Setor de Comunicação Integrada

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Serviços prestados à pessoa com deficiência são discutidos em evento no campus

Serviços prestados à pessoa com deficiência são discutidos em evento no campus
Encontro reuniu representantes de entidades, da Unesc e do INSS (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Discutir os serviços prestados pelo INSS às pessoas com deficiência, como o Serviço Social e o Benefício de Prestação Continuada foi o objetivo de um encontro realizado nesta terça-feira (14/11) pelo projeto de extensão da Unesc “Inclusão produtiva de pessoas com deficiência: Caminhos para a mitigação das barreiras da educação e da acessibilidade urbana”. O evento reuniu representantes de entidades que lutam pelos direitos das pessoas com deficiência, do INSS e professores e acadêmicos da Universidade.

Participaram do encontro o presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Criciúma, Claudio Pacheco; a presidente da Judecri Elza Duarte de Jesus; as assistentes sociais do INSS Caren Delfino e Eliane Aparecida Coelho de Oliveira e estudantes pesquisadoras do projeto de extensão: Beatris Pizzoni de Freitas, Nadioreth Samba Carimba Feliciano, Juliana Justino, Sara Bortoluzzi Brogni. O projeto é financiado e apoiado pelo CER (Centro Especializado em Reabilitação) e DIDH (Programa Diversidades, Inclusão e Direitos Humanos), ambos da Unesc.

A assistente social do INSS Caren Delfino fez uma apresentação sobre a instituição e explicou os serviços prestados, bem como a legislação que dá suporte aos benefícios e ao atendimento do serviço social. Esses esclarecimentos trouxeram subsídios para a construção do plano de formação para a inclusão produtiva de pessoas com deficiência, que será proposto pelo projeto de extensão da Universidade.

Segundo a coordenadora do projeto, Natália Martins Gonçalves, que mediou os trabalhos as discussões foram muito bem acolhidas pelos representantes das pessoas com deficiência. “Eles ressaltaram a importância do projeto de extensão da Unesc, quando este cria os espaços e as possibilidades para o conhecimento dos direitos e dos serviços que são disponibilizados pelos órgãos governamentais. Além disso esclarece dúvidas sobre os trâmites legais e uma maior compreensão da organização das instituições brasileiras”, afirmou a professora.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 16 de novembro de 2017 às 11:34
Compartilhar Comente

Dia mundial do Diabetes: Programa na Unesc oferece cuidados e dá dicas para uma vida saudável

Dia mundial do Diabetes: Programa na Unesc oferece cuidados e dá dicas para uma vida saudável
Doença atinge 387 milhões de pessoas em todo o mundo, podendo chegar a atingindo 592 milhões (Fotos: Leonardo Ferreira) Mais imagens

“É possível sim se alimentar bem e ser feliz com diabetes”. A afirmação é da paciente do PAMGC (Programa de Automonitoramento Glicêmico Capilar da Unesc), Maria da Gloria dos Santos Mateus. Ela descobriu o diabetes há nove anos e é atendida na Unesc há um mês, mas nesta terça-feira (14/11) teve uma recepção diferente.

Em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes, o PAMGC, que atende dentro do Serviço de Enfermagem, nas Clínicas Integradas, ofereceu uma experiência diferente, com um bolo especial para diabéticos, orientações e avaliações gratuitas.

Maria da Glória contou ainda que após começar o tratamento na Universidade se sente mais confortável e disposta. “Comecei meu tratamento com insulina aqui, já que o outro não fazia efeito. Já sinto uma diferença, consigo ter uma vida normal, comer e ser feliz”, contou.

A diabetes

A doença que atinge Maria da Gloria também prejudica a vida 387 milhões de pessoas em todo o mundo, e, segundo a enfermeira do PAMGC Liliana Dimer, a tendência é de a situação se agrave cada vez mais. “Temos uma alta média de atendimentos, que pode ultrapassar 100 pacientes por dia. A expectativa é que a epidemia se espalhe dia após dia, chegando a equivaler a população da América do Sul, atingindo 592 milhões em 2035”, informa.

Além de destacar a importância de ter atenção sobre o assunto, Liliana esclarece como reconhecer a doença e afirma que é possível se alimentar bem, apesar dos cuidados. “É um problema silencioso, mas com atenção se consegue perceber. Os principais sintomas são a sede em excesso, muita fome, idas repetitivas ao banheiro e fraqueza. É importante ter cuidado com ela, mas o que queremos reforçar hoje é que apesar da atenção, podemos ter uma alimentação saudável e com muito sabor”, afirmou.

A campanha na Universidade leva a temática “Diabetes não torna sua vida amarga” e a campanha mundial tem como tema Mulheres e Diabetes: nosso direito a um futuro saudável.

PAMGC

O Programa de Automonitoramento Glicêmico Capilar, localizado na Unesc, realiza suas ações em parceria com a prefeitura de Criciúma, auxiliando as pessoas que têm diabetes e utilizam insulina no tratamento. No programa, são realizadas consultas de Enfermagem, atendimento multiprofissional pelos residentes, orientações e preparação para o automonitoramento.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Assessoria de imprensa 14 de novembro de 2017 às 16:24
Compartilhar Comente

Desafio Empresarial entrega mais de R$ 10 mil em doações para entidades de Içara

Desafio Empresarial entrega mais de R$ 10 mil em doações para entidades de Içara
Resultado da Semana Acadêmica de Gestão foi divulgado nesta segunda (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

Acadêmicos e professores dos cursos de Gestão da Unesc uniram aprendizado e ajuda ao próximo mais uma vez durante o Desafio Empresarial. Em 2017, os estudantes de graduação tiveram como foco o agronegócio familiar do município de Içara e o resultado do trabalho vai beneficiar muita gente. Na noite desta segunda-feira (13/11), ocorreu o encerramento do Desafio Empresarial, com a apresentação do resultado das equipes e a entrega simbólica dos recursos. Na 14ª edição, o evento doou mais de R$ 10 mil para duas entidades de Içara. A Casa de Acolhida Manjedoura recebeu o equivalente a R$ 7.082 em alimentos e produtos de higiene e limpeza e a Rede Feminina de Combate ao Câncer, R$ 4.134 em recursos financeiros.

