UNACET - Ciências, Engenharias e Tecnologias

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Ciências Contábeis e Shakhtar D’Unesc na final do Intercursos de futsal masculino

Ciências Contábeis e Shakhtar D’Unesc na final do Intercursos de futsal masculino
Partida ocorre nesta quinta, às 20h30, no Ginásio José Antônio Carrilho (Foto: Divulgação) Mais imagens

As equipes Ciências Contábeis e Shakhtar D’Unesc (Engenharia Civil) vão entrar em quadra para disputar o 9º Campeonato Intercursos de Futsal Masculino Unesc/DCE. A final vai ser disputada nesta quinta-feira (14/12), a partir das 20h30, no Ginásio José Antônio Carrilho.

Em busca da artilharia

A partida vai contar também com um tempero especial na briga pela artilharia do campeonato. Keidy Carneiro, de Ciências Contábeis, e Roberto Búrigo, d Shakhtar D’Unesc, somam nove gols cada e lideram os marcadores.

Para chegar à final Ciências Contábeis venceu In Dubio Pro Torrone (Direito) por 5 a 2. Pelo mesmo placar, Shakhtar D’Unesc passou pela equipe Biomedicina Esporte Clube e garantiu a outra vaga para a final.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Assessoria de imprensa 12 de dezembro de 2017 às 14:47
Compartilhar Comente

Estudantes de Engenharia Mecânica poderão utilizar novas tecnologias para seu aprendizado

Estudantes de Engenharia Mecânica poderão utilizar novas tecnologias para seu aprendizado
Nas aulas de Cálculo, acadêmicos já terão possibilidade de usar as calculadoras gráficas HP Prime Mais imagens

O curso de Engenharia Mecânica da Unesc já está preparando novidades para 2018. A partir do próximo ano, no primeiro semestre, os acadêmicos terão a possibilidade de utilizar como ferramenta de aprendizado as novas calculadoras gráficas HP Prime. A proposta está sendo planejada pelo curso de Engenharia Mecânica e pela Pró-Reitoria de Ensino de Graduação, que já iniciaram conversações com a empresa HP (Hewllet Packard), fabricante das calculadoras para uma parceria.

O coordenador adjunto de Engenharia Mecânica, Adilson Oliveira, comenta que as calculadoras gráficas possuem um módulo de CAS (Computer Algebra System), são totalmente programáveis, apresentam telas touch screen e ainda geram gráficos coloridos, em 3D. “Com isso o aluno terá uma maior possibilidade de visualizar as equações e entender melhor os fenômenos estudados nas disciplinas de Cálculo. Além, é claro, do aprendizado ficar mais divertido e agradável”, afirma.

Segundo Oliveira, o representante da empresa para América Latina, Enrique Ortiz, manifestou que a HP tem um grande interesse no projeto da Unesc e pretende se aproximar da ideia o mais rápido possível.

O professor explica que esta proposta exigirá uma nova abordagem do conteúdo a qual será experimentada, inicialmente, em uma turma da disciplina de Cálculo I do curso de Engenharia Mecânica e que, após a consolidação dos resultados e uma discussão com os demais coordenadores de cursos, espera-se expandir o procedimento para as demais disciplinas, inclusive as Físicas.

Como a ideia surgiu

Oliveira conta que o “embrião” desta iniciativa surgiu de discussões entre professores do curso e da UNA CET (Unidade Acadêmica de Ciências, Engenharias e Tecnologias). “Resolvemos desafiar um dos grandes paradigmas da Educação Superior: Mudar a forma de ensinar as disciplinas da área de Cálculos nas Engenharias. Sendo assim, desde o segundo semestre de 2016, professores da Engenharia Mecânica estão experimentando, em turmas de Cálculo I, o uso de softwares algébricos computacionais em sala de aula. Ao longo dos últimos 3 semestres, a ferramenta foi oferecida para os alunos e inúmeros parâmetros foram avaliados no sentido de verificar a melhora do desempenho nos conteúdos e na diminuição da evasão, nas fases iniciais do curso”, revela.

