dimensão. É como se você flutuasse e visse tudo diferente. A adrenalina, as manobras, os saltos, tudo se mistura e se transforma em uma emoção só”, comentou o aluno.

Odontologia e ginástica artística

Muffato está na oitava fase de Odontologia. O curso é integral, mas mesmo assim ele se adequa aos horários para conseguir treinar todos os dias. Segundo o aluno, a prática influencia no desenvolvimento da profissão. “A ginástica exige muito da postura e da coordenação motora. Como cirurgião dentista, essas duas linhas são importantes. Além disso, a concentração, o equilíbrio e o cuidado com a saúde também são aliados”, contou.

Saiba mais

O aluno treina por meio da Fundação de Esporte de Criciúma e faz parte da Apagro (Associação de Pais e Amigos da Ginástica Rítmica e Olímpica de Criciúma).  

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Por: Mayra Antonio De Lima 11 de setembro de 2017 às 14:26
Compartilhar Comente

Alunos de Odontologia vão atuar no Hospital São José de Criciúma

Alunos de Odontologia vão atuar no Hospital São José de Criciúma
Projeto ocorre a partir de setembro (Foto: Arquivo) Mais imagens

Os estudantes do curso de Odontologia da Unesc agora terão mais uma área para atuar na extensão universitária. A Unesc, firmou uma parceria com o Hospital São José, de Criciúma. Os alunos vão levar medidas preventivas para a preservação da saúde bucal dos pacientes internados na UTI.

De acordo com o professor da Unesc coordenador do projeto e cirurgião Buco Maxilo Facial, Eron José Baroni, a higiene bucal é o cuidado prestado para restaurar e manter o equilíbrio microbiológico da cavidade bucal. “A finalidade do procedimento é limpar dentes, língua, gengivas, mucosas, tubo endotraqueal e qualquer outro dispositivo presente na cavidade bucal”, comentou.

A enfermeira responsável pela UTI do Hospital São José, Amanda Cândido, comentou que  o processo de higiene oral já é uma constante diária nestes pacientes, realizada pela equipe de enfermagem no setor de UTI, no entanto, o procedimento que será adotado a partir de agora, integra outras práticas realizadas somente por odontólogos. “Tenho certeza que o trabalho dos acadêmicos nos pacientes será muito significativo. O trabalho realizado pelo projeto poderá minimizar os riscos de complicações e tempo de hospitalização dos internados”, ressalta.

Os estudantes têm a experiência do atendimento por meio das Clínicas Integradas da Unesc, mas o meio hospitalar ainda não estava inserido no curso. “É uma forma de preparar ainda mais os nossos futuros profissionais. Agrega conhecimento e valor a formação do estudante, que terá contato com o Hospital ainda na graduação”, comentou o coordenador do curso de Odontologia da Unesc, Renan Ceretta.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Por: Mayra Antonio De Lima 23 de agosto de 2017 às 18:02
Compartilhar Comente

Unesc leva atendimentos de saúde à comunidade do Pinheirinho

Unesc leva atendimentos de saúde à comunidade do Pinheirinho
Vão ser oferecidas diversas especialidades à população Mais imagens

Os cursos de saúde da Unesc vão oferecer serviços gratuitos à comunidade. A ação vai ocorrer neste sábado, das 9 às 11h30, em frente a ESF (Estratégia Saúde da Família) no Bairro Pinheirinho. No local vão ser oferecidos atendimentos e orientações nas áreas da Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Biomedicina, Psicologia, Enfermagem, Odontologia e Residência Multiprofissional.

O projeto faz parte da disciplina de interação comunitária dos cursos da UNA SAU (Unidade Acadêmica de Ciências da Saúde), que busca proporcionar aos acadêmicos vivência na área e dar qualidade ao ensino.

Além dos serviços, também vai ser apresentado o Diagnóstico de Vida e Saúde. Ele tem a finalidade de conhecer os problemas e as necessidades do Bairro, por meio de análises feitas na aplicação de 400 questionários.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

23 de junho de 2017 às 11:28
Compartilhar Comente

Egressos da Unesc fazendo a diferença

Egressos da Unesc fazendo a diferença
Graduada em Odontologia faz palestra na Associação dos Deficientes Visuais (Foto: Divulgação) Mais imagens

Pessoas que fazem parte da Adivisul (Associação dos Deficientes Visuais do Sul), assim como seus familiares, professores e a diretoria da associação participaram de uma palestra sobre saúde bucal e puderam tirar dúvidas sobre o assunto nesta quarta-feira (20/6), no espaço da Adivisul com a egressa do curso de Odontologia da Unesc, Rafaela Maria Diniz.

