Grupo de Estudos e Pesquisa em Exercício e Saúde

Newsletter Newsletter RSS RSS

Unesc é a segunda melhor universidade brasileira não pública, segundo índice inédito

Unesc é a segunda melhor universidade brasileira não pública, segundo índice inédito
Estudo foi realizado pela Brasil Júnior, com apoio da consultoria McKinsey Mais imagens

Formar empreendedores tem sido um desafio no cenário educacional. E a Unesc foi reconhecida como a segunda melhor Instituição de Ensino Superior do Brasil, entre as não-públicas, segundo o Índice das Universidades Empreendedoras. O estudo inédito foi realizado pela Brasil Júnior, com apoio da consultoria McKinsey, e divulgado em novembro pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

“Ser reconhecida em segundo lugar no índice das universidades empreendedoras do Brasil é resultado do trabalho de qualidade desenvolvido há 48 anos pela Unesc. Somos uma Instituição comunitária preocupada com a formação de nossos alunos e a comunidade regional e reconhecida frequentemente pela excelência em diversos aspectos, incluindo ensino de qualidade, pesquisa, extensão, estrutura e qualificação dos professores”, destaca o reitor Gildo Volpato.

Destaque para a Infraestrutura e Cultura Empreendedora

Nos critérios avaliados pelo Índice das Universidades Empreendedoras, a Unesc se destaca, entre todas as universidades, públicas e privadas, em dois. A Instituição aparece como a segunda melhor do Brasil, no critério “Cultura Empreendedora, e a terceira melhor no segmento “Infraestrutura”, entre todas as universidades, públicas e privadas.

Quando o assunto é “Infraestrutura”, a Unesc aparece ao lado da PUC-Rio (1º) e Unicamp (2ª). Neste critério foi avaliado a qualidade da infraestrutura física e internet, além da instalação de um parque tecnológico e suas parcerias. “É um reconhecimento a estrutura que temos, com os laboratórios de alto nível; uma Biblioteca recém-inaugurada; o Iparque (Parque Científico e Tecnológico), e todos os espaços: salas de aula, Clínicas Integradas, Centros de Práticas, Sala de Negócios, Espaço das Empresas Juniores, Sala de Metodologia Ativas, entre outras”, ressalta a pró-reitora de Administração e Finanças, Kátia Sorato.

No critério “Cultura Empreendedora” a Unesc ficou atrás apenas da UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco). Nele foi avaliado a postura empreendedora dos professores e alunos, além da quantidade de disciplinas de empreendedorismo durante os cursos de graduação. “Introduzir o empreendedorismo para melhorar o ambiente de vida da geração atual e futura é algo muito próximo da nossa missão. Na Unesc ajudamos a preparar os alunos para sua vida e também para o mundo profissional. Um exemplo é o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Empreendedorismo. Nos orgulha muito receber esse reconhecimento nacional”, comenta a pró-reitora de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Luciane Ceretta.

A melhor do Sul do Brasil entre as não-públicas

Entre as instituições avaliadas, a Unesc é a melhor Universidade não pública da região Sul do Brasil (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). Ela aparece no Índice das Universidades Empreendedoras entre as 5 melhores da região, junto com UFSM (Universidade Federal de Santa Maria), UEM (Universidade Estadual de Maringá), UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Como foi feito o estudo

A pesquisa foi realizada por meio de um questionário online que ouviu 5.975 alunos e 318 professores de 43 universidades de todo Brasil. Para elaborar o Índice das Universidades Empreendedoras foram selecionadas as 100 melhores universidades presentes na última edição do RUF (Ranking Universitário da Folha de São Paulo). Dessas, foram excluídas aquelas que não possuíam Empresas Juniores associadas, Enactus (organização internacional sem fins lucrativos dedicada a inspirar os alunos a melhorar o mundo através da Ação Empreendedora), Aiesec (Associação Internacional de Estudantes em Ciências Econômicas e Comerciais) ou núcleo da Rede CsF (Ciência sem Fronteiras), entidades que estimulam o empreendedorismo no ambiente universitário.

A partir das respostas dos questionários online concluiu-se que uma universidade empreendedora leva em conta os seguintes critérios: Cultura Empreendedora (postura empreendedora dos professores e alunos, disciplinas de empreendedorismo); Inovação (pesquisa, patentes, proximidade IES-empresas); Extensão (redes de contato, projetos de extensão); Infraestrutura (qualidade, parque tecnológico); Internacionalização (intercâmbio, publicações e citações internacionais); Capital Financeiro (orçamento, endowment/doação da sociedade civil).

Saiba mais sobre o Índice

 

Fonte: Setor de Comunicação Integrada

Por: Davi Carrer 06 de dezembro de 2016 às 10:57
Compartilhar Comente (2)

Unesc oferece programa gratuito de emagrecimento

Exercícios físicos como caminhada, musculação, hidroginástica e dança integram as atividades do programa Emagreça Feliz, da Unesc, que está com inscrições abertas.

 

O projeto, gratuito, é vinculado ao Gepes (Grupo de Extensão e Pesquisa em Exercício e Saúde) e envolve os cursos de Educação Física e Nutrição. O primeiro vai orientar os programas de exercício físico, enquanto o curso de Nutrição vai elaborar receitas saudáveis por meio do projeto “Prática de culinária” no Laboratório de Técnica Dietética.

 

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3431-2572 ou 9168-3423.

