Extensão

Projeto de extensão promove resgate histórico do bairro Cidade Mineira Velha

Projeto de extensão promove resgate histórico do bairro Cidade Mineira Velha
Evento especial será realizado neste sábado (23/11) com o envolvimento de toda a comunidade (Foto: Divulgação) Mais imagens

O sábado (23/11) será de fortalecimento de vínculos, resgate histórico, informação, cidadania e diversão no bairro Cidade Mineira Velha, em Criciúma. A localidade receberá o 1º Minerar Reciclando Histórias de Vidas e Ideias, evento realizado em parceria entre o projeto de extensão Diálogos Urbanos, da Unesc, a Associação de Moradores do bairro e a Escola Padre Carlos Wecki. As atividades ocorrerão das 8h às 12h nas dependências da escola parceira.

A preparação para o evento, conforme a professora participante do projeto Diálogos Urbanos, Amanda Castro, vem sendo construída junto da comunidade em encontros quinzenais ao longo de todo o ano. “Fizemos encontros com metodologias participativas com o grupo para identificar suas necessidades. Nessas atividades ficaram evidentes questões como a importância dos integrantes da comunidade se identificarem mais com o local onde vivem, com as pessoas, com o espaço e a história, por exemplo, como forma de mostrarem mais cuidado e apreço pelo local”, explica.

Utilizando histórias escritas por moradores do próprio bairro como lembrança de suas infâncias e adolescências, além da exposição de fotografias histórias, de acordo com Amanda, serão transmitidos ensinamentos que trarão um maior sentimento de pertencimento a cada cidadão. “Queremos resgatar a história e, com ela, integrá-los. Acreditamos que desta forma os participantes terão um olhar diferenciado para situações que vão desde o cuidado com o meio ambiente e descarte de resíduos, até a consciência de não serem agentes de violência e cuidado um com o outro”, completa a professora.

O evento que movimentará toda a comunidade promete reunir mais de duas mil pessoas para atrações como apresentações de teatro e dança, um túnel do tempo com exposição de fotos, oficina de compostagem, oficina de sabão caseiro, além do atendimento com profissionais da área da saúde à disposição. Ainda de acordo com Amanda, o processo de aproximação com a comunidade envolveu ainda o concurso para eleição de uma bandeira oficial para Escola Padre Carlos Wecki, sendo que o vencedor também será conhecido no evento.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 21 de novembro de 2019 às 14:49
Compartilhar Comente

Escola de Migrantes Unesc promove dia da criança

Escola de Migrantes Unesc promove dia da criança
Mais imagens

Os projetos de extensão Escola de Migrantes e PLA - Português como Língua de Acolhimento, realizaram na manhã de sábado, 26/10 um grande encontro para marcar o mês da criança. O encontro foi realizado ao ar livre, na praça do estudante da Unesc, reunindo famílias de migrantes de diversos países e professores, acadêmicos e voluntários, que também trouxeram seus filhos para a atividade. Além dos momentos de confraternização, o encontro proporcionou uma oportunidade única para muitas crianças, na manhã do ensolarada, onde puderam conhecer e usar brinquedos que muitos jamais tiveram contato, como jogar pião, andador com latas recicladas, cinco marias e construir a sua própria pipa.

Entre os visitantes famílias haitianas, ganesas e do Togo. Mouhamed Tchagnou e Badiyaton Ouro Yerina, são naturais do Togo, e levaram o filho de dois anos, Murad. Mouhamed está no Brasil  há cinco anos. Chegou primeiro e, mais tarde, trouxe a esposa, que vivia também no país do oeste da Áfrifa, situado entre o Benin e Gana. O haitiano Winchel Plaisimond também aproveitou a atividade para interagir com outros imigrantes e equipe da Unesc, ensinando as crianças a construir pipas. Há três anos no Brasil ele já trouxe a esposa e hoje sonha em cursar Engenharia Civil.

A  atividade envolveu vários programas da Unesc, como o Boi de Mamão, o Museu de Zoologia, Museu da Infância e projetos de extensão como de contação de histórias. O envolvimento tanto de imigrantes quanto das equipes da Unesc que participaram do evento é prova do sucesso da atividade. “É uma forma de integrar adultos e crianças. A ideia é trazer a família do migrante para participar de todas essas atividades que envolvem o brincar, desta forma integrando e socializando e mostrando o contexto sociocultural tanto nosso quanto dos migrantes que aqui vivem”, salienta o coordenador do curso de História, Tiago da Silva Coelho.

A Universidade mantém dois projetos com os migrantes. Além da Escola de Migrantes, os estrangeiros também participam do Português como Língua de Acolhimento. Em ambos são realizadas aulas semanais gratuitas, sempre aos sábados, das 9 às 12 horas, intercalando os conteúdos e ao mesmo tempo fortalecendo os laços com os migrantes.