O Desafio Empresarial ocorreu de 23 a 28 de outubro, durante a Semana Acadêmica dos cursos de Gestão. O objetivo desta edição foi de fortalecer o desenvolvimento de microempresários agricultores de Içara e junto com eles, aprimorar o conhecimento dos estudantes por meio da prática. As atividades encerraram em um grande evento, que ocorreu na praça da matriz São Donato de Içara. Além da comercialização dos produtos da agricultura familiar, os estudantes arrecadaram alimentos, materiais de limpeza e produtos de higiene pessoal.

Em 13 edições, o Desafio Empresarial já arrecadou mais de R$ 50 mil, recursos que foram partilhados entre participantes e com entidades beneficentes. Segundo o coordenador dos cursos de Gestão de Recursos Humanos, Processos Gerenciais e Gestão Financeira, Volmar Madeira, os 120 alunos tiveram um excelente desempenho no Desafio Empresarial e demonstraram o potencial que têm para o trabalho em equipe. Já a coordenadora dos cursos de Gestão Comercial – presencial e a distância, Michele Schneider, salientou o quanto eventos como esse agregam na formação acadêmica e humana dos estudantes, chamando a atenção para organização dos alunos para realizar as atividades propostas e a união em prol das entidades.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Içara, Paulo Brígido afirmou que os alunos e professores da Unesc fizeram a diferença no município e convidou o grupo a continuar desenvolvendo atividades que englobem a população de Içara.

Já o prefeito Murialdo Gastaldon enfatizou a importância de a Universidade estar na comunidade. “É a primeira vez que o Desafio Empresarial ocorre no nosso município e ele já mostrou a relevância que tem. O fruto do trabalho de vocês beneficiará tanto os agricultores familiares quanto pessoas que vocês nem conhecem e que são atendidas pela Casa de Acolhida Manjedoura e pela Rede Feminina de Combate ao Câncer. A todos vocês, o nosso muito obrigado”.

Saiba mais


A ação ofereceu oficinas para capacitar os alunos para o desenvolvimento das atividades, dentre elas: Merchandising no Ponto de Venda, Formação de Preço e Promoção de Vendas; Pesquisa de Mercado; Estratégias de Arrecadação; Descrição de Cargos; Plano de Negócio e Contabilidade; Comunicação Visual; Treinamento e Controles e Registros.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 13 de novembro de 2017 às 22:34
Compartilhar Comente

Projeto de extensão encanta e ensina crianças de escolas públicas da região

Projeto de extensão encanta e ensina crianças de escolas públicas da região
Estudantes participaram de uma oficina sobre ecossistema (Foto: Divulgação) Mais imagens

Um ecossistema na palma da mão. Foi isso que encantou as crianças da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Pascoal Meller, de Criciúma, nesta segunda-feira (13/11). A oficina “Construindo um Terrário” foi promovida pelo projeto de extensão "A utilização do Laboratório de Ensino de Ciências Professora Mari Stela Campos da Unesc, por professores e alunos de escolas da rede pública municipal e estadual de ensino de Criciúma-SC” e propôs que os estudantes do quinto ano colocassem a mão na terra para criar seu próprio ciclo natural.

A bolsista do projeto Samara de Assunção afirma que a atividade consiste em explicar o que ocorre em nosso planeta. “Eles criam em recipiente fechado um ecossistema próprio, onde a evaporação da água retorna em forma de umidade e micro gotículas, representando o ciclo da chuva existente na terra”.

Os estudantes também participaram de uma confecção de bonequinhos ecológico, juntamente com as professoras Joice Andrea De Morais Supriano e Rosimari Barbosa, onde foram estimulados a aprender por meio da criatividade.

O projeto de extensão é coordenado pela professora Miriam da Conceição Martins e conta com a participação das bolsistas Beatriz Reiser Tramontin e Samara de Assunção, além voluntária Zenaide Pais Topanotti.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Assessoria de imprensa 13 de novembro de 2017 às 19:27
Compartilhar Comente

Unesc na Praça leva serviços e atividades para Sombrio neste sábado

Unesc na Praça leva serviços e atividades para Sombrio neste sábado
Professores e alunos estarão das 9 às 17 horas no município (Foto: Arquivo) Mais imagens

Estudantes e professores da Universidade vão levar um pouco do conhecimento produzido na Instituição, por meio de serviços, atendimentos e orientações para os moradores de Sombrio. No sábado (11/11), ocorre o Unesc na Praça, das 9 às 17 horas, ao lado da Igreja Matriz, e vai reunir em um só espaço mais de 20 projetos de extensão, uma pequena feira das profissões, com informações sobre os cursos e as possibilidades de bolsa de estudos e financiamento, atividades culturais e equipes dos cursos da área da saúde realizando serviços e dando orientações.

Segundo a assessora da Pró-reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unesc, Sheila Martignago Saleh, o evento foi um convite do CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Sombrio e da AEUS (Associação dos Estudantes Universitários de Sombrio), para que a Universidade mostrasse um pouco das oportunidades que oferece, dos cursos e dos projetos de extensão durante o Sábado Mais promovido pela CDL.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 09 de novembro de 2017 às 21:33
Compartilhar Comente