E foi a partir dos bons resultados, que o coordenador do curso,  Adriano Bernardin, propôs continuar a metodologia, levando em consideração o desenvolvimento de novas tecnologias, mais acessíveis e mais eficientes para os acadêmicos.

Em setembro de 2017 os resultados preliminares do estudo foram publicados no Cobenge 2017 (Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia). Os resultados indicaram que estudantes que utilizaram o software algébrico, como Mat Lab, tiveram suas médias aumentadas de  4,8 para 6,8 pontos e o número de aprovados na disciplina subiu de 30% para 68%. Além disso, o índice de satisfação dos alunos foi medido e mostrou crescimento.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 12 de dezembro de 2017 às 11:06
Compartilhar Comente

Elaine encontrou na Unesc as ferramentas para lutar por um futuro sustentável

Elaine encontrou na Unesc as ferramentas para lutar por um futuro sustentável
Hoje ela está na oitava fase do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária (Fotos: Mayra Lima) Mais imagens

Mudar o mundo. Era essa a percepção de futuro que Elaine Adriano tinha aos 6 anos de idade. Depois de participar de palestras sobre o meio ambiente na escola, ela começou a influenciar seus pais a separarem o lixo e ter outras atitudes sustentáveis. Essa era a área que ela queria atuar, encontrando no curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unesc a sua profissão. Hoje, na oitava fase do curso, Elaine se sente realizada, embriagada pela certeza de contribuir com um amanhã mais sustentável.

Elaine conta que descobriu a Unesc quando ainda morava em São João do Sul, por meio de seus professores do Ensino Médio, que também se formaram na Instituição. “Eles falavam que a Unesc trazia diversas oportunidades de bolsas, e também fortaleciam o cuidado que devíamos ter com o nosso histórico escolar. E foi pelas minhas notas que eu consegui tanto ingressar na Universidade quanto conseguir uma bolsa de estudos, agradeço muito a eles”, ressaltou a aluna.

Extensão, experiência e objetivos futuros

O primeiro estágio de Elaine também foi dentro da Unesc, no Museu de Zoologia da Universidade. “Trabalhei um ano no Museu e adquiri uma experiência incrível, principalmente na área de ecologia, sobre a fauna e a flora e todo o universo da zoologia. Hoje, eu atuo na Racli – Limpeza Urbana, que tem o intuito de conscientizar a população sobre questões ambientais. O que aprendi no Museu, carrego no meu atual estágio, e as experiências que tenho hoje vou levar para o meu futuro profissional também”, contou.

Ao ter contato com a Educação Ambiental por meio dos dois estágios, Elaine também se interessou pela vida acadêmica. “Tenho vontade de fazer um mestrado e até um doutorado na Unesc, para dar aula dentro da minha área. A oratória e o contato com as pessoas por meio do ensino me encantam”, ressaltou a aluna.

Escolha Unesc

Os interessados em ingressar no Ensino Superior em 2018 podem participar do Escolha Unesc, que está com inscrições abertas (online) até o dia 9 de março. As inscrições também ocorrem de forma presencial, sendo que o primeiro período é entre 27 de novembro e 21 de dezembro.

O ingresso se dá por meio do Histórico Escolar e o acadêmico tem a oportunidade de participar do Nossa Bolsa, e ser beneficiado com bolsas de estudos de 70% ou 100%, dependendo do seu perfil socioeconômico. Na primeira fase, também há a possibilidade de descontos de 30% ou 20%

Na Unesc, o calouro vai encontrar cursos nas áreas de educação, saúde, ciências sociais aplicadas, engenharia e tecnologia avaliados pelo MEC (Ministério da Educação) com notas 4 e 5 – de um máximo de 5 – devido a qualidade de seu processo de aprendizagem, infraestrutura e qualificação dos professores da Unesc.