Ana Sofia Schuster - Assessoria de Imprensa Unesc - AICOM

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Ana Sofia Schuster 27 de outubro de 2019 às 14:38
Compartilhar Comente

Professores do Projeto Tigrinhos de Cocal do Sul participam de Clínica de Formação

Professores do Projeto Tigrinhos de Cocal do Sul participam de Clínica de Formação
Ação é realizada pela Unesc, Criciúma Esporte Clube e prefeituras municipais (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Professores do Projeto Tigrinhos do núcleo de Cocal do Sul, estiveram reunidos nesta segunda e quarta-feira (7 e 9/10), no Centro de Treinamento do Criciúma Esporte Clube, para mais uma atividade da Clínica de Formação. A iniciativa teve o objetivo de realizar observações, diálogos e opiniões sobre os treinos, os jogos e os atletas.

Os treinadores Fabricio Demétrio e Guilherme Fretta foram os profissionais que realizaram a formação. As Clínicas fazem parte da estrutura e organização do Projeto, que permite o acesso de treinadores dos núcleos vinculados com o Tigrinhos ao Centro de Treinamento, conhecendo mais de perto sua estrutura e organização em relação aos treinos.

As ações ocorrem em parcerias entre a Unesc, o Criciúma Esporte Clube e as prefeituras municipais.

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto Henrique 10 de outubro de 2019 às 16:55
Compartilhar Comente

Novas oportunidades: alunos recebem certificados de curso de Pintura Imobiliária e Moveleira

Novas oportunidades: alunos recebem certificados de curso de Pintura Imobiliária e Moveleira
Curso faz parte do projeto Reconstruindo a Cidadania, realizado em parceria entre a Unesc, Tintas Farben e Bairro da Juventude (Fotos: Mayara Cardoso) Mais imagens

A vida da dona de casa Simone Andreia Esmeraldino poderá encontrar novos rumos a partir desta segunda-feira (7/1), dia de comemoração para ela e sua família. Nesta noite, Andreia recebeu o certificado de conclusão do curso de Pintura Imobiliária e Moveleira, realizado por meio do Projeto Reconstruindo a Cidadania, ação da Unesc, em parceria com o Bairro da Juventude e Tintas Farben. A formatura foi realizada no auditório do Bairro da Juventude.

Atualmente Andreia é viúva e conta com a renda como pensionista para o sustento da casa. Ao saber sobre a oportunidade de adquirir conhecimento através do curso gratuito, conforme ela, não pensou duas vezes. “Meu marido era pintor e eu o ajudava no trabalho, mas fazia o que ele orientava, não sabia fazer o serviço inteiro. Agora, com o curso, eu e os colegas saímos preparados para trabalhar e, inclusive, já prontos para encarar os desafios das obras, pois também fomos orientados para essas situações”, comentou a formanda, que fez questão de se preparar e ir acompanhada de um dos cinco filhos para receber seu certificado.

Também acompanhada dos filhos e com a felicidade estampada no rosto, recebeu o certificado a aluna Rosimeri Nascimento Henrique. Conforme ela, a área da pintura sempre foi de seu interesse e, com o convite para o curso, conseguiu unir o útil ao agradável. “Sempre quis aprender sobre isso, até para podermos economizar fazendo o serviço em casa. Meu objetivo agora é conseguir uma espécie de estágio com os amigos que já trabalham na área, para ganhar experiência e aumentar as possibilidades de emprego”, destacou.

Rosimeri trabalha como diarista e, conforme ela, já tem em clientes em vista para trabalhos com pintura. “Minhas patroas já gostaram da ideia e querem me contratar para pintar também. Quem sabe já dá certo”, completou animada.

A turma, formada por 16 alunos, contou com ensinamentos teóricos e práticos voltados à preparação para o mercado de trabalho. Os encontros, ministrados pelos acadêmicos do curso de Engenharia Civil, Rafael José do Prado e Douglas Pirolla, por meio do projeto de Extensão Reconstruindo Cidadania, foram realizados na estrutura do Bairro da Juventude e no laboratório da Tintas Farben.

A formatura da turma contou com a presença do representante do Bairro da Juventude, Marcelo dos Santos; dos representantes da empresa Tintas Farben Fabiano Maurício Figueiredo e Elíade Felizardo; da coordenadora do curso, professora Mônica Elizabeth Daré; da diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, Fernanda Sônego; além dos alunos da Universidade que foram professores no projeto e familiares dos formados.

Emoção da conclusão

Em nome da turma, o aluno Antônio Osmar Padilha agradeceu o aprendizado obtido ao longo de todos os encontros e deixou o apelo para que a parceria seja levada adiante. “Deixo o agradecimento e o pedido de que vocês sigam com esse projeto, pois ele pode fazer a diferença na vida de muitas outras pessoas, assim como fez na nossa. Essa ação ainda vai mudar muitas vidas”, declarou.

Embora o projeto já tenha dez anos de atividade, conforme a coordenadora da ação, a cada finalização das turmas a emoção toma conta de todos os envolvidos. “Sabemos que o que fazemos talvez não seja tão grandioso assim, mas temos a ideia do retorno que tem. Recebemos inúmeros relatos de pessoas que colocaram em prática nas suas vidas e foram muito bem-sucedidas”, lembrou Mônica. O resultado positivo das qualificações, de acordo com a professora, é reflexo da dedicação daqueles procuraram a alternativa e se dedicaram. “Sei que quem está aqui é muito guerreiro e driblou muitas adversidades por essa conquista. Isso nos deixa muito felizes e orgulhosos”, completou.

