Setor de Comunicação Integrada

imagem do site
Newsletter Newsletter RSS RSS

Unesc firma parceria com Fundação Catarinense de Cultura em prol do patrimônio

Unesc firma parceria com Fundação Catarinense de Cultura em prol do patrimônio
Assinatura ocorreu na noite desta terça-feira na Universidade (Fotos: Mayra Lima) Mais imagens

Um termo de cooperação técnica foi firmado entre Unesc e Fundação Catarinense de Cultura na noite desta terça-feira (31/10). O intuito é monitorar o patrimônio cultural de Santa Catarina, bem como o levantamento de novas unidades de interesse. A parceria foi assinada pela reitora da Unesc, Luciane Ceretta, juntamente com o presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz.

A reitora ressaltou a importância da parceria. “Vivemos hoje em um momento não tão confortável quanto nós gostaríamos de viver perante a cultura em nossa cidade. Mas não tenham dúvidas de que esse projeto vai trazer grandes resultados, que não são só para a Universidade, mas para toda a comunidade de Criciúma e região”, sublinhou Ceretta.

O presidente da Fundação Catarinense de Cultura, comentou que esse é um projeto pioneiro, que deve iniciar uma movimentação diferenciada em Santa Catarina. “Nosso intuito é multiplicar as mãos da Fundação, para abraçar todo o estado em projetos tão importantes como esse. É uma forma de fortalecer a conscientização, levando a educação patrimonial até as pessoas, para que elas percebam a importância de preservar a memória da região”, destacou Rodolfo.

A parceria vai contar com a união dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais e História, junto ao Cedoc (Centro de Memória e Documentação da Unesc). Segundo o coordenador do curso de História, Tiago Coelho, ressaltou que esse é um momento de celebração dentro de uma caminhada que já ocorre há bastante tempo frente aos grupos de resistência da Unesc que lutam pela cultura diariamente.

O arquiteto da Fundação Catarinense de Cultura, Diego Fermo, salientou a relevância de dar o devido valor aos elementos que contam a história de toda uma cidade. “Nós precisamos fazer esse patrimônio material e imaterial rebrotar em Criciúma, colocando valor nessas estruturas consagradas pelas mãos de homens, mulheres e crianças que trabalharam em torno do carvão”, frisou. 

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Mayra Antonio De Lima 31 de outubro de 2017 às 21:40
Compartilhar Comente

Nova gestão da Unesc completa 100 dias de trabalho

Nova gestão da Unesc completa 100 dias de trabalho
Informações foram repassadas em uma coletiva nesta terça-feira (Fotos: Milena Nandi) Mais imagens

Desde que assumiu a gestão da Unesc, a nova Reitoria vem implementando ações para tornar a Instituição ainda mais eficiente, com o objetivo de buscar a sustentabilidade financeira, sem perder o foco na excelência acadêmica. E desde que iniciou os trabalhos na Universidade, em 3 de julho, a nova gestão deu andamento em projetos importantes, como a da reestruturação administrativa. Em 5 de outubro, o CSA (Conselho Superior de Administração), composto por professores, estudantes e funcionários da Instituição e por representantes de entidades e municípios da região, aprovou por unanimidade a proposta de alteração do estatuto e regimento geral da Unesc, dando assim o aval para as mudanças.

A reitora, Luciane Ceretta, e o vice, Daniel Preve, montaram uma equipe de trabalho para planejar e organizar as mudanças analisadas como necessárias para que a Instituição atravesse pelo cenário atual de maneira sustentável. O objetivo é ter uma estrutura mais ágil e leve, menos burocrática, que fortaleça cada vez mais a parte acadêmica. Para isso, ações como revisão e suspensão de contratos de prestação de serviços, reavaliação de horas administrativas e suspensão de compras e locações já foram feitas.

Outros eixos estratégicos que estão em fase de implantação após estes 100 primeiros dias de gestão: fortalecimento do setor de captação de recursos; foco em inovação, com parcerias com o setor produtivo; ampliação de parcerias internacionais (internacionalização); a participação comunitária, por meio de conselho consultivo; a valorização das pessoas; atenção ao estudante, com reconfiguração do setor de atendimento; investimento em tecnologia da informação; além de atenção especial ao EAD (Ensino à Distância).

Atendimento e parcerias

Nos 100 dias de gestão, a Reitoria da Unesc também reforçou os laços com a comunidade interna, com encontros para ouvir sugestões e apresentar propostas, diálogo com representantes estudantis – incluindo parcerias para a realização de ações institucionais que visem a cultura de paz e o respeito à diversidade.

A nova gestão também vem estreitando laços com a comunidade externa. Luciane, Preve e equipe realizaram visitas a entidades de classe, prefeituras e Câmaras de Vereadores da região, para apresentar a Unesc e colocar a Universidade à disposição de parcerias que objetivem o desenvolvimento regional, e também abriram as portas para receber representantes de instituições, entidades e municípios na Universidadade.

