AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Unesc recebe Concerto em Ri Maior

Unesc recebe Concerto em Ri Maior
Espetáculo vem para Criciúma por meio do Projeto Palco Giratório (Foto: Divulgação) Mais imagens

O maestro e palhaço Wilson Chevchenco apresenta um concerto baseado em sua origem russa e conta com a ajuda de Sarrafo, seu fiel amigo, para executar as obras de sua família e ser compreendido pela plateia, já que não fala o idioma português. Este é o pano de fundo do "Concerto em Ri Maior", espetáculo que será apresentado no Auditório Ruy Hülse neste domingo (15/4), às 17 horas. A entrada é gratuita e a peça está vindo para Criciúma por meio do Projeto Palco Giratório do SESC.

A comédia musical surgiu em 2005 a partir de jogos de improvisação do palhaço com a música e utiliza vários instrumentos como piano, violão, acordeom, gaita, castanholas e harmônica. O espetáculo tem muita música, dança, improvisação e participação da plateia.

Pensamento Giratório

Já na segunda-feira (16/4), às 20 horas, o curso de Teatro da Unesc recebe o grupo Cia dos Palhaços de Curitiba, Paraná, para um momento de reflexão e discussão aberto ao público. A conversa será mediada por Fabiano Peruchi.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 13 de abril de 2018 às 15:47
Compartilhar Comente

Reflexão, natureza e transformação reveladas na exposição Estuário

Reflexão, natureza e transformação reveladas na exposição Estuário
Abertura ocorreu na noite desta quinta-feira (Fotos: Mayra Lima) Mais imagens

O encantamento com as possibilidades que a natureza oferece acompanha Sandra Correia pelas suas caminhadas rotineiras, na Praia da Daniela, em Florianópolis. O sentimento virou tese de doutorado e arte em conjunto. Na noite desta quinta-feira (12/4), a artista trouxe para o Espaço Cultural “Toque de Arte” da Unesc suas 12 gravuras em metal e seis fotografias, desenvolvidos a partir da observação e materiais recolhidos do seu espaço de reflexão. A exposição, intitulada “Estuário”, revela o encontro entre a natureza, o ser humano, e a transformação.

Daniela conta que a praia é um Estuário, um lugar de nascimento. “Lá existe um mangue, dentro da reserva de Carijós, com vegetação, animais, objetos que chegam pela água, pelo rio, que as vezes são algas, ou peixes, e as vezes lixos. Essa junção toda se transforma, criando outras peles. Nas fotografias é possível observar pedaços de lata que parecem ter uma renda ao redor, uma transformação que a natureza faz em um objeto criado pelo homem”, ressaltou.

A artista comenta ainda que esta é uma forma de alcançar as pessoas, para que elas reflitam sobre as próprias ações dentro da natureza. “Nós somos a natureza, e enquanto artistas, nós criamos novos olhares, que podem contribuir para um mundo melhor”, comentou. 

Para a coordenadora do Setor de Arte e Cultura da Unesc, Amalhene Baesso Reddig, a observação das obras traz a reflexão. “É preciso nos trazer para o momento presente e perceber aquilo que, muitas vezes, deixamos de lado, como esse cuidado”, comentou.

A diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, Fernanda Sônego, ressaltou a importância do trabalho da artista, que estimula o olhar ampliado, desenvolvendo novas formas de fazer e sentir.

Visitação


A exposição está aberta para visitação até o dia 4 de junho, das 9 às 22 horas. Para agendar visitas mediadas, os interessados devem entrar em contato com o Setor de Arte e Cultura da Universidade, pelo telefone 3431-2622 ou pelo e-mail cultura@unesc.net.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayra Antonio De Lima 12 de abril de 2018 às 22:10
Compartilhar Comente

A sustentabilidade e a arte se encontram em exposição “Estuário”

A sustentabilidade e a arte se encontram em exposição “Estuário”
Abertura ocorre nesta quinta-feira, na Universidade (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Uma inquietação a favor da sustentabilidade. É essa a expressão que a artista Sandra Correia Favero, de Florianópolis, traz à Unesc para a exposição “Estuário”. O processo artístico se deu a partir da observação, registros fotográficos e materiais recolhidos no Pontal da Daniela, em Florianópolis. São 12 gravuras em metal e seis fotografias que compõem a exposição, que será inaugurada nesta quinta-feira (12/4), às 20h30, no Espaço Cultural “Toque de Arte”.