Fonte: Comunicação Social:comunicacao@unesc.net

Por: Nadia Regia Almeida Couto:nadia@unesc.net 24 de maio de 2012 às 14:35
Compartilhar Comente

Professores e estudantes da Saúde realizam atividades com aposentados do Besc e do Banco do Brasil

Professores e estudantes da Saúde realizam atividades com aposentados do Besc e do Banco do Brasil
Divulgação Mais imagens

Professores e estudantes de cursos da área da Saúde da Unesc realizaram atividades no dia de hoje (16/9) com aposentados do Besc e do Banco do Brasil. Denominado Sim Para Você 2010, o evento foi realizado no Mercoplaza por solicitação da Fusesc (Fundação Codesc de Seguridade Social), que contatou com o Gepes (Grupo de Extensão e Pesquisa em Exercício e Saúde) para organizar parte dos trabalhos. O objetivo da entidade foi reunir seus sócios aposentados e oferecer palestras e atividades que envolvam ações em saúde.

 

Pela manhã, os acadêmicos do curso de Educação Física, vinculados ao Gepes, realizaram avaliação física e deram dicas de saúde. Os estudantes do curso de Enfermagem avaliaram pressão arterial e os do curso de Fisioterapia fizeram manobras e técnicas de relaxamento. As atividades foram coordenadas pelos professores Josete Mazon e Cleber de Merdeiros, da Educação Física; Ivanir Thomé, da Enfermagem; e Ariete Minetto, da Fisioterapia. Na parte da tarde, a professora Neiva Jun, da Enfermagem; ministrou a palestra Cuidador do Portador de Alzheimer e participou de mesa redonda com a coordenadora regional da Abraz (Associação Brasileira de Alzheimer), Nádia Marisa Koche Nunes Souza.

Fonte: Comunicação Social:comunicacao@unesc.net

Por: Janete Trichês:jat@unesc.net 16 de setembro de 2010 às 15:39
Compartilhar Comente

Viva Melhor vai estar na Praça neste sábado para prestar orientação à população

O programa Viva Melhor Unesc estará na Praça Nereu Ramos, no centro da cidade de Criciúma, neste sábado (10/7) das 9 às 15h. A comunidade terá à sua disposição profissionais da área da Saúde fazendo avaliação física, medindo o percentual de gordura e o índice de massa corpórea. Segundo o professor Cleber Medeiros, do Grupo Extensão e Pesquisa em Exercício e Saúde, também será prestada orientação sobre exercícios físicos, para as pessoas interessadas em adotar um estilo de vida saudável, através da prática regular dos mesmos.

Fonte: Comunicação Social:comunicacao@unesc.net

Por: Janete Trichês:jat@unesc.net 09 de julho de 2010 às 15:24
Compartilhar Comente

Palestrante traz realidade do futebol moderno e aponta necessidade de mudanças no modelo brasileiro

Palestrante traz realidade do futebol moderno e aponta necessidade de mudanças no modelo brasileiro
Davi Carrer Mais imagens

O futebol no mundo vem evoluindo, ele vem se tornando um desporto de alto rendimento, com o conhecimento acadêmico inserido nele. A afirmação é do membro do Comitê Olímpico Internacional, professor doutor Antonio Carlos Gomes, em palestra durante o 2º Fórum de Futebol da Unesc. Gomes falou para os participantes do evento sobre “Organização e Planejamento do Clube de Futebol”. O palestrante foi o responsável pela estruturação do Atlético-PR e agora foi contratado para ser consultor do Corinthians.

 

Emoção X Ciência

 

“A emoção ainda rege o futebol no nosso país”, comentou Gomes. Ele destacou que o futebol no Brasil ainda resiste à ciência e ao conhecimento acadêmico. “Fui massacrado por falar em ciência no Atlético-PR”, lembrou. O palestrante enfatizou da necessidade de se trabalhar a ciência da organização, planejamento, metodologia e normas dentro de um clube. “Não basta levar um professor de Educação Física para dentro do clube, é preciso aproximá-lo da universidade e usar a academia para fazer pesquisas e explicar as dúvidas que aparecem dentro do futebol”, analisou.

 

Jogadores

 

Gomes ressaltou que o clube precisa se preocupar com a saúde física e mental do atleta. “Ele tem que ser local de educação e saúde, mas as pessoas não conseguem ver isso, eles só querem vem bons jogadores e resultados”, esclareceu.

 

Centro de Treinamento

 

“Precisamos acabar com a denominação CT (Centro de Treinamento) e começar a usar CF (Centro de Formação), pois um CT só precisa de técnico e bolas, mas o atleta precisa de muito mais que isso”, destacou.

 

Estádio

 

“Um estádio custa 600 milhões e funciona 30 dias. Isso tem que acabar”, opinou. Ele comentou que é preciso criar alternativas para as pessoas dentro do estádio, fazendo com que elas fiquem o maior número de horas lá dentro. “A partida de futebol tem que ser apenas mais um evento e não o único”, salientou.

 

Psicologia

 

“A Psicologia é muito importante, sei que muitos me questionam, mas não adianta, o maior psicólogo de um time é o treinador, o preparador físico”, alegou. O palestrante, entretanto, ressaltou a necessidade de um trabalho de psicólogos com o time e principalmente com a comissão técnica.

 

Fórum de Futebol

 

O Fórum continuaria amanhã com a palestra do secretário nacional de esporte de alto rendimento, professor Ricardo Leyser Gonçalves. Entretanto a palestra foi cancelada em virtude da agenda do secretário, que se comprometeu a vir em outra data a Criciúma. O evento é uma iniciativa do Gepes (Grupo de Extensão e Pesquisa em Exercício e Saúde) em parceria com curso de Educação Física e a UNAHCE (Unidade Acadêmica de Humanidades, Ciências e Educação).

Fonte: Comunicação Social:comunicacao@unesc.net

Por: Davi Carrer:dac@unesc.net 21 de junho de 2010 às 21:45
Compartilhar Comente