Universidade Comunitária regional

A busca pelo reforço da identidade regional e da marca Unesc também fazem parte do projeto da nova gestão universitária. Luciane afirma que a Unesc é Nossa Universidade porque mesmo sendo criada em Criciúma, tem raízes fortes em todo o Sul catarinense.

E como Universidade Comunitária, a Unesc tem características como: ser uma Instituição com gestão pública não-estatal sem fins lucrativos; buscar uma gestão participativa e democrática; ter compromisso socioambiental e com o desenvolvimento de toda a região; ter como premissa a formação humana, profissional e cidadã dos seus estudantes e a valorização das pessoas e o respeito às diversidades.

As informações sobre os 100 dias de gestão da nova Reitoria da Unesc foram repassadas durante uma coletiva com a imprensa regional, que ocorreu na tarde desta terça-feira (31/10) na Universidade.

Saiba mais


Principais alterações da reestruturação administrativa
Redução de cargos administrativos e gratificados;
Inclusão de um representante da UABC (União das Associações de Bairros de Criciúma) no Consu (Conselho Universitário);
Supressão de uma das três Pró-Reitorias:
As atuais Pró-Reitorias de Ensino de Graduação e de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão vai dar lugar à Pró-Reitoria Acadêmica;
Já a Pró-Reitoria de Administração e Finanças dará lugar à Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional;
Extinção das quatro UNAs (Unidades Acadêmicas) e implantação de três diretorias: de Ensino de Graduação; de Pesquisa e Pós-Graduação e de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias;

Dados da Unesc, uma Universidade Comunitária
Possui 12.509 alunos entre graduação, especialização, Colégio Unesc, mestrados e doutorados;
47% dos alunos de graduação são beneficiados com bolsas ou financiamentos;
Tem 129 estudantes estrangeiros de 11 países e 49 acordos internacionais com 19 países;
Possui 730 professores, sendo que 61,5% deles são mestres e doutores;
Tem um quadro com 696 funcionários;
Mais de 97% dos cursos de graduação avaliados com conceitos 4 ou 5 – sendo o conceito máximo 5 – pelo MEC (Ministério da Educação);
Melhor universidade não estatal de Santa Catarina segundo o RUF (Ranking Universitário Folha) 2017;
18ª melhor instituição não estatal do Brasil segundo o RUF 2017;
Nos quesitos Pesquisa e Internacionalização, é líder do RUF entre as instituições não públicas do Estado;
A Unesc está entre as 19 Instituições de Ensino Superior do Brasil a receber o selo de acreditação do CFM (Conselho Federal de Medicina) e da ABEM (Associação Brasileira de Educação Médica);
Na extensão, a Unesc realiza 122 projetos de extensão comunitária, com 306 bolsas de estudo para estudantes de graduação;
A Universidade figura no seleto grupo formado por 22% das 4.175 Instituições de Ensino Superior brasileiras que obtiveram aumento no conceito de qualidade de seus PPGs (Programas de Pós-Graduação) na avaliação da Capes;
Possui ainda o Iparque (Parque Científico e Tecnológico) que realiza parcerias e presta serviços para municípios da região e empresas de diversos estados brasileiros.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Milena Spilere Nandi 31 de outubro de 2017 às 18:50
Compartilhar Comente

Unesc colabora com o 8º Seminário Catarinense de Agroecologia

Unesc colabora com o 8º Seminário Catarinense de Agroecologia
Minicursos, palestras e oficinas reuniram cerca de 800 pessoas (Fotos: Divulgação) Mais imagens

A Unesc esteve presente na organização do 8º Seminário Catarinense de Agroecologia, em Santa Rosa de Lima. A Universidade foi representada pelo professor Joelcy Lanzarini, bolsistas de projetos de extensão e membros do Fórum Regional de Economia Solidaria, que participaram de atividades de formação, informação e comercialização na última quinta e sexta-feira (26/10 e 27/10).

O evento promoveu minicursos, palestras e oficinas voltadas à produção agrícola sustentável. O Seminário é organizado a cada dois anos e foi a primeira vez que ocorreu na região Sul. Os projetos de extensão que representaram a Universidade foram “Ações para Fortalecimento da Feira de Economia Solidária da Unesc” e “Alimentação e Nutrição Solidária”.

O papel da Unesc no Seminário foi de parceira da Comissão Organizadora, por meio do PAES (Programa de Ações em Economia Solidária).