Em nome da Farben, Fabiano destacou a felicidade da instituição em proporcionar momentos de colaboração e união com a comunidade. “Essa relação é algo muito importante e algo que a empresa busca de verdade. O conhecimento que vocês adquiriram só tem a engrandecer a cada um e acredito muito no destaque que podem alcançar a partir de agora em suas profissões”, salientou aos alunos.

Para o representante do Bairro da Juventude, a noite foi mais um momento importante de agradecimento. “O Bairro da Juventude mais uma vez só tem a agradecer. Esses são os momentos em que vemos a nossa missão se tornando realidade e mudando a vida das pessoas, o que só é possível graças a essas importantes parcerias que estão sempre ao nosso lado”, destacou Marcelo dos Santos.

O acadêmico de Engenharia Civil Douglas Pirolla representou os dois intencionistas envolvidos no projeto e destacou sua gratidão pela oportunidade de viver dias de muito aprendizado e amizade com a turma. “Posso dizer para vocês que nós passamos por dias de luta, dias difíceis, mas esses dias nos levam para um objetivo maior. Sei que certamente vocês que estão lutando irão alcançar esses objetivos”, comentou emocionado.

Também deixando seu agradecimento a todos os envolvidos em mais um projeto, a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc destacou sua satisfação ao acompanhar de perto o sentimento de realização da turma. “Tenho certeza de que vocês tiveram uma troca de conhecimento incrível e que saem de forma muito diferente para o mercado de trabalho em uma área que necessita tanto. Vocês, alunos, também ensinaram os professores nos encontros que tiveram e é essa troca que faz com que cresçamos juntos”, completou.

Ao fim do ato de formatura os formandos e seus convidados foram recebidos com um coquetel.

Mayara Cardoso - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayara Cardoso 07 de outubro de 2019 às 22:40
Compartilhar Comente

Unesc é parceira da Semana Nacional do Trânsito

Unesc é parceira da Semana Nacional do Trânsito
Neste sábado, uma carreata passou pela Universidade e seguiu até o Parque das Nações Cincinato Naspolini (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

A Unesc foi um dos pontos de partida de mais uma atividade da Semana Nacional do Trânsito. Neste sábado (21/9) uma carreata fez parte do seu trajeto pela Universidade, levando a conscientização para a comunidade acadêmica e comunidade externa. O comboio saiu do Parque dos Imigrantes, no distrito de Rio Maina, passou na Instituição e seguiu pela Avenida Centenário até o Parque das Nações Cincinato Naspolini, no bairro Próspera, onde realizou outras atividades alusivas à causa. Neste ano a campanha tem como foco ciclistas e pedestres.

As atividades da Semana iniciaram na última quarta-feira (18/9) e contam com diversas ações realizadas em prol da segurança e conscientização do trânsito. De acordo com o coordenador da Equipe Multi-Institucional, Almir Fernandes, o objetivo é de intensificar as ações educativas para o trânsito. “O formato desta mobilização visa a instrução do trânsito e conscientizar as pessoas sobre esta causa”, comenta. Ainda conforme Fernandes, somente em 2019 já foram registrados 48 mortes em acidentes de trânsito na Amrec (Associação de Municípios da Região Carbonífera).

A Unesc é parceira da causa, visando a conscientização da comunidade interna e externa. “A Universidade leva a sério a conscientização, tanto que diversas reformas estruturais ocorreram no campus visando atuar nesta causa, como por exemplo as ciclo faixas e as vagas especiais nos estacionamentos. Além disso, nossos acadêmicos, docentes e colaboradores devem ser promotores da prevenção no trânsito”, enfatiza a assessora da Diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Sheila Martinhago Saleh. “Na Universidades temos muitos condutores e também formadores de opinião que podem compartilhar a conscientização”, complemente Fernandes.

As demais instituições parceiras da iniciativa são: GGI/M (Gabinete de Gestão Integrada Municipal), Conselho Comunitário de Segurança, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, IGP (Instituto Geral de Perícias, Detran/SC (Departamento Estadual de Trânsito do Estado de Santa Catarina), Governo do Município de Criciúma, DTT (Diretoria de Trânsito e Transporte), Agentes de Trânsito, CenterCamp Assessoria de Trânsito, Autoescola Sucena e Sest Senat.

Acompanhe a programação da Universidade na Semana Nacional de Trânsito:

26/9 - Roda de Conversa: deficiência adquirida – no Palco das Quintas Culturais – 17h

26/9 - Blitz educativa – Campus da Unesc – 18h

1/10 - Ação do Nupac junto aos motoristas da Unesc, do Iparque e dos ônibus – Clínicas Integradas – 17h30

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Vitor Netto Henrique 21 de setembro de 2019 às 11:21
Compartilhar Comente