A dentista usou o tato para que os deficientes visuais pudessem compreender melhor os assuntos e depois de sua fala, ela apresentou alguns instrumentais. “A intenção foi de que eles tocassem e tivessem noção do que entra na boca deles quando vão ao dentista, assim como o modelo de estudo. A assistente social da associação informou que poucos deles vão ao dentista com frequência e isso é bastante preocupante. Ainda há muita defasagem na assistência à saúde bucal, especialmente aos portadores de necessidades especiais”, comenta.

Rafaela entregou para os professores e funcionários panfletos informativos sobre saúde bucal e deixou cópias para que as informações sejam transcritas em Braile. Além disso, os participantes da palestra ganharam kits de higiene bucal.

“Foi uma experiência incrível e desafiadora, pois até então nunca tinha palestrado para portadores de necessidades especiais. A maior lição que tirei desse dia é que não são eles quem se limitam, eles são muito abertos e têm vontade de saber e de aprender sobre tudo, sobre se cuidar. Eles querem saber como quaisquer uns de nós como de fato são, percebi que a limitação muitas vezes, parte de nós profissionais em geral e do próprio sistema”, afirma. 

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Por: Milena Spilere Nandi 22 de junho de 2017 às 18:05
Compartilhar Comente

Programa de Atenção Materno-Infantil e Familiar comemora 13 anos

Programa de Atenção Materno-Infantil e Familiar comemora 13 anos
Evento reuniu participantes e equipe do Pamif (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

Há 13 anos, mamães e crianças de toda a região recebem uma atenção especial da Unesc. Pelo Pamif (Programa de Atenção Materno-Infantil e Familiar), as gestantes recebem informação e trocam experiências sobre tudo que envolve a maternidade. E na tarde desta sexta-feira (9/6), familiares, gestantes, crianças, estudantes, professores e voluntários que já passaram pelo Pamif se reuniram na Universidade para uma tarde de integração com direito a palestra com o psicólogo Luís Claiton Medeiros Ehlers, depoimento, diversão, um café ofertado pelo curso de Nutrição, bolo e vela de aniversário.

O evento contou ainda com a presença do grupo Cria na Roda, que expos o artesanato produzido por mulheres da região que optaram por deixar a carreira para se dedicar exclusivamente aos filhos. A comemoração teve a participação de membros do Coral Unesc, que tocaram e cantaram e a presença da diretora da UNA SAU (Unidade Acadêmica de Ciências da Saúde), Indianara Becker.

“O que o Pamif tem hoje de mais valioso é o amor entre os envolvidos e a dedicação de professores, alunos e voluntários. A cada encontro, laços são fortalecidos, vínculos criados e novos passos são dados na direção de sonhos”, afirmou a coordenadora do programa, Ariete Inês Minetto.

A funcionária da Unesc, Carla Roberta Cardoso, é mãe de Cauã, de 7 anos e Davi, com 2 anos. Nas duas gestações ela participou do programa e conta que a união e a troca de experiências é um dos pontos fortes dos encontros – que ocorrem todas as sextas-feiras nas Clínicas Integradas da Universidade. “O grupo é composto por mulheres que estão na primeira gestação e outras que já passaram por esta experiência e há uma troca de informações muito valiosa entre as mulheres e os alunos e professores”.

A professora Franciellen Goulart, é mãe de Danilo, de 1 ano e 4 meses. Ela trabalhou na Universidade até 2010 como secretária do Serviço de Psicologia das Clínicas Integradas e em 2015, quando engravidou de Danilo, logo se inscreveu no Pamif. “Eu tinha contato com as pessoas que participavam do programa e sabia o quanto é bom. Quando engravidei, sabia que as tardes de sexta seriam destinadas para o grupo. Eu defino ele como informação e acolhimento. Optei pelo parto humanizado hospitalar e todas as dúvidas foram solucionadas aqui. E a informação empodera a mulher e ela se sente segura de suas decisões”, afirmou Franciellen.

O Pamif tem a participação de estudantes dos cursos de Psicologia, Fisioterapia e Enfermagem, além de voluntários dos cursos de Odontologia e Medicina. Entre os temas tratados nos encontros de grupo, estão as alterações emocionais e psicológicas da gestação, cuidados com as mamas, diferentes tipos de parto, cuidados com o recém-nascido, higiene bucal, shantala (massagem para bebês), fisioterapia aquática, entre outros. As mamães recebem ainda um ensaio fotográfico.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Por: Milena Spilere Nandi 09 de junho de 2017 às 18:58
Compartilhar Comente