Meu olhar se fixa nas formações orgânicas sobre coisas, sejam elas originárias da natureza ou produzidas para consumo e, como integrantes da paisagem que visito cotidianamente, regem meu estar no mundo e aparecem impregnando com rastros e vestígios meu trabalho poético”, comenta Sandra.

Visitação

A exposição está aberta para visitação até o dia 4 de junho, das 9 às 22 horas. Para agendar visitas mediadas, os interessados devem entrar em contato com o Setor de Arte e Cultura da Universidade, pelo telefone 3431-2622 ou pelo e-mail cultura@unesc.net.

 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayra Antonio De Lima 10 de abril de 2018 às 21:17
Compartilhar Comente

Família ZL mostra talento no Quintas Culturais

Família ZL mostra talento no Quintas Culturais
Edição desta semana trouxe grupo de rap para a Praça do Estudante (Foto: Divulgação) Mais imagens

O Quintas Culturais desta semana trouxe como apresentação cultural do grupo de rap  Família ZL, que mostrou o seu talento para a comunidade acadêmica na Praça do Estudante.

Participe!

A Universidade oferece um espaço para artistas da comunidade, alunos, professores e funcionários mostrarem suas habilidades em apresentações individuais ou em grupo, durante todo o semestre, nas quintas-feiras.

Os interessados em demonstrar seu talento podem entrar em contato com o Setor de Arte e Cultura, na sala 11 do Bloco P ou no e-mail cultura@unesc.net e telefone (48) 3431-2622.

O projeto é uma iniciativa do Setor Arte e Cultura e está vinculado à Diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 06 de abril de 2018 às 11:27
Compartilhar Comente

Estudante da Unesc expõe na Furb obras sobre mulheres desaparecidas na ditadura militar

Estudante da Unesc expõe na Furb obras sobre mulheres desaparecidas na ditadura militar
Exposição teve como base uma pesquisa sobre identidade hibrida (Foto: Divulgação) Mais imagens

Mulheres, a ditadura e a construção da identidade. Esses três contextos se uniram para o desenvolvimento da exposição “identidade Fragmentada”, da estudante da 8ª fase do curso de Artes Visuais da Unesc, e também colaboradora do Setor de Arte e Cultura da Universidade, Ana Paula Gallas. Suas obras, que tem como base a arte contemporânea, foram expostas na FURB (Universidade Regional de Blumenau).

Segundo Ana, para a realização da exposição, ela se apropriou de fotografias das mulheres brasileiras mortas e desaparecidas durante a ditadura militar no Brasil, entre 1946 e 1988, de acordo com a lista de Mortos e Desaparecidos Políticos publicada na Folha de São Paulo em dezembro de 2014. “Assim busco também uma reflexão ao passado político no Brasil e a lembrança de como a ditadura militar destruiu vidas, transformou a identidades e rotulou pessoas em desaparecidas”, ressalta.

Além de trazer à tona essa época, Ana também traz questionamentos voltados para a construção da identidade. Já que para ela nós carregamos em nosso comportamento a influência recebida voluntária e involuntariamente de pessoas que conhecemos e admiramos.

As obras são uma mistura de fotografias, costura e bordado. “Desconstruo identidades existentes, transformando em novas identidades, considerando as grandes mudanças no decorrer da vida e grandes mudanças de personalidade”, comentou.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Mayra Antonio De Lima 28 de março de 2018 às 15:03
Compartilhar Comente