Confira mais informações (clique aqui)

www.unesc.net/portal/capa/index/733

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Mayra Antonio De Lima 08 de dezembro de 2017 às 14:53
Compartilhar Comente

Projeto promove revitalização no Bairro Cristo Redentor

Projeto promove revitalização no Bairro Cristo Redentor
Ação ensina crianças sobre cultivo e meio ambiente (Foto: Divulgação) Mais imagens

O projeto “Cristo Redentor Mais Verde” promoveu uma ação de revitalização na manhã desta quinta-feira (7/12), e levou conhecimentos às crianças do Bairro. A atividade se consistiu na recuperação de uma horta com alface e rúcula, que recebia descarte irregular de resíduos.

Durante a atividade, os alunos da quinta série da Escola Municipal Vilson Lalau, e as crianças da creche Associação Abadeus, colocaram a mão na terra e colaboraram com os trabalhos, enquanto aprendiam na prática sobre cultivo e meio ambiente.

O principal objetivo da sensibilização foi informar a comunidade sobre os tratamentos necessários e as formas adequadas de descartar resíduos sólidos, costumeiramente jogados em terrenos baldios.

Mutirão de coleta

O projeto recebeu um grande reforço da população. Um mutirão de coleta, realizado pela Famcri, recolheu, de residências e ruas, materiais recicláveis e descartáveis. Na visita anterior, plantas, mudas de flores e árvores frutíferas foram plantadas após uma limpeza da área, realizada no mês de outubro.

O projeto “Cristo Redentor Mais Verde” ocorre por meio de uma parceria entre Abadeus, Associação de Moradores, Escola Vilson Lalau, Famcri e Unesc. Seu objetivo é melhorar as condições socioambientais do bairro, tendo o suporte técnico-científico, com o projeto de extensão “Gestão de resíduos sólidos da Associação Beneficente Abadeus: proposta de fortalecimento e ampliação para a comunidade de entorno”, vinculado à UNA CET (Unidade Acadêmica de Ciências, Engenharias e Tecnologias).

A equipe é formada pelos professores José Carlos Virtuoso e Mário Guadagnin. Com o apoio das acadêmicas Karine da Silveira e Jéssica dos Santos, do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

07 de dezembro de 2017 às 18:55
Compartilhar Comente

Unesc é reconhecida pelo CREA/SC com Diploma do Mérito

Unesc é reconhecida pelo CREA/SC com Diploma do Mérito
Solenidade de entrega ocorreu em Florianópolis (Foto: Divulgação) Mais imagens

A semana tem sido de reconhecimento do trabalho desenvolvido pela Unesc. Na noite desta quarta-feira (6/12), a Universidade recebeu do CREA/SC (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina) o Diploma do Mérito, concedido para pessoas e instituições que prestam relevantes serviços e contribuem para o aprimoramento técnico das profissões que compõem o Sistema Confea (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia)/CREA, e para o desenvolvimento tecnológico sustentável do Estado e do país e para a melhoria da qualidade de vida dos catarinenses.

A cerimônia de homenagem aos condecorados com o Mérito Catarinense 2017 ocorreu em Florianópolis e a Unesc foi indicada para receber a honraria pela Ascea (Associação Sul Catarinense de Engenheiros e Arquitetos). O pró-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Oscar Montedo, representou a Instituição na entrega do Diploma do Mérito. O evento teve ainda a participação do diretor da UNA CET (Unidade Acadêmica de Ciências, Engenharias e Tecnologias da Unesc), Evanio Nicoleit.

Para a reitora da Unesc, Luciane Ceretta, a deferência é um indicativo de que os esforços e investimentos da Instituição em ensino, pesquisa e extensão para formar profissionais comprometidos com o trabalho e com a sociedade estão surtindo efeito. “A homenagem do CREA precisa ser compartilhada com nossos professores, acadêmicos e funcionários dos cursos de Engenharia e Tecnologia. Este Diploma do Mérito também é de cada um deles”, afirma.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 07 de dezembro de 2017 às 17:17
Compartilhar Comente