Lanzarini coordenou a oficina sobre Economia Solidária e enalteceu a organização do evento. “O município de Santa Rosa de Lima, na pessoa do prefeito Salesio Wiemes e a equipe organizadora e de trabalho, está de parabéns pela organização, pois não mediram esforços para que tudo saísse conforme o planejado”, salientou.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Assessoria de imprensa 31 de outubro de 2017 às 18:07
Compartilhar Comente

Mulheres se tornam protagonistas de suas vidas com Projeto Amora da Unesc

Mulheres se tornam protagonistas de suas vidas com Projeto Amora da Unesc
Entrega de certificados ocorreu na tarde desta terça-feira (Fotos: Mayra Lima) Mais imagens

Ao conhecer seus direitos, uma outra mulher nasceu de dentro da Rosicleia Ferrarez. Dentro de casa, aceitar tudo que lhe era imposto estava causando cada vez mais complicações e violências, que a faziam se sentir diminuída e anulada. Foi quando ela conheceu o projeto de extensão “Amora: Capacitando Mulheres em Direitos Humanos”, da Unesc, que a levou para um caminho desconhecido: o de protagonizar sua própria vida. Ela faz parte do grupo de cerca de 40 mulheres que receberam o certificado do projeto, na tarde desta terça-feira (31/10).

Desde sua criação, o projeto já atendeu mais de 3 mil mulheres e têm mostrado importante relevância social na vida delas. Rosicleia conta que hoje consegue impor sua opinião no dia a dia, tanto dentro de casa quanto fora dela. “Eu vivia em um relacionamento violento, abaixava a cabeça para tudo. Mas o projeto me mostrou que eu não devo ficar calada, muito menos aceitar ser humilhada. Hoje me sinto com muito mais atitude em tudo na minha vida, meu casamento é outro, sou uma nova mulher”, comentou.

Durante todo o ano, o projeto ocorreu uma vez por mês em cada um dos seis CRAS de Criciúma: Cristo Redentor, Renascer, Próspera, Tereza Cristina, Santa Luzia e Vila Miguel. A capacitação foi realizada pelas bolsistas Camila Maffioleti Cavaler, do curso de Psicologia, e Maria Rachel da Silva de Mello, do curso de Direito, sob a supervisão das professoras do curso de Direito, Mônica Ovinski de Camargo Cortina e Janete Triches.

Segundo a professora Mônica, as atividades são desenvolvidas de forma prática, com diálogos que transmitem às mulheres o conhecimento de seus direitos. “Dentro delas existem as chaves que abrem essas portas, nosso intuito é fazer com que elas se sintam donas de si mesmas. Elas sabem que os Direitos Humanos são para todos, mas muitas não se enxergavam nem como sujeitos dentro da sociedade. Nós debatemos a autoestima, a busca pelos sonhos, o mercado de trabalho, política, entre outras questões”, ressaltou.

Complementando, a professora Janete comentou como elas se sentem no primeiro contato com o projeto. “Elas chegam com um sentimento de culpa, como se a violência que elas sofressem, seja doméstica, moral, ou de qualquer outro tipo, fosse culpa delas, como se elas merecessem aquilo. Mas nós estamos ali para mostrar que elas são as vítimas, que existe um sistema econômico, social, político e cultural que trabalha o imaginário popular e que faz nascer essa culpa. É a partir do movimento do projeto que nós mudamos esse olhar”, fortaleceu Janete.

Formatura


Com um café e uma solenidade de entrega de certificados, o projeto finalizou as atividades nesta terça-feira. Do encontro, também participaram a assessora de extensão da Propex (Pró-reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão), Sheila Matignago Saleh, o coordenador do curso de Direito da Unesc, João Carlos, o vice-prefeito de Criciúma, Ricardo Fabris, o secretário de Assistência Social de Criciúma, Paulo Cesar Bittencourt, e a presidente do Conselho Municipal de Direito das Mulheres de Criciúma Maristela Costa da Silva.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Mayra Antonio De Lima 31 de outubro de 2017 às 17:53
Compartilhar Comente

Formação Continuada a professores aborda Educação Infantil

Formação Continuada a professores aborda Educação Infantil
Foram quatro minicursos ministrados a professores de Passo de Torres (Fotos: Divulgação) Mais imagens

A Educação Infantil foi pauta de Formação Continuada de professores na Unesc. Na última semana, eles vieram de Passo de Torres para uma troca de conhecimentos ao longo de quatro minicursos.

Durante as conversas, foram abordadas temáticas que envolvem a reflexão e contribuição para a prática da pedagógica. As aulas foram ministradas pelas professoras Gislene Camargo, Cibele da Silva Lucion, Bruna Carolini de Bona e Cibele Beirith.

O evento foi organizado pelo professor Bruno Dandolini Colombo, que coordena o programa de Formação e Valorização Docente e Discente da UNA HCE (Unidade Acadêmica Humanidades, Ciências e Educação), e contou com a parceria da Secretaria de Educação do município.

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Postado por: Assessoria de imprensa 31 de outubro de 2017 às 17:20
Compartilhar Comente